Desciclopédia:Sobre

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

O CONTEÚDO ABAIXO É SÉRIO!
Seja engraçado e não apenas idiota! Leia bem esse artigo antes de querer fazer merda.


A Desciclopédia é um site de humor debochado e seu conteúdo não deve ser levado a sério. Todas as nossas regras e políticas convergem para um só princípio, ser engraçado e não apenas idiota. É um princípio amoral, mas que implica numa ética subjacente. Significa que, no âmbito da Desciclopédia, só podem ter procedência as críticas que se refiram à qualidade divertida de um artigo. Não tem, portanto, nenhum sentido tentar defender os méritos morais ou artísticos de algo que você gosta (banda, filme, personalidade, programa, game etc.) e que tenha sido sacaneado num artigo da Desciclopédia. Essas coisas não interessam nem um honorável pouquinho aqui.

Nesse sentido, não há certo e errado – não tem relevância o politicamente correto ou incorreto. Aqui a moral que vigora é entre engraçado e sem-graça. Fosse isso seguido corretamente, a coisa funcionaria à perfeição. Mas na prática a teoria é outra. Primeiro, nem sempre é tão matemático diferenciar o engraçado do idiota. Segundo, um problema começa quando aqueles que se sentem ofendidos se põem a discutir usando paixões pessoais como argumentos. Se uma pessoa leva a sério e acredita em algo, tudo que zoe esse algo será idiota para ela. Mas a divisão entre engraçado e idiota tem de ser feita de forma impessoal.

Por exemplo, um site de pedofilia seria idiota e criminoso; um site que sacaneia Michael Jackson é engraçado. Um site neonazista seria idiota e criminoso; um que diz que Hitler foi o primeiro emo é engraçado. Politicagem não é engraçado; Lulanês é.

Aviso importante: Politicagem aqui NÃO, cazzo!
A Desciclopédia é um site de humor, logo, NINGUÉM aqui se importa com sua opinião sobre a TAM, o PUM ou o PAC. Seja engraçado e não apenas idiota.
Chiliquenta.png
Uma NAZI CHILIQUENTA passou por aqui.

Aqui é a Desciclopédia, não Nazipédia. Favor retirar toda e qualquer referência racista e sem-graça desse artigo. Seja engraçado e não apenas idiota.

Se for o caso, você pode e deve pôr predefinições dessa espécie e reclamar. Mas faniquitos e insultos por que sua banda ou filme preferido foram esculachados, serão zoados ou solenemente ignorados, a menos que você mostre de modo procedente, impessoal e convincente uma razão para que o artigo em questão seja considerado sem-graça.

Algumas características do humor

Não existe comicidade fora daquilo que é propriamente humano. Uma paisagem, por exemplo, pode ser bela, agradável, feia ou insignificante: mas jamais será risível. Um chapéu, por mais ridículo e espalhafatoso que seja, é muito mais engraçado na cabeça de alguém do que num cabide. Até mesmo as fábulas e piadas com animais só nos divertem porque imputamos aos bichos qualificações humanas.

Em segundo lugar, quase sempre é verdade que a paixão é o pior inimigo do humor. O riso e a emoção são incompatíveis. O meio natural da comicidade é a indiferença. Um comediante uma vez disse que a bunda de uma piada nunca é bonita: sempre há alguém que se deu mal, de quem zombamos. Ninguém se compadece da dor de quem escorrega numa casca de banana. Numa sociedade onde as pessoas só tivessem cabeça, ninguém choraria, mas talvez ainda se risse. Se todo mundo tivesse só coração, o riso seria impossível. A compaixão e o amor implicam em alguma estima pelo objeto; aquilo que odiamos, por algum aspecto nos preocupa e interessa (afinal, o ódio é uma das paixões). Aquilo de que zombamos, nos é, ao menos por um instante, indiferente.

Se você deixar sua simpatia correr livremente por um instante, e se interessar por tudo e todos, verá na mesma hora tudo ganhar peso. As coisas mais frívolas e insignificantes ganham contornos sérios, e uma certa gravidade surge na realidade de tudo. Agora, se você fizer o movimento contrário, e olhar a vida como espectador indiferente, verá na hora muitos dramas virarem comédia. P. ex.:

ArgentinaBandeiraCoca.jpg

Se você fosse ter pena ou simpatia pelo Maradona, essa piada não teria graça nenhuma. A paixão destrói o riso.

Isso não significa que seja impossível zombar de pessoas por quem sentimos afeição ou piedade. Só que, pra isso, você precisa esquecer e calar essa afeição por um momento. O riso exige uma anestesia momentânea dos sentimentos.

A raiva também parece emperrar o humor. Por isso uma das condições para ser engraçado e não apenas idiota é não expor raivinha pessoal nos artigos.

A indecência

A indecência é o tema cômico por excelência. E por indecência entenda-se não só o que expõe o sexo propriamente, mas que expõe toda aquela parte da nossa natureza que nos irmana com os outros animais. Desde que o mundo é mundo oscilamos entre exaltar e desdenhar essa parte de nós, e esse próprio movimento pode ser cômico.

