Galícia Esporte Clube

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Aviso importante: Futebolismo aqui NÃO, cazzo!
A Desciclopédia é um site de humor, logo, NINGUÉM aqui se importa pra quem você torce, seja a Ponte Preta, o Paulínia, o Campinense ou o São Caetano. Seja engraçado e não apenas idiota.


Galícia Esporte Clube
Galícia.JPG
Brasão
Hino Granadeiro que só sabe dar o rabo
Nome Oficial Gay Lícia Esporte Clube
Origem Bandeira do Brasil Brasillink={{{3}}} Bahia Salvador
Apelidos Patolino
Torcedores Gays, emos e prostitutas
Torcidas Torcida Jovem Flor Delicada Galiciana
Fatos Inúteis
Mascote Patolino
Torcedor Ilustre Você
Estádio WTF?
Capacidade 0 Pessoas
Sede Puteiro
Presidente Tua avó
Coisas do Time
Treinador Tua mãe
Pior Jogador Nuvola apps core.png Você
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png Ninguém
Patrocinador Embasa
Time
Material Esportivo Riachuelo
Liga Campeonato Baiano
Divisão Não tem
Títulos {{{títulos}}}
Ranking Nacional ...
Uniformes



Cquote1.png Você quis dizer: Gay Delícia Cquote2.png
Google sobre Galícia Esporte Clube
Cquote1.png HAHAHAHAHAHAHA Cquote2.png
Torcida do Ypiranga sobre Galícia
Cquote1.png BUÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ Cquote2.png
Torcida do Bahia sobre Galícia
Cquote1.png Aaaaai que Galícia porra, ai que Galícia, aaaaaaai caralho Cquote2.png
Pai de família sobre Galícia Esporte Clube
Cquote1.png Esse é mais um time que já foi grande no passado mas que hoje vive às custas do Vitória Cquote2.png
Qualquer um que entenda de futebol sobre Galícia
Cquote1.png Meu sonho é voltar pra elite Cquote2.png
Galícia sobre Campeonato Baiano
Cquote1.png E se voltasse não adiantaria nada, seria outro freguês meu Cquote2.png
Vitória sobre Galícia
Cquote1.png Eles são toureiros? Cquote2.png
Guria Retardada após ouvir o hino do Galícia
Cquote1.png Oceis num dumina toro porra ninhuma, é nóis qui broca oceis! Cquote2.png
Torcedor do Fluminense de Feira sobre Galícia
Cquote1.png Não vai subir ninguém! Não vai subir ninguém! Cquote2.png
Capitão Nascimento sobre Galícia
Cquote1.png ISTO NON ECZISTE!!! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre torcida do Galícia

Galícia Esporte Clube é um timeco sem nada para se orgulhar, criado em 1933 por um bando de toureiros vagabundos que haviam acabado de chegar da Espanha. O Galícia, ou Gay Lícia, só tem como orgulho o fato de ter sido o primeiro tricampeão baiano, o que ocorreu em 1.000 a.C. E hoje, Bahia e Vitória já superaram esse "recorde" mais de uma vez, e outros recordes como ganhar do Galícia por 20 anos consecutivos.

O Galícia usa as cores do rival, o Bahia, porém se denomina azulino, (Ou Patolino, que é o mascote do clube). O clube nunca rivalisou com o Vitória. Pelo contrário, esse é mais um dos times que é sustentado pelo rubro-negro baiano, juntamente com o Botafogo Sport Club e o Esporte Clube Ypiranga.

História[editar]

O Galícia foi um time tradicional da Bahia no começo do século XX, afinal não haviam times bons naquele estado, quiçá futebol, seja lá o que realmente jogavam, de modo que o Galícia conquistou títulos estaduais todos na época do amadorismo.

Depois de um longo período de glórias (ou não), o Galícia começou a despencar no final dos anos 90, até cair pra segundona do Baiano em 1999 e sumir do mapa e falir, chegando até mesmo a perder pro pior time do Nordeste naquele ano. A partir dali, o Galícia começou a mofar e não tinha macumba que desse jeito de tirar o time do fundo do poço baiano.

Após vários anos chafurdando na segunda divisão baiana, totalmente falido, quando chegou mais perto de se classificar para a elite do estadual, em 2007, o Galícia só não conseguiria acesso se o Leônico perdesse por 10 a 0 e isso claro que aconteceu, pois é o Leônico!

