Deserto Perdido

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Horus.jpg

Este artigo é egípcio! Ele foi escrito num pergaminho sagrado e seu escriba é um sacerdote mumificado.

Não profane este artigo, ou a maldição do Faraó irá cair sobre você!

Esse altigo é um esboço né?
Este esboço é tão pequeno quanto o produto de um japonês. Faça-o crescer.
Um dos petpets desse lugar.

O Deserto Perdido é mais uma das zonas de neopets conhecidas como mundos, é uma mistura cópia do Egito com a cidade do Aladin, se dividindo em duas cidades, o núcleo pobre e o núcleo rico do deserto, para descobrí-lo fizeram uma trama de caçar o Imhotep, que acabou gerando o script de um filme comercial hollywoodiano, só os dinossauros o fizeram, pois acabou mesmo antes do começo do site.

História[editar]

Arquivo:Bradolidollmania.png
Coltzan dizendo que você já encheu o saco dele a menos de 12 horas.

No início existia um país do oriente médio normal governado por um sultão bondoso que decepava mãos chamado Coltzan. Ele tinha um irmão invejoso, Imhotep que tentou matá-lo para conseguir se casar com sua sobrinha e controlar aquele lugar quente no meio do nada. Imhotep jogou seu irmão em uma manada de kaus, Coltzan virou um deus (?) abrindo uma tenda de macumba e Imhotep expulsou o sobrinho do reino (que não tem nome mas pode ser chamado de João Jubjub). Algum tempo depois Jubjub voltou com 40 ladrões e matou o tio, que amaldiçoou aquela cidade e virou uma múmia, na trama você devia despachar ele pro inferno de volta e assim salvar o Deserto, ainda que muitos não fizeram (ou ainda que todos não fizessem) o deserto foi salvo, fim.

Cidades[editar]

Qasala[editar]

Qasala é a antiga capital dessa porcaria, foi amaldiçoada por Imhotep que foi expulso da cidade por querer assassinar o sultão, desde então parecem ruínas quando se olha de longe mas está em perfeito estado na parte interior. Aqui ficam os servos e a escória, só possui uma loja interessante, a de papel de parede, e, como o resto dos lugares, você nunca irá conseguir entrar nas 4.251 casinhas iguais, só restando as lojas ou algum lugar inútil.

Sakhmet[editar]

Nesse lugar há várias estátuas de pets para se dizer que é um local movimentado, um palácio onde você não pode entrar e um monte de tendas inúteis e alguns joguinhos que são muito mais fáceis de acessar pela sala de jogos.

A Máquina de Frutas[editar]

Moisés Furry Um beduíno que mora lá.

Um estranho objeto criado em 1634 por Coltzan que queria arranjar formas alternativas de jogos de azar infantis onde você teoricamente gira uma roda e aparecem três beduínos segurando cartões, dependendo da quantidade de cartões iguais eles lhe dão um prêmio inútil, como um pincel fada. Só pode girar uma vez a cada dia do jogo, para que os jogadores cliquem em outros links aumentando o número de visualizações do site. Sabe-se lá como os beduínos conseguem se lembrar do rosto dos mais de 90.000 desocupados que usam aquilo.

Culinária[editar]

O Deserto Perdido possui uma culinária bastante rica e diversificada. Suas especialidades são pizza de areia, sanduíche de areia, churrasco de areia com molho de areia, biscoitos (tambem conhecidos como bolachas) de areia, bolo de areia, frutas de areia e para ajudar a descer tudo um suquinho de areia.

Cquote1.png Como é que alguem aguenta comer tanta areia?! Cquote2.png
Jogador noob de Neopets sobre a culinária do Deserto Perdido

Cquote1.png Acredite, existe coisa pior Cquote2.png
Neopet sobre a culinária do jogo em geral

Resto do Deserto[editar]

Possui um rio que vai ao sol, as pirâmides, o santuário onde Coltzan decepciona os que o visitam e um monte de joguinhos, só.

v d e h
Bem-vindo ao Neopets!