h4Ck3d!

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Discionario em png.PNG O Descionário possui um verbete sobre Vandalismo

Cquote1.svg seus viados,chuck norris vai acabar com vocês Cquote2.svg
eu sobre vandalismo
Cquote1.svg chuck norris é um pau no cu,viado,emo,ele que va chupar pinto Cquote2.svg
Anonymous sobre comentario acima
Cquote1.svg Pra mim essa porra toda num passa de vandalismo e um monte de merda Cquote2.svg
Você sobre Esse Artigo
Cquote1.svg Eu tenho medo Cquote2.svg
Regina sobre Esse artigo
Cquote1.svg Utilizando o seu navegador em modo anônimo não deixamos rastros!!!Agora sim, podemos vandalizar a Desciclopídia!!! Cquote2.svg
Eu sobre Vandalismo
Nemli.jpg


v d e h
Vândalos, vandalismo e vandalização
Artigo vandalizado - Artigos criados através de um texto da Wikipédia trazido para a Desciclopédia com leves alterações cômicas - Vandalismo - Vandalização abstrata - Vandalização albanesa - Vandalização anti-vandalização - Vandalização apaixonada - Vandalização branqueadora - Vandalização branqueadora acidental - Vandalização atualidades - Vandalização canadense - Vandalização citadina - Vandalização copiadora - Vandalização "Desista de uma vez!" - Vandalização francesa - Vandalização futebolística - Vandalização teste ou por <nowiki> - Vandalização geral - Vandalização gramsciana - Vandalização grega - Vandalização Imagem Exemplo - Vandalização inversa - Vandalização Justificativa - Vandalização de melhorias - Vandalização mexicana - Vandalização predefinitória - Vandalização privada - Vandalização rosa - Vandalização russa - Vandalização tcheca - Vândalos da madrugada - Wikipédia Chuck-Norris -Chute-.gif
Gtfomyinternet.jpgEste usuário foi BANIDO por ser um completo idiota.
Você pode colaborar aprendendo com os erros dele.
Não faça igual a ele, ou as consequências serão terríveis pra você.


Predefinição:Espandir

Predefinição:Indeciso Predefinição:Sei lá

Vandalize a partir daqui

O Anônimo CHUPA ROLA E DÁ O CÚ!!! Anônimo Ama Richalyson Anônimo Ama Richalyson Anônimo Ama Richalyson Anônimo Ama Richalyson v vv Anônimo Ama Richalyson v--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão)20h02min de 26 de novembro de 2013 (BRST) Usuário:Rei do Mundo/ass 20h02min 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)YAHOOOO {{cor|blue|Lately, I've been, I've been losing sleep Dreaming about the things that we could be But baby, I've been, I've been praying hard Said no more counting dollars We'll be counting stars Yeah, we'll be counting stars I see this life, like a swinging vine Swing my heart across the line And in my face is flashing signs Seek it out and ye shall find Old, but I'm not that old Young, but I'm not that bold And I don't think the world is sold On just doing what we're told gvyxvyewrwxwye de 26 de novembro de 2013 (BRST) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)YAHOOOO {{cor|blue|Lately, I've been, I've been losing sleep Dreaming about the things that we could be But baby, I've been, I've been praying hard Said no more counting dollars We'll be counting stars Yeah, we'll be counting stars I see this life, like a swinging vine Swing my heart across the line And in my face is flashing signs Seek it out and ye shall find Old, but I'm not that old Young, but I'm not that bold And I don't think the world is sold On just doing what we're told (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)YAHOOOO Lately, I've been, I've been losing sleep Dreaming about the things that we could be But baby, I've been, I've been praying hard Said no more counting dollars We'll be counting stars Yeah, we'll be counting stars I see this life, like a swinging vine Swing my heart across the line And in my face is flashing signs Seek it out and ye shall find Old, but I'm not that old Young, but I'm not that bold And I don't think the world is sold On just doing what we're told I feel something so right Doing the wrong thing And I feel something so wrong Doing the right thing I couldn't lie, couldn't lie, couldn't lie Everything that kills me makes me feel alive Lately, I've been, I've been losing sleep Dreaming about the things that we could be But baby, I've been, I've been praying hard Said no more counting dollars We'll be counting stars Lately, I've been, I've been losing sleep Dreaming about the things we could be But baby, I've been, I've been praying hard Said no more counting dollars We'll be, we'll be counting stars Yeah I feel your love and I feel it burn Down this river, every turn Hope is our four-letter word Make that money, watch it burn Old, but I'm not that old Young, but I'm not that bold And I don't think the world is sold On just doing what we're told And I feel something so wrong Doing the right thing I couldn't lie, couldn't lie, couldn't lie Everything that drowns me makes me wanna fly Lately, I've been, I've been losing sleep Dreaming about the things that we could be But baby, I've been, I've been praying hard Said no more counting dollars We'll be counting stars Lately, I've been, I've been losing sleep Dreaming about the things that we could be But baby, I've been, I've been praying hard Said no more counting dollars We'll be, we'll be counting stars Oh, take that money, watch it burn Sink in the river the lessons I've learned Take that money, watch it burn Sink in the river the lessons I've learned Take that money, watch it burn Sink in the river the lessons I've learned Take that money, watch it burn Sink in the river the lessons I've learned Everything that kills me Makes me feel alive Lately, I've been, I've been losing sleep Dreaming about the things that we could be But baby, I've been, I've been praying hard Said no more counting dollars We'll be counting stars Lately, I've been, I've been losing sleep Dreaming about the things that we could be But baby, I've been, I've been praying hard Said no more counting dollars We'll be, we'll be counting stars Take that money, watch it burn Sink in the river the lessons I've learned Take that money, watch it burn Sink in the river the lessons I've learned Take that money, watch it burn Sink in the river the lessons I've learned Take that money, watch it burn Sink in the river the lessons I've learned Anônimo Ama RichalysonASDFGHJKLÇ YGNFEWRFGWEGWTEn

Memeup.jpg

v v


The Script você também vai querer seguir o roteiro.

sábado, 16 de junho de 2007 Shrek Terceiro (Shrek Third, EUA, 2007)


•Walkers Br• Join Featured Latest Wiki Polls Quizzes Shared Folder SHREK 2 ROTEIRO COMPLETO PT-BR

gustavo

March 24

7 3 SHREK 2 COMPLETO LEGENDADO PT-BR

Era uma vez, num reino

muito, muito longe,

o rei e a rainha foram

abençoados com uma linda bebé.

E por todo o reino,

todos estavam felizes...

Até que o sol se pôs

e eles viram que a sua filha tinha

sido amaldiçoada com um terrível feitiço

que se manifestava todas as noites.

Desesperados, eles procuraram a

ajuda de uma fada madrinha

que lhes disse para trancarem

a jovem princesa numa torre,

para aí o beijo...

do belo Príncipe Encantado.

Seria ele que se aventuraria

na perigosa viagem

através de frios extremos

e desertos escaldantes

viajando durante muitos dias

e muitas noites,

arriscando a vida e membro

para chegar à fortaleza do Dragão.

Porque ele era o mais corajoso,

e o mais belo...

em todo o reino.

E estava destinado que o seu beijo

iria quebrar a terrível maldição.

Sozinho ele subiria ao mais alto quarto

da mais alta torre

para entrar nos aposentos da princesa,

dirigindo-se até à sua silhueta adormecida,

afastar as cortinas de diáfano

VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX'VENDO BUNDAPHONE GRÁTIS NO OLX para encontrá-la...

O que é?

- Princesa... Fiona?

- Não!

Oh, graças a Deus.

Onde é que ela está?

- Está em Lua-de-mel.

- Lua-de-mel? Com quem?

Então ela disse,

qual é o problema, querido?

Qual é que é o problema?

Eu não sei

Bem, talvez eu esteja apaixonado

Penso sobre isso,

todo o tempo eu penso nisso

Não consigo parar de pensar nisso

Quanto mais tempo

irei levar para curar isto?

Só para curá-lo,

pois não posso ignorá-lo

E se é amor, amor

Dá-me vontade de me voltar

e enfrentar-me

Mas eu não sei nada

sobre o amor

Oh, vá lá, vá lá

Vira um pouco mais rápido

Vá lá, vá lá

O mundo irá seguir depois

Vá lá, vá lá

Todos perseguem o amor

Por isso eu disse

Eu sou uma bola de neve a rolar

Entrando nesta Primavera

que traz todo este amor

Derretendo sob céus azuis

acorrentada à luz do sol

Amor cintilante

Bem, querida, eu rendo-me

Ao gelado de morango

O nunca acabar de todo este amor

Bem, não era a minha intenção

Mas não há como fugir ao teu amor

Estes relâmpagos significam

que nunca estamos sozinhos

Nunca sós, não, não

Vá lá, vá lá

Salta um pouco mais alto

Vá lá, vá lá

Se te sentires um pouco mais leve

Vá lá, vá lá

Estivemos outrora apaixonados

Estivemos acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus
amogus

Acidentalmente

Estou apaixonado, estou apaixonado,

estou apaixonado, estou apaixonado

Estou apaixonado, estou apaixonado

Acidentalmente apaixonado Estou apaixonado

É tão bom estar em casa!

Só tu e eu e...

- Dois pode ser tão mau como um...

- Burro?

Shrek! Fiona! Bons olhos os vejam!

Dá cá um abraço, Shrek,

sua velha máquina do amor.

E olha para ti, Senhora Shrek.

Que tal um torrão de açúcar para o corcel?

Burro, o que estás aqui a fazer?

Estava só a tomar conta

do teu ninho do amor por ti.

Oh, queres dizer tipo... separar

o correio e regar as plantas?

- Sim, e alimentar os peixes também!

- Eu não tenho nenhuns peixes.

Agora tens. Eu chamo aquele Shrek

e ao outro Fiona.

Aquele Shrek é um malandro.

Anda cá seu...

Olha para as horas.

Acho que é melhor ires andando.

Não queres contar-me sobre a tua viagem?

E que tal um jogo de Parcheesi?

Cu | MercadoLivre.com.brhttps://lista.mercadolivre.com.br › cu Encontre Cu no MercadoLivre.com.br! Entre e conheça as nossas incriveis ofertas. Descubra a melhor forma de comprar online. Vende Se Cu Encontre Vende Se Cu no MercadoLivre.com.br! Entre e ... Vendo Meu Cu (usado) Encontre Vendo Meu Cu (usado) - Acessórios para Veículos no ... Teu Cu Encontre Teu Cu no MercadoLivre.com.br! Entre e conheça as ... Cu Encontre Cu - Instrumentos Musicais no MercadoLivre.com.br! Vende Se Cu Feminino Encontre Vende Se Cu Feminino no MercadoLivre.com.br! Mais resultados de mercadolivre.com.br »

Cú | MercadoLivre.com.brhttps://lista.mercadolivre.com.br › cú Encontre Cú no MercadoLivre.com.br! Entre e conheça as nossas incriveis ofertas. ... 2pcs Roupa Interior Masculina Transparente Ver Através De Cu.

Avaliação: 4,7 · ‎66 votos · ‎R$ 7,00 · ‎Em estoque

Cu De Mulher | MercadoLivre.com.brhttps://lista.mercadolivre.com.br › cu-de-mulher Encontre Cu De Mulher no MercadoLivre.com.br! Entre e conheça as nossas incriveis ofertas. ... Peruca Moda Feminina Sexy Full Franja Peruca Curta Peruca Cu.

Cu De Borracha | MercadoLivre.com.brhttps://lista.mercadolivre.com.br › cu-de-borracha Encontre Cu De Borracha no MercadoLivre.com.br! Entre e conheça as nossas incriveis ofertas. Descubra a melhor forma de comprar online.

Vende Se Cu | MercadoLivre.com.br - Celulareshttps://celulares.mercadolivre.com.br › iphone › 32-a-64-gb Encontre Vende Se Cu - Apple 32 a 63 GB no MercadoLivre.com.br. Descubra a melhor forma de comprar online. Aproveite o frete grátis pelo ...

Avaliação: 4,6 · ‎3.098 votos

Cú Eca | MercadoLivre.com.brhttps://lista.mercadolivre.com.br › cú-eca Encontre Cú Eca no MercadoLivre.com.br! Entre e conheça as nossas incriveis ofertas. ... Caneca Divertida Teu Cu Unicórnio Indelicado - Mega Promoção.

Avaliação: 4,7 · ‎66 votos

Vende Se Cu | MercadoLivre.com.br - Informáticahttps://informatica.mercadolivre.com.br › usado › vend... Encontre Vende Se Cu - PC de Mesa Computador Usado no MercadoLivre.com.br. Descubra a melhor forma de comprar online. Aproveite o frete grátis pelo ... Pesquisas relacionadas quanto custa valor do cobre mercado livre cupom 1 2 3 4 5 6 7 8 Mais Cu | MercadoLivre.com.brhttps://lista.mercadolivre.com.br › cu Encontre Cu no MercadoLivre.com.br! Entre e conheça as nossas incriveis ofertas. Descubra a melhor forma de comprar online. Vende Se Cu Encontre Vende Se Cu no MercadoLivre.com.br! Entre e ... Vendo Meu Cu (usado) Encontre Vendo Meu Cu (usado) - Acessórios para Veículos no ... Teu Cu Encontre Teu Cu no MercadoLivre.com.br! Entre e conheça as ... Cu Encontre Cu - Instrumentos Musicais no MercadoLivre.com.br! Vende Se Cu Feminino Encontre Vende Se Cu Feminino no MercadoLivre.com.br! Mais resultados de mercadolivre.com.br »

Cú | MercadoLivre.com.brhttps://lista.mercadolivre.com.br › cú Encontre Cú no MercadoLivre.com.br! Entre e conheça as nossas incriveis ofertas. ... 2pcs Roupa Interior Masculina Transparente Ver Através De Cu.

Avaliação: 4,7 · ‎66 votos · ‎R$ 7,00 · ‎Em estoque

Cu De Mulher | MercadoLivre.com.brhttps://lista.mercadolivre.com.br › cu-de-mulher Encontre Cu De Mulher no MercadoLivre.com.br! Entre e conheça as nossas incriveis ofertas. ... Peruca Moda Feminina Sexy Full Franja Peruca Curta Peruca Cu.

Cu De Borracha | MercadoLivre.com.brhttps://lista.mercadolivre.com.br › cu-de-borracha Encontre Cu De Borracha no MercadoLivre.com.br! Entre e conheça as nossas incriveis ofertas. Descubra a melhor forma de comprar online.

Vende Se Cu | MercadoLivre.com.br - Celulareshttps://celulares.mercadolivre.com.br › iphone › 32-a-64-gb Encontre Vende Se Cu - Apple 32 a 63 GB no MercadoLivre.com.br. Descubra a melhor forma de comprar online. Aproveite o frete grátis pelo ...

Avaliação: 4,6 · ‎3.098 votos

Cú Eca | MercadoLivre.com.brhttps://lista.mercadolivre.com.br › cú-eca Encontre Cú Eca no MercadoLivre.com.br! Entre e conheça as nossas incriveis ofertas. ... Caneca Divertida Teu Cu Unicórnio Indelicado - Mega Promoção.

Avaliação: 4,7 · ‎66 votos

Vende Se Cu | MercadoLivre.com.br - Informáticahttps://informatica.mercadolivre.com.br › usado › vend... Encontre Vende Se Cu - PC de Mesa Computador Usado no MercadoLivre.com.br. Descubra a melhor forma de comprar online. Aproveite o frete grátis pelo ... Pesquisas relacionadas quanto custa valor do cobre mercado livre cupom 1 2 3 4 5 6 7 8 Mais

Mas Burro, não deverias

estar em casa com a Dragona?

Oh, sim, isso.

Eu não sei. Ela tem andado

rabugenta ultimamente.

Então pensei em mudar-me

para cá com vocês.

Burro, tu sabes que ficamos

sempre contentes por te ver.

Mas a Fiona e eu estamos casados agora.

Precisamos de algum tempinho,

tu sabes, para estarmos juntos.

Só um com o outro.

Sozinhos.

Não digas mais nada. Não têm

que se preocupar com nada.

Estarei sempre aqui para assegurar

que ninguém vos incomoda.

- Burro!

- Sim, companheiro?

Estás a incomodar-me.

{{cor|green|

Todas
VídeosNotíciasImagensShoppingMais
Ferramentas
Aproximadamente 3.950.000 resultados (0,46 segundos)
Safe And Sound
Capital Cities
I could lift you up
I could show you what you want to see
And take you where you want to be
You could be my luck
Even if the sky is falling down
I know that we'll be safe and sound
We're safe and sound
I could fill your cup
You know my river won't evaporate
This world we still appreciate
You could be my luck
Even in a hurricane of frowns
I know that we'll be safe and sound (safe and sound)
We're safe and sound (safe and sound)
We're safe and sound (Hold your ground)
We're safe and sound (safe and sound)
I could show you love
In a tidal wave of mystery
You'll still be standing next to me
You could be my luck
Even if we're six feet underground
I know that we'll be safe and sound
We're safe and sound
I could lift you up
I could show you what you want to see
And take you where you want to be
You could be my luck
Even if the sky is falling down
I know that we'll be safe and sound
I could lift you up
I could show you what you want to see
And take you where you want to be
You could be my luck
Even if the sky is falling down
I know that we'll be safe and sound
We're safe and sound
We're safe and sound
We're safe and sound
We're safe and sound (safe and sound)
We're safe and sound (safe and sound)
We're safe and sound (Hold your ground)
We're safe and sound (safe and sound) We're safe and sound
Fonte: LyricFind
Compositores: Ryan Merchant / Sebu Simonian
Letra de Safe And Sound © Sony/ATV Music Publishing LLC

Safe And Sound - Capital Cities - LETRAS.MUS.BRhttps://www.letras.mus.br › capital-cities
Capital Cities - Safe And Sound (Letra e música para ouvir) - I could show you love / In a tidal wave of mystery / You'll still be standing next to me / You ...

SAFE AND SOUND (TRADUÇÃO) - Capital Cities - Letrashttps://www.letras.mus.br › ... › Safe And Sound
Capital Cities - Safe And Sound (tradução) (Letra e música para ouvir) - I could show you love / In a tidal wave of mystery / You'll still be standing next ...

Safe And Sound (tradução) - Capital Cities - VAGALUMEhttps://www.vagalume.com.br › safe-and-sound-traducao
Letra, tradução e música de Safe And Sound de Capital Cities - Você poderia ser a minha sorte / Mesmo que o céu esteja caindo / Sei que estaremos sãos ...

Safe And Sound - Capital Cities - VAGALUMEhttps://www.vagalume.com.br › capital-cities › safe-and...
Letra, tradução e música de Safe And Sound de Capital Cities - You could be my luck / Even if the sky is falling down / I know that we'll be safe and ...
Vídeos

VISUALIZAÇÃO
3:49
Safe And Sound - Capital Cities (Lyrics)
YouTube · SuperbLyrics
11 de set. de 2020

VISUALIZAÇÃO
3:14
Capital Cities - Safe and Sound (lyrics)
YouTube · mykie253
23 de nov. de 2013

VISUALIZAÇÃO
3:13
Capital Cities - Safe and Sound || (Lyrics / Sub. Español)
YouTube · otro canal más
18 de abr. de 2020
Ver tudo

Safe And Sound – Capital Cities - Como cantar inglêshttps://www.cantaringles.com › C › Capital Cities
N° Como se canta Letra Original Tradução
1 ai kûd lêft iú âp I could lift you up Eu poderia levantar você
2 ai kûd xou iú uát iú uant t’u si I could show you what you... Eu poderia lhe mostrar o qu...
3 end t’eik iú uér iú uant t’u bi And take you where you wa... E levar você aonde você qui...
Ver mais 40 linhas

Safe and Sound | Capital Cities | Tradução - LETRAShttps://www.letras.com.br › ... › alternativo › capital cities
Tradução da letra da música Safe and Sound de Capital Cities - Eu poderia te levantar / Eu poderia te mostrar o que você quer ver / E te levar onde você ...

Capital Cities — Safe And Sound letra e traduçãohttps://ptlyrics.com › Capital Cities
A página contém a letra e a tradução em português da música "Safe And Sound" de Capital Cities. Letra. I could lift you up. I could show you what ...

Safe And Sound (letra da música) - Zendaya - CIFRA CLUBhttps://m.cifraclub.com.br › zendaya-coleman › letra
Letra da música Safe And Sound - Zendaya. Aprenda a tocar no Cifra Club - seu site de cifras, tablaturas e videoaulas.

Capital Cities - Safe and Sound Traduçãohttps://www.quedeletras.com › musicas › capital-cities
Safe and Sound Tradução Letra Capital Cities ouvir musicas e video Lyrics em Português. ... I know that we'll be safe and sound. I could fill your cup.
Pesquisas relacionadas
safe and sound letra tradução
safe and sound - taylor cifra
safe and sound (tradução)
safe and sound capital cities
safe and sound slowed
safe and sound remix
safe and sound rebelution
safe and sound legendado
1
2
3
4
5
6
7
8
9
Mais

Todas VídeosNotíciasImagensShoppingMais Ferramentas Aproximadamente 3.950.000 resultados (0,46 segundos) Safe And Sound Capital Cities I could lift you up I could show you what you want to see And take you where you want to be You could be my luck Even if the sky is falling down I know that we'll be safe and sound We're safe and sound I could fill your cup You know my river won't evaporate This world we still appreciate You could be my luck Even in a hurricane of frowns I know that we'll be safe and sound (safe and sound) We're safe and sound (safe and sound) We're safe and sound (Hold your ground) We're safe and sound (safe and sound) I could show you love In a tidal wave of mystery You'll still be standing next to me You could be my luck Even if we're six feet underground I know that we'll be safe and sound We're safe and sound I could lift you up I could show you what you want to see And take you where you want to be You could be my luck Even if the sky is falling down I know that we'll be safe and sound I could lift you up I could show you what you want to see And take you where you want to be You could be my luck Even if the sky is falling down I know that we'll be safe and sound We're safe and sound We're safe and sound We're safe and sound We're safe and sound (safe and sound) We're safe and sound (safe and sound) We're safe and sound (Hold your ground) We're safe and sound (safe and sound) We're safe and sound Fonte: LyricFind Compositores: Ryan Merchant / Sebu Simonian Letra de Safe And Sound © Sony/ATV Music Publishing LLC

Safe And Sound - Capital Cities - LETRAS.MUS.BRhttps://www.letras.mus.br › capital-cities Capital Cities - Safe And Sound (Letra e música para ouvir) - I could show you love / In a tidal wave of mystery / You'll still be standing next to me / You ...

SAFE AND SOUND (TRADUÇÃO) - Capital Cities - Letrashttps://www.letras.mus.br › ... › Safe And Sound Capital Cities - Safe And Sound (tradução) (Letra e música para ouvir) - I could show you love / In a tidal wave of mystery / You'll still be standing next ...

Safe And Sound (tradução) - Capital Cities - VAGALUMEhttps://www.vagalume.com.br › safe-and-sound-traducao Letra, tradução e música de Safe And Sound de Capital Cities - Você poderia ser a minha sorte / Mesmo que o céu esteja caindo / Sei que estaremos sãos ...

Safe And Sound - Capital Cities - VAGALUMEhttps://www.vagalume.com.br › capital-cities › safe-and... Letra, tradução e música de Safe And Sound de Capital Cities - You could be my luck / Even if the sky is falling down / I know that we'll be safe and ... Vídeos

VISUALIZAÇÃO 3:49 Safe And Sound - Capital Cities (Lyrics) YouTube · SuperbLyrics 11 de set. de 2020

VISUALIZAÇÃO 3:14 Capital Cities - Safe and Sound (lyrics) YouTube · mykie253 23 de nov. de 2013

VISUALIZAÇÃO 3:13 Capital Cities - Safe and Sound || (Lyrics / Sub. Español) YouTube · otro canal más 18 de abr. de 2020 Ver tudo

Safe And Sound – Capital Cities - Como cantar inglêshttps://www.cantaringles.com › C › Capital Cities N° Como se canta Letra Original Tradução 1 ai kûd lêft iú âp I could lift you up Eu poderia levantar você 2 ai kûd xou iú uát iú uant t’u si I could show you what you... Eu poderia lhe mostrar o qu... 3 end t’eik iú uér iú uant t’u bi And take you where you wa... E levar você aonde você qui... Ver mais 40 linhas

Safe and Sound | Capital Cities | Tradução - LETRAShttps://www.letras.com.br › ... › alternativo › capital cities Tradução da letra da música Safe and Sound de Capital Cities - Eu poderia te levantar / Eu poderia te mostrar o que você quer ver / E te levar onde você ...

Capital Cities — Safe And Sound letra e traduçãohttps://ptlyrics.com › Capital Cities A página contém a letra e a tradução em português da música "Safe And Sound" de Capital Cities. Letra. I could lift you up. I could show you what ...

Safe And Sound (letra da música) - Zendaya - CIFRA CLUBhttps://m.cifraclub.com.br › zendaya-coleman › letra Letra da música Safe And Sound - Zendaya. Aprenda a tocar no Cifra Club - seu site de cifras, tablaturas e videoaulas.

Capital Cities - Safe and Sound Traduçãohttps://www.quedeletras.com › musicas › capital-cities Safe and Sound Tradução Letra Capital Cities ouvir musicas e video Lyrics em Português. ... I know that we'll be safe and sound. I could fill your cup. Pesquisas relacionadas safe and sound letra tradução safe and sound - taylor cifra safe and sound (tradução) safe and sound capital cities safe and sound slowed safe and sound remix safe and sound rebelution safe and sound legendado 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Mais

[҉̬̲̳̟̙͍͈̦͓̲͇̲̥̜̠͐͊̓̃̎̍̂̽̄̿̇̏̄̄͛̅͊s҉̵̸͈͖̮̗̠̦͙̫̥͚̣̱̘͕̬̙͇̲̤̳̗̣̠̣̭͍̱̗̤̳̖̙̯̬̳̲̲̦̖̘̪̫̮͚̤̪̭̘̳̲̩̲̫̜̥̮͙͎͍͍̅̍̏́̿̃̌̒͒̂̒̾̃̀̀̀̍̉̑͛͗̋̋̑̇̅̀̍̒̀̉̌͌͊̅̽̽̔̂̆͑̽̀͐͐͆͗̉ͅͅͅ

VENDO DISCO VOADOR NO OLX

Eu e o Pinocchio íamos a um torneio

de qualquer forma, por isso... Em março deste ano, o Flamengo em parceria com a NBS lançou um comercial para atrair sócios torcedores para o clube, entretanto a campanha foi suspensa pelo Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar).

O comercial destacava a frase "Isso aqui é Flamengo" e tinha o objetivo de mostrar o amor dos torcedores pelo time por meio de imagens. Em uma delas, mãos seguravam corações que escorriam sangue, em outra, o torcedor se banhava em tinta vermelha, por conta da cor principal do escudo do clube. No fim do vídeo de 81 segundos, em alusão ao mundial conquistado pela equipe carioca, a frase destacada acima aparecia queimando ao fogo de uma tocha erguida por um torcedor.

Durante o lançamento, pessoas debateram nas redes sociais se o comercial incitava a violência. A campanha foi criticada até por alguns torcedores do clube, que diziam que a propaganda soou de forma agressiva e que era negativa para o Flamengo..ةيلوحكلا تاجتنملل ةيراجتلا تانالعإلا يف صاخ لكشب اًساسح نوكيس يذلاو - لافطألل اًمهم اًرمأ ناويح دوجو نوكي نأ نكمي ، رانوكل ةبسنلاب

.ةيلمعلا حتفت ةحوللا لعج امم ، ءانغ دسأ ةينالعإلا ةعطقلل ناك

."|ɐɯıʋɐ - ɓʋıɓɐʞɔɐd ʍəʋ əɔı 15" ةلمح سمأ رانوك فقوأ ، عامجإلاب


Nanny1.jpg Atenção pirralhada Criançada!

Se você é fã de Artigo vandalizado, o problema é seu! Não adianta bagunçar o artigo, pois a Nanny11.jpg está de olho! E se ainda mesmo assim você aprontar, ela vai lhe colocar para chorar no cantinho da disciplina!

Crianca-1.jpg
Nanny1.jpg Atenção pirralhada Criançada!

Se você é fã de Artigo vandalizado, o problema é seu! Não adianta bagunçar o artigo, pois a Nanny11.jpg está de olho! E se ainda mesmo assim você aprontar, ela vai lhe colocar para chorar no cantinho da disciplina!

Crianca-1.jpg
Fairy Tail por Hiro Mashima
v d e h
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg
DistúrbiosUSA2020.jpg

Talvez vos veja no Domingo para

um churrasco ou qualquer coisa.

Ele ficará bem. Agora,

onde é que nós estávamos?

Oh.

Acho que me lembro.

Burro!

Eu sei, eu sei! Sozinhos!

Estou a ir! Estou a ir.

Mas o que queres

que diga a estes tipos?

Já chega, Reggie.

"Querida Princesa Fiona.

"Está desta forma convocada

para o Reino de Muito, Muito Longe

"para um baile real

em celebração do seu casamento

"no qual o rei

"dará a sua bênção real...

a si e ao seu...

"hum... Príncipe Encantado."

"Com Amor, o Rei e a Rainha

de Muito, Muito Longe.

"Também conhecidos como

Mamã e Papá."

A Mamã e o Papá? - Príncipe Encantado?

- Baile Real? Posso ir?

- Nós não vamos.

- O quê?

Que dizer, não achas

que eles ficariam um pouco...

... chocados em te verem assim?

Bem, eles podem ficar

um pouco surpreendidos.

Mas eles são os meus pais,

Shrek. Eles adoram-me.

E não te preocupes.

Eles também vão adorar-te.

Pois, sim.

De algum modo não acho que

serei bem-vindo no clube regional.

Pára com isso.

Eles não são assim.

Então como é que explicas o Sargento Pomposo

e a Banda das Calças Janotas?

Oh, vá lá! Dá-lhes pelo menos uma hipótese.

Para fazer o quê? Afiar as suas forquilhas?

Não! Eles só querem

dar-te a sua bênção.

Oh, fantástico.

Agora preciso da bênção deles?

Se queres fazer parte

desta família, sim!

Quem disse que queria

fazer parte desta família?

Tu disseste! Quando casaste comigo!

Bem, aí estão umas belas

letras miudinhas!

Então é isso?

Tu não vens?

Acredita. Isso é uma má ideia.

Não vamos! E ponto final!

Vamos lá!

Não queremos apanhar trânsito!

Não te preocupes!

Nós cuidamos de tudo.

Ei, esperem por mim.

Dá-lhe! Mexe-te! Em frente!

Em frente, mexe-te! Em frente!

Coirão! Mexe-te!

Em frente!

Mexe-te! Mexe-te!

Em frente! Coirão!

Monta-os! Mexe-te!

Em frente! Mexe-te! Coirão!

Arrasa-os! Acaba com eles!

Fá-los em chá! Paga-lhes um copo!

Conhece as mães deles!

Tira-lhes o leite todo!

Coirão!

- Já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Ainda não.

- Ok, já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Sim.

- A sério?

- Não!

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Ainda não!

- Já chegámos?

- Não!

Já chegámos?

Não tem piada. É muito imaturo.

É por isto que ninguém gosta de ogres.

Tu é que ficas a perder!

- Eu vou parar de falar.

- Finalmente!

Isto está a demorar imenso, Shrek.

Nem há filme de viagem nem nada.

O Reino de Muito, Muito Longe, Burro.

É para onde nós vamos.

Muito, muito...

... longe!

Ok, Ok, já percebi.

Estou só tão aborrecido.

Bem, encontra uma maneira

de te entreteres.

Durante cinco minutos...

Podias deixar de ser tu próprio...

... durante cinco minutos!

Já chegámos?

- Sim!

- Finalmente!

Uau!

Vai ser só desejos de champanhe e

sonhos de caviar a partir de agora.

Olá jeitosas!

Nós vimos busca-las mais logo!

Tenho que mudar para uma cidade https://www.youtube.com/watch?v=pAUdurOzao que seja certa para mim

Definitivamente,

já não estamos no pântano.

Pára!

Bem, falo disso, falo disso,

falo disso, falo disso

Ei, olhem todos!

Falo sobre, falo sobre mudar...

Olá senhoras! Bonito dia

para um cortejo, eh? Belo chapéu.

Piscinas!

Estrelas de cinema!

Anunciando o tão esperado retorno

da bela Princesa Fiona

e do seu novo marido.

Bem, é agora.

- É agora.

- É agora.

É agora.

Hum... Porque não vão andando?

Eu estaciono o carro.

Então...

... ainda achas que foi boa ideia?

É claro! Olha, a Mamã e o Papá

parecem felizes por nos verem.

- Quem raio são eles?

- Acho que é a nossa pequena.

Aquela não é pequena!

É mesmo um grande problema.

Ela não devia beijar o Príncipe

Encantado e quebrar o feitiço?

Bom, ele não é um Príncipe Encantado,

mas eles parecem...

Contente?

Nós viemos, já os vimos...

Agora vamos embora antes que

eles acendam as tochas.

- São os meus pais!

- Eles trancaram-te numa torre!

