Mirassol Futebol Clube

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Discionario em png.PNG O Descionário possui um verbete sobre Sexto gol do Mirassol
Mirassol Futebol Clube
Escudo do Mirassol.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Miragem Futebol Clube
Origem link={{{3}}} São Paulo - Mirassol
Apelidos Amarelão, Timeco
Torcedores 23, contando com o cara que vende pipoca no estádio
Torcidas Torcida Desorganizada Quermesse de Mirassol
Fatos Inúteis
Mascote Saco de esterco
Torcedor Ilustre
Estádio Estádio Municipal Colheita de Milho
Capacidade 100 pessoas e 240 caixas de hortifruti
Sede Meio do mato
Presidente Vanderlei, o da sauna gay
Coisas do Time
Treinador Dono da quitanda
Pior Jogador Nuvola apps core.png Vagner
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png Xuxa, tá lá desde aquele vareio no Palmares
Patrocinador Feira do milho e sacolão do seu pereira
Time
Material Esportivo Feito com sacos de milho
Liga Campeonato Paulista
Divisão Série A7, e caindo
Títulos 1° Prêmio Globo Rural
Ranking Nacional
Uniformes



Cquote1.png Você quis dizer: Festa do Milho Cquote2.png
Google sobre Mirassol Futebol Clube
Cquote1.png Você quis dizer: Bananas de Pijamas Cquote2.png
Google sobre Mirassol Futebol Clube
Cquote1.png Experimente também: Quermesse Cquote2.png
Sugestão do Google para Mirassol Futebol Clube
Cquote1.png Mais um clube Co-irmão! Cquote2.png
Federação Paulista de Futebol sobre após receber sua parte na renda do jogo entre Mirassol x Corinthians
Cquote1.png Ganharam porque fomos roubados ... Cquote2.png
torcedor da Ferroviária sobre os confrontos contra o Mirassol
Cquote1.png "El color de la camiseta me lembra de los equipos brasileños... Cquote2.png
Verón sobre sobre o uniforme do Mirassol
Cquote1.png Nós temos medo! MUITO MEDO! Cquote2.png
Palmeirenses sobre Mirassol

Mirassol Futebol Clube é um clube de futebol [carece de fontes], arremesso de pé de frango, organização de quermesses e corrida de saco de batatas da cidade de Mirassol, interior de São Paulo. É um time do mato, por isso quando joga na cidade se assusta, vai embora e perde por W.O.

História[editar]

Fundação[editar]

O Mirassol Futebol Clube surgiu no ano de 1905 durante a colheita da safra de cana-de-açúcar na cidade de mesmo nome. Preocupado com a baixa nos preços, o usineiro e prefeito da cidade resolve doar uma parte da fazenda para o pároco local organizar a quermesse tradicional com a desculpa de arrecadar fundos para a Igreja e evitar demissões em massa. Porém, o fazendeiro não sabia que o pároco era um Agente FIFA disfarçado, que construiu no local um campo de futebol e recrutou meia-dúzias de bóias-frias e alguns coroinhas para formar o clube da cidade, tentando revelar algum talento para o futebol mundial. Além disso, o time ficou responsável pela organização das quermesses da cidade.

Com o tempo, a equipe foi descobrindo seu verdadeiro talento: no ano de 1911, participa pela primeira vez do Campeonato Norte-Paulista de Corrida de Saco de Batata, faturando o título inédito com quebra do recorde mundial da competição, com Nhô Chico completando o percurso em menos de 4 horas e meia.

Primeira vez no profissionalismo[editar]

Com o tempo, o dinheiro em caixa do clube foi aumentando, e em 1951 resolve participar pela primeira vez do Super Campeonato Paulista Rural de Futebol, mas termina a competição apenas em 43º lugar.

Década de 1990[editar]

Na década de 1990, o time é privilegiado com seu ingresso na Copa Farah (dizem as más línguas devido ao fato das estreitas ligações de seus antigos fundadores com a FIFA).

Década de 2000[editar]

Mascote do Mirassol.

O Mirassol por longos 7 anos (2000 a 2007) fica perambulando nas divisões inferiores do campeonato paulista, sempre fracassando na Série A2 e as vezes até rebaixando para a A3.

