Desnotícias:Aberto o concurso para eleger as Sete Desgraças da cultura popular portuguesa

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

LISBOA, Portugal

A RTP, em conjunto com o Ministério da Cultura e a organização Turismo de Portugal, anunciou esta semana mais uma edição do celebrado concurso Sete Desgraças de Portugal, desta vez pedindo que o público português eleja as sete piores manifestações culturais feitas em território português, além de ganhar uns trocados a mais com os impostos dos contribuintes, ainda mais nesta crise em que ninguém tem dinheiro pra absolutamente nada.

Nesta edição, as manifestações culturais estão divididas em:

  1. Artesanato: Objeto produzido por um ou mais artesãos, feito em qualquer material visível, que representa a tradição cultural local de alguma forma. Isto já desqualifica itens como as máscaras de oxigênio de Grândola, entre outros itens da cultura alentejana.
  2. Lendas e Mitos: Narrativas fantasiosas transmitidas pela tradição oral através dos tempos. De caráter fantástico e/ou fictício, as lendas combinam fatos reais e históricos com fatos irreais que são meramente produto da imaginação aventuresca humana.
  3. Festas e Feiras: eventos de cariz tradicional, cultural, festivo, infantil, popular e religioso, que sejam organizados e celebrados de forma periódica (no máximo quatro anos de intervalo entre celebrações, logo, celebrações como um título do Sporting não podem ser candidatas nesta categoria) ou com organização anual. A Festa ou Feira deve representar uma tradição local e realizar-se de forma ininterrupta, isso quando não há epidemias, guerras ou outros eventos de força maior.
  4. Músicas e Danças: Fenómenos acústicos ou de movimento que nos remetam para uma origem popular. Incluem-se música ou dança folclórica de cariz popular. Não se inclui música ou dança erudita ou de cariz religioso, ou cânticos de claques de futebol.
  5. Rituais e Costumes: Conjunto de práticas consagradas por tradições ou normas que são observadas de forma invariável em certas cerimónias de cariz popular, religioso ou profano.
  6. Procissões e Romarias: Todas as peregrinações de cariz tradicional, religioso ou profano, que sejam organizadas e celebradas periodicamente, e que agreguem um conjunto de peregrinos que também podem envolver-se em eventos sociais como festejar, cantar, dançar ou depredar património público.
  7. Artefactos: Todos os objetos feitos pelo homem em qualquer material, que fornecem indicações sobre a época a que pertenceram e que sejam utilizados com cariz utilitário, quer para as vivências do quotidiano, quer para as funções produtivas.

As votações regionais começam no próximo dia 7, com as eleições das manifestações culturais dos Açores, arrastando-se até Novembro, onde finalmente serão descobertas quais as Sete Desgraças da Cultura Popular Portuguesa.


Fontes[editar]