Ei! Isso foi para meu próprio...

Bem! É a nossa oportunidade. Voltamos

para dentro e fingimos que não estamos.

Harold, temos de ser...

Rápido! Enquanto não estão a olhar

nós podemos safar-nos daqui.

Shrek, já chega!

Vai ser tudo...

Um desastre!

De maneira nenhuma...

- Tu consegues.

- Mas realmente eu...

- Realmente...

- não... quero... estar...

Aqui!

Mamã... Papá...

Quero que conheçam o meu marido...

Shrek.

Bem, hum...

Agora percebo de onde

vem a beleza da Fiona.

Perdão.

Melhor para fora que para dentro,

é o que sempre digo, eh, Fiona?

Esta foi boa.

Parece que não...

Que é isso de "não está na lista"?

Não me digas que não sabes quem sou.

Como estão todos?

Obrigado por esperarem.

- Foi difícil encontrar este lugar.

- Não! Não! Burro mau. Mau. Fora!

Não, papá! Está tudo bem.

Ele está connosco.

- Ele ajudou a resgatar-me do dragão.

- Sou eu: O nobre corcel.

Empregado! Que tal uma

tigela para o corcel?

Oh, não!

- Shrek?

- Sim?

Oh, desculpa!

Sopa deliciosa, Sra. R.

Não, não. Querido.

Oh!

Então Fiona, conta-nos

como é o lugar onde moras.

Bem...

O Shrek possui as suas próprias terras.

- Não é querido?

- Oh, sim.

É numa floresta encantada

onde abundam esquilos

e pequenos patinhos giros e...

O quê?

De certeza que não estás

a falar do pântano.

Um ogre dum pântano.

Oh, que original!

Suponho que seja um bom lugar

para criarem as crianças.

É um pouco cedo

para pensar nisso, não é?

- De facto. Acabei de começar a comer.

- Harold!

- O que quer dizer com isso?

- Papá, é óptimo, ok?

- Para o seu tipo, sim!

- O meu tipo?

Tenho de ir à casa de banho.

- O jantar está servido.

- Deixem lá. Eu aguento.

Bon Appetit!

Oh, comida mexicana!

A minha favorita!

Não fiquemos sentados com

o estômago a roer. Ataquem.

Aqui vou eu, Lillian.

Suponho que os netos que

posso esperar de si seriam...

Ogres, sim!

Não que haja nada de mal nisso.

Certo, Harold?

Oh, não! Não! Claro que não!

Isto é, assumindo que vocês não

comam os vossos próprios filhos!

Pai!

Oh não, preferimos os que foram

trancados numa torre!

- Shrek, por favor!

- Só fiz isso porque a amo.

Oh sim, uma creche ou um castelo

guardado por um dragão!

Você nunca entenderia.

Não é o pai dela!

É tão bom ter a família

reunida para o jantar.

- Harold!

- Shrek!

- Fiona!

- Fiona!

- Mamã!

- Harold...

Burro!

As tuas lágrimas derramadas

chamaram por mim

Então, aqui vai o meu doce remédio

Eu sei o que todas

as princesas precisam

Para viverem a vida feliz...

Oh, meu Deus.

Oh, olha para ti.

Estás toda...

... crescida.

- Quem és tu?

- Oh, doçura!

Sou a tua Fada-Madrinha.

- Eu tenho uma Fada-Madrinha?

- Shh, shhh.

Não te preocupes.

Estou aqui para melhorar tudo.

Apenas com um...

Aceno da minha varinha mágica

Os teus problemas em breve desaparecerão

Com apenas um gesto e um brilho

arrasarás um príncipe com imenso dinheiro

Um vestido bem caro

feito somente por ratos

Uns sapatinhos de cristal

e sem mais stress

As tuas preocupações desaparecerão,

a tua alma será limpa

Confia nos teus amigos móveis

Ajudamos-te a lançar uma nova moda

- Ponho-te bela, ponho-te incrível!

- O tipo de rapariga que um príncipe gostaria!

Eles vão escrever o teu nome

na parede da casa de banho...

"Para felicidade eterna,

telefone à Fiona!"

Uma carruagem desportiva para o estilo,

Um motorista bem sexy, Kyle.

Elimino os teus defeitos, perda de dentes

as coxas de celulite desaparecerão

E oh, mas que raio!

Toma um cão frisado!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Batom, sombra, blush para

apanhares o príncipe com rabo sexy

Dia de sorte, "buffet" de borrachos.

Tu e o príncipe dão uma cambalhota no feno.

Podes dar uma volta na lua

com o príncipe ao som da música

Não sejas reles, estarás fabulosa

O teu príncipe terá uma barriga firme

Soufflé de queijo, Dia dos Namorados

Come galinha "fricassé"!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Parem!

Olhe...

Muito obrigado,

Fada Madrinha,

mas não preciso realmente

disto tudo.

- Muito bem. Como queiras.

- Também não gostávamos de ti.

Fiona? Fiona?

Oh! Arranjaste um cachorrinho?

No meu quarto só encontrei champô.

Ah, uh...

Fada Madrinha, móveis...

Quero que conheçam o meu marido, Shrek.

Teu marido? O quê? O que é que disseste?

Quando é que isso aconteceu?

O Shrek foi quem me salvou.

- Mas isso não pode estar certo.

- Óptimo, mais familiares!

Ela só está a tentar ajudar.

Boa! Ela pode-nos ajudar a fazer as malas.

Querida agarra o teu casaco. Vamos embora.

- O quê?

- Eu não quero partir.

Quando é que decidiste isto?

- Pouco depois de chegarmos.

- Olha, desculpa-me...

Não, está tudo bem.

Eu tenho de ir na mesma.

Mas lembra-te, querida.

Se alguma vez precisares de mim...

A felicidade...

está apenas a uma lágrima

de distância.

Obrigado, mas nós temos toda

a felicidade que precisamos.

Felizes, felizes, felizes...

Estou a ver.

Vamos embora, Kyle.

Muito giro, Shrek.

O que foi? Eu disse-te que

vir aqui era má ideia.

Podias pelo menos ter tentado

relacionares-te com o meu pai.

Eu não penso que iria ter

a bênção do Papá,

mesmo se eu a quisesse.

Não achas que seria gentil se alguém

me perguntasse o que quero?

Claro. Queres que faça

as malas por ti?

És inacreditável!

Estás a portar-te como...

- Vamos! Diz!

- Como um ogre!

Aqui tens uma notícia nova para ti!

Quer os teus pais gostem ou não...

Eu sou um ogre!

E adivinha princesa?

Isso não está para mudar.

Eu mudei por ti, Shrek.

Pensa sobre isso.

Essa foi mesmo suave, Shrek.

"Eu sou um Ogre!"

Eu sabia que isto ia acontecer.

Claro.

Foste tu que começaste.

Não posso acreditar nisso, Lillian.

Ele é que é ogre. Não eu.

Harold, acho que estás a levar

isto muito a peito.

Esta foi a escolha da Fiona.

Mas ela devia escolher o príncipe

que nós escolhemos para ela.

Quero dizer, esperas que eu dê

a minha bênção a esta... coisa?

A Fiona espera. E ela nunca te

perdoará se não o fizeres.

Harold, eu não quero perder

a minha filha outra vez.

Oh, tu ages como se o amor

fosse totalmente previsível.

Não te lembras de quando

nós éramos jovens?

Costumávamos passear

à beira do lago dos lírios e...

- ... eles estavam a florir.

- O nosso primeiro beijo.

Não é a mesma coisa!

Eu acho que tu ainda não percebeste que

a nossa filha casou com um monstro!

Oh, pára de ser um rei tão dramático.

Está bem! Finge que não há

nada de errado.

La, di, da, di, da!

Está tudo maravilhoso!

Gostava de saber

como é que podia ficar ainda pior.

Olá, Harold.

- O que é que aconteceu?

- Nada, querida!

É só a minha velha ferida

das cruzadas a fazer das suas!

Vou só esticá-la

aqui fora por um bocado.

É melhor entrares.

Precisamos de conversar.

Na verdade, Fada Madrinha,

ia agora deitar-me.

Já tomei os meus comprimidos e eles

põem-me um bocado sonolento.

Então, e se... tornássemos isto

numa visita rápida. O quê?

Ah, olá.

Então, novidades?

Lembras-te do meu filho,

o Príncipe Encantado?

Encantado, és tu? Meu deus!

Já lá vão anos.

Quando é que voltaste?

Ah, a cerca de cinco minutos atrás,

na verdade.

Depois de suportar furacões,

desertos ardentes...

subi ao quarto mais alto

na torre mais alta...

A mamã trata disto.

Ele suportou furacões,

desertos ardentes!

Ele subiu ao mais alto maldito quarto

da mais alta maldita torre...

E o que é que ele encontrou?

Um tipo de lobo travesti que lhe

contou que a sua princesa...

- Se eu puder...

- Já estava casada.

Não foi por culpa minha.

Ele não chegou lá a tempo.

Parem a carruagem!

Harold.

Estás a forçar-me a fazer

algo que não queria fazer.

Onde é que estamos?

Olá, bem vindos ao Frei Gorducho.

Posso anotar seu pedido?

A minha dieta está arruinada.

Espero que esteja feliz. Eh... ok.

Duas sandes Renascença,

sem maionese... anéis de chili...

- Eu quero o Menu Medieval.

- Sim, um Menu Medieval e, Harold...

- Fritos Enrolados?

- Não, Obrigado.

- Um Taco de *** fermentada, então?

- A sério que não quero nada.

O seu pedido Fada Madrinha.

E isto vem com o Menu Medieval.

Toma lá querido.

Fizemos um acordo, Harold. E presumo que

não quer que eu volte atrás na minha parte.

De facto, não.

Então, a Fiona e o Encantado

vão ficar juntos.

- Sim.

- Acredita em mim, Harold. É o que é melhor.

Não apenas para a tua filha...

... mas para o teu Reino.

O que é que é suposto

eu fazer acerca disso?

Usa a tua imaginação.

Oh...

Entre, Sua Majestade.

Eu gosto da minha cidade

Com uma pequena gota de veneno

Ninguém sabe...

Desculpe.

Eu conheço-o?

Não, deve estar a confundir-me

com outra pessoa.

Uh... desculpe.

Estou à procura da Meia-irmã Feia.

Ah! Aí está. Certo.

Sabe, eu precisava que

tratassem da saúde de alguém.

- Quem é o gajo?

- Bem, não é um gajo, digamos.

Ele é um ogre.

Ei, amigo, deixe-me dar-lhe

uma dica.

Existe apenas um tipo capaz de lidar com

um trabalho desses, e, sinceramente...

... ele não gosta de ser incomodado.

Onde o posso encontrar?

Olá?

Quem se atreve a entrar no meu quarto?

Desculpe! Espero não estar a interromper mas

disseram-me que é consigo que tenho de falar

sobre um problema com um ogre?

Disseram-lhe bem.

Mas para isso,

eu cobro bastante dinheiro.

Será... que isto chega?

Acabou de contratar os meus

valiosos serviços, Sua Majestade.

Diga-me apenas onde

eu posso encontrar esse ogre.

Todos me dizem,

Que me estou a ir abaixo

Todos me dizem,

tens que o largar

Tens que o largar

Preciso de dormir um pouco.

É tempo de descansar o cavalo

Estou demasiado envolvido.

E as rodas continuam a rolar

Todos me dizem,

tens que o largar

Querido Cavaleiro,

eu rezo para que aceite

esta lembrança como sinal

da minha gratidão.

Querido diário...

A Bela Adormecida vai dar

uma festa de pijama amanhã à noite,

mas o Pai diz que não posso ir.

Ele nunca me deixa sair depois do pôr-do-sol.

O Papá disse-me que vou para fora

por uns tempos.

Deve ser como alguma

escola de aperfeiçoamento.

A Mãe diz que quando

tiver idade suficiente,

o meu belo Príncipe Encantado

vai resgatar-me da minha torre

e trazer-me de volta

para a minha família.

E viveremos todos

felizes para sempre.

Senhora Fiona Encantado.

Senhora Fiona Encantado.

Desculpe. Espero não estar

a interromper nada.

Não, não. Eu estava só a ler...

hum... um livro aterrador.

Esperava que me desculpasses pelo meu

comportamento deplorável de há pouco.

- Ok...

- Eu não sei o que me deu.

Achas que podíamos fingir que não

se passou nada e começarmos de novo...

- Olhe, Sua Majestade, eu só...

- Por favor. Chama-me Pai.

Pai. Nós agimos ambos

como ogres.

Talvez só precisemos de algum tempo

para conhecermo-nos.

Excelente ideia! Na realidade esperava que te

juntasses a mim para uma caçada matinal.

Um tempinho pai-filho?

Eu sei que isso iria significar

imenso para a Fiona.

Digamos, 7:30

ao pé do velho carvalho?

Aceita-o, Burro!

Estamos perdidos.

Não podemos estar perdidos. Seguimos

as direcções do Rei minuciosamente.

O que disse ele? "Vão em direcção

à parte mais escura do bosque..."

"Passem pelas árvores sinistras

com galhos assustadores."

- O arbusto em forma de Shirley Bassey!

- Já o passámos 3 vezes!

Foste tu quem disse para

não perguntarmos pelo caminho.

Oh, esplêndido. A minha hipótese de

acertar as coisas com o pai da Fiona

e acabo perdido

na floresta contigo!

Não fiques ofendido comigo!

Eu só estou a tentar ajudar.

Eu sei! Eu sei.

- Desculpa-me, ok?

- Ei, não te preocupes com isso.

É que preciso mesmo de acertar

as coisas com este tipo.

Sim, claro. Vamos lá

criar laços com o Papá.

Bem, bem, bem, Burro.

Eu sei que foi um momento terno

há pouco, mas ronronar?

O quê? Eu não ronronei.

Sim. O que vem a seguir?

Um abraço?

Ei, Shrek. Os burros não ronronam.

O que pensas que sou, algum tipo de...

Enfrentem-me, se se atrevem!

Olha! Um gatinho.

- Cuidado, Shrek! Ele está armado!

- É um gato, Burro.

Vem cá, gatinho.

Vem, gatinho. Anda.

Oh, vem cá, gatinho.

- Aguenta Shrek! Vou a caminho!

- Rápido! Tira-o! Tira-o!

Oh, Deus, Oh...

Não!

- Cuidado, Shrek! Fica quieto!

- Tira-o!

Shrek! Não te mexas!

- Falhei?

- Não. Acertaste neles.

Agora, ogre, implora por

misericórdia ao...

Gato... das Botas!

Eu mato aquele gato!

- Bola de pelo.

- Oh! Isso é nojento!

O que devemos fazer com ele?

Eu digo para pegarmos na espada

e capamo-lo já aqui!

Não! Por favor!

Por favor!

Eu imploro-lhe!

Não foi nada de pessoal, Señor.

Eu estava a fazê-lo apenas

pela minha família.

A minha mãe está doente.

E o meu pai vive do lixo!

O Rei ofereceu-me muito ouro e eu

tenho uma ninhada de irmãos...

Pára, pára, pára!

O pai da Fiona pagou-te

para fazeres isto?

O Rei rico? Sí.

Bem, lá se vai

a Real bênção do Papá.

Não te sintas mal. Quase toda a gente

que te conhece te quer matar.

Ena pá, obrigado.

Talvez a Fiona estivesse melhor se eu fosse

uma espécie de príncipe encantado.

Isso foi o que o Rei disse.

Oh, uh... desculpem. Pensei que

essa questão fosse dirigida a mim.

Shrek, a Fiona sabe que farias

qualquer coisa por ela.

Bem, não é que eu

não mudasse, se eu pudesse.

Eu só... Eu só queria poder

fazê-la feliz.

Espera lá...

"Felicidade."

"A uma lágrima de distância."

Burro! Pensa na coisa mais triste

que já te aconteceu!

Eh, pá, por onde eu começo?

Primeiro foi aquela vez em que o velho agricultor

tentou trocar-me por uns feijões mágicos.

Depois aquele idiota dá uma festa e diz

aos convidados que me espetem um rabo.

Depois, ficaram bêbados e começaram

a bater-me com um pau e a gritar "Piñata!"

O que é uma "piñata",

afinal de contas?

Não, Burro! Eu preciso que chores!

Não te projectes em mim.

Eu sei que te estás a sentir mal,

mas tens de...

Seu pequeno, peludo,

saco comedor de lixo...

O quê? Está ligado? Está ligado?

Eu sou a Fada Madrinha.

Eu estou longe da minha secretária

ou ocupada com um cliente.

Mas se vier ao escritório, teremos

todo o gosto em lhe marcar uma consulta.

Tenha um "Felizes para sempre".

Oh...

Estás afim duma pequena demanda, Burro?

Assim é que é! Shrek e Burro

noutra aventura mirabolante.

Ninguém nos pára agora! Uooo!

Estamos a caminho!

- Pára, Ogre! Eu julguei-te mal.

- Entra para o clube. Temos casacos.

Pela minha honra, sou obrigado a

acompanhar-te até ter salvo a tua vida

já que tu poupaste a minha.

A posição de animal falante

irritante já foi ocupada.

Vamos, Shrek. Shrek?

- Shrek!

- Ah, vá lá, Burro. Olha para ele...

... nas suas botinhas pequeninas.

Sabes quantos gatos conseguem usar botas?

Honestamente.

- Vamos ficar com ele!

- Repete?

Escuta. Ele está a ronronar!

- Ah, agora ele é querido.

- Calma, Burro. Acalma-te.

Acalmar-me? Eu devia acalmar-me?

Olha quem está a mandar quem acalmar-se!

Shrek!

Shrek?

Eles são ambos alegres, não são?

O que achas, Harold?

Hum... Sim, sim.

Certo. Certo.

Tenta ao menos fingir que estás interessado

no baile de casamento da tua filha.

Honestamente, Lillian,

eu acho que não importa.

Como é que sabemos

que irá haver um baile?

Mãe. Pai.

- Oh, olá, querida.

- O que foi, Cedric? Certo! Já vou.

Mãe, viste o Shrek?

Não vi.

Devias perguntar ao teu pai.

E usa palavras curtas, querida.

Ele está um bocadinho lento esta manhã.

- Posso ajuda-lo, Sua Majestade?

- Ah, sim!

Hum! Requintado.

Como se chama este prato?

Esse seria o pequeno-almoço do cão,

Sua Majestade.

Ah, sim. Muito bem.

Continua, Cedric.

- Pai? Pai, viste o Shrek?

- Não, querida.

Tenho a certeza que ele foi só à procura de

um belo... buraco de lama para se acalmar.

Sabes, depois da vossa discussão

de ontem à noite.

Oh. Tu ouviste isso, hum?

O reino inteiro ouviu-vos.

Quer dizer, afinal de contas, é

da natureza dele, ser...

... bem, um pouco rude.

Ele? Bem, tu não lhe estendeste propriamente

o tapete de boas vindas.

Bem, o que é que esperavas?

Vê bem o que ele te fez.

O Shrek ama-me pelo o que sou.

Eu achava que ficarias feliz por mim.

Querida, eu só estou a pensar

no que é melhor para ti.

Talvez devesses fazer o mesmo.

Não? A sério?

Oh, não. É a velha fábrica do Keebler.

Vamos recuar devagarinho.

Aquela é a casa da Fada Madrinha.

Ela é a maior fabricante

de bruxarias e poções de todo o reino.

E porque não entramos

por um bocadinho? Ha-ha! Bocadinho!

Ele faz-me rir.

Olá. Estou aqui para ver a...

A Fada Madrinha.

Desculpe mas ela não está.

Jerome.

Café e um Monte Cristo. Agora!

Sim, Fada Madrinha.

É para já.

Olhe, ela hoje não está a atender

nenhum cliente, ok?

Não faz mal amigo.

Nós somos do sindicato.

Sindicato?

Nós representamos os trabalhadores de todas

as indústrias mágicas, ambas as más e boas.

Oh! Oh, certo.

Você sente-se de alguma maneira

explorado ou oprimido?

Uh... um pouco.

Nós nem temos dentista.

Eles nem têm dentista.

Está bem, nós vamos só dar uma olhadela.

Oh. A propósito.

Penso que era melhor se a Fada Madrinha

não soubesse que nos estivemos aqui.

- Percebes o que estou a dizer? Hum?

- Pára!

- Claro. Entrem.

Uma gota de desejo.

Malandro!

Um pouco de paixão.

E um nadinha de...

... luxúria!

Com licença.

Desculpe entrar desta maneira...

Que diabos faz você aqui?

Bom, parece que a Fiona não

está propriamente feliz.

E existe alguma dúvida do porquê?

Bem, vamos explorar isso, sim?

Ah. P, P, P...

Princesa. Cinderela.

Aqui está.

"Viveram felizes para sempre". Oh...

Não há ogres.

Vejamos. Branca de Neve.

Um belo príncipe, nenhum ogre.

A Bela Adormecida. Nada de ogres.

Joãozinho e Maria? Não!

Polegarzinha? Não.

O Pássaro Dourado, A Pequena Sereia,

Um Sonho de Mulher...

Não, não, não, não, não!

Está a ver, os ogres

não vivem felizes para sempre.

Certo. Olhe, Senhora!

Não me apontes...

essas salsichas sujas e verdes.

O seu Monte Cristo e café.

Oh! Desculpem.

Ah... não faz mal.

Estávamos mesmo de saída.

Sinto muito por ter desperdiçado

o seu tempo, Sr. Madrinha

Apenas... vão.

Andem lá, rapazes.

Graças a Deus é Sexta,

eh, amigo?

A trabalhar muito

ou a não trabalhar, não é?

"Sala Das Poções"

Tirar as tuas botas e as tuas

bochechas de gato da minha cara.

Meu, isto fede!

Tu não cheiras exactamente

a um cesto de rosas.

- Bem, um destes tem de ajudar.

- Eu já estava aqui a preparar um plano!

As nossas cabeças já estão

a funcionar como uma.

Pára, pára. Se nos precisarmos um perito

em lamber-nos, nós ligamos-te.

Shrek, isto é uma má ideia.

Olha. Torna-te útil e continua a vigiar.

Bichano, achas que consegues

chegar aquelas no topo?

Sem problema, patrão.

Numa das minhas nove vidas,

eu fui o grande gato ladrão

de Santiago de Compostela.

Shrek, estás maluco?

Burro, continua a olhar.

Continuo a olhar?

Sim, vou continuar a olhar.

Vou é ver aquela bruxa vir aqui e enfiar-te

um mundo de dor pelo traseiro acima.

Eu também me vou rir.

Vou estar a rir-me para mim próprio.

- O que é que vês?

- Amaciador para pele de sapo.

Tenho a certeza que um BM é a solução perfeita

para problemas matrimoniais.

- Elfa Seltzer?

- Na-na.

- Hex Lax?

- Não! Tenta "jeitoso".

Desculpa. Não há jeitoso.

Ei! E que tal "Felizes para sempre"?

Bem, o que é que faz?

Diz "Beleza divinal".

Em algumas culturas, os burros são considerados

como as mais sábias das criaturas

Especialmente os que falam,

como eu.

Burro!

Isso vai ter de servir.

Temos companhia.

Podemos andar com isto?

Despacha-te!

Bem apanhado, Burro!

Finalmente!

Um bom uso para a tua boca.

Vamos!

Tu desprezas as minhas

emoções naturais

Fazes-me sentir como terra

e eu estou magoado

E se eu começar um tumulto

Eu corro o risco de te perder

e isso é o pior

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se por

Apaixonar-se alguma vez por quem

não se deveria ter apaixonado

Não me interessa de quem é a culpa.

Tratem só de limpar isto tudo!

E alguém me traga qualquer coisa bem frita

e coberta com chocolate!

- Mãe!

- Charmoso, meu querido.

Não é uma boa altura,

A mãezinha está a trabalhar.

O que é que aconteceu aqui?

- O ogre, foi o que foi!

- O quê? Onde é que ele está, mãe?

Eu arrancarei a sua cabeça

dos seus ombros!

Eu irei destruí-lo onde estiver!

Ele irá arrepender-se do dia

em que ele me roubou o reino!

Oh, guarda isso, Júnior!

Tu ainda vais ser um rei.

Só temos de pensar em

alguma coisa mais inteligente.

Desculpe. Hum...

Está tudo verificado, Fada Madrinha,

à excepção de uma poção.

O quê?

Oh...

Acredito que podemos tornar isto

numa vantagem para nós.

"Poção Felizes para Sempre.

Força máxima.

Para si e para

o seu verdadeiro amor.

Se um de vocês beber isto,

ambos ficarão bem.

Felicidade, conforto e beleza divinal."

- Ficarão ambos bem?

- Quer dizer que também vai afectar a Fiona.

Ei, meu, isto não me cheira bem. Os meus

sentidos de burro estão todos a tinir.

Larga essa jarra de voodoo

e vamos embora daqui.

Diz "Beleza Divina".

Quão mau é que pode ser?

Vês, tu és alérgico a essa coisa.

Vais ter uma reacção.

E se pensas que vou espalhar Vapor Rub

no teu peito, pensa melhor!

Patrão, só para o caso de haver

algo de errado com a poção...

deixe-me dar o primeiro gole.

Seria uma honra arriscar

a minha vida por si.

Oh, não, não. Não me parece.

Se vai haver algum *** animal,

que seja em mim.

Esse é o papel do melhor amigo.

Vá, dá-me a garrafa.

Como é que te sentes?

Não me sinto diferente.

Pareço estar diferente?

Ainda me pareces um asno.

Talvez não funcione com burros.

- Bem, à nossa, Fiona.

- Shrek?

- Se bebes isso, não há retorno.

- Eu sei.

- Nada de rebolar na lama?

- Eu sei.

- Nada de comichões no rabo?

- Eu sei!

- Mas tu adoras ser um ogre!

- Eu sei!

Mas eu amo mais a Fiona.

Shrek, não! Espera!

Tem de ser... Acho que apanhaste

a poção "Peidoso para sempre".

Se calhar não presta.

Ou talvez a Fiona e eu nunca

estivemos destinados a ficar juntos.

Uh-oh. Que é que te disse?

Sinto qualquer coisa a aproximar-se.

Não quero morrer.

Não quero morrer. Não quero morrer!

Oh, minha nossa senhora.

Estou a derreter-me!

Estou a derreter-me!

É só a chuva, Burro.

Oh.

Não te preocupes. As coisas parecem más

porque está escuro e de chuva

e o pai da Fiona contratou um assassino

sujo para te limpar o sebo.

Vai estar melhor amanhã de manhã.

Vais ver...

O sol irá aparecer...

Amanhã

Aposta o teu traseiro...

Apostar o meu traseiro?

Vou já, Elizabeth!

Burro?

Estás bem?

- Ei, chefe. Vamos rapá-lo.

- B-Burro?

Aí estás tu!

Sentimos a tua falta ao jantar.

O que foi, querida?

Pai...

Estive a pensar naquilo

que me disseste.

E vou acertar as coisas.

Ah! Excelente!

Essa é a minha menina.

Foi um erro trazer o Shrek para cá.

Vou sair e procurá-lo.

E depois voltaremos ao pântano

onde pertencemos.

Fiona, por favor!

Não sejas precipitada, querida.

Não podes ir a lado nenhum agora.

Fiona!

Ouve, eu disse que ele estava aqui.

Olha para ele! Silêncio. Olha para mim.

Bom dia, dorminhoco.

Bom dia!

Nós adoramos o teu gatinho!

- Oh... A minha cabeça...

- Toma, eu trouxe um balde com água.

Obrigado.

Uhh!

Aahh!

Oh...

Um nariz giro e arredondado?

Cabelos fartos e ondulados?

Nádegas firmes e redondas?

Estou... Estou...

- Magnífico!

- Eu que o diga.

Sou a Jill. Qual é o teu nome?

- Um... Shrek.

- Shrek? Uau. És da Europa?

- Estás tenso.

- Quero massajar-lhe os ombros.

- Estou a tratar disso.

- Não tenho nada para esfregar.

Põe-te na fila.

- Viram o meu burro?

- A quem estás a chamar burro?

- Burro? Tu és um...

- Um garanhão!

Posso relinchar.

Posso contar.

Olha para mim, Shrek!

Estou a trotar!

Essa é uma poção de qualidade.

O que há nessa coisa?

"Oh, não tome a poção

Sr. Patrão, é muito má."

Bah!

"Aviso: Efeitos secundários incluem

queimaduras, comichões, suores, choradeiras.

"Desaconselhado a doentes cardíacos ou

aqueles... com distúrbios nervosos."

Estou a trotar, estou a trotar

no mesmo sitio! Sim!

O que foi?

Senhor? "Para tornar os efeitos

desta poção permanentes,

quem a bebeu deve obter um beijo

do seu amado, até a meia-noite."

Meia-noite?

Porquê sempre à meia-noite?

- Escolhe-me! Eu serei o teu verdadeiro amor!

- Eu serei o teu verdadeiro amor.

Eu serei verdadeira... o suficiente.

Olhem, meninas,

eu já tenho um verdadeiro amor.

Oh...

E escute o que eu digo, Patrão.

Vai ter uma Princesa muito satisfeita.

Vamos admitir.

És um bocadinho mais agradável aos olhos.

Por dentro tu és o mesmo

mesquinho, salgado...

- Calma.

- ...caprichoso, ofensivo,

furioso ogre que sempre foste.

E tu continuas o mesmo burro irritante.

Sim.

Bem...

Cuidado, Princesa.

Aqui vai o novo eu.

As primeiras coisas primeiro.

Precisamos de te tirar dessas roupas.

- Pronto?

- Pronto!

Condutor, pare!

Oh, Deus! Ajudem-me, por favor!

Os meus dias de corridas estão acabados!

Estou cego! Diga a verdade.

Irei alguma vez voltar a tocar violino?

Pobre criatura!

Há alguma coisa que

possa fazer por ti?

Bem, acho que existe uma coisa.

Tira a peruca poeirenta

e tira as tuas ceroulas.

- Nada mau.

- Nada mau mesmo.

Pai?

Está tudo bem, Pai?

Obrigado, senhores!

Um dia, irei recompensar-vos.

A menos que, claro,

não vos encontre ou me esqueça.

Oh, sim

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

Mu-Mu-Mu-Mu-Mudanças

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Só tenho de ser

um homem diferente

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Alto!

Diz à Princesa Fiona que o marido,

Sir Shrek, está aqui para vê-la.

Ainda não sei do que

andava à procura

E o meu tempo passava rapidamente,

um milhão de ruas sem saída

Todas as vezes que pensei

que tinha conseguido

Parecia-me que o gosto

não era tão doce

Mu-Mu-Mu-Mudanças

- Vira-te e enfrenta o estranho

- Fiona!

- Shrek?

- Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Fiona?

Olá, bonitão.

Shrek!

- Princesa!

- Burro?

Uau! Aquela poção também

funcionou contigo?

Que poção?

O Shrek e eu tomámos

uma poção mágica. E bem...

Agora, somos sexy!

Shrek?

Por ti querida... Eu podia ser.

- Isso. Querias.

- Burro, onde está o Shrek?

Ele entrou à tua procura.

Shrek?

Fiona! Fiona!

Queres dançar, lindão?

Já te vais tão cedo?

Não queres ver a tua mulher?

Fiona?

Shrek?

Sim, Fiona. Sou eu.

Que aconteceu à tua voz?

A poção mudou

muitas coisas, Fiona.

Mas não o que eu sinto por ti.

Fiona?

- Encantador?

- Achas?

Pai. Esperava muito

que aprovasse.

- Hum... quem és tu?

- Mãe, sou eu, Shrek.

Sei que nunca terá uma segunda oportunidade

para uma primeira impressão,

mas, bem, o que achas?

Fiona! Fiona!

Fiona!

- Fiona!

- Fiona, Fiona! Ho-ho-ho!

Oh, gaita! Acho que eles não nos

conseguem ouvir, pombinho.

Não acha que já arruinou

a vida dela o suficiente?

Só quero que ela seja feliz.

E agora ela pode ser.

Oh, querido.

Ela finalmente encontrou

o Príncipe dos seus sonhos.

Mas olhe para mim.

Veja só o que fiz por ela.

Está na hora de parares de viver

num conto de fadas, Shrek.

Ela é uma princesa,

e tu és um ogre.

É uma coisa que nenhuma

quantidade de poção vai mudar.

Mas...

Eu amo-a.

Se a amas verdadeiramente...

... vais deixá-la partir.

Shrek?

Senhor.

O que se passa?

Onde é que vais?

Tu não tens nada a ver com isto,

pois não, Harold?

As pessoas não prestam mesmo

Eu acho que isso

já está bem percebido

Aqui têm, rapazes.

Deixe só a garrafa, Doris.

Ei. Porquê essas caras tristes?

Tudo foi apenas um estúpido erro.

Nunca devia tê-la salvo

daquela torre em primeiro lugar.

Eu odeio Segundas.

Não acredito que vais virar as costas

à melhor coisa que te aconteceu.

Que hipótese tenho eu?

Ela ama aquele bonito rapaz,

o Príncipe Encantado.

Vá lá. Ele é assim tão lindo?

Estás a gozar?

Ele é lindo!

