Negritar

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
1centavotriste.png Negritar não serve pra porra nenhuma!

Se você estiver disposto a perder seu tempo com esta porcaria, vá em frente. Só que não venha reclamar dizendo que perdeu tempo, senão a chapa esquenta, morô?!


NOTA: Talvez seja melhor ir ver o Filme do Pelé.


Cquote1.svg Negritar, eu sou seu pai!! Cquote2.svg
Darth Vader sobre Negritar

Cquote1.svg Eu não entendo! Cquote2.svg
Michael Jackson sobre negritar
Cquote1.svg Ôoooooo uoooou! Cquote2.svg
Olodum sobre negritar


Negritar é o ato de tornar negro e faz parte de um movimento ideológico inaugurado por Darth Vader. Tem influência em várias áreas culturais, como música, dança, linguística, artes plásticas, entre outras.

Surgimento[editar]

Darth Vader espalhando a mensagem do movimento

A negritação, ato de negritar, surgiu nos anos 80, quando Darth Vader resolver levar toda a humanidade para o Lado Negro da Força, um projeto cultural que reunia toda a comunidade negra estadunidense. Apoiado por vários artistas, ele conseguiu reunir fundos e comprar um grande rádio-gravador. A partir daí ele começou a vagar pelas ruas de Nova Iorque e espalhar a sua nova ideologia e a sua mensagem.

Década de ouro[editar]

A década de 80 foi o período em que se atingiu o auge da negritação, pois Darth Vader estava em alta com os seus filmes intergaláticos, e ainda tinha apoio de artistas como Stevie Wonder, C&C Music Factory, James Brown, Carl Douglas, Michael Jackson e Bob Marley. Com imensos outdoors que espalhavam a mensagem Venha para o Lado Negro da Força e o sucesso de várias músicas como I Got the Power, I Wish, Kung Fu Fighting, Moonwalker, Stir it upe The Payback, o movimento começou a se espalhar pelo norte dos EUA até alcançar o Canadá, de onde onde foi lançado para todos os cantos do mundo. Tipo Broadcasting.

Cquote1.svg Hey ya! Blue bang it! Alô, gigga nigga, hey yo! Aqui é o seu DJ favorito, Black Vader. Cquote2.svg
Darth Vader apresentando programa de rádio ligado ao movimento de negritação, no Canadá

O espalhamento da mensagem[editar]

Meses depois de Darth Vader assumir um programa de rádio no Canadá, no qual se dedicava a espalhar a sua mensagem, o movimento negritista sofreu um grande baque: Michael Jackson, negro negritista, começou um tratamento de clareamento da pele. Isso gerou muita polêmica, fazendo com que a negritação caísse em situação de descrédito. Mas não abatido, Darth Vader continuou com sua campanha, tanto pelo rádio, como pela rua com seu SoundSystem 3000 no ombro, chamando a galera para absorver a mensagem. Isso garantiu ao movimento adeptos de peso como Cuba Gooding Jr., Eddie Murphy, Papai Noel, Jim Carrey(???) e Oswald Tucson Cruisier, que mais tarde seria conhecido como Nêgo Doido, um negro aposentado, possuidor de um avião teco-teco, que sobrevoava regiões com um cartaz onde se encontrava escrito Venha para o Lado Negro da Força.


Desdobramentos modernos do movimento[editar]

O movimento influencia ainda hoje a cultura e a política de muitos países. A eleição do presidente Barack Obama nos EUA faz parte de um processo longo de negritação. No Brasil, vertentes dos movimento negritacionais difundem artes como a Capoeira, o Hip-Hop, a Umbanda, o Rap; e ideias como a do Bolsa-Família. Na África, alguns países aceitaram muito bem o movimento, porém a negritação não foi muito difundida. Diferentemente aconteceu em Portugal e no Japão, em que as vertentes da negritação relativas ao rap e ao funk tiveram grandes progressos.

Métodos de negritação[editar]

Método de negritação por HTML
  • Através do rap:consiste em mandar a mensagem. Yo! Brow, hey Ya!
    • Cquote1.svg Você fica e a mensagem vai... vai... vai. Cquote2.svg
      Bêbado da praça sobre negritação
  • Através da cultura hip-hop: consiste em reunir a galera pra curtir um black(não o cigarro, porque cigarro é Marlboro mesmo) e fazer uns break dance.
  • Através de músicas:Soul,Funk,Jazz, etc.
  • Através de práticas culturais:Capoeira,Umbanda,etc.
  • Através do HTML:consiste em desenhar os símbolos <B> e </B> em volta de um grupo de pessoas.