2010[editar]

Consegue finalmente o acesso à primeira divisão da competição, conseguindo a proeza de empatar com o Corinthians em pleno Morumbi. Apesar de também tomar um histórico gol do Ronaldo Fenômeno já gordo e lento no Pacaembu, que só não entrou com bola e tudo por que teve humildade.

Série D de 2011 e 2012[editar]

Em 2011 teve uma boa campanha no paulistão ficando em sétimo lugar, o que é o máximo que um time desconhecido como Mirassol pode conquistar, de maneira a garantir vaga na Série D daquele ano. Eliminando Juventude pelo caminho, teve a trajetória interrompida pelo Oeste de Itápolis no duelo que ficou conhecido como "O melhor dos menores", onde o Mirassol ficou com a pior.

Já em 2012 fez campanha pífia na quarta divisão nacional a qual classificou com uma mera nona posição estadual, terminou a Série D na lanterna do grupo. O fracasso do time em 2012 já dava todos sinais da decadência do clube que culminaria no ano seguinte.

Paulistão 2013[editar]

Com um time horrível, o Mirassol em 2013 perdeu pra todo mundo e foi fatalmente rebaixado naquele ano. Destaque porém para o jogo contra o Palmares, quando os jogadores do Mirassol vestidos de pamonha, possuídos pelo capeta, bateu a piroca na grama e fez 6x2 no medíocre time de segunda que acha que tem história.

Paulistão 2018[editar]

Serventes de pedreiro contratados pelo Mirassol sendo apresentados na hora do almoço.

Para disputar o Paulistão de 2018, o Mirassol contratou reforços de peso para seu elenco, botando suas esperanças de permanecer na A1 no arroz Rosalito e na Kodilar Alimentos.

Estádio[editar]

Visão Geral dos arredores do estádio do Mirassol.

O estádio do Mirassol sempre permaneceu no mesmo lugar desde sua fundação, no meio de um canavial. Algumas arquibancadas de madeira de caixa de uva foram construídas com o acesso do time à primeira divisão, mas com o suborno pago aos bombeiros, o time manda seus jogos nesse lugar mesmo. A capacidade é de 300 torcedores, 45 vendedores de milho verde, 4 cachorros e 2 guardas noturnos. O nome do local, segundo lendas antigas, deriva da lendária passagem de Dercy Gonçalves pela região, que ao ver um jogador travesti, teria gritado: "**********! Esse perna-de-pau é José ou Maria?". O nome pegou entre os caipiras nativos e até hoje o estádio detêm o nome de José Maria, em mais um grande mistério da humanidade.

Escudo[editar]

O escudo do Mirassol foi uma cópia do escudo do América de Rio Preto bem sucedida. Porém, devido às grandes conquistas na corrida de saco de batata e do arremesso de esterco e o fraco desempenho no futebol, o time ganhou o apelido de "amarelão", cor que está presente tanto no escudo quanto no uniforme do Mirassol

Uniforme[editar]

Juiz devidamente trajado com o uniforme do Mirassol, exibindo orgulhoso sua carteirinha de sócio-sofredor

Como citado anteriormente, o apelido de "amarelão" ganhou fama no Mirassol, e assim essa cor foi adotada no uniforme oficial da equipe, que ficou conhecida dessa forma por vários apelidos, principalmente "Banana Split". Outra hipótese é a de que Clodovil, na tentativa de mais um patrocínio de clube em São Paulo, tenha sugerido a ideia do uniforme rosa, mas esta sugestão foi considerada como cópia pela torcida do São Paulo.

Hino[editar]

O hino foi composto com a chegada do primeiro rádio de pilha na cidade, no ano 2000. A gravação só foi disponível com a chegada do primeiro microfone e gravador de fita cassete, em 2007. A letra foi elaborada por Mazzaroppi e Chico Bento. A canção caiu no gosto das crianças, que até hoje cantam com alegra a letra: Batatinha quando joga, se desmancha e cai no chão. Mirassol Futebol Clube é leoa ou é leão?

Títulos[editar]

  • 89 títulos de arremesso de esterco
  • 76 títulos do Campeonato do Norte Paulista de Corrida de Saco de Batata.
  • 3 Títulos da Copa Farah da Oitava Divisão - Chave Amarela - Distrital de Votuporanga
  • 1 Título de Melhor Quermesse do Estado de São Paulo (1976)
  • 1 Vice-campeonato da Copa Farah - Série A2
  • 1 copa dos pé de pato série w
  • 6 a 2 no palmeiras