Ele tem um rosto que parece

que foi esculpido por anjos.

- Oh. Ele parece um sonho.

- Sabem...

estranhamente, isto não está

a fazer sentir-me melhor.

Olhem, rapazes.

É melhor assim.

A mãe e o pai aprovam,

e a Fiona fica com o homem

com quem sempre sonhou.

Todos ficam a ganhar.

Excepto tu.

Eu não entendo, Shrek.

Tu amas a Fiona.

Certo.

E é por isso

que tenho de a largar.

Desculpe, ela está aí?

Ela está, uh... lá atrás.

Oh, olá outra vez.

Fada Madrinha, Encantado.

É melhor teres uma boa razão para

nos arrastar para este lugar, Harold.

Bem, receio que a Fiona não esteja realmente...

de amores pelo Príncipe Encantado.

- P.S.I., a culpa não é minha.

- Não, claro que não, querido.

Quero dizer, como posso ser encantador

quando tenho que fingir

ser aquele horroroso ogre?

Não, não. Ninguém tem culpa.

Talvez seja melhor apenas

cancelarmos tudo, não?

- O quê?

- Não se pode forçar ninguém a apaixonar-se!

Permita-me discordar.

Eu faço isso o tempo todo!

Faça a Fiona beber isto e ela vai apaixonar-se

pelo primeiro homem que ela beijar,

que será o Encantado.

- Hum... não.

- O que é que disseste?

Não posso. Não o farei.

Isso é que vai.

Se se lembrar, fui eu que vos ajudei

com o vosso "felizes para sempre".

E posso retirá-lo assim

tão facilmente.

É isso que quer? É?

- Não

- Lindo menino.

Agora, temos que ir embora.

Tenho que fazer o penteado

do "Encantado" antes do baile.

Não tem remédio.

Está todo levantado à frente.

Ele não consegue pentear para trás.

Temos que arranjar alguém que o faça.

Obrigado, Mãe.

Mãe?

Hum... Mary!

Um cavalo que fala!

O ogre!

Parem-nos! Ladrões! Bandidos!

Parem-nos!

Os abdominais estão fabulosos

e o musculo glúteo no máximo

hoje à noite aqui no Baile Real

de Muito, Muito Longe!

As carruagens estão alinhadas

saindo delas o melhor da sociedade

como a coalhada e o soro

da senhora Muffet.

Todo os que são importantes

apareceram

para honrar a princesa Fiona

e o príncipe Shrek.

E, oh, mas que bem,

os vestidos estão maravilhosos!

Vejam! o Joãozinho e a Maria!

Para que raio são as migalhas?

E logo atrás deles,

Tom Polegar e Polegarzinha.

Oh, não são adoráveis!

Aí vem a Bela Adormecida!

Velhota cansada.

Quem é este? Quem é este?

Quem é este?

Oh. É a número um, é a única...

É a Fada Madrinha!

Olá, Muito, Muito Longe!

Posso ter um "whoop whoop"?

Que todos os vossos finais

sejam felizes e...

Bem, vocês sabem o resto!

Voltamos já com o Baile Real

de Muito, Muito Longe

Depois destes anúncios.

Detesto estes espectáculos de Bailes.

Aborrecem-me de morte.

Muda para a Roda da Tortura

Não mudo nada, senhor,

até ter visto o Shrek e a Fiona.

Chatos é o que vocês são!

Ei, ratos, passem-me

uma asa de búfalo!

Não, à tua esquerda. À tua esquerda!

- Esta noite em "Cavaleiros"...

- Este sim é um bom programa!

Temos um Bronco branco em direcção a Este

dentro da floresta. Pedimos reforços.

É hora dos Homens de Aço mostrarem

a estes mamíferos loucos

que as suas atitudes inconscientes

não ficam impunes.

Porque me agarram?

Violência policial!

Tenho que falar com a Princesa Fiona!

- Nós avisámos-te!

- Au! Au!

Será que escapam?

Alguém deixou fugir o gato do saco?

Seus cães porcos capitalistas!

Tirem-no de cima de mim!

- Gatária! (erva que provoca euforia nos gatos)

- Isso não é meu.

Encontrem a princesa Fiona!

Sou um burro!

Diz-lhe Shrek...

Sou o marido dela, Shrek!

Rápido! Para trás!

Sou o marido dela, Shrek! Au!

Querida?

Ah. Bem me parecia

que te encontraria aqui.

Que tal uma chávena quente

de chá antes do baile?

Eu não vou.

O Reino todo apareceu

para celebrar o teu casamento.

Só há um problema.

Aquele não é o meu marido.

Quero dizer, repare nele.

Sim, é um pouco diferente,

mas as pessoas mudam

para quem os ama.

Ficavas surpreendida o quanto

mudei pela tua mãe.

Mudar?

Perdeu completamente a cabeça!

Porque não desces até ao baile

e dás-lhe outra oportunidade?

Talvez descubras que gostas

deste novo Shrek.

Mas apaixonei-me pelo antigo.

Dava tudo para tê-lo de volta.

Querida. Esse é meu.

Descafeinado.

Senão fico acordado a noite toda.

Obrigada.

Tenho que sair daqui!

Não nos podem prender assim!

Solte-me!

E os meus direitos Constitucionais?

É suposto dizerem que tenho

o direito de permanecer calado.

Ninguém disse que tinha o direito

de permanecer calado!

Tu tens o direito de ficares calado.

O que te falta é a capacidade.

Tenho que me aguentar antes que,

também eu, fique completamente maluco.

Shrek? Burro?

Demasiado tarde.

Gingy! Pinocchio!

Tirem-nos daqui!

Oh...

Rebentamento!

Atenção aí em baixo!

Rápido! Diz uma mentira!

- O que queres que diga?

- Qualquer coisa, mas rápido!

Diz uma loucura como "estou

a usar roupa interior feminina!"

Estou a usar roupa interior feminina.

- Estás?

- Claro que não!

Parece certamente que estás!

- Não estou nada

- De que tipo?

- É um fio dental!

- Auu! São cuecas curtas!

- Não são nada.

- São sim!

Aqui vamos. Aguenta-te.

Espera, espera, espera!

Au! Au! Ei, ei, ei!

Au!

- Desculpem?

- O que é? Bichano!

Desculpe lá, mas importa-se

de me soltar?

- Desculpe, patrão!

- Parem com as palhaçadas!

Temos de impedir aquele beijo!

Pensava que a ias largar.

Eu ia, mas não posso deixar

que eles façam isto à Fiona.

Boom! É isso o que eu gosto de ouvir.

Olha quem vem ai!

É impossível!

Nunca conseguiremos entrar.

O castelo está guardado.

Há um fosso e tudo!

Malta, parece que estamos no riacho de

chocolate sem um pau de um gelado.

- O que é?

- Ainda conheces o pasteleiro?

Bem, claro!

Ele está em Drury Lane. Porquê?

Porque vamos precisar de farinha.

Montes e montes de farinha.

Gingy!

Liga os fogões, Pasteleiro! Temos uma

grande encomenda para entregar!

Está vivo!

Corre, corre, corre,

o mais rápido que puderes!

Anda, rico, anda!

Ali está, Mongo!

Para o castelo!

Não, seu grande bolo idiota!

Vamos lá!

Mongo! Aqui em baixo!

Olha para o pónei!

Exacto! Segue o lindo pónei!

O lindo pónei quer brincar

no castelo!

Bonito pónei.

Senhoras e senhores

Apresento-lhes a Princesa Fiona

e o seu novo marido, o Príncipe Shrek.

Shrek, o que estás a fazer?

Estou a fazer o meu papel, Fiona.

Isso é brilho nos teus lábios?

Mm. Sabor de cereja.

Queres provar?

- Ugh! Que é que se passa contigo?

- Mas, docinho...

Dó Menor, começa com Dó Menor.

Senhoras e senhores.

Queria dedicar esta música à...

Princesa Fiona e ao Príncipe Shrek.

Fiona, minha princesa.

Concedes-me uma dança?

Para onde foram todos os homens bons

E onde estão todos os deuses?

Dança! Dança!

Aonde está o esperto Hércules

Para combater a desvantagem

crescente?

Desde quando é que danças?

Fiona, minha querida,

se há uma coisa que sei,

é que o amor

está cheio de surpresas.

Pela noite dentro andei às voltas

E sonho com o que preciso

Dá-lhe!

Preciso de um herói

Muito bem, grandalhão!

Vamos dar cabo desta festa!

Homens às catapultas!

Apontar! Fogo!

- Agarrem-se!

- Ooh! Bonito!

O botão de goma não!

Projéctil!

Ha-ha! Está bem!

Algures depois da meia-noite,

Nas minhas mais loucas fantasias

Vai, Mongo! Vai!

Homens aos caldeirões!

Depois de ti, Mongo.

- É isso! Força!

- Cuidado!

Shrek!

Mais calor, menos espuma!

Lá em cima onde as montanhas

se encontram com os céus

Lá onde o relâmpago rasga o mar

Eu podia jurar que está lá alguém

Algures olhando por mim

Força!

Não...!

Vamos!

Cuidado!

Sê bom.

Ele precisa de mim!

Larga-me!

Burro!

Bichano!

Vai! Vai! A tua donzela

precisa de ti! Vai!

Hoje, pago a minha dívida.

Oooh...

Em guarda!

Ele tem que ser forte

E ele tem que ser rápido

E tem que ficar fresco

Depois da luta

Preciso de um herói

- Parem!

- Ei, tu! Afasta-te da minha mulher.

- Shrek?

Não podias voltar apenas para

o teu pântano e deixar-nos em paz.

- Agora!

- Porcos e cobertores!

Pinóquio! Apanha a varinha!

Vejo Londres! Vejo a França!

Uaaaa!

Sou um rapaz de verdade!

Ah! Ah! Aaahhh!

Apanha!

Burro!

Oh!

Sou um rapaz de verdade! Aah!

Oh!

- Ha!

- Ah.

Isso é meu!

Rezem por misericórdia, do bichano...

E do Burro!

Ela tomou a poção!

Beija-a agora!

Não!

- Fiona.

- Shrek.

Harold! Era suposto teres-lhe

dado a poção!

Bem, parece que lhe dei

o chá errado.

- Mãezinha!

- Mãezinha?

Eu disse-te.

Os Ogres não vivem felizes para sempre.

Uoo!

Ah!

Oh, Pai!

Ele está...?

Ele coaxou.

Harold?

Pai?

Esperava que nunca

me visses assim.

- E ele não facilitou contigo!

- Burro!

Não, tem razão.

Peço desculpa.

Aos dois.

Só quis o melhor para a Fiona.

Mas agora vejo...

que ela já o tem.

Shrek, Fiona...

Aceitam as desculpas

de um sapo velho...

e a minha bênção?

Harold?

Desculpa, Lillian.

Só queria poder ser

o homem que mereces.

És mais esse homem hoje

do que alguma vez o foste...

verrugas e tudo.

Patrão! A poção "Felizes para sempre"!

Meia-noite!

Fiona. É isto que queres?

Ser assim para sempre?

- O quê?

- Porque se me beijares agora...

podemos ficar assim.

Farias isso?

- Por mim?

- Sim.

Eu quero o que qualquer

princesa quer.

Viver feliz para sempre...

com o ogre com quem casei.

Aconteça o que acontecer,

não posso chorar!

Não consegues fazer-me chorar!

Uooo!

Não, não, não.

Oh, não.

Ei! Ainda me pareces um

garanhão nobre.

Bem, onde é que estávamos?

Já me lembro.

Ei! Não devíamos estar

a fazer uma "fiesta"?

Uno, dos, quatro, dá-lhe!

Bichano e Burro, todos...

Ela é supersticiosa.

Gatos pretos e bonecos de voodoo

- Canta, Bichano!

- Eu sinto uma premonição

Aquela rapariga vai ser o meu fim

Aqui vamos nós!

Ela está numa de novas sensações

Novos pontapés no candelabro

Ela tem um novo vício

Para todo o dia e noite

Ela vai fazer-te tirar as tuas roupas

E ires dançar à chuva

Far-te-á viver a sua vida louca

Mas vai-te tirar a dor

como uma bala no teu cérebro

De cabeça para baixo

para dentro e para fora

Vivendo "la vida louca"

Eh beleza!

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

- Vivendo "la vida louca"

- Ela vive "louca"!

Vivendo "la vida louca"

- Digam mais uma vez agora!

- Vivendo "la vida louca"

Burro, isso é espanhol!

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Sozinho

Não quero estar

sozinho, nunca mais...

Ei amigo, nós vamos até

ao Clube KIT-KAT.

Vamos, junta-te a nós.

Obrigado compadre.

Não... não estou com disposição.

Nós animamos-te!

Arranjamos-te um burro simpático!

Ei, querida!

É a minha miúda!

Isso! Vamos lá!

Querida, onde estiveste?

Também lamento.

Devia ter ficado. Mas o Shrek

tinha que fazer esta coisa.

O quê? Repete mais uma vez.

Do que estás a falar?

A sério?

Papá!

Vejam os nossos bebés mutantes!

Tenho que arranjar um trabalho

3 Comments Matheus Henrique top

4 days ago 0 Supremewizard9 VO MANDAR PROS MEU FRIENDS DO DISCORD

8 days ago 0 Supremewizard9 PUTAKIPARU O ROTERO DO SHEREKE 2 MANOOOO

8 days ago 0

•Walkers Br• Join Featured Latest Wiki Polls Quizzes Shared Folder SHREK 2 ROTEIRO COMPLETO PT-BR

gustavo

March 24

7 3 SHREK 2 COMPLETO LEGENDADO PT-BR

Era uma vez, num reino

muito, muito longe,

o rei e a rainha foram

abençoados com uma linda bebé.

E por todo o reino,

todos estavam felizes...

Até que o sol se pôs

e eles viram que a sua filha tinha

sido amaldiçoada com um terrível feitiço

que se manifestava todas as noites.

Desesperados, eles procuraram a

ajuda de uma fada madrinha

que lhes disse para trancarem

a jovem princesa numa torre,

para aí esperar o beijo...

do belo Príncipe Encantado.

Seria ele que se aventuraria

na perigosa viagem

através de frios extremos

e desertos escaldantes

viajando durante muitos dias

e muitas noites,

arriscando a vida e membro

para chegar à fortaleza do Dragão.

Porque ele era o mais corajoso,

e o mais belo...

em todo o reino.

E estava destinado que o seu beijo

iria quebrar a terrível maldição.

Sozinho ele subiria ao mais alto quarto

da mais alta torre

para entrar nos aposentos da princesa,

dirigindo-se até à sua silhueta adormecida,

afastar as cortinas de diáfano

para encontrá-la...

O que é?

- Princesa... Fiona?

- Não!

Oh, graças a Deus.

Onde é que ela está?

- Está em Lua-de-mel.

- Lua-de-mel? Com quem?

Então ela disse,

qual é o problema, querido?

Qual é que é o problema?

Eu não sei

Bem, talvez eu esteja apaixonado

Penso sobre isso,

todo o tempo eu penso nisso

Não consigo parar de pensar nisso

Quanto mais tempo

irei levar para curar isto?

Só para curá-lo,

pois não posso ignorá-lo

E se é amor, amor

Dá-me vontade de me voltar

e enfrentar-me

Mas eu não sei nada

sobre o amor

Oh, vá lá, vá lá

Vira um pouco mais rápido

Vá lá, vá lá

O mundo irá seguir depois

Vá lá, vá lá

Todos perseguem o amor

Por isso eu disse

Eu sou uma bola de neve a rolar

Entrando nesta Primavera

que traz todo este amor

Derretendo sob céus azuis

acorrentada à luz do sol

Amor cintilante

Bem, querida, eu rendo-me

Ao gelado de morango

O nunca acabar de todo este amor

Bem, não era a minha intenção

Mas não há como fugir ao teu amor

Estes relâmpagos significam

que nunca estamos sozinhos

Nunca sós, não, não

Vá lá, vá lá

Salta um pouco mais alto

Vá lá, vá lá

Se te sentires um pouco mais leve

Vá lá, vá lá

Estivemos outrora apaixonados

Estivemos acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente

Estou apaixonado, estou apaixonado,

estou apaixonado, estou apaixonado

Estou apaixonado, estou apaixonado

Acidentalmente apaixonado

Estou apaixonado

É tão bom estar em casa!

Só tu e eu e...

- Dois pode ser tão mau como um...

- Burro?

Shrek! Fiona! Bons olhos os vejam!

Dá cá um abraço, Shrek,

sua velha máquina do amor.

E olha para ti, Senhora Shrek.

Que tal um torrão de açúcar para o corcel?

Burro, o que estás aqui a fazer?

Estava só a tomar conta

do teu ninho do amor por ti.

Oh, queres dizer tipo... separar

o correio e regar as plantas?

- Sim, e alimentar os peixes também!

- Eu não tenho nenhuns peixes.

Agora tens. Eu chamo aquele Shrek

e ao outro Fiona.

Aquele Shrek é um malandro.

Anda cá seu...

Olha para as horas.

Acho que é melhor ires andando.

Não queres contar-me sobre a tua viagem?

E que tal um jogo de Parcheesi?

Mas Burro, não deverias

estar em casa com a Dragona?

Oh, sim, isso.

Eu não sei. Ela tem andado

rabugenta ultimamente.

Então pensei em mudar-me

para cá com vocês.

Burro, tu sabes que ficamos

sempre contentes por te ver.

Mas a Fiona e eu estamos casados agora.

Precisamos de algum tempinho,

tu sabes, para estarmos juntos.

Só um com o outro.

Sozinhos.

Não digas mais nada. Não têm

que se preocupar com nada.

Estarei sempre aqui para assegurar

que ninguém vos incomoda.

- Burro!

- Sim, companheiro?

Estás a incomodar-me.

Oh, Ok. Tudo bem, fixe. Acho eu...

Eu e o Pinocchio íamos a um torneio

de qualquer forma, por isso...

Talvez vos veja no Domingo para

um churrasco ou qualquer coisa.

Ele ficará bem. Agora,

onde é que nós estávamos?

Oh.

Acho que me lembro.

Burro!

Eu sei, eu sei! Sozinhos!

Estou a ir! Estou a ir.

Mas o que queres

que diga a estes tipos?

Já chega, Reggie.

"Querida Princesa Fiona.

"Está desta forma convocada

para o Reino de Muito, Muito Longe

"para um baile real

em celebração do seu casamento

"no qual o rei

"dará a sua bênção real...

a si e ao seu...

"hum... Príncipe Encantado."

"Com Amor, o Rei e a Rainha

de Muito, Muito Longe.

"Também conhecidos como

Mamã e Papá."

A Mamã e o Papá?

- Príncipe Encantado?

- Baile Real? Posso ir?

- Nós não vamos.

- O quê?

Que dizer, não achas

que eles ficariam um pouco...

... chocados em te verem assim?

Bem, eles podem ficar

um pouco surpreendidos.

Mas eles são os meus pais,

Shrek. Eles adoram-me.

E não te preocupes.

Eles também vão adorar-te.

Pois, sim.

De algum modo não acho que

serei bem-vindo no clube regional.

Pára com isso.

Eles não são assim.

Então como é que explicas o Sargento Pomposo

e a Banda das Calças Janotas?

Oh, vá lá! Dá-lhes pelo menos uma hipótese.

Para fazer o quê? Afiar as suas forquilhas?

Não! Eles só querem

dar-te a sua bênção.

Oh, fantástico.

Agora preciso da bênção deles?

Se queres fazer parte

desta família, sim!

Quem disse que queria

fazer parte desta família?

Tu disseste! Quando casaste comigo!

Bem, aí estão umas belas

letras miudinhas!

Então é isso?

Tu não vens?

Acredita. Isso é uma má ideia.

Não vamos! E ponto final!

Vamos lá!

Não queremos apanhar trânsito!

Não te preocupes!

Nós cuidamos de tudo.

Ei, esperem por mim.

Dá-lhe! Mexe-te! Em frente!

Em frente, mexe-te! Em frente!

Coirão! Mexe-te!

Em frente!

Mexe-te! Mexe-te!

Em frente! Coirão!

Monta-os! Mexe-te!

Em frente! Mexe-te! Coirão!

Arrasa-os! Acaba com eles!

Fá-los em chá! Paga-lhes um copo!

Conhece as mães deles!

Tira-lhes o leite todo!

Coirão!

- Já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Ainda não.

- Ok, já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Sim.

- A sério?

- Não!

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Ainda não!

- Já chegámos?

- Não!

Já chegámos?

Não tem piada. É muito imaturo.

É por isto que ninguém gosta de ogres.

Tu é que ficas a perder!

- Eu vou parar de falar.

- Finalmente!

Isto está a demorar imenso, Shrek.

Nem há filme de viagem nem nada.

O Reino de Muito, Muito Longe, Burro.

É para onde nós vamos.

Muito, muito...

... longe!

Ok, Ok, já percebi.

Estou só tão aborrecido.

Bem, encontra uma maneira

de te entreteres.

Durante cinco minutos...

Podias deixar de ser tu próprio...

... durante cinco minutos!

Já chegámos?

- Sim!

- Finalmente!

Uau!

Vai ser só desejos de champanhe e

sonhos de caviar a partir de agora.

Olá jeitosas!

Nós vimos busca-las mais logo!

Tenho que mudar para uma cidade

que seja certa para mim

Definitivamente,

já não estamos no pântano.

Pára!

Bem, falo disso, falo disso,

falo disso, falo disso

Ei, olhem todos!

Falo sobre, falo sobre mudar...

Olá senhoras! Bonito dia

para um cortejo, eh? Belo chapéu.

Piscinas!

Estrelas de cinema!

Anunciando o tão esperado retorno

da bela Princesa Fiona

e do seu novo marido.

Bem, é agora.

- É agora.

- É agora.

É agora.

Hum... Porque não vão andando?

Eu estaciono o carro.

Então...

... ainda achas que foi boa ideia?

É claro! Olha, a Mamã e o Papá

parecem felizes por nos verem.

- Quem raio são eles?

- Acho que é a nossa pequena.

Aquela não é pequena!

É mesmo um grande problema.

Ela não devia beijar o Príncipe

Encantado e quebrar o feitiço?

Bom, ele não é um Príncipe Encantado,

mas eles parecem...

Contente?

Nós viemos, já os vimos...

Agora vamos embora antes que

eles acendam as tochas.

- São os meus pais!

- Eles trancaram-te numa torre!

Ei! Isso foi para meu próprio...

Bem! É a nossa oportunidade. Voltamos

para dentro e fingimos que não estamos.

Harold, temos de ser...

Rápido! Enquanto não estão a olhar

nós podemos safar-nos daqui.

Shrek, já chega!

Vai ser tudo...

Um desastre!

De maneira nenhuma...

- Tu consegues.

- Mas realmente eu...

- Realmente...

- não... quero... estar...

Aqui!

Mamã... Papá...

Quero que conheçam o meu marido...

Shrek.

Bem, hum...

Agora percebo de onde

vem a beleza da Fiona.

Perdão.

Melhor para fora que para dentro,

é o que sempre digo, eh, Fiona?

Esta foi boa.

Parece que não...

Que é isso de "não está na lista"?

Não me digas que não sabes quem sou.

Como estão todos?

Obrigado por esperarem.

- Foi difícil encontrar este lugar.

- Não! Não! Burro mau. Mau. Fora!

Não, papá! Está tudo bem.

Ele está connosco.

- Ele ajudou a resgatar-me do dragão.

- Sou eu: O nobre corcel.

Empregado! Que tal uma

tigela para o corcel?

Oh, não!

- Shrek?

- Sim?

Oh, desculpa!

Sopa deliciosa, Sra. R.

Não, não. Querido.

Oh!

Então Fiona, conta-nos

como é o lugar onde moras.

Bem...

O Shrek possui as suas próprias terras.

- Não é querido?

- Oh, sim.

É numa floresta encantada

onde abundam esquilos

e pequenos patinhos giros e...

O quê?

De certeza que não estás

a falar do pântano.

Um ogre dum pântano.

Oh, que original!

Suponho que seja um bom lugar

para criarem as crianças.

É um pouco cedo

para pensar nisso, não é?

- De facto. Acabei de começar a comer.

- Harold!

- O que quer dizer com isso?

- Papá, é óptimo, ok?

- Para o seu tipo, sim!

- O meu tipo?

Tenho de ir à casa de banho.

- O jantar está servido.

- Deixem lá. Eu aguento.

Bon Appetit!

Oh, comida mexicana!

A minha favorita!

Não fiquemos sentados com

o estômago a roer. Ataquem.

Aqui vou eu, Lillian.

Suponho que os netos que

posso esperar de si seriam...

Ogres, sim!

Não que haja nada de mal nisso.

Certo, Harold?

Oh, não! Não! Claro que não!

Isto é, assumindo que vocês não

comam os vossos próprios filhos!

Pai!

Oh não, preferimos os que foram

trancados numa torre!

- Shrek, por favor!

- Só fiz isso porque a amo.

Oh sim, uma creche ou um castelo

guardado por um dragão!

Você nunca entenderia.

Não é o pai dela!

É tão bom ter a família

reunida para o jantar.

- Harold!

- Shrek!

- Fiona!

- Fiona!

- Mamã!

- Harold...

Burro!

As tuas lágrimas derramadas

chamaram por mim

Então, aqui vai o meu doce remédio

Eu sei o que todas

as princesas precisam

Para viverem a vida feliz...

Oh, meu Deus.

Oh, olha para ti.

Estás toda...

... crescida.

- Quem és tu?

- Oh, doçura!

Sou a tua Fada-Madrinha.

- Eu tenho uma Fada-Madrinha?

- Shh, shhh.

Não te preocupes.

Estou aqui para melhorar tudo.

Apenas com um...

Aceno da minha varinha mágica

Os teus problemas em breve desaparecerão

Com apenas um gesto e um brilho

arrasarás um príncipe com imenso dinheiro

Um vestido bem caro

feito somente por ratos

Uns sapatinhos de cristal

e sem mais stress

As tuas preocupações desaparecerão,

a tua alma será limpa

Confia nos teus amigos móveis

Ajudamos-te a lançar uma nova moda

- Ponho-te bela, ponho-te incrível!

- O tipo de rapariga que um príncipe gostaria!

Eles vão escrever o teu nome

na parede da casa de banho...

"Para felicidade eterna,

telefone à Fiona!"

Uma carruagem desportiva para o estilo,

Um motorista bem sexy, Kyle.

Elimino os teus defeitos, perda de dentes

as coxas de celulite desaparecerão

E oh, mas que raio!

Toma um cão frisado!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Batom, sombra, blush para

apanhares o príncipe com rabo sexy

Dia de sorte, "buffet" de borrachos.

Tu e o príncipe dão uma cambalhota no feno.

Podes dar uma volta na lua

com o príncipe ao som da música

Não sejas reles, estarás fabulosa

O teu príncipe terá uma barriga firme

Soufflé de queijo, Dia dos Namorados

Come galinha "fricassé"!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Parem!

Olhe...

Muito obrigado,

Fada Madrinha,

mas não preciso realmente

disto tudo.

- Muito bem. Como queiras.

- Também não gostávamos de ti.

Fiona? Fiona?

Oh! Arranjaste um cachorrinho?

No meu quarto só encontrei champô.

Ah, uh...

Fada Madrinha, móveis...

Quero que conheçam o meu marido, Shrek.

Teu marido? O quê? O que é que disseste?

Quando é que isso aconteceu?

O Shrek foi quem me salvou.

- Mas isso não pode estar certo.

- Óptimo, mais familiares!

Ela só está a tentar ajudar.

Boa! Ela pode-nos ajudar a fazer as malas.

Querida agarra o teu casaco. Vamos embora.

- O quê?

- Eu não quero partir.

Quando é que decidiste isto?

- Pouco depois de chegarmos.

- Olha, desculpa-me...

Não, está tudo bem.

Eu tenho de ir na mesma.

Mas lembra-te, querida.

Se alguma vez precisares de mim...

A felicidade...

está apenas a uma lágrima

de distância.

Obrigado, mas nós temos toda

a felicidade que precisamos.

Felizes, felizes, felizes...

Estou a ver.

Vamos embora, Kyle.

Muito giro, Shrek.

O que foi? Eu disse-te que

vir aqui era má ideia.

Podias pelo menos ter tentado

relacionares-te com o meu pai.

Eu não penso que iria ter

a bênção do Papá,

mesmo se eu a quisesse.

Não achas que seria gentil se alguém

me perguntasse o que quero?

Claro. Queres que faça

as malas por ti?

És inacreditável!

Estás a portar-te como...

- Vamos! Diz!

- Como um ogre!

Aqui tens uma notícia nova para ti!

Quer os teus pais gostem ou não...

Eu sou um ogre!

E adivinha princesa?

Isso não está para mudar.

Eu mudei por ti, Shrek.

Pensa sobre isso.

Essa foi mesmo suave, Shrek.

"Eu sou um Ogre!"

Eu sabia que isto ia acontecer.

Claro.

Foste tu que começaste.

Não posso acreditar nisso, Lillian.

Ele é que é ogre. Não eu.

Harold, acho que estás a levar

isto muito a peito.

Esta foi a escolha da Fiona.

Mas ela devia escolher o príncipe

que nós escolhemos para ela.

Quero dizer, esperas que eu dê

a minha bênção a esta... coisa?

A Fiona espera. E ela nunca te

perdoará se não o fizeres.

Harold, eu não quero perder

a minha filha outra vez.

Oh, tu ages como se o amor

fosse totalmente previsível.

Não te lembras de quando

nós éramos jovens?

Costumávamos passear

à beira do lago dos lírios e...

- ... eles estavam a florir.

- O nosso primeiro beijo.

Não é a mesma coisa!

Eu acho que tu ainda não percebeste que

a nossa filha casou com um monstro!

Oh, pára de ser um rei tão dramático.

Está bem! Finge que não há

nada de errado.

La, di, da, di, da!

Está tudo maravilhoso!

Gostava de saber

como é que podia ficar ainda pior.

Olá, Harold.

- O que é que aconteceu?

- Nada, querida!

É só a minha velha ferida

das cruzadas a fazer das suas!

Vou só esticá-la

aqui fora por um bocado.

É melhor entrares.

Precisamos de conversar.

Na verdade, Fada Madrinha,

ia agora deitar-me.

Já tomei os meus comprimidos e eles

põem-me um bocado sonolento.

Então, e se... tornássemos isto

numa visita rápida. O quê?

Ah, olá.

Então, novidades?

Lembras-te do meu filho,

o Príncipe Encantado?

Encantado, és tu? Meu deus!

Já lá vão anos.

Quando é que voltaste?

Ah, a cerca de cinco minutos atrás,

na verdade.

Depois de suportar furacões,

desertos ardentes...

subi ao quarto mais alto

na torre mais alta...

A mamã trata disto.

Ele suportou furacões,

desertos ardentes!

Ele subiu ao mais alto maldito quarto

da mais alta maldita torre...

E o que é que ele encontrou?

Um tipo de lobo travesti que lhe

contou que a sua princesa...

- Se eu puder...

- Já estava casada.

Não foi por culpa minha.

Ele não chegou lá a tempo.

Parem a carruagem!

Harold.

Estás a forçar-me a fazer

algo que não queria fazer.

Onde é que estamos?

Olá, bem vindos ao Frei Gorducho.

Posso anotar seu pedido?

A minha dieta está arruinada.

Espero que esteja feliz. Eh... ok.

Duas sandes Renascença,

sem maionese... anéis de chili...

- Eu quero o Menu Medieval.

- Sim, um Menu Medieval e, Harold...

- Fritos Enrolados?

- Não, Obrigado.

- Um Taco de *** fermentada, então?

- A sério que não quero nada.

O seu pedido Fada Madrinha.

E isto vem com o Menu Medieval.

Toma lá querido.

Fizemos um acordo, Harold. E presumo que

não quer que eu volte atrás na minha parte.

De facto, não.

Então, a Fiona e o Encantado

vão ficar juntos.

- Sim.

- Acredita em mim, Harold. É o que é melhor.

Não apenas para a tua filha...

... mas para o teu Reino.

O que é que é suposto

eu fazer acerca disso?

Usa a tua imaginação.

Oh...

Entre, Sua Majestade.

Eu gosto da minha cidade

Com uma pequena gota de veneno

Ninguém sabe...

Desculpe.

Eu conheço-o?

Não, deve estar a confundir-me

com outra pessoa.

Uh... desculpe.

Estou à procura da Meia-irmã Feia.

Ah! Aí está. Certo.

Sabe, eu precisava que

tratassem da saúde de alguém.

- Quem é o gajo?

- Bem, não é um gajo, digamos.

Ele é um ogre.

Ei, amigo, deixe-me dar-lhe

uma dica.

Existe apenas um tipo capaz de lidar com

um trabalho desses, e, sinceramente...

... ele não gosta de ser incomodado.

Onde o posso encontrar?

Olá?

Quem se atreve a entrar no meu quarto?

Desculpe! Espero não estar a interromper mas

disseram-me que é consigo que tenho de falar

sobre um problema com um ogre?

Disseram-lhe bem.

Mas para isso,

eu cobro bastante dinheiro.

Será... que isto chega?