Poucas pessoas lembram, mas irreverência, em termos religiosos, significa blasfêmia, falta de reverência. E também desde sempre a irreverência, junto com a sexualidade, a calúnia e a sátira, tem sido um aspecto do humor, seja ele escrito ou representado.

A sexualidade é o tema mais espontaneamente cômico de todos, e mescla-se naturalmente à calúnia. Com isso explica-se boa parte do humor, mas se você precisa que alguém lhe explique isso, provavelmente não vai achar graça nunca se difamarem a masculinidade do homem ou a probidez da mulher de quem você gosta.

Princípio da Iconoclastia Isonômica

Iconoclastia é o oposto de reverência; isonomia siginifica eqüidade de tratamento, a mesma lei para todos. Este princípio assegura que a Desciclopédia não tem preconceitos: zoamos todo mundo. Preconceituoso seria aliviar pra uns e pegar pesado com outros. E também que o que levamos a sério é a qualidade humana do humor escrito.

Raiva e amor são os piores inimigos da comicidade. Eles exigem crença – e quem acredita em algo, seja uma ideologia, um produto, um filme, uma novela, uma banda, um livro, seja lá o que for, não admite ver isso virar piada. É uma reação compreensível, mas fácil de qualificar como pessoal ou subjetiva. Dificilmente esse tipo de queixa pode se referir a alguma coisa que seja de fato idiota e não engraçada. Em geral, o aviso é dado já no começo do artigo, com a predefinição

264939.jpg
ATENÇÃO:
Simplesmente estamos cagando e andando para quem não gostar do conteúdo deste artigo e, por conseguinte, das opiniões e sugestões dos mesmos. We just couldn't care less.

Ou algo do tipo.

Entender isso é como aquela barra na entrada da montanha-russa: se não tem a altura mínima, você não pode andar; se não é capaz de entender isso, você não tem tamanho pra brincar na Desciclopédia.

Vingue-se. Com humor.

Ninguém aqui tá interessado se você é capitalista, comunista, cristão, emo, ateu, papainoelista ou algum caralho do tipo. Se você leu um artigo sobre o cristianismo e ficou puto da vida só por ser você ser cristão, não o vandalize, não seja retardado! Aproveite para zoar com os outros grupos. Faça piadas com os ateus, umbandistas, e com mais quem você quiser.

Respostas-Padrão

Cquote1.png Não gostou!? Clique em editar e melhore! Cquote2.png

Segue abaixo uma lista de respostas prontas para algumas situações típicas das páginas de discussão e queixas diretas. Todas são queixas FICTÍCIAS E MERAMENTE HIPOTÉTICAS, mas baseadas em fatos reais. Se a sua reclamação se assemelha a algo daí, leia a resposta correspondente.

"O (vocalista de banda ou ator tal) não é gay seus retardados ignorantes invejosos desocupados, vão se informar antes de sair falando merda seus cretinos".

Vide resposta aqui


"O mundo estaria melhor sem vocês, realmente, humor de quinta categoria [...]*, só vocês devem achar graça seus doentes etc. etc..."

  • Aqui ele compara o humor da Desciclopédia com tudo que concebe de mais idiota e sem-graça no gênero.

Resposta: Não teríamos como argumentar contra isso, pois uma pessoa capaz de pensar assim nos parece estar além da argumentação. Passe bem. (Obs: é fácil reconhecer opiniões desse tipo, pois costumam ser ventiladas com abundância de advérbios e adjetivos.)

"Ai ai, como é que vocês perdem o precioso tempo com coisinhas tão fúteis? Tsc tsc... é por isso que o Brasil não vai pra frente"

Resposta: Você tem todo o direito de nos achar fúteis, doentes, retardados, invejosos, desocupados, pragas da sociedade, malditos por Deus, atrasos do Brasil etc. etc. Direito de quem vive num país livre. Obrigado por sua opinião e passe bem.

"Tomara que esses cidadãos recuperem o bom senso e parem com essas frivolidades, e possam se tornar pessoas sérias e cidadãos respeitados e magnânimos como eu"

Resposta: Não temos intenção nenhuma de convencer do contrário quem acha que a Desciclopédia é frívola e inútil. Pois ela é. Seu propósito é divertir quem for capaz de se divertir com ela. Quem tiver de compor sinfonias, descobrir a cura do câncer, trabalhar pela paz, ou de algum outro modo fazer a humanidade mais feliz, que a ponha de lado. Esperamos um dia ser pessoas úteis à sociedade como o senhor, mas de preferência sem o ônus dos distúrbios pubertários de auto-estima e da necessidade de afirmação que o senhor parece possuir. Obrigado pela sua opinião e passe bem.

"Bando de invejosos!"

Resposta: Obrigado pela sua opinião. Esperaremos para daqui a alguns anos nova opinião, quando seu cosmos puder comportar outras explicações para o mundo além de inveja. Passe bem.

Como pensar com o cérebro e não com as tripas

Se você quer ser levado a sério na discussão, não deve falar com paixões exaltadas nem ser insultante.

Este texto pede a devida vênia a Henri Bergson, Giovanni Boccaccio e Leo Strauss.

Ver Também