Instituto Brasileiro de Dados Inventados

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gráfico gerado após expensivos estudos da equipe de pesquisas do IBDI

O Instituto Brasileiro de Dados Inventados fundado em sociedade entre Juscelino Kubitschek e Roberto Marinho em 1959 é a instituição mais citada por jornalistas e marqueteiros brasileiros que dependem de estatísticas coerentes que sejam favoráveis para o reforço no argumento de suas baboseiras midiáticas.

Criado para criar estatísticas improváveis para convencer a população brasileira de que mudar a capital para Brasília, o IBDI criou uma forte tradição em seus dados que até os dias atuais são muito usados em matérias jornalísticas, campanhas políticas, marketing de produtos e pela wikipédia, que em 2008 tentou comprar as ações do instituto para que conseguisse o monopólio das informações improváveis.

O IBDI nos dias atuais de hoje em dia[editar]

Atualmente o IBDI é mantido por diversas empresas de mídia e publicidade, além disso suas pesquisas de extrema relevância para a sociedade são contratadas por outros institutos, como o BOPE IBOPE e o Datafoda-se, que durante os processos eleitorais não conseguem suprir a demanda por pesquisas de opinião.

Além disso, o IBDI disponibiliza dados gerais que são muito usados por blogs que não têm condições de pagar pelas pesquisas.

Recentemente, após uma oferta hostil da Wikipédia, que queria comprar o instituto, foi formalizada uma parceria entre o IBDI e a Desciclopédia para que as maiores mentes descíclopes participassem dos trabalhos de pesquisa, dando maior credibilidade aos dados. Esta parceria foi firmada na presença do representante-mór da Desciclopédia, Doutor Roberto que num surto de euforia disse Cquote1.png ... Cquote2.png.