Acabou de contratar os meus

valiosos serviços, Sua Majestade.

Diga-me apenas onde

eu posso encontrar esse ogre.

Todos me dizem,

Que me estou a ir abaixo

Todos me dizem,

tens que o largar

Tens que o largar

Preciso de dormir um pouco.

É tempo de descansar o cavalo

Estou demasiado envolvido.

E as rodas continuam a rolar

Todos me dizem,

tens que o largar

Querido Cavaleiro,

eu rezo para que aceite

esta lembrança como sinal

da minha gratidão.

Querido diário...

A Bela Adormecida vai dar

uma festa de pijama amanhã à noite,

mas o Pai diz que não posso ir.

Ele nunca me deixa sair depois do pôr-do-sol.

O Papá disse-me que vou para fora

por uns tempos.

Deve ser como alguma

escola de aperfeiçoamento.

A Mãe diz que quando

tiver idade suficiente,

o meu belo Príncipe Encantado

vai resgatar-me da minha torre

e trazer-me de volta

para a minha família.

E viveremos todos

felizes para sempre.

Senhora Fiona Encantado.

Senhora Fiona Encantado.

Desculpe. Espero não estar

a interromper nada.

Não, não. Eu estava só a ler...

hum... um livro aterrador.

Esperava que me desculpasses pelo meu

comportamento deplorável de há pouco.

- Ok...

- Eu não sei o que me deu.

Achas que podíamos fingir que não

se passou nada e começarmos de novo...

- Olhe, Sua Majestade, eu só...

- Por favor. Chama-me Pai.

Pai. Nós agimos ambos

como ogres.

Talvez só precisemos de algum tempo

para conhecermo-nos.

Excelente ideia! Na realidade esperava que te

juntasses a mim para uma caçada matinal.

Um tempinho pai-filho?

Eu sei que isso iria significar

imenso para a Fiona.

Digamos, 7:30

ao pé do velho carvalho?

Aceita-o, Burro!

Estamos perdidos.

Não podemos estar perdidos. Seguimos

as direcções do Rei minuciosamente.

O que disse ele? "Vão em direcção

à parte mais escura do bosque..."

"Passem pelas árvores sinistras

com galhos assustadores."

- O arbusto em forma de Shirley Bassey!

- Já o passámos 3 vezes!

Foste tu quem disse para

não perguntarmos pelo caminho.

Oh, esplêndido. A minha hipótese de

acertar as coisas com o pai da Fiona

e acabo perdido

na floresta contigo!

Não fiques ofendido comigo!

Eu só estou a tentar ajudar.

Eu sei! Eu sei.

- Desculpa-me, ok?

- Ei, não te preocupes com isso.

É que preciso mesmo de acertar

as coisas com este tipo.

Sim, claro. Vamos lá

criar laços com o Papá.

Bem, bem, bem, Burro.

Eu sei que foi um momento terno

há pouco, mas ronronar?

O quê? Eu não ronronei.

Sim. O que vem a seguir?

Um abraço?

Ei, Shrek. Os burros não ronronam.

O que pensas que sou, algum tipo de...

Enfrentem-me, se se atrevem!

Olha! Um gatinho.

- Cuidado, Shrek! Ele está armado!

- É um gato, Burro.

Vem cá, gatinho.

Vem, gatinho. Anda.

Oh, vem cá, gatinho.

- Aguenta Shrek! Vou a caminho!

- Rápido! Tira-o! Tira-o!

Oh, Deus, Oh...

Não!

- Cuidado, Shrek! Fica quieto!

- Tira-o!

Shrek! Não te mexas!

- Falhei?

- Não. Acertaste neles.

Agora, ogre, implora por

misericórdia ao...

Gato... das Botas!

Eu mato aquele gato!

- Bola de pelo.

- Oh! Isso é nojento!

O que devemos fazer com ele?

Eu digo para pegarmos na espada

e capamo-lo já aqui!

Não! Por favor!

Por favor!

Eu imploro-lhe!

Não foi nada de pessoal, Señor.

Eu estava a fazê-lo apenas

pela minha família.

A minha mãe está doente.

E o meu pai vive do lixo!

O Rei ofereceu-me muito ouro e eu

tenho uma ninhada de irmãos...

Pára, pára, pára!

O pai da Fiona pagou-te

para fazeres isto?

O Rei rico? Sí.

Bem, lá se vai

a Real bênção do Papá.

Não te sintas mal. Quase toda a gente

que te conhece te quer matar.

Ena pá, obrigado.

Talvez a Fiona estivesse melhor se eu fosse

uma espécie de príncipe encantado.

Isso foi o que o Rei disse.

Oh, uh... desculpem. Pensei que

essa questão fosse dirigida a mim.

Shrek, a Fiona sabe que farias

qualquer coisa por ela.

Bem, não é que eu

não mudasse, se eu pudesse.

Eu só... Eu só queria poder

fazê-la feliz.

Espera lá...

"Felicidade."

"A uma lágrima de distância."

Burro! Pensa na coisa mais triste

que já te aconteceu!

Eh, pá, por onde eu começo?

Primeiro foi aquela vez em que o velho agricultor

tentou trocar-me por uns feijões mágicos.

Depois aquele idiota dá uma festa e diz

aos convidados que me espetem um rabo.

Depois, ficaram bêbados e começaram

a bater-me com um pau e a gritar "Piñata!"

O que é uma "piñata",

afinal de contas?

Não, Burro! Eu preciso que chores!

Não te projectes em mim.

Eu sei que te estás a sentir mal,

mas tens de...

Seu pequeno, peludo,

saco comedor de lixo...

O quê? Está ligado? Está ligado?

Eu sou a Fada Madrinha.

Eu estou longe da minha secretária

ou ocupada com um cliente.

Mas se vier ao escritório, teremos

todo o gosto em lhe marcar uma consulta.

Tenha um "Felizes para sempre".

Oh...

Estás afim duma pequena demanda, Burro?

Assim é que é! Shrek e Burro

noutra aventura mirabolante.

Ninguém nos pára agora! Uooo!

Estamos a caminho!

- Pára, Ogre! Eu julguei-te mal.

- Entra para o clube. Temos casacos.

Pela minha honra, sou obrigado a

acompanhar-te até ter salvo a tua vida

já que tu poupaste a minha.

A posição de animal falante

irritante já foi ocupada.

Vamos, Shrek. Shrek?

- Shrek!

- Ah, vá lá, Burro. Olha para ele...

... nas suas botinhas pequeninas.

Sabes quantos gatos conseguem usar botas?

Honestamente.

- Vamos ficar com ele!

- Repete?

Escuta. Ele está a ronronar!

- Ah, agora ele é querido.

- Calma, Burro. Acalma-te.

Acalmar-me? Eu devia acalmar-me?

Olha quem está a mandar quem acalmar-se!

Shrek!

Shrek?

Eles são ambos alegres, não são?

O que achas, Harold?

Hum... Sim, sim.

Certo. Certo.

Tenta ao menos fingir que estás interessado

no baile de casamento da tua filha.

Honestamente, Lillian,

eu acho que não importa.

Como é que sabemos

que irá haver um baile?

Mãe. Pai.

- Oh, olá, querida.

- O que foi, Cedric? Certo! Já vou.

Mãe, viste o Shrek?

Não vi.

Devias perguntar ao teu pai.

E usa palavras curtas, querida.

Ele está um bocadinho lento esta manhã.

- Posso ajuda-lo, Sua Majestade?

- Ah, sim!

Hum! Requintado.

Como se chama este prato?

Esse seria o pequeno-almoço do cão,

Sua Majestade.

Ah, sim. Muito bem.

Continua, Cedric.

- Pai? Pai, viste o Shrek?

- Não, querida.

Tenho a certeza que ele foi só à procura de

um belo... buraco de lama para se acalmar.

Sabes, depois da vossa discussão

de ontem à noite.

Oh. Tu ouviste isso, hum?

O reino inteiro ouviu-vos.

Quer dizer, afinal de contas, é

da natureza dele, ser...

... bem, um pouco rude.

Ele? Bem, tu não lhe estendeste propriamente

o tapete de boas vindas.

Bem, o que é que esperavas?

Vê bem o que ele te fez.

O Shrek ama-me pelo o que sou.

Eu achava que ficarias feliz por mim.

Querida, eu só estou a pensar

no que é melhor para ti.

Talvez devesses fazer o mesmo.

Não? A sério?

Oh, não. É a velha fábrica do Keebler.

Vamos recuar devagarinho.

Aquela é a casa da Fada Madrinha.

Ela é a maior fabricante

de bruxarias e poções de todo o reino.

E porque não entramos

por um bocadinho? Ha-ha! Bocadinho!

Ele faz-me rir.

Olá. Estou aqui para ver a...

A Fada Madrinha.

Desculpe mas ela não está.

Jerome.

Café e um Monte Cristo. Agora!

Sim, Fada Madrinha.

É para já.

Olhe, ela hoje não está a atender

nenhum cliente, ok?

Não faz mal amigo.

Nós somos do sindicato.

Sindicato?

Nós representamos os trabalhadores de todas

as indústrias mágicas, ambas as más e boas.

Oh! Oh, certo.

Você sente-se de alguma maneira

explorado ou oprimido?

Uh... um pouco.

Nós nem temos dentista.

Eles nem têm dentista.

Está bem, nós vamos só dar uma olhadela.

Oh. A propósito.

Penso que era melhor se a Fada Madrinha

não soubesse que nos estivemos aqui.

- Percebes o que estou a dizer? Hum?

- Pára!

- Claro. Entrem.

Uma gota de desejo.

Malandro!

Um pouco de paixão.

E um nadinha de...

... luxúria!

Com licença.

Desculpe entrar desta maneira...

Que diabos faz você aqui?

Bom, parece que a Fiona não

está propriamente feliz.

E existe alguma dúvida do porquê?

Bem, vamos explorar isso, sim?

Ah. P, P, P...

Princesa. Cinderela.

Aqui está.

"Viveram felizes para sempre". Oh...

Não há ogres.

Vejamos. Branca de Neve.

Um belo príncipe, nenhum ogre.

A Bela Adormecida. Nada de ogres.

Joãozinho e Maria? Não!

Polegarzinha? Não.

O Pássaro Dourado, A Pequena Sereia,

Um Sonho de Mulher...

Não, não, não, não, não!

Está a ver, os ogres

não vivem felizes para sempre.

Certo. Olhe, Senhora!

Não me apontes...

essas salsichas sujas e verdes.

O seu Monte Cristo e café.

Oh! Desculpem.

Ah... não faz mal.

Estávamos mesmo de saída.

Sinto muito por ter desperdiçado

o seu tempo, Sr. Madrinha

Apenas... vão.

Andem lá, rapazes.

Graças a Deus é Sexta,

eh, amigo?

A trabalhar muito

ou a não trabalhar, não é?

"Sala Das Poções"

Tirar as tuas botas e as tuas

bochechas de gato da minha cara.

Meu, isto fede!

Tu não cheiras exactamente

a um cesto de rosas.

- Bem, um destes tem de ajudar.

- Eu já estava aqui a preparar um plano!

As nossas cabeças já estão

a funcionar como uma.

Pára, pára. Se nos precisarmos um perito

em lamber-nos, nós ligamos-te.

Shrek, isto é uma má ideia.

Olha. Torna-te útil e continua a vigiar.

Bichano, achas que consegues

chegar aquelas no topo?

Sem problema, patrão.

Numa das minhas nove vidas,

eu fui o grande gato ladrão

de Santiago de Compostela.

Shrek, estás maluco?

Burro, continua a olhar.

Continuo a olhar?

Sim, vou continuar a olhar.

Vou é ver aquela bruxa vir aqui e enfiar-te

um mundo de dor pelo traseiro acima.

Eu também me vou rir.

Vou estar a rir-me para mim próprio.

- O que é que vês?

- Amaciador para pele de sapo.

Tenho a certeza que um BM é a solução perfeita

para problemas matrimoniais.

- Elfa Seltzer?

- Na-na.

- Hex Lax?

- Não! Tenta "jeitoso".

Desculpa. Não há jeitoso.

Ei! E que tal "Felizes para sempre"?

Bem, o que é que faz?

Diz "Beleza divinal".

Em algumas culturas, os burros são considerados

como as mais sábias das criaturas

Especialmente os que falam,

como eu.

Burro!

Isso vai ter de servir.

Temos companhia.

Podemos andar com isto?

Despacha-te!

Bem apanhado, Burro!

Finalmente!

Um bom uso para a tua boca.

Vamos!

Tu desprezas as minhas

emoções naturais

Fazes-me sentir como terra

e eu estou magoado

E se eu começar um tumulto

Eu corro o risco de te perder

e isso é o pior

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se por

Apaixonar-se alguma vez por quem

não se deveria ter apaixonado

Não me interessa de quem é a culpa.

Tratem só de limpar isto tudo!

E alguém me traga qualquer coisa bem frita

e coberta com chocolate!

- Mãe!

- Charmoso, meu querido.

Não é uma boa altura,

A mãezinha está a trabalhar.

O que é que aconteceu aqui?

- O ogre, foi o que foi!

- O quê? Onde é que ele está, mãe?

Eu arrancarei a sua cabeça

dos seus ombros!

Eu irei destruí-lo onde estiver!

Ele irá arrepender-se do dia

em que ele me roubou o reino!

Oh, guarda isso, Júnior!

Tu ainda vais ser um rei.

Só temos de pensar em

alguma coisa mais inteligente.

Desculpe. Hum...

Está tudo verificado, Fada Madrinha,

à excepção de uma poção.

O quê?

Oh...

Acredito que podemos tornar isto

numa vantagem para nós.

"Poção Felizes para Sempre.

Força máxima.

Para si e para

o seu verdadeiro amor.

Se um de vocês beber isto,

ambos ficarão bem.

Felicidade, conforto e beleza divinal."

- Ficarão ambos bem?

- Quer dizer que também vai afectar a Fiona.

Ei, meu, isto não me cheira bem. Os meus

sentidos de burro estão todos a tinir.

Larga essa jarra de voodoo

e vamos embora daqui.

Diz "Beleza Divina".

Quão mau é que pode ser?

Vês, tu és alérgico a essa coisa.

Vais ter uma reacção.

E se pensas que vou espalhar Vapor Rub

no teu peito, pensa melhor!

Patrão, só para o caso de haver

algo de errado com a poção...

deixe-me dar o primeiro gole.

Seria uma honra arriscar

a minha vida por si.

Oh, não, não. Não me parece.

Se vai haver algum *** animal,

que seja em mim.

Esse é o papel do melhor amigo.

Vá, dá-me a garrafa.

Como é que te sentes?

Não me sinto diferente.

Pareço estar diferente?

Ainda me pareces um asno.

Talvez não funcione com burros.

- Bem, à nossa, Fiona.

- Shrek?

- Se bebes isso, não há retorno.

- Eu sei.

- Nada de rebolar na lama?

- Eu sei.

- Nada de comichões no rabo?

- Eu sei!

- Mas tu adoras ser um ogre!

- Eu sei!

Mas eu amo mais a Fiona.

Shrek, não! Espera!

Tem de ser... Acho que apanhaste

a poção "Peidoso para sempre".

Se calhar não presta.

Ou talvez a Fiona e eu nunca

estivemos destinados a ficar juntos.

Uh-oh. Que é que te disse?

Sinto qualquer coisa a aproximar-se.

Não quero morrer.

Não quero morrer. Não quero morrer!

Oh, minha nossa senhora.

Estou a derreter-me!

Estou a derreter-me!

É só a chuva, Burro.

Oh.

Não te preocupes. As coisas parecem más

porque está escuro e de chuva

e o pai da Fiona contratou um assassino

sujo para te limpar o sebo.

Vai estar melhor amanhã de manhã.

Vais ver...

O sol irá aparecer...

Amanhã

Aposta o teu traseiro...

Apostar o meu traseiro?

Vou já, Elizabeth!

Burro?

Estás bem?

- Ei, chefe. Vamos rapá-lo.

- B-Burro?

Aí estás tu!

Sentimos a tua falta ao jantar.

O que foi, querida?

Pai...

Estive a pensar naquilo

que me disseste.

E vou acertar as coisas.

Ah! Excelente!

Essa é a minha menina.

Foi um erro trazer o Shrek para cá.

Vou sair e procurá-lo.

E depois voltaremos ao pântano

onde pertencemos.

Fiona, por favor!

Não sejas precipitada, querida.

Não podes ir a lado nenhum agora.

Fiona!

Ouve, eu disse que ele estava aqui.

Olha para ele! Silêncio. Olha para mim.

Bom dia, dorminhoco.

Bom dia!

Nós adoramos o teu gatinho!

- Oh... A minha cabeça...

- Toma, eu trouxe um balde com água.

Obrigado.

Uhh!

Aahh!

Oh...

Um nariz giro e arredondado?

Cabelos fartos e ondulados?

Nádegas firmes e redondas?

Estou... Estou...

- Magnífico!

- Eu que o diga.

Sou a Jill. Qual é o teu nome?

- Um... Shrek.

- Shrek? Uau. És da Europa?

- Estás tenso.

- Quero massajar-lhe os ombros.

- Estou a tratar disso.

- Não tenho nada para esfregar.

Põe-te na fila.

- Viram o meu burro?

- A quem estás a chamar burro?

- Burro? Tu és um...

- Um garanhão!

Posso relinchar.

Posso contar.

Olha para mim, Shrek!

Estou a trotar!

Essa é uma poção de qualidade.

O que há nessa coisa?

"Oh, não tome a poção

Sr. Patrão, é muito má."

Bah!

"Aviso: Efeitos secundários incluem

queimaduras, comichões, suores, choradeiras.

"Desaconselhado a doentes cardíacos ou

aqueles... com distúrbios nervosos."

Estou a trotar, estou a trotar

no mesmo sitio! Sim!

O que foi?

Senhor? "Para tornar os efeitos

desta poção permanentes,

quem a bebeu deve obter um beijo

do seu amado, até a meia-noite."

Meia-noite?

Porquê sempre à meia-noite?

- Escolhe-me! Eu serei o teu verdadeiro amor!

- Eu serei o teu verdadeiro amor.

Eu serei verdadeira... o suficiente.

Olhem, meninas,

eu já tenho um verdadeiro amor.

Oh...

E escute o que eu digo, Patrão.

Vai ter uma Princesa muito satisfeita.

Vamos admitir.

És um bocadinho mais agradável aos olhos.

Por dentro tu és o mesmo

mesquinho, salgado...

- Calma.

- ...caprichoso, ofensivo,

furioso ogre que sempre foste.

E tu continuas o mesmo burro irritante.

Sim.

Bem...

Cuidado, Princesa.

Aqui vai o novo eu.

As primeiras coisas primeiro.

Precisamos de te tirar dessas roupas.

- Pronto?

- Pronto!

Condutor, pare!

Oh, Deus! Ajudem-me, por favor!

Os meus dias de corridas estão acabados!

Estou cego! Diga a verdade.

Irei alguma vez voltar a tocar violino?

Pobre criatura!

Há alguma coisa que

possa fazer por ti?

Bem, acho que existe uma coisa.

Tira a peruca poeirenta

e tira as tuas ceroulas.

- Nada mau.

- Nada mau mesmo.

Pai?

Está tudo bem, Pai?

Obrigado, senhores!

Um dia, irei recompensar-vos.

A menos que, claro,

não vos encontre ou me esqueça.

Oh, sim

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

Mu-Mu-Mu-Mu-Mudanças

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Só tenho de ser

um homem diferente

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Alto!

Diz à Princesa Fiona que o marido,

Sir Shrek, está aqui para vê-la.

Ainda não sei do que

andava à procura

E o meu tempo passava rapidamente,

um milhão de ruas sem saída

Todas as vezes que pensei

que tinha conseguido

Parecia-me que o gosto

não era tão doce

Mu-Mu-Mu-Mudanças

- Vira-te e enfrenta o estranho

- Fiona!

- Shrek?

- Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Fiona?

Olá, bonitão.

Shrek!

- Princesa!

- Burro?

Uau! Aquela poção também

funcionou contigo?

Que poção?

O Shrek e eu tomámos

uma poção mágica. E bem...

Agora, somos sexy!

Shrek?

Por ti querida... Eu podia ser.

- Isso. Querias.

- Burro, onde está o Shrek?

Ele entrou à tua procura.

Shrek?

Fiona! Fiona!

Queres dançar, lindão?

Já te vais tão cedo?

Não queres ver a tua mulher?

Fiona?

Shrek?

Sim, Fiona. Sou eu.

Que aconteceu à tua voz?

A poção mudou

muitas coisas, Fiona.

Mas não o que eu sinto por ti.

Fiona?

- Encantador?

- Achas?

Pai. Esperava muito

que aprovasse.

- Hum... quem és tu?

- Mãe, sou eu, Shrek.

Sei que nunca terá uma segunda oportunidade

para uma primeira impressão,

mas, bem, o que achas?

Fiona! Fiona!

Fiona!

- Fiona!

- Fiona, Fiona! Ho-ho-ho!

Oh, gaita! Acho que eles não nos

conseguem ouvir, pombinho.

Não acha que já arruinou

a vida dela o suficiente?

Só quero que ela seja feliz.

E agora ela pode ser.

Oh, querido.

Ela finalmente encontrou

o Príncipe dos seus sonhos.

Mas olhe para mim.

Veja só o que fiz por ela.

Está na hora de parares de viver

num conto de fadas, Shrek.

Ela é uma princesa,

e tu és um ogre.

É uma coisa que nenhuma

quantidade de poção vai mudar.

Mas...

Eu amo-a.

Se a amas verdadeiramente...

... vais deixá-la partir.

Shrek?

Senhor.

O que se passa?

Onde é que vais?

Tu não tens nada a ver com isto,

pois não, Harold?

As pessoas não prestam mesmo

Eu acho que isso

já está bem percebido

Aqui têm, rapazes.

Deixe só a garrafa, Doris.

Ei. Porquê essas caras tristes?

Tudo foi apenas um estúpido erro.

Nunca devia tê-la salvo

daquela torre em primeiro lugar.

Eu odeio Segundas.

Não acredito que vais virar as costas

à melhor coisa que te aconteceu.

Que hipótese tenho eu?

Ela ama aquele bonito rapaz,

o Príncipe Encantado.

Vá lá. Ele é assim tão lindo?

Estás a gozar?

Ele é lindo!

Ele tem um rosto que parece

que foi esculpido por anjos.

- Oh. Ele parece um sonho.

- Sabem...

estranhamente, isto não está

a fazer sentir-me melhor.

Olhem, rapazes.

É melhor assim.

A mãe e o pai aprovam,

e a Fiona fica com o homem

com quem sempre sonhou.

Todos ficam a ganhar.

Excepto tu.

Eu não entendo, Shrek.

Tu amas a Fiona.

Certo.

E é por isso

que tenho de a largar.

Desculpe, ela está aí?

Ela está, uh... lá atrás.

Oh, olá outra vez.

Fada Madrinha, Encantado.

É melhor teres uma boa razão para

nos arrastar para este lugar, Harold.

Bem, receio que a Fiona não esteja realmente...

de amores pelo Príncipe Encantado.

- P.S.I., a culpa não é minha.

- Não, claro que não, querido.

Quero dizer, como posso ser encantador

quando tenho que fingir

ser aquele horroroso ogre?

Não, não. Ninguém tem culpa.

Talvez seja melhor apenas

cancelarmos tudo, não?

- O quê?

- Não se pode forçar ninguém a apaixonar-se!

Permita-me discordar.

Eu faço isso o tempo todo!

Faça a Fiona beber isto e ela vai apaixonar-se

pelo primeiro homem que ela beijar,

que será o Encantado.

- Hum... não.

- O que é que disseste?

Não posso. Não o farei.

Isso é que vai.

Se se lembrar, fui eu que vos ajudei

com o vosso "felizes para sempre".

E posso retirá-lo assim

tão facilmente.

É isso que quer? É?

- Não

- Lindo menino.

Agora, temos que ir embora.

Tenho que fazer o penteado

do "Encantado" antes do baile.

Não tem remédio.

Está todo levantado à frente.

Ele não consegue pentear para trás.

Temos que arranjar alguém que o faça.

Obrigado, Mãe.

Mãe?

Hum... Mary!

Um cavalo que fala!

O ogre!

Parem-nos! Ladrões! Bandidos!

Parem-nos!

Os abdominais estão fabulosos

e o musculo glúteo no máximo

hoje à noite aqui no Baile Real

de Muito, Muito Longe!

As carruagens estão alinhadas

saindo delas o melhor da sociedade

como a coalhada e o soro

da senhora Muffet.

Todo os que são importantes

apareceram

para honrar a princesa Fiona

e o príncipe Shrek.

E, oh, mas que bem,

os vestidos estão maravilhosos!

Vejam! o Joãozinho e a Maria!

Para que raio são as migalhas?

E logo atrás deles,

Tom Polegar e Polegarzinha.

Oh, não são adoráveis!

Aí vem a Bela Adormecida!

Velhota cansada.

Quem é este? Quem é este?

Quem é este?

Oh. É a número um, é a única...

É a Fada Madrinha!

Olá, Muito, Muito Longe!

Posso ter um "whoop whoop"?

Que todos os vossos finais

sejam felizes e...

Bem, vocês sabem o resto!

Voltamos já com o Baile Real

de Muito, Muito Longe

Depois destes anúncios.

Detesto estes espectáculos de Bailes.

Aborrecem-me de morte.

Muda para a Roda da Tortura

Não mudo nada, senhor,

até ter visto o Shrek e a Fiona.

Chatos é o que vocês são!

Ei, ratos, passem-me

uma asa de búfalo!

Não, à tua esquerda. À tua esquerda!

- Esta noite em "Cavaleiros"...

- Este sim é um bom programa!

Temos um Bronco branco em direcção a Este

dentro da floresta. Pedimos reforços.

É hora dos Homens de Aço mostrarem

a estes mamíferos loucos

que as suas atitudes inconscientes

não ficam impunes.

Porque me agarram?

Violência policial!

Tenho que falar com a Princesa Fiona!

- Nós avisámos-te!

- Au! Au!

Será que escapam?

Alguém deixou fugir o gato do saco?

Seus cães porcos capitalistas!

Tirem-no de cima de mim!

- Gatária! (erva que provoca euforia nos gatos)

- Isso não é meu.

Encontrem a princesa Fiona!

Sou um burro!

Diz-lhe Shrek...

Sou o marido dela, Shrek!

Rápido! Para trás!

Sou o marido dela, Shrek! Au!

Querida?

Ah. Bem me parecia

que te encontraria aqui.

Que tal uma chávena quente

de chá antes do baile?

Eu não vou.

O Reino todo apareceu

para celebrar o teu casamento.

Só há um problema.

Aquele não é o meu marido.

Quero dizer, repare nele.

Sim, é um pouco diferente,

mas as pessoas mudam

para quem os ama.

Ficavas surpreendida o quanto

mudei pela tua mãe.

Mudar?

Perdeu completamente a cabeça!

Porque não desces até ao baile

e dás-lhe outra oportunidade?

Talvez descubras que gostas

deste novo Shrek.

Mas apaixonei-me pelo antigo.

Dava tudo para tê-lo de volta.

Querida. Esse é meu.

Descafeinado.

Senão fico acordado a noite toda.

Obrigada.

Tenho que sair daqui!

Não nos podem prender assim!

Solte-me!

E os meus direitos Constitucionais?

É suposto dizerem que tenho

o direito de permanecer calado.

Ninguém disse que tinha o direito

de permanecer calado!

Tu tens o direito de ficares calado.

O que te falta é a capacidade.

Tenho que me aguentar antes que,

também eu, fique completamente maluco.

Shrek? Burro?

Demasiado tarde.

Gingy! Pinocchio!

Tirem-nos daqui!

Oh...

Rebentamento!

Atenção aí em baixo!

Rápido! Diz uma mentira!

- O que queres que diga?

- Qualquer coisa, mas rápido!

Diz uma loucura como "estou

a usar roupa interior feminina!"

Estou a usar roupa interior feminina.

- Estás?

- Claro que não!

Parece certamente que estás!

- Não estou nada

- De que tipo?

- É um fio dental!

- Auu! São cuecas curtas!

- Não são nada.

- São sim!

Aqui vamos. Aguenta-te.

Espera, espera, espera!

Au! Au! Ei, ei, ei!

Au!

- Desculpem?

- O que é? Bichano!

Desculpe lá, mas importa-se

de me soltar?

- Desculpe, patrão!

- Parem com as palhaçadas!

Temos de impedir aquele beijo!

Pensava que a ias largar.

Eu ia, mas não posso deixar

que eles façam isto à Fiona.

Boom! É isso o que eu gosto de ouvir.

Olha quem vem ai!

É impossível!

Nunca conseguiremos entrar.

O castelo está guardado.

Há um fosso e tudo!

Malta, parece que estamos no riacho de

chocolate sem um pau de um gelado.

- O que é?

- Ainda conheces o pasteleiro?

Bem, claro!

Ele está em Drury Lane. Porquê?

Porque vamos precisar de farinha.

Montes e montes de farinha.

Gingy!

Liga os fogões, Pasteleiro! Temos uma

grande encomenda para entregar!

Está vivo!

Corre, corre, corre,

o mais rápido que puderes!

Anda, rico, anda!

Ali está, Mongo!

Para o castelo!

Não, seu grande bolo idiota!

Vamos lá!

Mongo! Aqui em baixo!

Olha para o pónei!

Exacto! Segue o lindo pónei!

O lindo pónei quer brincar

no castelo!

Bonito pónei.

Senhoras e senhores

Apresento-lhes a Princesa Fiona

e o seu novo marido, o Príncipe Shrek.

Shrek, o que estás a fazer?

Estou a fazer o meu papel, Fiona.

Isso é brilho nos teus lábios?

Mm. Sabor de cereja.

Queres provar?

- Ugh! Que é que se passa contigo?

- Mas, docinho...

Dó Menor, começa com Dó Menor.

Senhoras e senhores.

Queria dedicar esta música à...

Princesa Fiona e ao Príncipe Shrek.

Fiona, minha princesa.

Concedes-me uma dança?

Para onde foram todos os homens bons

E onde estão todos os deuses?

Dança! Dança!

Aonde está o esperto Hércules

Para combater a desvantagem

crescente?

Desde quando é que danças?

Fiona, minha querida,

se há uma coisa que sei,

é que o amor

está cheio de surpresas.

Pela noite dentro andei às voltas

E sonho com o que preciso

Dá-lhe!

Preciso de um herói

Muito bem, grandalhão!

Vamos dar cabo desta festa!

Homens às catapultas!

Apontar! Fogo!

- Agarrem-se!

- Ooh! Bonito!

O botão de goma não!

Projéctil!

Ha-ha! Está bem!

Algures depois da meia-noite,

Nas minhas mais loucas fantasias

Vai, Mongo! Vai!

Homens aos caldeirões!

Depois de ti, Mongo.

- É isso! Força!

- Cuidado!

Shrek!

Mais calor, menos espuma!

Lá em cima onde as montanhas

se encontram com os céus

Lá onde o relâmpago rasga o mar

Eu podia jurar que está lá alguém

Algures olhando por mim

Força!

Não...!

Vamos!

Cuidado!

Sê bom.

Ele precisa de mim!

Larga-me!

Burro!

Bichano!

Vai! Vai! A tua donzela

precisa de ti! Vai!

Hoje, pago a minha dívida.

Oooh...

Em guarda!

Ele tem que ser forte

E ele tem que ser rápido

E tem que ficar fresco

Depois da luta

Preciso de um herói

- Parem!

- Ei, tu! Afasta-te da minha mulher.

- Shrek?

Não podias voltar apenas para

o teu pântano e deixar-nos em paz.

- Agora!

- Porcos e cobertores!

Pinóquio! Apanha a varinha!

Vejo Londres! Vejo a França!

Uaaaa!

Sou um rapaz de verdade!

Ah! Ah! Aaahhh!

Apanha!

Burro!

Oh!

Sou um rapaz de verdade! Aah!

Oh!

- Ha!

- Ah.

Isso é meu!

Rezem por misericórdia, do bichano...

E do Burro!

Ela tomou a poção!

Beija-a agora!

Não!

- Fiona.

- Shrek.

Harold! Era suposto teres-lhe

dado a poção!

Bem, parece que lhe dei

o chá errado.

- Mãezinha!

- Mãezinha?

Eu disse-te.

Os Ogres não vivem felizes para sempre.

Uoo!

Ah!

Oh, Pai!

Ele está...?

Ele coaxou.

Harold?

Pai?

Esperava que nunca

me visses assim.

- E ele não facilitou contigo!

- Burro!

Não, tem razão.

Peço desculpa.

Aos dois.

Só quis o melhor para a Fiona.

Mas agora vejo...

que ela já o tem.

Shrek, Fiona...

Aceitam as desculpas

de um sapo velho...

e a minha bênção?

Harold?

Desculpa, Lillian.

Só queria poder ser

o homem que mereces.

És mais esse homem hoje

do que alguma vez o foste...

verrugas e tudo.

Patrão! A poção "Felizes para sempre"!

Meia-noite!

Fiona. É isto que queres?