Finalmente, em 2013, o time conseguiu sair da segunda divisão estadual, sendo campeão sobre a Catuense. Voltou à elite já descendo porrada no menor time do Brasil, ganhando de virada do mesmo em plena Fonte Nova por 2 a 1, no dia 9 de fevereiro de 2014. A torcida, que reapareceu do nada, já estava soltando título de campeão antecipado, mas convenhamos, até o Íbis se jogasse com o Bahia faria uns 10 gols ou mais... Por isso o Galícia continuou sua rotina de ser só figurante no cenário baiano.

Atualmente o Galícia é sustentado pelo Vitória. Obviamente, o leão está pouco se fodendo pra esse timeco de segunda do estadual, e só tem essa aliança para mostrar o poder e o controle que o time exerce na Bahia. O Galícia só existe porque o Vitória tá segurando ele e porque o Ypiranga não ia ter quem sacanear caso o Patolino acabasse.

Rivalidade[editar]

Esse seria o maior medo de um galiciano, se existisse algum.

O principal rival do Gay Lícia é o Ypiranga. Na época em que ainda era um timaço, o Ypiranga dava pau no Galícia direto, mas hoje é tão ruim quanto o Patolino da Bahia.

Outro rival é o Bahia, mas essa bosta aí é inofensiva, o Galícia vencia com facilidade, até na época em que o Jahia roubava. Com esse timeco, ele protagoniza o famoso clássico dos coloridos.

E a torcida?[editar]

A gigantesca torcida do Galícia. Essa foi a maior média dos torcedores nos estádios ano passado

O Galícia detinha a sexta maior torcida da Bahia, respectivamente: Bahia, Vitória, Ypiranga, Fluminense de Feira, Bahia de Feira, e, por fim, GAY LÍCIA. Até que o time voltou a elite estadual (uma longa história, que explicaremos abaixo) e passou a ter a terceira maior torcida isolada, sabe Deus porquê.

Entre os anos de 1933 e 1960, o Galícia tinha, junto ao Ypiranga e ao Botafogo de Salvador, a maior torcida da Bahia. Naquela época, o número de homossexuais era muito pequeno, portanto a torcida do Bahia praticamente não existia, e o Vitória só viria a se tornar profissional no ano de 1953 com 20 anos de atraso para os demais clubes.

Logo após o último estadual do Galícia, em 1968, o time enfrentaria um grande jejum e sua torcida começaria a desaparecer. Depois que o Galícia foi disputar a segunda divisão baiana nos gramados do Acre, a torcida sumiu de vez, só voltando a dar suas caras em 2013, após a volta do Galícia para a primeira divisão baiana com o título, e agora já parece crescer mais que a torcida de um certo timinho falido aí....

O torcedor mais ilustre da equipe é Roque n'Roll de Ó Pai, Ó.

Hino[editar]

Torcedoras do Galícia... mas não pense que todas são deliciosas assim!

O hino do Gay Lícia é cantado num ritmo de música espanhola (o que é meio óbvio):

Gay Lícia, Gay Lícia, Gay Lícia,
Estuprado há gerações
Granadeiro que só faz tomar no rabo
Clube fudido e cheio de ladrões...
O Gay Lícia não tem nem uma história,
No futebol ele é a escória,
Salve, Salve,
O negão aliciando
O desgosto de todo baiano!

Um, dois, três...
Granadeiros tão viadões!
Um, dois, três...
Patolino sem raça nem tradições!

O Gay Lícia tem caso com um toureiro
Que toureia com muita valentia
Que ordenha qualquer touro, na arena
Fazendo sempre amor com uma galinha!

Os sofredores do Gay Lícia são desonestos
Ordenham touros muito animados
Mete lá dentro Gay Lícia eles gritam
Mostrando a todos que ele são uns viados
Mete na frente Gay Lícia, mais lá dentro
Desanime que a derrota já é nossa
Mete na frente Gay Lícia, no prostíbulo
Mete na frente que a derrota já é nossa,
Mete na frente Gay Lícia, no prostíbulo
Mete na frente que a derrota já é nossa!

Títulos do Galícia[editar]

Eis a lista de títulos do "demolidor de campeões" (até parece):

  • Campeonato Baiano 5 vezes (1937, 1941, 1942, 1943, 1968)
  • Segunda divisão do campeonato baiano 2 vezes (1985, 1988)
  • Torneio Início da Bahia 9 vezes (1935, 1936, 1939, 1945, 1946, 1950, 1954, 1957, 1960)
  • Torneio Antônio Carlos Magalhães 1 vez (1970)

Então me respondam, como um time desse pode ser considerado um "demolidor de campeões"? A melhor campanha do Galícia na Série A do Campeonato Brasileiro foi em 1981, quando ficou em 25º lugar.