Ser assim para sempre?

- O quê?

- Porque se me beijares agora...

podemos ficar assim.

Farias isso?

- Por mim?

- Sim.

Eu quero o que qualquer

princesa quer.

Viver feliz para sempre...

com o ogre com quem casei.

Aconteça o que acontecer,

não posso chorar!

Não consegues fazer-me chorar!

Uooo!

Não, não, não.

Oh, não.

Ei! Ainda me pareces um

garanhão nobre.

Bem, onde é que estávamos?

Já me lembro.

Ei! Não devíamos estar

a fazer uma "fiesta"?

Uno, dos, quatro, dá-lhe!

Bichano e Burro, todos...

Ela é supersticiosa.

Gatos pretos e bonecos de voodoo

- Canta, Bichano!

- Eu sinto uma premonição

Aquela rapariga vai ser o meu fim

Aqui vamos nós!

Ela está numa de novas sensações

Novos pontapés no candelabro

Ela tem um novo vício

Para todo o dia e noite

Ela vai fazer-te tirar as tuas roupas

E ires dançar à chuva

Far-te-á viver a sua vida louca

Mas vai-te tirar a dor

como uma bala no teu cérebro

De cabeça para baixo

para dentro e para fora

Vivendo "la vida louca"

Eh beleza!

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

- Vivendo "la vida louca"

- Ela vive "louca"!

Vivendo "la vida louca"

- Digam mais uma vez agora!

- Vivendo "la vida louca"

Burro, isso é espanhol!

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Sozinho

Não quero estar

sozinho, nunca mais...

Ei amigo, nós vamos até

ao Clube KIT-KAT.

Vamos, junta-te a nós.

Obrigado compadre.

Não... não estou com disposição.

Nós animamos-te!

Arranjamos-te um burro simpático!

Ei, querida!

É a minha miúda!

Isso! Vamos lá!

Querida, onde estiveste?

Também lamento.

Devia ter ficado. Mas o Shrek

tinha que fazer esta coisa.

O quê? Repete mais uma vez.

Do que estás a falar?

A sério?

Papá!

Vejam os nossos bebés mutantes!

Tenho que arranjar um trabalho

3 Comments Matheus Henrique top

4 days ago 0 Supremewizard9 VO MANDAR PROS MEU FRIENDS DO DISCORD

8 days ago 0 Supremewizard9 PUTAKIPARU O ROTERO DO SHEREKE 2 MANOOOO

•Walkers Br• Join Featured Latest Wiki Polls Quizzes Shared Folder SHREK 2 ROTEIRO COMPLETO PT-BR

gustavo

March 24

7 3 SHREK 2 COMPLETO LEGENDADO PT-BR

Era uma vez, num reino

muito, muito longe,

o rei e a rainha foram

abençoados com uma linda bebé.

E por todo o reino,

todos estavam felizes...

Até que o sol se pôs

e eles viram que a sua filha tinha

sido amaldiçoada com um terrível feitiço

que se manifestava todas as noites.

Desesperados, eles procuraram a

ajuda de uma fada madrinha

que lhes disse para trancarem

a jovem princesa numa torre,

para aí esperar o beijo...

do belo Príncipe Encantado.

Seria ele que se aventuraria

na perigosa viagem

através de frios extremos

e desertos escaldantes

viajando durante muitos dias

e muitas noites,

arriscando a vida e membro

para chegar à fortaleza do Dragão.

Porque ele era o mais corajoso,

e o mais belo...

em todo o reino.

E estava destinado que o seu beijo

iria quebrar a terrível maldição.

Sozinho ele subiria ao mais alto quarto

da mais alta torre

para entrar nos aposentos da princesa,

dirigindo-se até à sua silhueta adormecida,

afastar as cortinas de diáfano

para encontrá-la...

O que é?

- Princesa... Fiona?

- Não!

Oh, graças a Deus.

Onde é que ela está?

- Está em Lua-de-mel.

- Lua-de-mel? Com quem?

Então ela disse,

qual é o problema, querido?

Qual é que é o problema?

Eu não sei

Bem, talvez eu esteja apaixonado

Penso sobre isso,

todo o tempo eu penso nisso

Não consigo parar de pensar nisso

Quanto mais tempo

irei levar para curar isto?

Só para curá-lo,

pois não posso ignorá-lo

E se é amor, amor

Dá-me vontade de me voltar

e enfrentar-me

Mas eu não sei nada

sobre o amor

Oh, vá lá, vá lá

Vira um pouco mais rápido

Vá lá, vá lá

O mundo irá seguir depois

Vá lá, vá lá

Todos perseguem o amor

Por isso eu disse

Eu sou uma bola de neve a rolar

Entrando nesta Primavera

que traz todo este amor

Derretendo sob céus azuis

acorrentada à luz do sol

Amor cintilante

Bem, querida, eu rendo-me

Ao gelado de morango

O nunca acabar de todo este amor

Bem, não era a minha intenção

Mas não há como fugir ao teu amor

Estes relâmpagos significam

que nunca estamos sozinhos

Nunca sós, não, não

Vá lá, vá lá

Salta um pouco mais alto

Vá lá, vá lá

Se te sentires um pouco mais leve

Vá lá, vá lá

Estivemos outrora apaixonados

Estivemos acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente

Estou apaixonado, estou apaixonado,

estou apaixonado, estou apaixonado

Estou apaixonado, estou apaixonado

Acidentalmente apaixonado

Estou apaixonado

É tão bom estar em casa!

Só tu e eu e...

- Dois pode ser tão mau como um...

- Burro?

Shrek! Fiona! Bons olhos os vejam!

Dá cá um abraço, Shrek,

sua velha máquina do amor.

E olha para ti, Senhora Shrek.

Que tal um torrão de açúcar para o corcel?

Burro, o que estás aqui a fazer?

Estava só a tomar conta

do teu ninho do amor por ti.

Oh, queres dizer tipo... separar

o correio e regar as plantas?

- Sim, e alimentar os peixes também!

- Eu não tenho nenhuns peixes.

Agora tens. Eu chamo aquele Shrek

e ao outro Fiona.

Aquele Shrek é um malandro.

Anda cá seu...

Olha para as horas.

Acho que é melhor ires andando.

Não queres contar-me sobre a tua viagem?

E que tal um jogo de Parcheesi?

Mas Burro, não deverias

estar em casa com a Dragona?

Oh, sim, isso.

Eu não sei. Ela tem andado

rabugenta ultimamente.

Então pensei em mudar-me

para cá com vocês.

Burro, tu sabes que ficamos

sempre contentes por te ver.

Mas a Fiona e eu estamos casados agora.

Precisamos de algum tempinho,

tu sabes, para estarmos juntos.

Só um com o outro.

Sozinhos.

Não digas mais nada. Não têm

que se preocupar com nada.

Estarei sempre aqui para assegurar

que ninguém vos incomoda.

- Burro!

- Sim, companheiro?

Estás a incomodar-me.

Oh, Ok. Tudo bem, fixe. Acho eu...

Eu e o Pinocchio íamos a um torneio

de qualquer forma, por isso...

Talvez vos veja no Domingo para

um churrasco ou qualquer coisa.

Ele ficará bem. Agora,

onde é que nós estávamos?

Oh.

Acho que me lembro.

Burro!

Eu sei, eu sei! Sozinhos!

Estou a ir! Estou a ir.

Mas o que queres

que diga a estes tipos?

Já chega, Reggie.

"Querida Princesa Fiona.

"Está desta forma convocada

para o Reino de Muito, Muito Longe

"para um baile real

em celebração do seu casamento

"no qual o rei

"dará a sua bênção real...

a si e ao seu...

"hum... Príncipe Encantado."

"Com Amor, o Rei e a Rainha

de Muito, Muito Longe.

"Também conhecidos como

Mamã e Papá."

A Mamã e o Papá?

- Príncipe Encantado?

- Baile Real? Posso ir?

- Nós não vamos.

- O quê?

Que dizer, não achas

que eles ficariam um pouco...

... chocados em te verem assim?

Bem, eles podem ficar

um pouco surpreendidos.

Mas eles são os meus pais,

Shrek. Eles adoram-me.

E não te preocupes.

Eles também vão adorar-te.

Pois, sim.

De algum modo não acho que

serei bem-vindo no clube regional.

Pára com isso.

Eles não são assim.

Então como é que explicas o Sargento Pomposo

e a Banda das Calças Janotas?

Oh, vá lá! Dá-lhes pelo menos uma hipótese.

Para fazer o quê? Afiar as suas forquilhas?

Não! Eles só querem

dar-te a sua bênção.

Oh, fantástico.

Agora preciso da bênção deles?

Se queres fazer parte

desta família, sim!

Quem disse que queria

fazer parte desta família?

Tu disseste! Quando casaste comigo!

Bem, aí estão umas belas

letras miudinhas!

Então é isso?

Tu não vens?

Acredita. Isso é uma má ideia.

Não vamos! E ponto final!

Vamos lá!

Não queremos apanhar trânsito!

Não te preocupes!

Nós cuidamos de tudo.

Ei, esperem por mim.

Dá-lhe! Mexe-te! Em frente!

Em frente, mexe-te! Em frente!

Coirão! Mexe-te!

Em frente!

Mexe-te! Mexe-te!

Em frente! Coirão!

Monta-os! Mexe-te!

Em frente! Mexe-te! Coirão!

Arrasa-os! Acaba com eles!

Fá-los em chá! Paga-lhes um copo!

Conhece as mães deles!

Tira-lhes o leite todo!

Coirão!

- Já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Ainda não.

- Ok, já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Sim.

- A sério?

- Não!

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Ainda não!

- Já chegámos?

- Não!

Já chegámos?

Não tem piada. É muito imaturo.

É por isto que ninguém gosta de ogres.

Tu é que ficas a perder!

- Eu vou parar de falar.

- Finalmente!

Isto está a demorar imenso, Shrek.

Nem há filme de viagem nem nada.

O Reino de Muito, Muito Longe, Burro.

É para onde nós vamos.

Muito, muito...

... longe!

Ok, Ok, já percebi.

Estou só tão aborrecido.

Bem, encontra uma maneira

de te entreteres.

Durante cinco minutos...

Podias deixar de ser tu próprio...

... durante cinco minutos!

Já chegámos?

- Sim!

- Finalmente!

Uau!

Vai ser só desejos de champanhe e

sonhos de caviar a partir de agora.

Olá jeitosas!

Nós vimos busca-las mais logo!

Tenho que mudar para uma cidade

que seja certa para mim

Definitivamente,

já não estamos no pântano.

Pára!

Bem, falo disso, falo disso,

falo disso, falo disso

Ei, olhem todos!

Falo sobre, falo sobre mudar...

Olá senhoras! Bonito dia

para um cortejo, eh? Belo chapéu.

Piscinas!

Estrelas de cinema!

Anunciando o tão esperado retorno

da bela Princesa Fiona

e do seu novo marido.

Bem, é agora.

- É agora.

- É agora.

É agora.

Hum... Porque não vão andando?

Eu estaciono o carro.

Então...

... ainda achas que foi boa ideia?

É claro! Olha, a Mamã e o Papá

parecem felizes por nos verem.

- Quem raio são eles?

- Acho que é a nossa pequena.

Aquela não é pequena!

É mesmo um grande problema.

Ela não devia beijar o Príncipe

Encantado e quebrar o feitiço?

Bom, ele não é um Príncipe Encantado,

mas eles parecem...

Contente?

Nós viemos, já os vimos...

Agora vamos embora antes que

eles acendam as tochas.

- São os meus pais!

- Eles trancaram-te numa torre!

Ei! Isso foi para meu próprio...

Bem! É a nossa oportunidade. Voltamos

para dentro e fingimos que não estamos.

Harold, temos de ser...

Rápido! Enquanto não estão a olhar

nós podemos safar-nos daqui.

Shrek, já chega!

Vai ser tudo...

Um desastre!

De maneira nenhuma...

- Tu consegues.

- Mas realmente eu...

- Realmente...

- não... quero... estar...

Aqui!

Mamã... Papá...

Quero que conheçam o meu marido...

Shrek.

Bem, hum...

Agora percebo de onde

vem a beleza da Fiona.

Perdão.

Melhor para fora que para dentro,

é o que sempre digo, eh, Fiona?

Esta foi boa.

Parece que não...

Que é isso de "não está na lista"?

Não me digas que não sabes quem sou.

Como estão todos?

Obrigado por esperarem.

- Foi difícil encontrar este lugar.

- Não! Não! Burro mau. Mau. Fora!

Não, papá! Está tudo bem.

Ele está connosco.

- Ele ajudou a resgatar-me do dragão.

- Sou eu: O nobre corcel.

Empregado! Que tal uma

tigela para o corcel?

Oh, não!

- Shrek?

- Sim?

Oh, desculpa!

Sopa deliciosa, Sra. R.

Não, não. Querido.

Oh!

Então Fiona, conta-nos

como é o lugar onde moras.

Bem...

O Shrek possui as suas próprias terras.

- Não é querido?

- Oh, sim.

É numa floresta encantada

onde abundam esquilos

e pequenos patinhos giros e...

O quê?

De certeza que não estás

a falar do pântano.

Um ogre dum pântano.

Oh, que original!

Suponho que seja um bom lugar

para criarem as crianças.

É um pouco cedo

para pensar nisso, não é?

- De facto. Acabei de começar a comer.

- Harold!

- O que quer dizer com isso?

- Papá, é óptimo, ok?

- Para o seu tipo, sim!

- O meu tipo?

Tenho de ir à casa de banho.

- O jantar está servido.

- Deixem lá. Eu aguento.

Bon Appetit!

Oh, comida mexicana!

A minha favorita!

Não fiquemos sentados com

o estômago a roer. Ataquem.

Aqui vou eu, Lillian.

Suponho que os netos que

posso esperar de si seriam...

Ogres, sim!

Não que haja nada de mal nisso.

Certo, Harold?

Oh, não! Não! Claro que não!

Isto é, assumindo que vocês não

comam os vossos próprios filhos!

Pai!

Oh não, preferimos os que foram

trancados numa torre!

- Shrek, por favor!

- Só fiz isso porque a amo.

Oh sim, uma creche ou um castelo

guardado por um dragão!

Você nunca entenderia.

Não é o pai dela!

É tão bom ter a família

reunida para o jantar.

- Harold!

- Shrek!

- Fiona!

- Fiona!

- Mamã!

- Harold...

Burro!

As tuas lágrimas derramadas

chamaram por mim

Então, aqui vai o meu doce remédio

Eu sei o que todas

as princesas precisam

Para viverem a vida feliz...

Oh, meu Deus.

Oh, olha para ti.

Estás toda...

... crescida.

- Quem és tu?

- Oh, doçura!

Sou a tua Fada-Madrinha.

- Eu tenho uma Fada-Madrinha?

- Shh, shhh.

Não te preocupes.

Estou aqui para melhorar tudo.

Apenas com um...

Aceno da minha varinha mágica

Os teus problemas em breve desaparecerão

Com apenas um gesto e um brilho

arrasarás um príncipe com imenso dinheiro

Um vestido bem caro

feito somente por ratos

Uns sapatinhos de cristal

e sem mais stress

As tuas preocupações desaparecerão,

a tua alma será limpa

Confia nos teus amigos móveis

Ajudamos-te a lançar uma nova moda

- Ponho-te bela, ponho-te incrível!

- O tipo de rapariga que um príncipe gostaria!

Eles vão escrever o teu nome

na parede da casa de banho...

"Para felicidade eterna,

telefone à Fiona!"

Uma carruagem desportiva para o estilo,

Um motorista bem sexy, Kyle.

Elimino os teus defeitos, perda de dentes

as coxas de celulite desaparecerão

E oh, mas que raio!

Toma um cão frisado!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Batom, sombra, blush para

apanhares o príncipe com rabo sexy

Dia de sorte, "buffet" de borrachos.

Tu e o príncipe dão uma cambalhota no feno.

Podes dar uma volta na lua

com o príncipe ao som da música

Não sejas reles, estarás fabulosa

O teu príncipe terá uma barriga firme

Soufflé de queijo, Dia dos Namorados

Come galinha "fricassé"!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Parem!

Olhe...

Muito obrigado,

Fada Madrinha,

mas não preciso realmente

disto tudo.

- Muito bem. Como queiras.

- Também não gostávamos de ti.

Fiona? Fiona?

Oh! Arranjaste um cachorrinho?

No meu quarto só encontrei champô.

Ah, uh...

Fada Madrinha, móveis...

Quero que conheçam o meu marido, Shrek.

Teu marido? O quê? O que é que disseste?

Quando é que isso aconteceu?

O Shrek foi quem me salvou.

- Mas isso não pode estar certo.

- Óptimo, mais familiares!

Ela só está a tentar ajudar.

Boa! Ela pode-nos ajudar a fazer as malas.

Querida agarra o teu casaco. Vamos embora.

- O quê?

- Eu não quero partir.

Quando é que decidiste isto?

- Pouco depois de chegarmos.

- Olha, desculpa-me...

Não, está tudo bem.

Eu tenho de ir na mesma.

Mas lembra-te, querida.

Se alguma vez precisares de mim...

A felicidade...

está apenas a uma lágrima

de distância.

Obrigado, mas nós temos toda

a felicidade que precisamos.

Felizes, felizes, felizes...

Estou a ver.

Vamos embora, Kyle.

Muito giro, Shrek.

O que foi? Eu disse-te que

vir aqui era má ideia.

Podias pelo menos ter tentado

relacionares-te com o meu pai.

Eu não penso que iria ter

a bênção do Papá,

mesmo se eu a quisesse.

Não achas que seria gentil se alguém

me perguntasse o que quero?

Claro. Queres que faça

as malas por ti?

És inacreditável!

Estás a portar-te como...

- Vamos! Diz!

- Como um ogre!

Aqui tens uma notícia nova para ti!

Quer os teus pais gostem ou não...

Eu sou um ogre!

E adivinha princesa?

Isso não está para mudar.

Eu mudei por ti, Shrek.

Pensa sobre isso.

Essa foi mesmo suave, Shrek.

"Eu sou um Ogre!"

Eu sabia que isto ia acontecer.

Claro.

Foste tu que começaste.

Não posso acreditar nisso, Lillian.

Ele é que é ogre. Não eu.

Harold, acho que estás a levar

isto muito a peito.

Esta foi a escolha da Fiona.

Mas ela devia escolher o príncipe

que nós escolhemos para ela.

Quero dizer, esperas que eu dê

a minha bênção a esta... coisa?

A Fiona espera. E ela nunca te

perdoará se não o fizeres.

Harold, eu não quero perder

a minha filha outra vez.

Oh, tu ages como se o amor

fosse totalmente previsível.

Não te lembras de quando

nós éramos jovens?

Costumávamos passear

à beira do lago dos lírios e...

- ... eles estavam a florir.

- O nosso primeiro beijo.

Não é a mesma coisa!

Eu acho que tu ainda não percebeste que

a nossa filha casou com um monstro!

Oh, pára de ser um rei tão dramático.

Está bem! Finge que não há

nada de errado.

La, di, da, di, da!

Está tudo maravilhoso!

Gostava de saber

como é que podia ficar ainda pior.

Olá, Harold.

- O que é que aconteceu?

- Nada, querida!

É só a minha velha ferida

das cruzadas a fazer das suas!

Vou só esticá-la

aqui fora por um bocado.

É melhor entrares.

Precisamos de conversar.

Na verdade, Fada Madrinha,

ia agora deitar-me.

Já tomei os meus comprimidos e eles

põem-me um bocado sonolento.

Então, e se... tornássemos isto

numa visita rápida. O quê?

Ah, olá.

Então, novidades?

Lembras-te do meu filho,

o Príncipe Encantado?

Encantado, és tu? Meu deus!

Já lá vão anos.

Quando é que voltaste?

Ah, a cerca de cinco minutos atrás,

na verdade.

Depois de suportar furacões,

desertos ardentes...

subi ao quarto mais alto

na torre mais alta...

A mamã trata disto.

Ele suportou furacões,

desertos ardentes!

Ele subiu ao mais alto maldito quarto

da mais alta maldita torre...

E o que é que ele encontrou?

Um tipo de lobo travesti que lhe

contou que a sua princesa...

- Se eu puder...

- Já estava casada.

Não foi por culpa minha.

Ele não chegou lá a tempo.

Parem a carruagem!

Harold.

Estás a forçar-me a fazer

algo que não queria fazer.

Onde é que estamos?

Olá, bem vindos ao Frei Gorducho.

Posso anotar seu pedido?

A minha dieta está arruinada.

Espero que esteja feliz. Eh... ok.

Duas sandes Renascença,

sem maionese... anéis de chili...

- Eu quero o Menu Medieval.

- Sim, um Menu Medieval e, Harold...

- Fritos Enrolados?

- Não, Obrigado.

- Um Taco de *** fermentada, então?

- A sério que não quero nada.

O seu pedido Fada Madrinha.

E isto vem com o Menu Medieval.

Toma lá querido.

Fizemos um acordo, Harold. E presumo que

não quer que eu volte atrás na minha parte.

De facto, não.

Então, a Fiona e o Encantado

vão ficar juntos.

- Sim.

- Acredita em mim, Harold. É o que é melhor.

Não apenas para a tua filha...

... mas para o teu Reino.

O que é que é suposto

eu fazer acerca disso?

Usa a tua imaginação.

Oh...

Entre, Sua Majestade.

Eu gosto da minha cidade

Com uma pequena gota de veneno

Ninguém sabe...

Desculpe.

Eu conheço-o?

Não, deve estar a confundir-me

com outra pessoa.

Uh... desculpe.

Estou à procura da Meia-irmã Feia.

Ah! Aí está. Certo.

Sabe, eu precisava que

tratassem da saúde de alguém.

- Quem é o gajo?

- Bem, não é um gajo, digamos.

Ele é um ogre.

Ei, amigo, deixe-me dar-lhe

uma dica.

Existe apenas um tipo capaz de lidar com

um trabalho desses, e, sinceramente...

... ele não gosta de ser incomodado.

Onde o posso encontrar?

Olá?

Quem se atreve a entrar no meu quarto?

Desculpe! Espero não estar a interromper mas

disseram-me que é consigo que tenho de falar

sobre um problema com um ogre?

Disseram-lhe bem.

Mas para isso,

eu cobro bastante dinheiro.

Será... que isto chega?

Acabou de contratar os meus

valiosos serviços, Sua Majestade.

Diga-me apenas onde

eu posso encontrar esse ogre.

Todos me dizem,

Que me estou a ir abaixo

Todos me dizem,

tens que o largar

Tens que o largar

Preciso de dormir um pouco.

É tempo de descansar o cavalo

Estou demasiado envolvido.

E as rodas continuam a rolar

Todos me dizem,

tens que o largar

Querido Cavaleiro,

eu rezo para que aceite

esta lembrança como sinal

da minha gratidão.

Querido diário...

A Bela Adormecida vai dar

uma festa de pijama amanhã à noite,

mas o Pai diz que não posso ir.

Ele nunca me deixa sair depois do pôr-do-sol.

O Papá disse-me que vou para fora

por uns tempos.

Deve ser como alguma

escola de aperfeiçoamento.

A Mãe diz que quando

tiver idade suficiente,

o meu belo Príncipe Encantado

vai resgatar-me da minha torre

e trazer-me de volta

para a minha família.

E viveremos todos

felizes para sempre.

Senhora Fiona Encantado.

Senhora Fiona Encantado.

Desculpe. Espero não estar

a interromper nada.

Não, não. Eu estava só a ler...

hum... um livro aterrador.

Esperava que me desculpasses pelo meu

comportamento deplorável de há pouco.

- Ok...

- Eu não sei o que me deu.

Achas que podíamos fingir que não

se passou nada e começarmos de novo...

- Olhe, Sua Majestade, eu só...

- Por favor. Chama-me Pai.

Pai. Nós agimos ambos

como ogres.

Talvez só precisemos de algum tempo

para conhecermo-nos.

Excelente ideia! Na realidade esperava que te

juntasses a mim para uma caçada matinal.

Um tempinho pai-filho?

Eu sei que isso iria significar

imenso para a Fiona.

Digamos, 7:30

ao pé do velho carvalho?

Aceita-o, Burro!

Estamos perdidos.

Não podemos estar perdidos. Seguimos

as direcções do Rei minuciosamente.

O que disse ele? "Vão em direcção

à parte mais escura do bosque..."

"Passem pelas árvores sinistras

com galhos assustadores."

- O arbusto em forma de Shirley Bassey!

- Já o passámos 3 vezes!

Foste tu quem disse para

não perguntarmos pelo caminho.

Oh, esplêndido. A minha hipótese de

acertar as coisas com o pai da Fiona

e acabo perdido

na floresta contigo!

Não fiques ofendido comigo!

Eu só estou a tentar ajudar.

Eu sei! Eu sei.

- Desculpa-me, ok?

- Ei, não te preocupes com isso.

É que preciso mesmo de acertar

as coisas com este tipo.

Sim, claro. Vamos lá

criar laços com o Papá.

Bem, bem, bem, Burro.

Eu sei que foi um momento terno

há pouco, mas ronronar?

O quê? Eu não ronronei.

Sim. O que vem a seguir?

Um abraço?

Ei, Shrek. Os burros não ronronam.

O que pensas que sou, algum tipo de...

Enfrentem-me, se se atrevem!

Olha! Um gatinho.

- Cuidado, Shrek! Ele está armado!

- É um gato, Burro.

Vem cá, gatinho.

Vem, gatinho. Anda.

Oh, vem cá, gatinho.

- Aguenta Shrek! Vou a caminho!

- Rápido! Tira-o! Tira-o!

Oh, Deus, Oh...

Não!

- Cuidado, Shrek! Fica quieto!

- Tira-o!

Shrek! Não te mexas!

- Falhei?

- Não. Acertaste neles.

Agora, ogre, implora por

misericórdia ao...

Gato... das Botas!

Eu mato aquele gato!

- Bola de pelo.

- Oh! Isso é nojento!

O que devemos fazer com ele?

Eu digo para pegarmos na espada

e capamo-lo já aqui!

Não! Por favor!

Por favor!

Eu imploro-lhe!

Não foi nada de pessoal, Señor.

Eu estava a fazê-lo apenas

pela minha família.

A minha mãe está doente.

E o meu pai vive do lixo!

O Rei ofereceu-me muito ouro e eu

tenho uma ninhada de irmãos...

Pára, pára, pára!

O pai da Fiona pagou-te

para fazeres isto?

O Rei rico? Sí.

Bem, lá se vai

a Real bênção do Papá.

Não te sintas mal. Quase toda a gente

que te conhece te quer matar.

Ena pá, obrigado.

Talvez a Fiona estivesse melhor se eu fosse

uma espécie de príncipe encantado.

Isso foi o que o Rei disse.

Oh, uh... desculpem. Pensei que

essa questão fosse dirigida a mim.

Shrek, a Fiona sabe que farias

qualquer coisa por ela.

Bem, não é que eu

não mudasse, se eu pudesse.

Eu só... Eu só queria poder

fazê-la feliz.

Espera lá...

"Felicidade."

"A uma lágrima de distância."

Burro! Pensa na coisa mais triste

que já te aconteceu!

Eh, pá, por onde eu começo?

Primeiro foi aquela vez em que o velho agricultor

tentou trocar-me por uns feijões mágicos.

Depois aquele idiota dá uma festa e diz

aos convidados que me espetem um rabo.

Depois, ficaram bêbados e começaram

a bater-me com um pau e a gritar "Piñata!"

O que é uma "piñata",

afinal de contas?

Não, Burro! Eu preciso que chores!

Não te projectes em mim.

Eu sei que te estás a sentir mal,

mas tens de...

Seu pequeno, peludo,

saco comedor de lixo...

O quê? Está ligado? Está ligado?

Eu sou a Fada Madrinha.

Eu estou longe da minha secretária

ou ocupada com um cliente.

Mas se vier ao escritório, teremos

todo o gosto em lhe marcar uma consulta.

Tenha um "Felizes para sempre".

Oh...

Estás afim duma pequena demanda, Burro?

Assim é que é! Shrek e Burro

noutra aventura mirabolante.

Ninguém nos pára agora! Uooo!

Estamos a caminho!

- Pára, Ogre! Eu julguei-te mal.

- Entra para o clube. Temos casacos.

Pela minha honra, sou obrigado a

acompanhar-te até ter salvo a tua vida

já que tu poupaste a minha.

A posição de animal falante

irritante já foi ocupada.

Vamos, Shrek. Shrek?

- Shrek!

- Ah, vá lá, Burro. Olha para ele...

... nas suas botinhas pequeninas.

Sabes quantos gatos conseguem usar botas?

Honestamente.

- Vamos ficar com ele!

- Repete?

Escuta. Ele está a ronronar!

- Ah, agora ele é querido.

- Calma, Burro. Acalma-te.

Acalmar-me? Eu devia acalmar-me?

Olha quem está a mandar quem acalmar-se!

Shrek!

Shrek?

Eles são ambos alegres, não são?

O que achas, Harold?

Hum... Sim, sim.

Certo. Certo.

Tenta ao menos fingir que estás interessado

no baile de casamento da tua filha.

Honestamente, Lillian,

eu acho que não importa.

Como é que sabemos

que irá haver um baile?

Mãe. Pai.

- Oh, olá, querida.

- O que foi, Cedric? Certo! Já vou.

Mãe, viste o Shrek?

Não vi.

Devias perguntar ao teu pai.

E usa palavras curtas, querida.

Ele está um bocadinho lento esta manhã.

- Posso ajuda-lo, Sua Majestade?

- Ah, sim!

Hum! Requintado.

Como se chama este prato?

Esse seria o pequeno-almoço do cão,

Sua Majestade.

Ah, sim. Muito bem.

Continua, Cedric.

- Pai? Pai, viste o Shrek?

- Não, querida.

Tenho a certeza que ele foi só à procura de

um belo... buraco de lama para se acalmar.

Sabes, depois da vossa discussão

de ontem à noite.

Oh. Tu ouviste isso, hum?

O reino inteiro ouviu-vos.

Quer dizer, afinal de contas, é

da natureza dele, ser...

... bem, um pouco rude.

Ele? Bem, tu não lhe estendeste propriamente

o tapete de boas vindas.

Bem, o que é que esperavas?

Vê bem o que ele te fez.

O Shrek ama-me pelo o que sou.

Eu achava que ficarias feliz por mim.

Querida, eu só estou a pensar

no que é melhor para ti.

Talvez devesses fazer o mesmo.

Não? A sério?

Oh, não. É a velha fábrica do Keebler.

Vamos recuar devagarinho.

Aquela é a casa da Fada Madrinha.

Ela é a maior fabricante

de bruxarias e poções de todo o reino.

E porque não entramos

por um bocadinho? Ha-ha! Bocadinho!

Ele faz-me rir.

Olá. Estou aqui para ver a...

A Fada Madrinha.

Desculpe mas ela não está.

Jerome.

Café e um Monte Cristo. Agora!

Sim, Fada Madrinha.

É para já.

Olhe, ela hoje não está a atender

nenhum cliente, ok?

Não faz mal amigo.

Nós somos do sindicato.

Sindicato?

Nós representamos os trabalhadores de todas

as indústrias mágicas, ambas as más e boas.

Oh! Oh, certo.

Você sente-se de alguma maneira

explorado ou oprimido?

Uh... um pouco.

Nós nem temos dentista.

Eles nem têm dentista.

Está bem, nós vamos só dar uma olhadela.

Oh. A propósito.

Penso que era melhor se a Fada Madrinha

não soubesse que nos estivemos aqui.

- Percebes o que estou a dizer? Hum?

- Pára!

- Claro. Entrem.

Uma gota de desejo.

Malandro!

Um pouco de paixão.

E um nadinha de...

... luxúria!

Com licença.

Desculpe entrar desta maneira...

Que diabos faz você aqui?

Bom, parece que a Fiona não

está propriamente feliz.

E existe alguma dúvida do porquê?

Bem, vamos explorar isso, sim?

Ah. P, P, P...

Princesa. Cinderela.

Aqui está.

"Viveram felizes para sempre". Oh...

Não há ogres.

Vejamos. Branca de Neve.

Um belo príncipe, nenhum ogre.

A Bela Adormecida. Nada de ogres.

Joãozinho e Maria? Não!

Polegarzinha? Não.

O Pássaro Dourado, A Pequena Sereia,

Um Sonho de Mulher...

Não, não, não, não, não!

Está a ver, os ogres

não vivem felizes para sempre.

Certo. Olhe, Senhora!

Não me apontes...

essas salsichas sujas e verdes.

O seu Monte Cristo e café.

Oh! Desculpem.

Ah... não faz mal.

Estávamos mesmo de saída.

Sinto muito por ter desperdiçado

o seu tempo, Sr. Madrinha

Apenas... vão.

Andem lá, rapazes.

Graças a Deus é Sexta,

eh, amigo?

A trabalhar muito

ou a não trabalhar, não é?

"Sala Das Poções"

Tirar as tuas botas e as tuas

bochechas de gato da minha cara.

Meu, isto fede!

Tu não cheiras exactamente

a um cesto de rosas.

- Bem, um destes tem de ajudar.

- Eu já estava aqui a preparar um plano!

As nossas cabeças já estão

a funcionar como uma.

Pára, pára. Se nos precisarmos um perito

em lamber-nos, nós ligamos-te.

Shrek, isto é uma má ideia.

Olha. Torna-te útil e continua a vigiar.

Bichano, achas que consegues

chegar aquelas no topo?

Sem problema, patrão.

Numa das minhas nove vidas,

eu fui o grande gato ladrão

de Santiago de Compostela.

Shrek, estás maluco?

Burro, continua a olhar.

Continuo a olhar?

Sim, vou continuar a olhar.

Vou é ver aquela bruxa vir aqui e enfiar-te

um mundo de dor pelo traseiro acima.

Eu também me vou rir.

Vou estar a rir-me para mim próprio.

- O que é que vês?

- Amaciador para pele de sapo.

Tenho a certeza que um BM é a solução perfeita

para problemas matrimoniais.

- Elfa Seltzer?

- Na-na.

- Hex Lax?

- Não! Tenta "jeitoso".

Desculpa. Não há jeitoso.

Ei! E que tal "Felizes para sempre"?

Bem, o que é que faz?

Diz "Beleza divinal".

Em algumas culturas, os burros são considerados

como as mais sábias das criaturas

Especialmente os que falam,

como eu.

Burro!

Isso vai ter de servir.

Temos companhia.

Podemos andar com isto?

Despacha-te!

Bem apanhado, Burro!

Finalmente!

Um bom uso para a tua boca.

Vamos!

Tu desprezas as minhas

emoções naturais

Fazes-me sentir como terra

e eu estou magoado

E se eu começar um tumulto

Eu corro o risco de te perder

e isso é o pior

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se por

Apaixonar-se alguma vez por quem

não se deveria ter apaixonado

Não me interessa de quem é a culpa.

Tratem só de limpar isto tudo!

E alguém me traga qualquer coisa bem frita

e coberta com chocolate!

- Mãe!

- Charmoso, meu querido.

Não é uma boa altura,

A mãezinha está a trabalhar.

O que é que aconteceu aqui?

- O ogre, foi o que foi!

- O quê? Onde é que ele está, mãe?

Eu arrancarei a sua cabeça

dos seus ombros!

Eu irei destruí-lo onde estiver!

Ele irá arrepender-se do dia

em que ele me roubou o reino!

Oh, guarda isso, Júnior!

Tu ainda vais ser um rei.

Só temos de pensar em

alguma coisa mais inteligente.

Desculpe. Hum...

Está tudo verificado, Fada Madrinha,

à excepção de uma poção.

O quê?

Oh...

Acredito que podemos tornar isto

numa vantagem para nós.

"Poção Felizes para Sempre.

Força máxima.

Para si e para

o seu verdadeiro amor.

Se um de vocês beber isto,

ambos ficarão bem.

Felicidade, conforto e beleza divinal."

- Ficarão ambos bem?

- Quer dizer que também vai afectar a Fiona.

Ei, meu, isto não me cheira bem. Os meus

sentidos de burro estão todos a tinir.

Larga essa jarra de voodoo

e vamos embora daqui.

Diz "Beleza Divina".

Quão mau é que pode ser?

Vês, tu és alérgico a essa coisa.

Vais ter uma reacção.

E se pensas que vou espalhar Vapor Rub

no teu peito, pensa melhor!

Patrão, só para o caso de haver

algo de errado com a poção...

deixe-me dar o primeiro gole.

Seria uma honra arriscar

a minha vida por si.

Oh, não, não. Não me parece.

Se vai haver algum *** animal,

que seja em mim.

Esse é o papel do melhor amigo.

Vá, dá-me a garrafa.

Como é que te sentes?

Não me sinto diferente.

Pareço estar diferente?

Ainda me pareces um asno.

Talvez não funcione com burros.

- Bem, à nossa, Fiona.

- Shrek?

- Se bebes isso, não há retorno.

- Eu sei.

- Nada de rebolar na lama?

- Eu sei.

- Nada de comichões no rabo?

- Eu sei!

- Mas tu adoras ser um ogre!

- Eu sei!

Mas eu amo mais a Fiona.

Shrek, não! Espera!

Tem de ser... Acho que apanhaste

a poção "Peidoso para sempre".

Se calhar não presta.

Ou talvez a Fiona e eu nunca

estivemos destinados a ficar juntos.

Uh-oh. Que é que te disse?

Sinto qualquer coisa a aproximar-se.

Não quero morrer.

Não quero morrer. Não quero morrer!

Oh, minha nossa senhora.

Estou a derreter-me!

Estou a derreter-me!

É só a chuva, Burro.

Oh.

Não te preocupes. As coisas parecem más

porque está escuro e de chuva

e o pai da Fiona contratou um assassino

sujo para te limpar o sebo.

Vai estar melhor amanhã de manhã.

Vais ver...

O sol irá aparecer...

Amanhã

Aposta o teu traseiro...

Apostar o meu traseiro?

Vou já, Elizabeth!

Burro?

Estás bem?

- Ei, chefe. Vamos rapá-lo.

- B-Burro?

Aí estás tu!

Sentimos a tua falta ao jantar.

O que foi, querida?

Pai...

Estive a pensar naquilo

que me disseste.

E vou acertar as coisas.

Ah! Excelente!

Essa é a minha menina.

Foi um erro trazer o Shrek para cá.

Vou sair e procurá-lo.

E depois voltaremos ao pântano

onde pertencemos.

Fiona, por favor!

Não sejas precipitada, querida.

Não podes ir a lado nenhum agora.

Fiona!

Ouve, eu disse que ele estava aqui.

Olha para ele! Silêncio. Olha para mim.

Bom dia, dorminhoco.

Bom dia!

Nós adoramos o teu gatinho!

- Oh... A minha cabeça...

- Toma, eu trouxe um balde com água.

Obrigado.

Uhh!

Aahh!

Oh...

Um nariz giro e arredondado?

Cabelos fartos e ondulados?

Nádegas firmes e redondas?

Estou... Estou...

- Magnífico!

- Eu que o diga.

Sou a Jill. Qual é o teu nome?

- Um... Shrek.

- Shrek? Uau. És da Europa?

- Estás tenso.

- Quero massajar-lhe os ombros.

- Estou a tratar disso.

- Não tenho nada para esfregar.

Põe-te na fila.

- Viram o meu burro?

- A quem estás a chamar burro?

- Burro? Tu és um...

- Um garanhão!

Posso relinchar.

Posso contar.

Olha para mim, Shrek!

Estou a trotar!

Essa é uma poção de qualidade.

O que há nessa coisa?

"Oh, não tome a poção

Sr. Patrão, é muito má."

Bah!

"Aviso: Efeitos secundários incluem

queimaduras, comichões, suores, choradeiras.

"Desaconselhado a doentes cardíacos ou

aqueles... com distúrbios nervosos."

Estou a trotar, estou a trotar

no mesmo sitio! Sim!

O que foi?

Senhor? "Para tornar os efeitos

desta poção permanentes,

quem a bebeu deve obter um beijo

do seu amado, até a meia-noite."

Meia-noite?

Porquê sempre à meia-noite?

- Escolhe-me! Eu serei o teu verdadeiro amor!

- Eu serei o teu verdadeiro amor.

Eu serei verdadeira... o suficiente.

Olhem, meninas,

eu já tenho um verdadeiro amor.

Oh...

E escute o que eu digo, Patrão.

Vai ter uma Princesa muito satisfeita.

Vamos admitir.

És um bocadinho mais agradável aos olhos.

Por dentro tu és o mesmo

mesquinho, salgado...

- Calma.

- ...caprichoso, ofensivo,

furioso ogre que sempre foste.

E tu continuas o mesmo burro irritante.

Sim.

Bem...

Cuidado, Princesa.

Aqui vai o novo eu.

As primeiras coisas primeiro.

Precisamos de te tirar dessas roupas.

- Pronto?

- Pronto!

Condutor, pare!

Oh, Deus! Ajudem-me, por favor!

Os meus dias de corridas estão acabados!

Estou cego! Diga a verdade.

Irei alguma vez voltar a tocar violino?

Pobre criatura!

Há alguma coisa que

possa fazer por ti?

Bem, acho que existe uma coisa.

Tira a peruca poeirenta

e tira as tuas ceroulas.

- Nada mau.

- Nada mau mesmo.

Pai?

Está tudo bem, Pai?

Obrigado, senhores!

Um dia, irei recompensar-vos.

A menos que, claro,

não vos encontre ou me esqueça.

Oh, sim

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

Mu-Mu-Mu-Mu-Mudanças

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Só tenho de ser

um homem diferente

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Alto!

Diz à Princesa Fiona que o marido,

Sir Shrek, está aqui para vê-la.

Ainda não sei do que

andava à procura

E o meu tempo passava rapidamente,

um milhão de ruas sem saída

Todas as vezes que pensei

que tinha conseguido

Parecia-me que o gosto

não era tão doce

Mu-Mu-Mu-Mudanças

- Vira-te e enfrenta o estranho

- Fiona!

- Shrek?

- Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Fiona?

Olá, bonitão.

Shrek!

- Princesa!

- Burro?

Uau! Aquela poção também

funcionou contigo?

Que poção?

O Shrek e eu tomámos

uma poção mágica. E bem...

Agora, somos sexy!

Shrek?

Por ti querida... Eu podia ser.

- Isso. Querias.

- Burro, onde está o Shrek?

Ele entrou à tua procura.

Shrek?

Fiona! Fiona!

Queres dançar, lindão?

Já te vais tão cedo?

Não queres ver a tua mulher?

Fiona?

Shrek?

Sim, Fiona. Sou eu.

Que aconteceu à tua voz?

A poção mudou

muitas coisas, Fiona.

Mas não o que eu sinto por ti.

Fiona?

- Encantador?

- Achas?

Pai. Esperava muito

que aprovasse.

- Hum... quem és tu?

- Mãe, sou eu, Shrek.

Sei que nunca terá uma segunda oportunidade

para uma primeira impressão,

mas, bem, o que achas?

Fiona! Fiona!

Fiona!

- Fiona!

- Fiona, Fiona! Ho-ho-ho!

Oh, gaita! Acho que eles não nos

conseguem ouvir, pombinho.

Não acha que já arruinou

a vida dela o suficiente?

Só quero que ela seja feliz.

E agora ela pode ser.

Oh, querido.

Ela finalmente encontrou

o Príncipe dos seus sonhos.

Mas olhe para mim.

Veja só o que fiz por ela.

Está na hora de parares de viver

num conto de fadas, Shrek.

Ela é uma princesa,

e tu és um ogre.

É uma coisa que nenhuma

quantidade de poção vai mudar.

Mas...

Eu amo-a.

Se a amas verdadeiramente...

... vais deixá-la partir.

Shrek?

Senhor.

O que se passa?

Onde é que vais?

Tu não tens nada a ver com isto,

pois não, Harold?

As pessoas não prestam mesmo

Eu acho que isso

já está bem percebido

Aqui têm, rapazes.

Deixe só a garrafa, Doris.

Ei. Porquê essas caras tristes?

Tudo foi apenas um estúpido erro.

Nunca devia tê-la salvo

daquela torre em primeiro lugar.

Eu odeio Segundas.

Não acredito que vais virar as costas

à melhor coisa que te aconteceu.

Que hipótese tenho eu?

Ela ama aquele bonito rapaz,

o Príncipe Encantado.

Vá lá. Ele é assim tão lindo?

Estás a gozar?

Ele é lindo!

Ele tem um rosto que parece

que foi esculpido por anjos.

- Oh. Ele parece um sonho.

- Sabem...

estranhamente, isto não está

a fazer sentir-me melhor.

Olhem, rapazes.

É melhor assim.

A mãe e o pai aprovam,

e a Fiona fica com o homem

com quem sempre sonhou.

Todos ficam a ganhar.

Excepto tu.

Eu não entendo, Shrek.

Tu amas a Fiona.

Certo.

E é por isso

que tenho de a largar.

Desculpe, ela está aí?

Ela está, uh... lá atrás.

Oh, olá outra vez.

Fada Madrinha, Encantado.

É melhor teres uma boa razão para

nos arrastar para este lugar, Harold.

Bem, receio que a Fiona não esteja realmente...

de amores pelo Príncipe Encantado.

- P.S.I., a culpa não é minha.

- Não, claro que não, querido.

Quero dizer, como posso ser encantador

quando tenho que fingir

ser aquele horroroso ogre?

Não, não. Ninguém tem culpa.

Talvez seja melhor apenas

cancelarmos tudo, não?

- O quê?

- Não se pode forçar ninguém a apaixonar-se!

Permita-me discordar.

Eu faço isso o tempo todo!

Faça a Fiona beber isto e ela vai apaixonar-se

pelo primeiro homem que ela beijar,

que será o Encantado.

- Hum... não.

- O que é que disseste?

Não posso. Não o farei.

Isso é que vai.

Se se lembrar, fui eu que vos ajudei

com o vosso "felizes para sempre".

E posso retirá-lo assim

tão facilmente.

É isso que quer? É?

- Não

- Lindo menino.

Agora, temos que ir embora.

Tenho que fazer o penteado

do "Encantado" antes do baile.

Não tem remédio.

Está todo levantado à frente.

Ele não consegue pentear para trás.

Temos que arranjar alguém que o faça.

Obrigado, Mãe.

Mãe?

Hum... Mary!

Um cavalo que fala!

O ogre!

Parem-nos! Ladrões! Bandidos!

Parem-nos!

Os abdominais estão fabulosos

e o musculo glúteo no máximo

hoje à noite aqui no Baile Real

de Muito, Muito Longe!

As carruagens estão alinhadas

saindo delas o melhor da sociedade

como a coalhada e o soro

da senhora Muffet.

Todo os que são importantes

apareceram

para honrar a princesa Fiona

e o príncipe Shrek.

E, oh, mas que bem,

os vestidos estão maravilhosos!

Vejam! o Joãozinho e a Maria!

Para que raio são as migalhas?

E logo atrás deles,

Tom Polegar e Polegarzinha.

Oh, não são adoráveis!

Aí vem a Bela Adormecida!

Velhota cansada.

Quem é este? Quem é este?

Quem é este?

Oh. É a número um, é a única...

É a Fada Madrinha!

Olá, Muito, Muito Longe!

Posso ter um "whoop whoop"?

Que todos os vossos finais

sejam felizes e...

Bem, vocês sabem o resto!

Voltamos já com o Baile Real

de Muito, Muito Longe

Depois destes anúncios.

Detesto estes espectáculos de Bailes.

Aborrecem-me de morte.

Muda para a Roda da Tortura

Não mudo nada, senhor,

até ter visto o Shrek e a Fiona.

Chatos é o que vocês são!

Ei, ratos, passem-me

uma asa de búfalo!

Não, à tua esquerda. À tua esquerda!

- Esta noite em "Cavaleiros"...

- Este sim é um bom programa!

Temos um Bronco branco em direcção a Este

dentro da floresta. Pedimos reforços.

É hora dos Homens de Aço mostrarem

a estes mamíferos loucos

que as suas atitudes inconscientes

não ficam impunes.

Porque me agarram?

Violência policial!

Tenho que falar com a Princesa Fiona!

- Nós avisámos-te!

- Au! Au!

Será que escapam?

Alguém deixou fugir o gato do saco?

Seus cães porcos capitalistas!

Tirem-no de cima de mim!

- Gatária! (erva que provoca euforia nos gatos)

- Isso não é meu.

Encontrem a princesa Fiona!

Sou um burro!

Diz-lhe Shrek...

Sou o marido dela, Shrek!

Rápido! Para trás!

Sou o marido dela, Shrek! Au!

Querida?

Ah. Bem me parecia

que te encontraria aqui.

Que tal uma chávena quente

de chá antes do baile?

Eu não vou.

O Reino todo apareceu

para celebrar o teu casamento.

Só há um problema.

Aquele não é o meu marido.

Quero dizer, repare nele.

Sim, é um pouco diferente,

mas as pessoas mudam

para quem os ama.

Ficavas surpreendida o quanto

mudei pela tua mãe.

Mudar?

Perdeu completamente a cabeça!

Porque não desces até ao baile

e dás-lhe outra oportunidade?

Talvez descubras que gostas

deste novo Shrek.

Mas apaixonei-me pelo antigo.

Dava tudo para tê-lo de volta.

Querida. Esse é meu.

Descafeinado.

Senão fico acordado a noite toda.

Obrigada.

Tenho que sair daqui!

Não nos podem prender assim!

Solte-me!

E os meus direitos Constitucionais?

É suposto dizerem que tenho

o direito de permanecer calado.

Ninguém disse que tinha o direito

de permanecer calado!

Tu tens o direito de ficares calado.

O que te falta é a capacidade.

Tenho que me aguentar antes que,

também eu, fique completamente maluco.

Shrek? Burro?

Demasiado tarde.

Gingy! Pinocchio!

Tirem-nos daqui!

Oh...

Rebentamento!

Atenção aí em baixo!

Rápido! Diz uma mentira!

- O que queres que diga?

- Qualquer coisa, mas rápido!

Diz uma loucura como "estou

a usar roupa interior feminina!"

Estou a usar roupa interior feminina.

- Estás?

- Claro que não!

Parece certamente que estás!

- Não estou nada

- De que tipo?

- É um fio dental!

- Auu! São cuecas curtas!

- Não são nada.

- São sim!

Aqui vamos. Aguenta-te.

Espera, espera, espera!

Au! Au! Ei, ei, ei!

Au!

- Desculpem?

- O que é? Bichano!

Desculpe lá, mas importa-se

de me soltar?

- Desculpe, patrão!

- Parem com as palhaçadas!

Temos de impedir aquele beijo!

Pensava que a ias largar.

Eu ia, mas não posso deixar

que eles façam isto à Fiona.

Boom! É isso o que eu gosto de ouvir.

Olha quem vem ai!

É impossível!

Nunca conseguiremos entrar.

O castelo está guardado.

Há um fosso e tudo!

Malta, parece que estamos no riacho de

chocolate sem um pau de um gelado.

- O que é?

- Ainda conheces o pasteleiro?

Bem, claro!

Ele está em Drury Lane. Porquê?

Porque vamos precisar de farinha.

Montes e montes de farinha.

Gingy!

Liga os fogões, Pasteleiro! Temos uma

grande encomenda para entregar!

Está vivo!

Corre, corre, corre,

o mais rápido que puderes!

Anda, rico, anda!

Ali está, Mongo!

Para o castelo!

Não, seu grande bolo idiota!

Vamos lá!

Mongo! Aqui em baixo!

Olha para o pónei!

Exacto! Segue o lindo pónei!

O lindo pónei quer brincar

no castelo!

Bonito pónei.

Senhoras e senhores

Apresento-lhes a Princesa Fiona

e o seu novo marido, o Príncipe Shrek.

Shrek, o que estás a fazer?

Estou a fazer o meu papel, Fiona.

Isso é brilho nos teus lábios?

Mm. Sabor de cereja.

Queres provar?

- Ugh! Que é que se passa contigo?

- Mas, docinho...

Dó Menor, começa com Dó Menor.

Senhoras e senhores.

Queria dedicar esta música à...

Princesa Fiona e ao Príncipe Shrek.

Fiona, minha princesa.

Concedes-me uma dança?

Para onde foram todos os homens bons

E onde estão todos os deuses?

Dança! Dança!

Aonde está o esperto Hércules

Para combater a desvantagem

crescente?

Desde quando é que danças?

Fiona, minha querida,

se há uma coisa que sei,

é que o amor

está cheio de surpresas.

Pela noite dentro andei às voltas

E sonho com o que preciso

Dá-lhe!

Preciso de um herói

Muito bem, grandalhão!

Vamos dar cabo desta festa!

Homens às catapultas!

Apontar! Fogo!

- Agarrem-se!

- Ooh! Bonito!

O botão de goma não!

Projéctil!

Ha-ha! Está bem!

Algures depois da meia-noite,

Nas minhas mais loucas fantasias

Vai, Mongo! Vai!

Homens aos caldeirões!

Depois de ti, Mongo.

- É isso! Força!

- Cuidado!

Shrek!

Mais calor, menos espuma!

Lá em cima onde as montanhas

se encontram com os céus

Lá onde o relâmpago rasga o mar

Eu podia jurar que está lá alguém

Algures olhando por mim

Força!

Não...!

Vamos!

Cuidado!

Sê bom.

Ele precisa de mim!

Larga-me!

Burro!

Bichano!

Vai! Vai! A tua donzela

precisa de ti! Vai!

Hoje, pago a minha dívida.

Oooh...

Em guarda!

Ele tem que ser forte

E ele tem que ser rápido

E tem que ficar fresco

Depois da luta

Preciso de um herói

- Parem!

- Ei, tu! Afasta-te da minha mulher.

- Shrek?

Não podias voltar apenas para

o teu pântano e deixar-nos em paz.

- Agora!

- Porcos e cobertores!

Pinóquio! Apanha a varinha!

Vejo Londres! Vejo a França!

Uaaaa!

Sou um rapaz de verdade!

Ah! Ah! Aaahhh!

Apanha!

Burro!

Oh!

Sou um rapaz de verdade! Aah!

Oh!

- Ha!

- Ah.

Isso é meu!

Rezem por misericórdia, do bichano...

E do Burro!

Ela tomou a poção!

Beija-a agora!

Não!

- Fiona.

- Shrek.

Harold! Era suposto teres-lhe

dado a poção!

Bem, parece que lhe dei

o chá errado.

- Mãezinha!

- Mãezinha?

Eu disse-te.

Os Ogres não vivem felizes para sempre.

Uoo!

Ah!

Oh, Pai!

Ele está...?

Ele coaxou.

Harold?

Pai?

Esperava que nunca

me visses assim.

- E ele não facilitou contigo!

- Burro!

Não, tem razão.

Peço desculpa.

Aos dois.

Só quis o melhor para a Fiona.

Mas agora vejo...

que ela já o tem.

Shrek, Fiona...

Aceitam as desculpas

de um sapo velho...

e a minha bênção?

Harold?

Desculpa, Lillian.

Só queria poder ser

o homem que mereces.

És mais esse homem hoje

do que alguma vez o foste...

verrugas e tudo.

Patrão! A poção "Felizes para sempre"!

Meia-noite!

Fiona. É isto que queres?

Ser assim para sempre?

- O quê?

- Porque se me beijares agora...

podemos ficar assim.

Farias isso?

- Por mim?

- Sim.

Eu quero o que qualquer

princesa quer.

Viver feliz para sempre...

com o ogre com quem casei.

Aconteça o que acontecer,

não posso chorar!

Não consegues fazer-me chorar!

Uooo!

Não, não, não.

Oh, não.

Ei! Ainda me pareces um

garanhão nobre.

Bem, onde é que estávamos?

Já me lembro.

Ei! Não devíamos estar

a fazer uma "fiesta"?

Uno, dos, quatro, dá-lhe!

Bichano e Burro, todos...

Ela é supersticiosa.

Gatos pretos e bonecos de voodoo

- Canta, Bichano!

- Eu sinto uma premonição

Aquela rapariga vai ser o meu fim

Aqui vamos nós!

Ela está numa de novas sensações

Novos pontapés no candelabro

Ela tem um novo vício

Para todo o dia e noite

Ela vai fazer-te tirar as tuas roupas

E ires dançar à chuva

Far-te-á viver a sua vida louca

Mas vai-te tirar a dor

como uma bala no teu cérebro

De cabeça para baixo

para dentro e para fora

Vivendo "la vida louca"

Eh beleza!

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

- Vivendo "la vida louca"

- Ela vive "louca"!

Vivendo "la vida louca"

- Digam mais uma vez agora!

- Vivendo "la vida louca"

Burro, isso é espanhol!

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Sozinho

Não quero estar

sozinho, nunca mais...

Ei amigo, nós vamos até

ao Clube KIT-KAT.

Vamos, junta-te a nós.

Obrigado compadre.

Não... não estou com disposição.

Nós animamos-te!

Arranjamos-te um burro simpático!

Ei, querida!

É a minha miúda!

Isso! Vamos lá!

Querida, onde estiveste?

Também lamento.

Devia ter ficado. Mas o Shrek

tinha que fazer esta coisa.

O quê? Repete mais uma vez.

Do que estás a falar?

A sério?

Papá!

Vejam os nossos bebés mutantes!

Tenho que arranjar um trabalho

3 Comments Matheus Henrique top

4 days ago 0 Supremewizard9 VO MANDAR PROS MEU FRIENDS DO DISCORD

8 days ago 0 Supremewizard9 PUTAKIPARU O ROTERO •Walkers Br• Join Featured Latest Wiki Polls Quizzes Shared Folder SHREK 2 ROTEIRO COMPLETO PT-BR

gustavo

March 24

7 3 SHREK 2 COMPLETO LEGENDADO PT-BR

Era uma vez, num reino

muito, muito longe,

o rei e a rainha foram

abençoados com uma linda bebé.

E por todo o reino,

todos estavam felizes...

Até que o sol se pôs

e eles viram que a sua filha tinha

sido amaldiçoada com um terrível feitiço

que se manifestava todas as noites.

Desesperados, eles procuraram a

ajuda de uma fada madrinha

que lhes disse para trancarem

a jovem princesa numa torre,

para aí esperar o beijo...

do belo Príncipe Encantado.

Seria ele que se aventuraria

na perigosa viagem

através de frios extremos

e desertos escaldantes

viajando durante muitos dias

e muitas noites,

arriscando a vida e membro

para chegar à fortaleza do Dragão.

Porque ele era o mais corajoso,

e o mais belo...

em todo o reino.

E estava destinado que o seu beijo

iria quebrar a terrível maldição.

Sozinho ele subiria ao mais alto quarto

da mais alta torre

para entrar nos aposentos da princesa,

dirigindo-se até à sua silhueta adormecida,

afastar as cortinas de diáfano

para encontrá-la...

O que é?

- Princesa... Fiona?

- Não!

Oh, graças a Deus.

Onde é que ela está?

- Está em Lua-de-mel.

- Lua-de-mel? Com quem?

Então ela disse,

qual é o problema, querido?

Qual é que é o problema?

Eu não sei

Bem, talvez eu esteja apaixonado

Penso sobre isso,

todo o tempo eu penso nisso

Não consigo parar de pensar nisso

Quanto mais tempo

irei levar para curar isto?

Só para curá-lo,

pois não posso ignorá-lo

E se é amor, amor

Dá-me vontade de me voltar

e enfrentar-me

Mas eu não sei nada

sobre o amor

Oh, vá lá, vá lá

Vira um pouco mais rápido

Vá lá, vá lá

O mundo irá seguir depois

Vá lá, vá lá

Todos perseguem o amor

Por isso eu disse

Eu sou uma bola de neve a rolar

Entrando nesta Primavera

que traz todo este amor

Derretendo sob céus azuis

acorrentada à luz do sol

Amor cintilante

Bem, querida, eu rendo-me

Ao gelado de morango

O nunca acabar de todo este amor

Bem, não era a minha intenção

Mas não há como fugir ao teu amor

Estes relâmpagos significam

que nunca estamos sozinhos

Nunca sós, não, não

Vá lá, vá lá

Salta um pouco mais alto

Vá lá, vá lá

Se te sentires um pouco mais leve

Vá lá, vá lá

Estivemos outrora apaixonados

Estivemos acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente

Estou apaixonado, estou apaixonado,

estou apaixonado, estou apaixonado

Estou apaixonado, estou apaixonado

Acidentalmente apaixonado

Estou apaixonado

É tão bom estar em casa!

Só tu e eu e...

- Dois pode ser tão mau como um...

- Burro?

Shrek! Fiona! Bons olhos os vejam!

Dá cá um abraço, Shrek,

sua velha máquina do amor.

E olha para ti, Senhora Shrek.

Que tal um torrão de açúcar para o corcel?

Burro, o que estás aqui a fazer?

Estava só a tomar conta

do teu ninho do amor por ti.

Oh, queres dizer tipo... separar

o correio e regar as plantas?

- Sim, e alimentar os peixes também!

- Eu não tenho nenhuns peixes.

Agora tens. Eu chamo aquele Shrek

e ao outro Fiona.

Aquele Shrek é um malandro.

Anda cá seu...

Olha para as horas.

Acho que é melhor ires andando.

Não queres contar-me sobre a tua viagem?

E que tal um jogo de Parcheesi?

Mas Burro, não deverias

estar em casa com a Dragona?

Oh, sim, isso.

Eu não sei. Ela tem andado

rabugenta ultimamente.

Então pensei em mudar-me

para cá com vocês.

Burro, tu sabes que ficamos

sempre contentes por te ver.

Mas a Fiona e eu estamos casados agora.

Precisamos de algum tempinho,

tu sabes, para estarmos juntos.

Só um com o outro.

Sozinhos.

Não digas mais nada. Não têm

que se preocupar com nada.

Estarei sempre aqui para assegurar

que ninguém vos incomoda.

- Burro!

- Sim, companheiro?

Estás a incomodar-me.

Oh, Ok. Tudo bem, fixe. Acho eu...

Eu e o Pinocchio íamos a um torneio

de qualquer forma, por isso...

Talvez vos veja no Domingo para

um churrasco ou qualquer coisa.

Ele ficará bem. Agora,

onde é que nós estávamos?

Oh.

Acho que me lembro.

Burro!

Eu sei, eu sei! Sozinhos!

Estou a ir! Estou a ir.

Mas o que queres

que diga a estes tipos?

Já chega, Reggie.

"Querida Princesa Fiona.

"Está desta forma convocada

para o Reino de Muito, Muito Longe

"para um baile real

em celebração do seu casamento

"no qual o rei

"dará a sua bênção real...

a si e ao seu...

"hum... Príncipe Encantado."

"Com Amor, o Rei e a Rainha

de Muito, Muito Longe.

"Também conhecidos como

Mamã e Papá."

A Mamã e o Papá?

- Príncipe Encantado?

- Baile Real? Posso ir?

- Nós não vamos.

- O quê?

Que dizer, não achas

que eles ficariam um pouco...

... chocados em te verem assim?

Bem, eles podem ficar

um pouco surpreendidos.

Mas eles são os meus pais,

Shrek. Eles adoram-me.

E não te preocupes.

Eles também vão adorar-te.

Pois, sim.

De algum modo não acho que

serei bem-vindo no clube regional.

Pára com isso.

Eles não são assim.

Então como é que explicas o Sargento Pomposo

e a Banda das Calças Janotas?

Oh, vá lá! Dá-lhes pelo menos uma hipótese.

Para fazer o quê? Afiar as suas forquilhas?

Não! Eles só querem

dar-te a sua bênção.

Oh, fantástico.

Agora preciso da bênção deles?

Se queres fazer parte

desta família, sim!

Quem disse que queria

fazer parte desta família?

Tu disseste! Quando casaste comigo!

Bem, aí estão umas belas

letras miudinhas!

Então é isso?

Tu não vens?

Acredita. Isso é uma má ideia.

Não vamos! E ponto final!

Vamos lá!

Não queremos apanhar trânsito!

Não te preocupes!

Nós cuidamos de tudo.

Ei, esperem por mim.

Dá-lhe! Mexe-te! Em frente!

Em frente, mexe-te! Em frente!

Coirão! Mexe-te!

Em frente!

Mexe-te! Mexe-te!

Em frente! Coirão!

Monta-os! Mexe-te!

Em frente! Mexe-te! Coirão!

Arrasa-os! Acaba com eles!

Fá-los em chá! Paga-lhes um copo!

Conhece as mães deles!

Tira-lhes o leite todo!

Coirão!

- Já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Ainda não.

- Ok, já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Sim.

- A sério?

- Não!

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Ainda não!

- Já chegámos?

- Não!

Já chegámos?

Não tem piada. É muito imaturo.

É por isto que ninguém gosta de ogres.

Tu é que ficas a perder!

- Eu vou parar de falar.

- Finalmente!

Isto está a demorar imenso, Shrek.

Nem há filme de viagem nem nada.

O Reino de Muito, Muito Longe, Burro.

É para onde nós vamos.

Muito, muito...

... longe!

Ok, Ok, já percebi.

Estou só tão aborrecido.

Bem, encontra uma maneira

de te entreteres.

Durante cinco minutos...

Podias deixar de ser tu próprio...

... durante cinco minutos!

Já chegámos?

- Sim!

- Finalmente!

Uau!

Vai ser só desejos de champanhe e

sonhos de caviar a partir de agora.

Olá jeitosas!

Nós vimos busca-las mais logo!

Tenho que mudar para uma cidade

que seja certa para mim

Definitivamente,

já não estamos no pântano.

Pára!

Bem, falo disso, falo disso,

falo disso, falo disso

Ei, olhem todos!

Falo sobre, falo sobre mudar...

Olá senhoras! Bonito dia

para um cortejo, eh? Belo chapéu.

Piscinas!

Estrelas de cinema!

Anunciando o tão esperado retorno

da bela Princesa Fiona

e do seu novo marido.

Bem, é agora.

- É agora.

- É agora.

É agora.

Hum... Porque não vão andando?

Eu estaciono o carro.

Então...

... ainda achas que foi boa ideia?

É claro! Olha, a Mamã e o Papá

parecem felizes por nos verem.

- Quem raio são eles?

- Acho que é a nossa pequena.

Aquela não é pequena!

É mesmo um grande problema.

Ela não devia beijar o Príncipe

Encantado e quebrar o feitiço?

Bom, ele não é um Príncipe Encantado,

mas eles parecem...

Contente?

Nós viemos, já os vimos...

Agora vamos embora antes que

eles acendam as tochas.

- São os meus pais!

- Eles trancaram-te numa torre!

Ei! Isso foi para meu próprio...

Bem! É a nossa oportunidade. Voltamos

para dentro e fingimos que não estamos.

Harold, temos de ser...

Rápido! Enquanto não estão a olhar

nós podemos safar-nos daqui.

Shrek, já chega!

Vai ser tudo...

Um desastre!

De maneira nenhuma...

- Tu consegues.

- Mas realmente eu...

- Realmente...

- não... quero... estar...

Aqui!

Mamã... Papá...

Quero que conheçam o meu marido...

Shrek.

Bem, hum...

Agora percebo de onde

vem a beleza da Fiona.

Perdão.

Melhor para fora que para dentro,

é o que sempre digo, eh, Fiona?

Esta foi boa.

Parece que não...

Que é isso de "não está na lista"?

Não me digas que não sabes quem sou.

Como estão todos?

Obrigado por esperarem.

- Foi difícil encontrar este lugar.

- Não! Não! Burro mau. Mau. Fora!

Não, papá! Está tudo bem.

Ele está connosco.

- Ele ajudou a resgatar-me do dragão.

- Sou eu: O nobre corcel.

Empregado! Que tal uma

tigela para o corcel?

Oh, não!

- Shrek?

- Sim?

Oh, desculpa!

Sopa deliciosa, Sra. R.

Não, não. Querido.

Oh!

Então Fiona, conta-nos

como é o lugar onde moras.

Bem...

O Shrek possui as suas próprias terras.

- Não é querido?

- Oh, sim.

É numa floresta encantada

onde abundam esquilos

e pequenos patinhos giros e...

O quê?

De certeza que não estás

a falar do pântano.

Um ogre dum pântano.

Oh, que original!

Suponho que seja um bom lugar

para criarem as crianças.

É um pouco cedo

para pensar nisso, não é?

- De facto. Acabei de começar a comer.

- Harold!

- O que quer dizer com isso?

- Papá, é óptimo, ok?

- Para o seu tipo, sim!

- O meu tipo?

Tenho de ir à casa de banho.

- O jantar está servido.

- Deixem lá. Eu aguento.

Bon Appetit!

Oh, comida mexicana!

A minha favorita!

Não fiquemos sentados com

o estômago a roer. Ataquem.

Aqui vou eu, Lillian.

Suponho que os netos que

posso esperar de si seriam...

Ogres, sim!

Não que haja nada de mal nisso.

Certo, Harold?

Oh, não! Não! Claro que não!

Isto é, assumindo que vocês não

comam os vossos próprios filhos!

Pai!

Oh não, preferimos os que foram

trancados numa torre!

- Shrek, por favor!

- Só fiz isso porque a amo.

Oh sim, uma creche ou um castelo

guardado por um dragão!

Você nunca entenderia.

Não é o pai dela!

É tão bom ter a família

reunida para o jantar.

- Harold!

- Shrek!

- Fiona!

- Fiona!

- Mamã!

- Harold...

Burro!

As tuas lágrimas derramadas

chamaram por mim

Então, aqui vai o meu doce remédio

Eu sei o que todas

as princesas precisam

Para viverem a vida feliz...

Oh, meu Deus.

Oh, olha para ti.

Estás toda...

... crescida.

- Quem és tu?

- Oh, doçura!

Sou a tua Fada-Madrinha.

- Eu tenho uma Fada-Madrinha?

- Shh, shhh.

Não te preocupes.

Estou aqui para melhorar tudo.

Apenas com um...

Aceno da minha varinha mágica

Os teus problemas em breve desaparecerão

Com apenas um gesto e um brilho

arrasarás um príncipe com imenso dinheiro

Um vestido bem caro

feito somente por ratos

Uns sapatinhos de cristal

e sem mais stress

As tuas preocupações desaparecerão,

a tua alma será limpa

Confia nos teus amigos móveis

Ajudamos-te a lançar uma nova moda

- Ponho-te bela, ponho-te incrível!

- O tipo de rapariga que um príncipe gostaria!

Eles vão escrever o teu nome

na parede da casa de banho...

"Para felicidade eterna,

telefone à Fiona!"

Uma carruagem desportiva para o estilo,

Um motorista bem sexy, Kyle.

Elimino os teus defeitos, perda de dentes

as coxas de celulite desaparecerão

E oh, mas que raio!

Toma um cão frisado!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Batom, sombra, blush para

apanhares o príncipe com rabo sexy

Dia de sorte, "buffet" de borrachos.

Tu e o príncipe dão uma cambalhota no feno.

Podes dar uma volta na lua

com o príncipe ao som da música

Não sejas reles, estarás fabulosa

O teu príncipe terá uma barriga firme

Soufflé de queijo, Dia dos Namorados

Come galinha "fricassé"!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Parem!

Olhe...

Muito obrigado,

Fada Madrinha,

mas não preciso realmente

disto tudo.

- Muito bem. Como queiras.

- Também não gostávamos de ti.

Fiona? Fiona?

Oh! Arranjaste um cachorrinho?

No meu quarto só encontrei champô.

Ah, uh...

Fada Madrinha, móveis...

Quero que conheçam o meu marido, Shrek.

Teu marido? O quê? O que é que disseste?

Quando é que isso aconteceu?

O Shrek foi quem me salvou.

- Mas isso não pode estar certo.

- Óptimo, mais familiares!

Ela só está a tentar ajudar.

Boa! Ela pode-nos ajudar a fazer as malas.

Querida agarra o teu casaco. Vamos embora.

- O quê?

- Eu não quero partir.

Quando é que decidiste isto?

- Pouco depois de chegarmos.

- Olha, desculpa-me...

Não, está tudo bem.

Eu tenho de ir na mesma.

Mas lembra-te, querida.

Se alguma vez precisares de mim...

A felicidade...

está apenas a uma lágrima

de distância.

Obrigado, mas nós temos toda

a felicidade que precisamos.

Felizes, felizes, felizes...

Estou a ver.

Vamos embora, Kyle.

Muito giro, Shrek.

O que foi? Eu disse-te que

vir aqui era má ideia.

Podias pelo menos ter tentado

relacionares-te com o meu pai.

Eu não penso que iria ter

a bênção do Papá,

mesmo se eu a quisesse.

Não achas que seria gentil se alguém

me perguntasse o que quero?

Claro. Queres que faça

as malas por ti?

És inacreditável!

Estás a portar-te como...

- Vamos! Diz!

- Como um ogre!

Aqui tens uma notícia nova para ti!

Quer os teus pais gostem ou não...

Eu sou um ogre!

E adivinha princesa?

Isso não está para mudar.

Eu mudei por ti, Shrek.

Pensa sobre isso.

Essa foi mesmo suave, Shrek.

"Eu sou um Ogre!"

Eu sabia que isto ia acontecer.

Claro.

Foste tu que começaste.

Não posso acreditar nisso, Lillian.

Ele é que é ogre. Não eu.

Harold, acho que estás a levar

isto muito a peito.

Esta foi a escolha da Fiona.

Mas ela devia escolher o príncipe

que nós escolhemos para ela.

Quero dizer, esperas que eu dê

a minha bênção a esta... coisa?

A Fiona espera. E ela nunca te

perdoará se não o fizeres.

Harold, eu não quero perder

a minha filha outra vez.

Oh, tu ages como se o amor

fosse totalmente previsível.

Não te lembras de quando

nós éramos jovens?

Costumávamos passear

à beira do lago dos lírios e...

- ... eles estavam a florir.

- O nosso primeiro beijo.

Não é a mesma coisa!

Eu acho que tu ainda não percebeste que

a nossa filha casou com um monstro!

Oh, pára de ser um rei tão dramático.

Está bem! Finge que não há

nada de errado.

La, di, da, di, da!

Está tudo maravilhoso!

Gostava de saber

como é que podia ficar ainda pior.

Olá, Harold.

- O que é que aconteceu?

- Nada, querida!

É só a minha velha ferida

das cruzadas a fazer das suas!

Vou só esticá-la

aqui fora por um bocado.

É melhor entrares.

Precisamos de conversar.

Na verdade, Fada Madrinha,

ia agora deitar-me.

Já tomei os meus comprimidos e eles

põem-me um bocado sonolento.

Então, e se... tornássemos isto

numa visita rápida. O quê?

Ah, olá.

Então, novidades?

Lembras-te do meu filho,

o Príncipe Encantado?

Encantado, és tu? Meu deus!

Já lá vão anos.

Quando é que voltaste?

Ah, a cerca de cinco minutos atrás,

na verdade.

Depois de suportar furacões,

desertos ardentes...

subi ao quarto mais alto

na torre mais alta...

A mamã trata disto.

Ele suportou furacões,

desertos ardentes!

Ele subiu ao mais alto maldito quarto

da mais alta maldita torre...

E o que é que ele encontrou?

Um tipo de lobo travesti que lhe

contou que a sua princesa...

- Se eu puder...

- Já estava casada.

Não foi por culpa minha.

Ele não chegou lá a tempo.

Parem a carruagem!

Harold.

Estás a forçar-me a fazer

algo que não queria fazer.

Onde é que estamos?

Olá, bem vindos ao Frei Gorducho.

Posso anotar seu pedido?

A minha dieta está arruinada.

Espero que esteja feliz. Eh... ok.

Duas sandes Renascença,

sem maionese... anéis de chili...

- Eu quero o Menu Medieval.

- Sim, um Menu Medieval e, Harold...

- Fritos Enrolados?

- Não, Obrigado.

- Um Taco de *** fermentada, então?

- A sério que não quero nada.

O seu pedido Fada Madrinha.

E isto vem com o Menu Medieval.

Toma lá querido.

Fizemos um acordo, Harold. E presumo que

não quer que eu volte atrás na minha parte.

De facto, não.

Então, a Fiona e o Encantado

vão ficar juntos.

- Sim.

- Acredita em mim, Harold. É o que é melhor.

Não apenas para a tua filha...

... mas para o teu Reino.

O que é que é suposto

eu fazer acerca disso?

Usa a tua imaginação.

Oh...

Entre, Sua Majestade.

Eu gosto da minha cidade

Com uma pequena gota de veneno

Ninguém sabe...

Desculpe.

Eu conheço-o?

Não, deve estar a confundir-me

com outra pessoa.

Uh... desculpe.

Estou à procura da Meia-irmã Feia.

Ah! Aí está. Certo.

Sabe, eu precisava que

tratassem da saúde de alguém.

- Quem é o gajo?

- Bem, não é um gajo, digamos.

Ele é um ogre.

Ei, amigo, deixe-me dar-lhe

uma dica.

Existe apenas um tipo capaz de lidar com

um trabalho desses, e, sinceramente...

... ele não gosta de ser incomodado.

Onde o posso encontrar?

Olá?

Quem se atreve a entrar no meu quarto?

Desculpe! Espero não estar a interromper mas

disseram-me que é consigo que tenho de falar

sobre um problema com um ogre?

Disseram-lhe bem.

Mas para isso,

eu cobro bastante dinheiro.

Será... que isto chega?

Acabou de contratar os meus

valiosos serviços, Sua Majestade.

Diga-me apenas onde

eu posso encontrar esse ogre.

Todos me dizem,

Que me estou a ir abaixo

Todos me dizem,

tens que o largar

Tens que o largar

Preciso de dormir um pouco.

É tempo de descansar o cavalo

Estou demasiado envolvido.

E as rodas continuam a rolar

Todos me dizem,

tens que o largar

Querido Cavaleiro,

eu rezo para que aceite

esta lembrança como sinal

da minha gratidão.

Querido diário...

A Bela Adormecida vai dar

uma festa de pijama amanhã à noite,

mas o Pai diz que não posso ir.

Ele nunca me deixa sair depois do pôr-do-sol.

O Papá disse-me que vou para fora

por uns tempos.

Deve ser como alguma

escola de aperfeiçoamento.

A Mãe diz que quando

tiver idade suficiente,

o meu belo Príncipe Encantado

vai resgatar-me da minha torre

e trazer-me de volta

para a minha família.

E viveremos todos

felizes para sempre.

Senhora Fiona Encantado.

Senhora Fiona Encantado.

Desculpe. Espero não estar

a interromper nada.

Não, não. Eu estava só a ler...

hum... um livro aterrador.

Esperava que me desculpasses pelo meu

comportamento deplorável de há pouco.

- Ok...

- Eu não sei o que me deu.

Achas que podíamos fingir que não

se passou nada e começarmos de novo...

- Olhe, Sua Majestade, eu só...

- Por favor. Chama-me Pai.

Pai. Nós agimos ambos

como ogres.

Talvez só precisemos de algum tempo

para conhecermo-nos.

Excelente ideia! Na realidade esperava que te

juntasses a mim para uma caçada matinal.

Um tempinho pai-filho?

Eu sei que isso iria significar

imenso para a Fiona.

Digamos, 7:30

ao pé do velho carvalho?

Aceita-o, Burro!

Estamos perdidos.

Não podemos estar perdidos. Seguimos

as direcções do Rei minuciosamente.

O que disse ele? "Vão em direcção

à parte mais escura do bosque..."

"Passem pelas árvores sinistras

com galhos assustadores."

- O arbusto em forma de Shirley Bassey!

- Já o passámos 3 vezes!

Foste tu quem disse para

não perguntarmos pelo caminho.

Oh, esplêndido. A minha hipótese de

acertar as coisas com o pai da Fiona

e acabo perdido

na floresta contigo!

Não fiques ofendido comigo!

Eu só estou a tentar ajudar.

Eu sei! Eu sei.

- Desculpa-me, ok?

- Ei, não te preocupes com isso.

É que preciso mesmo de acertar

as coisas com este tipo.

Sim, claro. Vamos lá

criar laços com o Papá.

Bem, bem, bem, Burro.

Eu sei que foi um momento terno

há pouco, mas ronronar?

O quê? Eu não ronronei.

Sim. O que vem a seguir?

Um abraço?

Ei, Shrek. Os burros não ronronam.

O que pensas que sou, algum tipo de...

Enfrentem-me, se se atrevem!

Olha! Um gatinho.

- Cuidado, Shrek! Ele está armado!

- É um gato, Burro.

Vem cá, gatinho.

Vem, gatinho. Anda.

Oh, vem cá, gatinho.

- Aguenta Shrek! Vou a caminho!

- Rápido! Tira-o! Tira-o!

Oh, Deus, Oh...

Não!

- Cuidado, Shrek! Fica quieto!

- Tira-o!

Shrek! Não te mexas!

- Falhei?

- Não. Acertaste neles.

Agora, ogre, implora por

misericórdia ao...

Gato... das Botas!

Eu mato aquele gato!

- Bola de pelo.

- Oh! Isso é nojento!

O que devemos fazer com ele?

Eu digo para pegarmos na espada

e capamo-lo já aqui!

Não! Por favor!

Por favor!

Eu imploro-lhe!

Não foi nada de pessoal, Señor.

Eu estava a fazê-lo apenas

pela minha família.

A minha mãe está doente.

E o meu pai vive do lixo!

O Rei ofereceu-me muito ouro e eu

tenho uma ninhada de irmãos...

Pára, pára, pára!

O pai da Fiona pagou-te

para fazeres isto?

O Rei rico? Sí.

Bem, lá se vai

a Real bênção do Papá.

Não te sintas mal. Quase toda a gente

que te conhece te quer matar.

Ena pá, obrigado.

Talvez a Fiona estivesse melhor se eu fosse

uma espécie de príncipe encantado.

Isso foi o que o Rei disse.

Oh, uh... desculpem. Pensei que

essa questão fosse dirigida a mim.

Shrek, a Fiona sabe que farias

qualquer coisa por ela.

Bem, não é que eu

não mudasse, se eu pudesse.

Eu só... Eu só queria poder

fazê-la feliz.

Espera lá...

"Felicidade."

"A uma lágrima de distância."

Burro! Pensa na coisa mais triste

que já te aconteceu!

Eh, pá, por onde eu começo?

Primeiro foi aquela vez em que o velho agricultor

tentou trocar-me por uns feijões mágicos.

Depois aquele idiota dá uma festa e diz

aos convidados que me espetem um rabo.

Depois, ficaram bêbados e começaram

a bater-me com um pau e a gritar "Piñata!"

O que é uma "piñata",

afinal de contas?

Não, Burro! Eu preciso que chores!

Não te projectes em mim.

Eu sei que te estás a sentir mal,

mas tens de...

Seu pequeno, peludo,

saco comedor de lixo...

O quê? Está ligado? Está ligado?

Eu sou a Fada Madrinha.

Eu estou longe da minha secretária

ou ocupada com um cliente.

Mas se vier ao escritório, teremos

todo o gosto em lhe marcar uma consulta.

Tenha um "Felizes para sempre".

Oh...

Estás afim duma pequena demanda, Burro?

Assim é que é! Shrek e Burro

noutra aventura mirabolante.

Ninguém nos pára agora! Uooo!

Estamos a caminho!

- Pára, Ogre! Eu julguei-te mal.

- Entra para o clube. Temos casacos.

Pela minha honra, sou obrigado a

acompanhar-te até ter salvo a tua vida

já que tu poupaste a minha.

A posição de animal falante

irritante já foi ocupada.

Vamos, Shrek. Shrek?

- Shrek!

- Ah, vá lá, Burro. Olha para ele...

... nas suas botinhas pequeninas.

Sabes quantos gatos conseguem usar botas?

Honestamente.

- Vamos ficar com ele!

- Repete?

Escuta. Ele está a ronronar!

- Ah, agora ele é querido.

- Calma, Burro. Acalma-te.

Acalmar-me? Eu devia acalmar-me?

Olha quem está a mandar quem acalmar-se!

Shrek!

Shrek?

Eles são ambos alegres, não são?

O que achas, Harold?

Hum... Sim, sim.

Certo. Certo.

Tenta ao menos fingir que estás interessado

no baile de casamento da tua filha.

Honestamente, Lillian,

eu acho que não importa.

Como é que sabemos

que irá haver um baile?

Mãe. Pai.

- Oh, olá, querida.

- O que foi, Cedric? Certo! Já vou.

Mãe, viste o Shrek?

Não vi.

Devias perguntar ao teu pai.

E usa palavras curtas, querida.

Ele está um bocadinho lento esta manhã.

- Posso ajuda-lo, Sua Majestade?

- Ah, sim!

Hum! Requintado.

Como se chama este prato?

Esse seria o pequeno-almoço do cão,

Sua Majestade.

Ah, sim. Muito bem.

Continua, Cedric.

- Pai? Pai, viste o Shrek?

- Não, querida.

Tenho a certeza que ele foi só à procura de

um belo... buraco de lama para se acalmar.

Sabes, depois da vossa discussão

de ontem à noite.

Oh. Tu ouviste isso, hum?

O reino inteiro ouviu-vos.

Quer dizer, afinal de contas, é

da natureza dele, ser...

... bem, um pouco rude.

Ele? Bem, tu não lhe estendeste propriamente

o tapete de boas vindas.

Bem, o que é que esperavas?

Vê bem o que ele te fez.

O Shrek ama-me pelo o que sou.

Eu achava que ficarias feliz por mim.

Querida, eu só estou a pensar

no que é melhor para ti.

Talvez devesses fazer o mesmo.

Não? A sério?

Oh, não. É a velha fábrica do Keebler.

Vamos recuar devagarinho.

Aquela é a casa da Fada Madrinha.

Ela é a maior fabricante

de bruxarias e poções de todo o reino.

E porque não entramos

por um bocadinho? Ha-ha! Bocadinho!

Ele faz-me rir.

Olá. Estou aqui para ver a...

A Fada Madrinha.

Desculpe mas ela não está.

Jerome.

Café e um Monte Cristo. Agora!

Sim, Fada Madrinha.

É para já.

Olhe, ela hoje não está a atender

nenhum cliente, ok?

Não faz mal amigo.

Nós somos do sindicato.

Sindicato?

Nós representamos os trabalhadores de todas

as indústrias mágicas, ambas as más e boas.

Oh! Oh, certo.

Você sente-se de alguma maneira

explorado ou oprimido?

Uh... um pouco.

Nós nem temos dentista.

Eles nem têm dentista.

Está bem, nós vamos só dar uma olhadela.

Oh. A propósito.

Penso que era melhor se a Fada Madrinha

não soubesse que nos estivemos aqui.

- Percebes o que estou a dizer? Hum?

- Pára!

- Claro. Entrem.

Uma gota de desejo.

Malandro!

Um pouco de paixão.

E um nadinha de...

... luxúria!

Com licença.

Desculpe entrar desta maneira...

Que diabos faz você aqui?

Bom, parece que a Fiona não

está propriamente feliz.

E existe alguma dúvida do porquê?

Bem, vamos explorar isso, sim?

Ah. P, P, P...

Princesa. Cinderela.

Aqui está.

"Viveram felizes para sempre". Oh...

Não há ogres.

Vejamos. Branca de Neve.

Um belo príncipe, nenhum ogre.

A Bela Adormecida. Nada de ogres.

Joãozinho e Maria? Não!

Polegarzinha? Não.

O Pássaro Dourado, A Pequena Sereia,

Um Sonho de Mulher...

Não, não, não, não, não!

Está a ver, os ogres

não vivem felizes para sempre.

Certo. Olhe, Senhora!

Não me apontes...

essas salsichas sujas e verdes.

O seu Monte Cristo e café.

Oh! Desculpem.

Ah... não faz mal.

Estávamos mesmo de saída.

Sinto muito por ter desperdiçado

o seu tempo, Sr. Madrinha

Apenas... vão.

Andem lá, rapazes.

Graças a Deus é Sexta,

eh, amigo?

A trabalhar muito

ou a não trabalhar, não é?

"Sala Das Poções"

Tirar as tuas botas e as tuas

bochechas de gato da minha cara.

Meu, isto fede!

Tu não cheiras exactamente

a um cesto de rosas.

- Bem, um destes tem de ajudar.

- Eu já estava aqui a preparar um plano!

As nossas cabeças já estão

a funcionar como uma.

Pára, pára. Se nos precisarmos um perito

em lamber-nos, nós ligamos-te.

Shrek, isto é uma má ideia.

Olha. Torna-te útil e continua a vigiar.

Bichano, achas que consegues

chegar aquelas no topo?

Sem problema, patrão.

Numa das minhas nove vidas,

eu fui o grande gato ladrão

de Santiago de Compostela.

Shrek, estás maluco?

Burro, continua a olhar.

Continuo a olhar?

Sim, vou continuar a olhar.

Vou é ver aquela bruxa vir aqui e enfiar-te

um mundo de dor pelo traseiro acima.

Eu também me vou rir.

Vou estar a rir-me para mim próprio.

- O que é que vês?

- Amaciador para pele de sapo.

Tenho a certeza que um BM é a solução perfeita

para problemas matrimoniais.

- Elfa Seltzer?

- Na-na.

- Hex Lax?

- Não! Tenta "jeitoso".

Desculpa. Não há jeitoso.

Ei! E que tal "Felizes para sempre"?

Bem, o que é que faz?

Diz "Beleza divinal".

Em algumas culturas, os burros são considerados

como as mais sábias das criaturas

Especialmente os que falam,

como eu.

Burro!

Isso vai ter de servir.

Temos companhia.

Podemos andar com isto?

Despacha-te!

Bem apanhado, Burro!

Finalmente!

Um bom uso para a tua boca.

Vamos!

Tu desprezas as minhas

emoções naturais

Fazes-me sentir como terra

e eu estou magoado

E se eu começar um tumulto

Eu corro o risco de te perder

e isso é o pior

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se por

Apaixonar-se alguma vez por quem

não se deveria ter apaixonado

Não me interessa de quem é a culpa.

Tratem só de limpar isto tudo!

E alguém me traga qualquer coisa bem frita

e coberta com chocolate!

- Mãe!

- Charmoso, meu querido.

Não é uma boa altura,

A mãezinha está a trabalhar.

O que é que aconteceu aqui?

- O ogre, foi o que foi!

- O quê? Onde é que ele está, mãe?

Eu arrancarei a sua cabeça

dos seus ombros!

Eu irei destruí-lo onde estiver!

Ele irá arrepender-se do dia

em que ele me roubou o reino!

Oh, guarda isso, Júnior!

Tu ainda vais ser um rei.

Só temos de pensar em

alguma coisa mais inteligente.

Desculpe. Hum...

Está tudo verificado, Fada Madrinha,

à excepção de uma poção.

O quê?

Oh...

Acredito que podemos tornar isto

numa vantagem para nós.

"Poção Felizes para Sempre.

Força máxima.

Para si e para

o seu verdadeiro amor.

Se um de vocês beber isto,

ambos ficarão bem.

Felicidade, conforto e beleza divinal."

- Ficarão ambos bem?

- Quer dizer que também vai afectar a Fiona.

Ei, meu, isto não me cheira bem. Os meus

sentidos de burro estão todos a tinir.

Larga essa jarra de voodoo

e vamos embora daqui.

Diz "Beleza Divina".

Quão mau é que pode ser?

Vês, tu és alérgico a essa coisa.

Vais ter uma reacção.

E se pensas que vou espalhar Vapor Rub

no teu peito, pensa melhor!

Patrão, só para o caso de haver

algo de errado com a poção...

deixe-me dar o primeiro gole.

Seria uma honra arriscar

a minha vida por si.

Oh, não, não. Não me parece.

Se vai haver algum *** animal,

que seja em mim.

Esse é o papel do melhor amigo.

Vá, dá-me a garrafa.

Como é que te sentes?

Não me sinto diferente.

Pareço estar diferente?

Ainda me pareces um asno.

Talvez não funcione com burros.

- Bem, à nossa, Fiona.

- Shrek?

- Se bebes isso, não há retorno.

- Eu sei.

- Nada de rebolar na lama?

- Eu sei.

- Nada de comichões no rabo?

- Eu sei!

- Mas tu adoras ser um ogre!

- Eu sei!

Mas eu amo mais a Fiona.

Shrek, não! Espera!

Tem de ser... Acho que apanhaste

a poção "Peidoso para sempre".

Se calhar não presta.

Ou talvez a Fiona e eu nunca

estivemos destinados a ficar juntos.

Uh-oh. Que é que te disse?

Sinto qualquer coisa a aproximar-se.

Não quero morrer.

Não quero morrer. Não quero morrer!

Oh, minha nossa senhora.

Estou a derreter-me!

Estou a derreter-me!

É só a chuva, Burro.

Oh.

Não te preocupes. As coisas parecem más

porque está escuro e de chuva

e o pai da Fiona contratou um assassino

sujo para te limpar o sebo.

Vai estar melhor amanhã de manhã.

Vais ver...

O sol irá aparecer...

Amanhã

Aposta o teu traseiro...

Apostar o meu traseiro?

Vou já, Elizabeth!

Burro?

Estás bem?

- Ei, chefe. Vamos rapá-lo.

- B-Burro?

Aí estás tu!

Sentimos a tua falta ao jantar.

O que foi, querida?

Pai...

Estive a pensar naquilo

que me disseste.

E vou acertar as coisas.

Ah! Excelente!

Essa é a minha menina.

Foi um erro trazer o Shrek para cá.

Vou sair e procurá-lo.

E depois voltaremos ao pântano

onde pertencemos.

Fiona, por favor!

Não sejas precipitada, querida.

Não podes ir a lado nenhum agora.

Fiona!

Ouve, eu disse que ele estava aqui.

Olha para ele! Silêncio. Olha para mim.

Bom dia, dorminhoco.

Bom dia!

Nós adoramos o teu gatinho!

- Oh... A minha cabeça...

- Toma, eu trouxe um balde com água.

Obrigado.

Uhh!

Aahh!

Oh...

Um nariz giro e arredondado?

Cabelos fartos e ondulados?

Nádegas firmes e redondas?

Estou... Estou...

- Magnífico!

- Eu que o diga.

Sou a Jill. Qual é o teu nome?

- Um... Shrek.

- Shrek? Uau. És da Europa?

- Estás tenso.

- Quero massajar-lhe os ombros.

- Estou a tratar disso.

- Não tenho nada para esfregar.

Põe-te na fila.

- Viram o meu burro?

- A quem estás a chamar burro?

- Burro? Tu és um...

- Um garanhão!

Posso relinchar.

Posso contar.

Olha para mim, Shrek!

Estou a trotar!

Essa é uma poção de qualidade.

O que há nessa coisa?

"Oh, não tome a poção

Sr. Patrão, é muito má."

Bah!

"Aviso: Efeitos secundários incluem

queimaduras, comichões, suores, choradeiras.

"Desaconselhado a doentes cardíacos ou

aqueles... com distúrbios nervosos."

Estou a trotar, estou a trotar

no mesmo sitio! Sim!

O que foi?

Senhor? "Para tornar os efeitos

desta poção permanentes,

quem a bebeu deve obter um beijo

do seu amado, até a meia-noite."

Meia-noite?

Porquê sempre à meia-noite?

- Escolhe-me! Eu serei o teu verdadeiro amor!

- Eu serei o teu verdadeiro amor.

Eu serei verdadeira... o suficiente.

Olhem, meninas,

eu já tenho um verdadeiro amor.

Oh...

E escute o que eu digo, Patrão.

Vai ter uma Princesa muito satisfeita.

Vamos admitir.

És um bocadinho mais agradável aos olhos.

Por dentro tu és o mesmo

mesquinho, salgado...

- Calma.

- ...caprichoso, ofensivo,

furioso ogre que sempre foste.

E tu continuas o mesmo burro irritante.

Sim.

Bem...

Cuidado, Princesa.

Aqui vai o novo eu.

As primeiras coisas primeiro.

Precisamos de te tirar dessas roupas.

- Pronto?

- Pronto!

Condutor, pare!

Oh, Deus! Ajudem-me, por favor!

Os meus dias de corridas estão acabados!

Estou cego! Diga a verdade.

Irei alguma vez voltar a tocar violino?

Pobre criatura!

Há alguma coisa que

possa fazer por ti?

Bem, acho que existe uma coisa.

Tira a peruca poeirenta

e tira as tuas ceroulas.

- Nada mau.

- Nada mau mesmo.

Pai?

Está tudo bem, Pai?

Obrigado, senhores!

Um dia, irei recompensar-vos.

A menos que, claro,

não vos encontre ou me esqueça.

Oh, sim

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

Mu-Mu-Mu-Mu-Mudanças

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Só tenho de ser

um homem diferente

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Alto!

Diz à Princesa Fiona que o marido,

Sir Shrek, está aqui para vê-la.

Ainda não sei do que

andava à procura

E o meu tempo passava rapidamente,

um milhão de ruas sem saída

Todas as vezes que pensei

que tinha conseguido

Parecia-me que o gosto

não era tão doce

Mu-Mu-Mu-Mudanças

- Vira-te e enfrenta o estranho

- Fiona!

- Shrek?

- Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Fiona?

Olá, bonitão.

Shrek!

- Princesa!

- Burro?

Uau! Aquela poção também

funcionou contigo?

Que poção?

O Shrek e eu tomámos

uma poção mágica. E bem...

Agora, somos sexy!

Shrek?

Por ti querida... Eu podia ser.

- Isso. Querias.

- Burro, onde está o Shrek?

Ele entrou à tua procura.

Shrek?

Fiona! Fiona!

Queres dançar, lindão?

Já te vais tão cedo?

Não queres ver a tua mulher?

Fiona?

Shrek?

Sim, Fiona. Sou eu.

Que aconteceu à tua voz?

A poção mudou

muitas coisas, Fiona.

Mas não o que eu sinto por ti.

Fiona?

- Encantador?

- Achas?

Pai. Esperava muito

que aprovasse.

- Hum... quem és tu?

- Mãe, sou eu, Shrek.

Sei que nunca terá uma segunda oportunidade

para uma primeira impressão,

mas, bem, o que achas?

Fiona! Fiona!

Fiona!

- Fiona!

- Fiona, Fiona! Ho-ho-ho!

Oh, gaita! Acho que eles não nos

conseguem ouvir, pombinho.

Não acha que já arruinou

a vida dela o suficiente?

Só quero que ela seja feliz.

E agora ela pode ser.

Oh, querido.

Ela finalmente encontrou

o Príncipe dos seus sonhos.

Mas olhe para mim.

Veja só o que fiz por ela.

Está na hora de parares de viver

num conto de fadas, Shrek.

Ela é uma princesa,

e tu és um ogre.

É uma coisa que nenhuma

quantidade de poção vai mudar.

Mas...

Eu amo-a.

Se a amas verdadeiramente...

... vais deixá-la partir.

Shrek?

Senhor.

O que se passa?

Onde é que vais?

Tu não tens nada a ver com isto,

pois não, Harold?

As pessoas não prestam mesmo

Eu acho que isso

já está bem percebido

Aqui têm, rapazes.

Deixe só a garrafa, Doris.

Ei. Porquê essas caras tristes?

Tudo foi apenas um estúpido erro.

Nunca devia tê-la salvo

daquela torre em primeiro lugar.

Eu odeio Segundas.

Não acredito que vais virar as costas

à melhor coisa que te aconteceu.

Que hipótese tenho eu?

Ela ama aquele bonito rapaz,

o Príncipe Encantado.

Vá lá. Ele é assim tão lindo?

Estás a gozar?

Ele é lindo!

Ele tem um rosto que parece

que foi esculpido por anjos.

- Oh. Ele parece um sonho.

- Sabem...

estranhamente, isto não está

a fazer sentir-me melhor.

Olhem, rapazes.

É melhor assim.

A mãe e o pai aprovam,

e a Fiona fica com o homem

com quem sempre sonhou.

Todos ficam a ganhar.

Excepto tu.

Eu não entendo, Shrek.

Tu amas a Fiona.

Certo.

E é por isso

que tenho de a largar.

Desculpe, ela está aí?

Ela está, uh... lá atrás.

Oh, olá outra vez.

Fada Madrinha, Encantado.

É melhor teres uma boa razão para

nos arrastar para este lugar, Harold.

Bem, receio que a Fiona não esteja realmente...

de amores pelo Príncipe Encantado.

- P.S.I., a culpa não é minha.

- Não, claro que não, querido.

Quero dizer, como posso ser encantador

quando tenho que fingir

ser aquele horroroso ogre?

Não, não. Ninguém tem culpa.

Talvez seja melhor apenas

cancelarmos tudo, não?

- O quê?

- Não se pode forçar ninguém a apaixonar-se!

Permita-me discordar.

Eu faço isso o tempo todo!

Faça a Fiona beber isto e ela vai apaixonar-se

pelo primeiro homem que ela beijar,

que será o Encantado.

- Hum... não.

- O que é que disseste?

Não posso. Não o farei.

Isso é que vai.

Se se lembrar, fui eu que vos ajudei

com o vosso "felizes para sempre".

E posso retirá-lo assim

tão facilmente.

É isso que quer? É?

- Não

- Lindo menino.

Agora, temos que ir embora.

Tenho que fazer o penteado

do "Encantado" antes do baile.

Não tem remédio.

Está todo levantado à frente.

Ele não consegue pentear para trás.

Temos que arranjar alguém que o faça.

Obrigado, Mãe.

Mãe?

Hum... Mary!

Um cavalo que fala!

O ogre!

Parem-nos! Ladrões! Bandidos!

Parem-nos!

Os abdominais estão fabulosos

e o musculo glúteo no máximo

hoje à noite aqui no Baile Real

de Muito, Muito Longe!

As carruagens estão alinhadas

saindo delas o melhor da sociedade

como a coalhada e o soro

da senhora Muffet.

Todo os que são importantes

apareceram

para honrar a princesa Fiona

e o príncipe Shrek.

E, oh, mas que bem,

os vestidos estão maravilhosos!

Vejam! o Joãozinho e a Maria!

Para que raio são as migalhas?

E logo atrás deles,

Tom Polegar e Polegarzinha.

Oh, não são adoráveis!

Aí vem a Bela Adormecida!

Velhota cansada.

Quem é este? Quem é este?

Quem é este?

Oh. É a número um, é a única...

É a Fada Madrinha!

Olá, Muito, Muito Longe!

Posso ter um "whoop whoop"?

Que todos os vossos finais

sejam felizes e...

Bem, vocês sabem o resto!

Voltamos já com o Baile Real

de Muito, Muito Longe

Depois destes anúncios.

Detesto estes espectáculos de Bailes.

Aborrecem-me de morte.

Muda para a Roda da Tortura

Não mudo nada, senhor,

até ter visto o Shrek e a Fiona.

Chatos é o que vocês são!

Ei, ratos, passem-me

uma asa de búfalo!

Não, à tua esquerda. À tua esquerda!

- Esta noite em "Cavaleiros"...

- Este sim é um bom programa!

Temos um Bronco branco em direcção a Este

dentro da floresta. Pedimos reforços.

É hora dos Homens de Aço mostrarem

a estes mamíferos loucos

que as suas atitudes inconscientes

não ficam impunes.

Porque me agarram?

Violência policial!

Tenho que falar com a Princesa Fiona!

- Nós avisámos-te!

- Au! Au!

Será que escapam?

Alguém deixou fugir o gato do saco?

Seus cães porcos capitalistas!

Tirem-no de cima de mim!

- Gatária! (erva que provoca euforia nos gatos)

- Isso não é meu.

Encontrem a princesa Fiona!

Sou um burro!

Diz-lhe Shrek...

Sou o marido dela, Shrek!

Rápido! Para trás!

Sou o marido dela, Shrek! Au!

Querida?

Ah. Bem me parecia

que te encontraria aqui.

Que tal uma chávena quente

de chá antes do baile?

Eu não vou.

O Reino todo apareceu

para celebrar o teu casamento.

Só há um problema.

Aquele não é o meu marido.

Quero dizer, repare nele.

Sim, é um pouco diferente,

mas as pessoas mudam

para quem os ama.

Ficavas surpreendida o quanto

mudei pela tua mãe.

Mudar?

Perdeu completamente a cabeça!

Porque não desces até ao baile

e dás-lhe outra oportunidade?

Talvez descubras que gostas

deste novo Shrek.

Mas apaixonei-me pelo antigo.

Dava tudo para tê-lo de volta.

Querida. Esse é meu.

Descafeinado.

Senão fico acordado a noite toda.

Obrigada.

Tenho que sair daqui!

Não nos podem prender assim!

Solte-me!

E os meus direitos Constitucionais?

É suposto dizerem que tenho

o direito de permanecer calado.

Ninguém disse que tinha o direito

de permanecer calado!

Tu tens o direito de ficares calado.

O que te falta é a capacidade.

Tenho que me aguentar antes que,

também eu, fique completamente maluco.

Shrek? Burro?

Demasiado tarde.

Gingy! Pinocchio!

Tirem-nos daqui!

Oh...

Rebentamento!

Atenção aí em baixo!

Rápido! Diz uma mentira!

- O que queres que diga?

- Qualquer coisa, mas rápido!

Diz uma loucura como "estou

a usar roupa interior feminina!"

Estou a usar roupa interior feminina.

- Estás?

- Claro que não!

Parece certamente que estás!

- Não estou nada

- De que tipo?

- É um fio dental!

- Auu! São cuecas curtas!

- Não são nada.

- São sim!

Aqui vamos. Aguenta-te.

Espera, espera, espera!

Au! Au! Ei, ei, ei!

Au!

- Desculpem?

- O que é? Bichano!

Desculpe lá, mas importa-se

de me soltar?

- Desculpe, patrão!

- Parem com as palhaçadas!

Temos de impedir aquele beijo!

Pensava que a ias largar.

Eu ia, mas não posso deixar

que eles façam isto à Fiona.

Boom! É isso o que eu gosto de ouvir.

Olha quem vem ai!

É impossível!

Nunca conseguiremos entrar.

O castelo está guardado.

Há um fosso e tudo!

Malta, parece que estamos no riacho de

chocolate sem um pau de um gelado.

- O que é?

- Ainda conheces o pasteleiro?

Bem, claro!

Ele está em Drury Lane. Porquê?

Porque vamos precisar de farinha.

Montes e montes de farinha.

Gingy!

Liga os fogões, Pasteleiro! Temos uma

grande encomenda para entregar!

Está vivo!

Corre, corre, corre,

o mais rápido que puderes!

Anda, rico, anda!

Ali está, Mongo!

Para o castelo!

Não, seu grande bolo idiota!

Vamos lá!

Mongo! Aqui em baixo!

Olha para o pónei!

Exacto! Segue o lindo pónei!

O lindo pónei quer brincar

no castelo!

Bonito pónei.

Senhoras e senhores

Apresento-lhes a Princesa Fiona

e o seu novo marido, o Príncipe Shrek.

Shrek, o que estás a fazer?

Estou a fazer o meu papel, Fiona.

Isso é brilho nos teus lábios?

Mm. Sabor de cereja.

Queres provar?

- Ugh! Que é que se passa contigo?

- Mas, docinho...

Dó Menor, começa com Dó Menor.

Senhoras e senhores.

Queria dedicar esta música à...

Princesa Fiona e ao Príncipe Shrek.

Fiona, minha princesa.

Concedes-me uma dança?

Para onde foram todos os homens bons

E onde estão todos os deuses?

Dança! Dança!

Aonde está o esperto Hércules

Para combater a desvantagem

crescente?

Desde quando é que danças?

Fiona, minha querida,

se há uma coisa que sei,

é que o amor

está cheio de surpresas.

Pela noite dentro andei às voltas

E sonho com o que preciso

Dá-lhe!

Preciso de um herói

Muito bem, grandalhão!

Vamos dar cabo desta festa!

Homens às catapultas!

Apontar! Fogo!

- Agarrem-se!

- Ooh! Bonito!

O botão de goma não!

Projéctil!

Ha-ha! Está bem!

Algures depois da meia-noite,

Nas minhas mais loucas fantasias

Vai, Mongo! Vai!

Homens aos caldeirões!

Depois de ti, Mongo.

- É isso! Força!

- Cuidado!

Shrek!

Mais calor, menos espuma!

Lá em cima onde as montanhas

se encontram com os céus

Lá onde o relâmpago rasga o mar

Eu podia jurar que está lá alguém

Algures olhando por mim

Força!

Não...!

Vamos!

Cuidado!

Sê bom.

Ele precisa de mim!

Larga-me!

Burro!

Bichano!

Vai! Vai! A tua donzela

precisa de ti! Vai!

Hoje, pago a minha dívida.

Oooh...

Em guarda!

Ele tem que ser forte

E ele tem que ser rápido

E tem que ficar fresco

Depois da luta

Preciso de um herói

- Parem!

- Ei, tu! Afasta-te da minha mulher.

- Shrek?

Não podias voltar apenas para

o teu pântano e deixar-nos em paz.

- Agora!

- Porcos e cobertores!

Pinóquio! Apanha a varinha!

Vejo Londres! Vejo a França!

Uaaaa!

Sou um rapaz de verdade!

Ah! Ah! Aaahhh!

Apanha!

Burro!

Oh!

Sou um rapaz de verdade! Aah!

Oh!

- Ha!

- Ah.

Isso é meu!

Rezem por misericórdia, do bichano...

E do Burro!

Ela tomou a poção!

Beija-a agora!

Não!

- Fiona.

- Shrek.

Harold! Era suposto teres-lhe

dado a poção!

Bem, parece que lhe dei

o chá errado.

- Mãezinha!

- Mãezinha?

Eu disse-te.

Os Ogres não vivem felizes para sempre.

Uoo!

Ah!

Oh, Pai!

Ele está...?

Ele coaxou.

Harold?

Pai?

Esperava que nunca

me visses assim.

- E ele não facilitou contigo!

- Burro!

Não, tem razão.

Peço desculpa.

Aos dois.

Só quis o melhor para a Fiona.

Mas agora vejo...

que ela já o tem.

Shrek, Fiona...

Aceitam as desculpas

de um sapo velho...

e a minha bênção?

Harold?

Desculpa, Lillian.

Só queria poder ser

o homem que mereces.

És mais esse homem hoje

do que alguma vez o foste...

verrugas e tudo.

Patrão! A poção "Felizes para sempre"!

Meia-noite!

Fiona. É isto que queres?

Ser assim para sempre?

- O quê?

- Porque se me beijares agora...

podemos ficar assim.

Farias isso?

- Por mim?

- Sim.

Eu quero o que qualquer

princesa quer.

Viver feliz para sempre...

com o ogre com quem casei.

Aconteça o que acontecer,

não posso chorar!

Não consegues fazer-me chorar!

Uooo!

Não, não, não.

Oh, não.

Ei! Ainda me pareces um

garanhão nobre.

Bem, onde é que estávamos?

Já me lembro.

Ei! Não devíamos estar

a fazer uma "fiesta"?

Uno, dos, quatro, dá-lhe!

Bichano e Burro, todos...

Ela é supersticiosa.

Gatos pretos e bonecos de voodoo

- Canta, Bichano!

- Eu sinto uma premonição

Aquela rapariga vai ser o meu fim

Aqui vamos nós!

Ela está numa de novas sensações

Novos pontapés no candelabro

Ela tem um novo vício

Para todo o dia e noite

Ela vai fazer-te tirar as tuas roupas

E ires dançar à chuva

Far-te-á viver a sua vida louca

Mas vai-te tirar a dor

como uma bala no teu cérebro

De cabeça para baixo

para dentro e para fora

Vivendo "la vida louca"

Eh beleza!

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

- Vivendo "la vida louca"

- Ela vive "louca"!

Vivendo "la vida louca"

- Digam mais uma vez agora!

- Vivendo "la vida louca"

Burro, isso é espanhol!

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Sozinho

Não quero estar

sozinho, nunca mais...

Ei amigo, nós vamos até

ao Clube KIT-KAT.

Vamos, junta-te a nós.

Obrigado compadre.

Não... não estou com disposição.

Nós animamos-te!

Arranjamos-te um burro simpático!

Ei, querida!

É a minha miúda!

Isso! Vamos lá!

Querida, onde estiveste?

Também lamento.

Devia ter ficado. Mas o Shrek

tinha que fazer esta coisa.

O quê? Repete mais uma vez.

Do que estás a falar?

A sério?

Papá!

Vejam os nossos bebés mutantes!

Tenho que arranjar um trabalho

3 Comments Matheus Henrique top

4 days ago 0 Supremewizard9 VO MANDAR PROS MEU FRIENDS DO DISCORD

8 days ago 0 Supremewizard9 PUTAKIPARU O ROTERO DO SHEREKE 2 MANOOOO

8 days ago 0

Next Up O que vocês gostariam de novo aqui na comunidade ?

10  5 SHEREKE 2 MANOOOO

8 days ago 0

•Walkers Br• Join Featured Latest Wiki Polls Quizzes Shared Folder SHREK 2 ROTEIRO COMPLETO PT-BR

gustavo

March 24

7 3 SHREK 2 COMPLETO LEGENDADO PT-BR

Era uma vez, num reino

muito, muito longe,

o rei e a rainha foram

abençoados com uma linda bebé.

E por todo o reino,

todos estavam felizes...

Até que o sol se pôs

e eles viram que a sua filha tinha

sido amaldiçoada com um terrível feitiço

que se manifestava todas as noites.

Desesperados, eles procuraram a

ajuda de uma fada madrinha

que lhes disse para trancarem

a jovem princesa numa torre,

para aí esperar o beijo...

do belo Príncipe Encantado.

Seria ele que se aventuraria

na perigosa viagem

através de frios extremos

e desertos escaldantes

viajando durante muitos dias

e muitas noites,

arriscando a vida e membro

para chegar à fortaleza do Dragão.

Porque ele era o mais corajoso,

e o mais belo...

em todo o reino.

E estava destinado que o seu beijo

iria quebrar a terrível maldição.

Sozinho ele subiria ao mais alto quarto

da mais alta torre

para entrar nos aposentos da princesa,

dirigindo-se até à sua silhueta adormecida,

afastar as cortinas de diáfano

para encontrá-la...

O que é?

- Princesa... Fiona?

- Não!

Oh, graças a Deus.

Onde é que ela está?

- Está em Lua-de-mel.

- Lua-de-mel? Com quem?

Então ela disse,

qual é o problema, querido?

Qual é que é o problema?

Eu não sei

Bem, talvez eu esteja apaixonado

Penso sobre isso,

todo o tempo eu penso nisso

Não consigo parar de pensar nisso

Quanto mais tempo

irei levar para curar isto?

Só para curá-lo,

pois não posso ignorá-lo

E se é amor, amor

Dá-me vontade de me voltar

e enfrentar-me

Mas eu não sei nada

sobre o amor

Oh, vá lá, vá lá

Vira um pouco mais rápido

Vá lá, vá lá

O mundo irá seguir depois

Vá lá, vá lá

Todos perseguem o amor

Por isso eu disse

Eu sou uma bola de neve a rolar

Entrando nesta Primavera

que traz todo este amor

Derretendo sob céus azuis

acorrentada à luz do sol

Amor cintilante

Bem, querida, eu rendo-me

Ao gelado de morango

O nunca acabar de todo este amor

Bem, não era a minha intenção

Mas não há como fugir ao teu amor

Estes relâmpagos significam

que nunca estamos sozinhos

Nunca sós, não, não

Vá lá, vá lá

Salta um pouco mais alto

Vá lá, vá lá

Se te sentires um pouco mais leve

Vá lá, vá lá

Estivemos outrora apaixonados

Estivemos acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente

Estou apaixonado, estou apaixonado,

estou apaixonado, estou apaixonado

Estou apaixonado, estou apaixonado

Acidentalmente apaixonado

Estou apaixonado

É tão bom estar em casa!

Só tu e eu e...

- Dois pode ser tão mau como um...

- Burro?

Shrek! Fiona! Bons olhos os vejam!

Dá cá um abraço, Shrek,

sua velha máquina do amor.

E olha para ti, Senhora Shrek.

Que tal um torrão de açúcar para o corcel?

Burro, o que estás aqui a fazer?

Estava só a tomar conta

do teu ninho do amor por ti.

Oh, queres dizer tipo... separar

o correio e regar as plantas?

- Sim, e alimentar os peixes também!

- Eu não tenho nenhuns peixes.

Agora tens. Eu chamo aquele Shrek

e ao outro Fiona.

Aquele Shrek é um malandro.

Anda cá seu...

Olha para as horas.

Acho que é melhor ires andando.

Não queres contar-me sobre a tua viagem?

E que tal um jogo de Parcheesi?

Mas Burro, não deverias

estar em casa com a Dragona?

Oh, sim, isso.

Eu não sei. Ela tem andado

rabugenta ultimamente.

Então pensei em mudar-me

para cá com vocês.

Burro, tu sabes que ficamos

sempre contentes por te ver.

Mas a Fiona e eu estamos casados agora.

Precisamos de algum tempinho,

tu sabes, para estarmos juntos.

Só um com o outro.

Sozinhos.

Não digas mais nada. Não têm

que se preocupar com nada.

Estarei sempre aqui para assegurar

que ninguém vos incomoda.

- Burro!

- Sim, companheiro?

Estás a incomodar-me.

Oh, Ok. Tudo bem, fixe. Acho eu...

Eu e o Pinocchio íamos a um torneio

de qualquer forma, por isso...

Talvez vos veja no Domingo para

um churrasco ou qualquer coisa.

Ele ficará bem. Agora,

onde é que nós estávamos?

Oh.

Acho que me lembro.

Burro!

Eu sei, eu sei! Sozinhos!

Estou a ir! Estou a ir.

Mas o que queres

que diga a estes tipos?

Já chega, Reggie.

"Querida Princesa Fiona.

"Está desta forma convocada

para o Reino de Muito, Muito Longe

"para um baile real

em celebração do seu casamento

"no qual o rei

"dará a sua bênção real...

a si e ao seu...

"hum... Príncipe Encantado."

"Com Amor, o Rei e a Rainha

de Muito, Muito Longe.

"Também conhecidos como

Mamã e Papá."

A Mamã e o Papá?

- Príncipe Encantado?

- Baile Real? Posso ir?

- Nós não vamos.

- O quê?

Que dizer, não achas

que eles ficariam um pouco...

... chocados em te verem assim?

Bem, eles podem ficar

um pouco surpreendidos.

Mas eles são os meus pais,

Shrek. Eles adoram-me.

E não te preocupes.

Eles também vão adorar-te.

Pois, sim.

De algum modo não acho que

serei bem-vindo no clube regional.

Pára com isso.

Eles não são assim.

Então como é que explicas o Sargento Pomposo

e a Banda das Calças Janotas?

Oh, vá lá! Dá-lhes pelo menos uma hipótese.

Para fazer o quê? Afiar as suas forquilhas?

Não! Eles só querem

dar-te a sua bênção.

Oh, fantástico.

Agora preciso da bênção deles?

Se queres fazer parte

desta família, sim!

Quem disse que queria

fazer parte desta família?

Tu disseste! Quando casaste comigo!

Bem, aí estão umas belas

letras miudinhas!

Então é isso?

Tu não vens?

Acredita. Isso é uma má ideia.

Não vamos! E ponto final!

Vamos lá!

Não queremos apanhar trânsito!

Não te preocupes!

Nós cuidamos de tudo.

Ei, esperem por mim.

Dá-lhe! Mexe-te! Em frente!

Em frente, mexe-te! Em frente!

Coirão! Mexe-te!

Em frente!

Mexe-te! Mexe-te!

Em frente! Coirão!

Monta-os! Mexe-te!

Em frente! Mexe-te! Coirão!

Arrasa-os! Acaba com eles!

Fá-los em chá! Paga-lhes um copo!

Conhece as mães deles!

Tira-lhes o leite todo!

Coirão!

- Já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Ainda não.

- Ok, já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Sim.

- A sério?

- Não!

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Ainda não!

- Já chegámos?

- Não!

Já chegámos?

Não tem piada. É muito imaturo.

É por isto que ninguém gosta de ogres.

Tu é que ficas a perder!

- Eu vou parar de falar.

- Finalmente!

Isto está a demorar imenso, Shrek.

Nem há filme de viagem nem nada.

O Reino de Muito, Muito Longe, Burro.

É para onde nós vamos.

Muito, muito...

... longe!

Ok, Ok, já percebi.

Estou só tão aborrecido.

Bem, encontra uma maneira

de te entreteres.

Durante cinco minutos...

Podias deixar de ser tu próprio...

... durante cinco minutos!

Já chegámos?

- Sim!

- Finalmente!

Uau!

Vai ser só desejos de champanhe e

sonhos de caviar a partir de agora.

Olá jeitosas!

Nós vimos busca-las mais logo!

Tenho que mudar para uma cidade

que seja certa para mim

Definitivamente,

já não estamos no pântano.

Pára!

Bem, falo disso, falo disso,

falo disso, falo disso

Ei, olhem todos!

Falo sobre, falo sobre mudar...

Olá senhoras! Bonito dia

para um cortejo, eh? Belo chapéu.

Piscinas!

Estrelas de cinema!

Anunciando o tão esperado retorno

da bela Princesa Fiona

e do seu novo marido.

Bem, é agora.

- É agora.

- É agora.

É agora.

Hum... Porque não vão andando?

Eu estaciono o carro.

Então...

... ainda achas que foi boa ideia?

É claro! Olha, a Mamã e o Papá

parecem felizes por nos verem.

- Quem raio são eles?

- Acho que é a nossa pequena.

Aquela não é pequena!

É mesmo um grande problema.

Ela não devia beijar o Príncipe

Encantado e quebrar o feitiço?

Bom, ele não é um Príncipe Encantado,

mas eles parecem...

Contente?

Nós viemos, já os vimos...

Agora vamos embora antes que

eles acendam as tochas.

- São os meus pais!

- Eles trancaram-te numa torre!

Ei! Isso foi para meu próprio...

Bem! É a nossa oportunidade. Voltamos

para dentro e fingimos que não estamos.

Harold, temos de ser...

Rápido! Enquanto não estão a olhar

nós podemos safar-nos daqui.

Shrek, já chega!

Vai ser tudo...

Um desastre!

De maneira nenhuma...

- Tu consegues.

- Mas realmente eu...

- Realmente...

- não... quero... estar...

Aqui!

Mamã... Papá...

Quero que conheçam o meu marido...

Shrek.

Bem, hum...

Agora percebo de onde

vem a beleza da Fiona.

Perdão.

Melhor para fora que para dentro,

é o que sempre digo, eh, Fiona?

Esta foi boa.

Parece que não...

Que é isso de "não está na lista"?

Não me digas que não sabes quem sou.

Como estão todos?

Obrigado por esperarem.

- Foi difícil encontrar este lugar.

- Não! Não! Burro mau. Mau. Fora!

Não, papá! Está tudo bem.

Ele está connosco.

- Ele ajudou a resgatar-me do dragão.

- Sou eu: O nobre corcel.

Empregado! Que tal uma

tigela para o corcel?

Oh, não!

- Shrek?

- Sim?

Oh, desculpa!

Sopa deliciosa, Sra. R.

Não, não. Querido.

Oh!

Então Fiona, conta-nos

como é o lugar onde moras.

Bem...

O Shrek possui as suas próprias terras.

- Não é querido?

- Oh, sim.

É numa floresta encantada

onde abundam esquilos

e pequenos patinhos giros e...

O quê?

De certeza que não estás

a falar do pântano.

Um ogre dum pântano.

Oh, que original!

Suponho que seja um bom lugar

para criarem as crianças.

É um pouco cedo

para pensar nisso, não é?

- De facto. Acabei de começar a comer.

- Harold!

- O que quer dizer com isso?

- Papá, é óptimo, ok?

- Para o seu tipo, sim!

- O meu tipo?

Tenho de ir à casa de banho.

- O jantar está servido.

- Deixem lá. Eu aguento.

Bon Appetit!

Oh, comida mexicana!

A minha favorita!

Não fiquemos sentados com

o estômago a roer. Ataquem.

Aqui vou eu, Lillian.

Suponho que os netos que

posso esperar de si seriam...

Ogres, sim!

Não que haja nada de mal nisso.

Certo, Harold?

Oh, não! Não! Claro que não!

Isto é, assumindo que vocês não

comam os vossos próprios filhos!

Pai!

Oh não, preferimos os que foram

trancados numa torre!

- Shrek, por favor!

- Só fiz isso porque a amo.

Oh sim, uma creche ou um castelo

guardado por um dragão!

Você nunca entenderia.

Não é o pai dela!

É tão bom ter a família

reunida para o jantar.

- Harold!

- Shrek!

- Fiona!

- Fiona!

- Mamã!

- Harold...

Burro!

As tuas lágrimas derramadas

chamaram por mim

Então, aqui vai o meu doce remédio

Eu sei o que todas

as princesas precisam

Para viverem a vida feliz...

Oh, meu Deus.

Oh, olha para ti.

Estás toda...

... crescida.

- Quem és tu?

- Oh, doçura!

Sou a tua Fada-Madrinha.

- Eu tenho uma Fada-Madrinha?

- Shh, shhh.

Não te preocupes.

Estou aqui para melhorar tudo.

Apenas com um...

Aceno da minha varinha mágica

Os teus problemas em breve desaparecerão

Com apenas um gesto e um brilho

arrasarás um príncipe com imenso dinheiro

Um vestido bem caro

feito somente por ratos

Uns sapatinhos de cristal

e sem mais stress

As tuas preocupações desaparecerão,

a tua alma será limpa

Confia nos teus amigos móveis

Ajudamos-te a lançar uma nova moda

- Ponho-te bela, ponho-te incrível!

- O tipo de rapariga que um príncipe gostaria!

Eles vão escrever o teu nome

na parede da casa de banho...

"Para felicidade eterna,

telefone à Fiona!"

Uma carruagem desportiva para o estilo,

Um motorista bem sexy, Kyle.

Elimino os teus defeitos, perda de dentes

as coxas de celulite desaparecerão

E oh, mas que raio!

Toma um cão frisado!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Batom, sombra, blush para

apanhares o príncipe com rabo sexy

Dia de sorte, "buffet" de borrachos.

Tu e o príncipe dão uma cambalhota no feno.

Podes dar uma volta na lua

com o príncipe ao som da música

Não sejas reles, estarás fabulosa

O teu príncipe terá uma barriga firme

Soufflé de queijo, Dia dos Namorados

Come galinha "fricassé"!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Parem!

Olhe...

Muito obrigado,

Fada Madrinha,

mas não preciso realmente

disto tudo.

- Muito bem. Como queiras.

- Também não gostávamos de ti.

Fiona? Fiona?

Oh! Arranjaste um cachorrinho?

No meu quarto só encontrei champô.

Ah, uh...

Fada Madrinha, móveis...

Quero que conheçam o meu marido, Shrek.

Teu marido? O quê? O que é que disseste?

Quando é que isso aconteceu?

O Shrek foi quem me salvou.

- Mas isso não pode estar certo.

- Óptimo, mais familiares!

Ela só está a tentar ajudar.

Boa! Ela pode-nos ajudar a fazer as malas.

Querida agarra o teu casaco. Vamos embora.

- O quê?

- Eu não quero partir.

Quando é que decidiste isto?

- Pouco depois de chegarmos.

- Olha, desculpa-me...

Não, está tudo bem.

Eu tenho de ir na mesma.

Mas lembra-te, querida.

Se alguma vez precisares de mim...

A felicidade...

está apenas a uma lágrima

de distância.

Obrigado, mas nós temos toda

a felicidade que precisamos.

Felizes, felizes, felizes...

Estou a ver.

Vamos embora, Kyle.

Muito giro, Shrek.

O que foi? Eu disse-te que

vir aqui era má ideia.

Podias pelo menos ter tentado

relacionares-te com o meu pai.

Eu não penso que iria ter

a bênção do Papá,

mesmo se eu a quisesse.

Não achas que seria gentil se alguém

me perguntasse o que quero?

Claro. Queres que faça

as malas por ti?

És inacreditável!

Estás a portar-te como...

- Vamos! Diz!

- Como um ogre!

Aqui tens uma notícia nova para ti!

Quer os teus pais gostem ou não...

Eu sou um ogre!

E adivinha princesa?

Isso não está para mudar.

Eu mudei por ti, Shrek.

Pensa sobre isso.

Essa foi mesmo suave, Shrek.

"Eu sou um Ogre!"

Eu sabia que isto ia acontecer.

Claro.

Foste tu que começaste.

Não posso acreditar nisso, Lillian.

Ele é que é ogre. Não eu.

Harold, acho que estás a levar

isto muito a peito.

Esta foi a escolha da Fiona.

Mas ela devia escolher o príncipe

que nós escolhemos para ela.

Quero dizer, esperas que eu dê

a minha bênção a esta... coisa?

A Fiona espera. E ela nunca te

perdoará se não o fizeres.

Harold, eu não quero perder

a minha filha outra vez.

Oh, tu ages como se o amor

fosse totalmente previsível.

Não te lembras de quando

nós éramos jovens?

Costumávamos passear

à beira do lago dos lírios e...

- ... eles estavam a florir.

- O nosso primeiro beijo.

Não é a mesma coisa!

Eu acho que tu ainda não percebeste que

a nossa filha casou com um monstro!

Oh, pára de ser um rei tão dramático.

Está bem! Finge que não há

nada de errado.

La, di, da, di, da!

Está tudo maravilhoso!

Gostava de saber

como é que podia ficar ainda pior.

Olá, Harold.

- O que é que aconteceu?

- Nada, querida!

É só a minha velha ferida

das cruzadas a fazer das suas!

Vou só esticá-la

aqui fora por um bocado.

É melhor entrares.

Precisamos de conversar.

Na verdade, Fada Madrinha,

ia agora deitar-me.

Já tomei os meus comprimidos e eles

põem-me um bocado sonolento.

Então, e se... tornássemos isto

numa visita rápida. O quê?

Ah, olá.

Então, novidades?

Lembras-te do meu filho,

o Príncipe Encantado?

Encantado, és tu? Meu deus!

Já lá vão anos.

Quando é que voltaste?

Ah, a cerca de cinco minutos atrás,

na verdade.

Depois de suportar furacões,

desertos ardentes...

subi ao quarto mais alto

na torre mais alta...

A mamã trata disto.

Ele suportou furacões,

desertos ardentes!

Ele subiu ao mais alto maldito quarto

da mais alta maldita torre...

E o que é que ele encontrou?

Um tipo de lobo travesti que lhe

contou que a sua princesa...

- Se eu puder...

- Já estava casada.

Não foi por culpa minha.

Ele não chegou lá a tempo.

Parem a carruagem!

Harold.

Estás a forçar-me a fazer

algo que não queria fazer.

Onde é que estamos?

Olá, bem vindos ao Frei Gorducho.

Posso anotar seu pedido?

A minha dieta está arruinada.

Espero que esteja feliz. Eh... ok.

Duas sandes Renascença,

sem maionese... anéis de chili...

- Eu quero o Menu Medieval.

- Sim, um Menu Medieval e, Harold...

- Fritos Enrolados?

- Não, Obrigado.

- Um Taco de *** fermentada, então?

- A sério que não quero nada.

O seu pedido Fada Madrinha.

E isto vem com o Menu Medieval.

Toma lá querido.

Fizemos um acordo, Harold. E presumo que

não quer que eu volte atrás na minha parte.

De facto, não.

Então, a Fiona e o Encantado

vão ficar juntos.

- Sim.

- Acredita em mim, Harold. É o que é melhor.

Não apenas para a tua filha...

... mas para o teu Reino.

O que é que é suposto

eu fazer acerca disso?

Usa a tua imaginação.

Oh...

Entre, Sua Majestade.

Eu gosto da minha cidade

Com uma pequena gota de veneno

Ninguém sabe...

Desculpe.

Eu conheço-o?

Não, deve estar a confundir-me

com outra pessoa.

Uh... desculpe.

Estou à procura da Meia-irmã Feia.

Ah! Aí está. Certo.

Sabe, eu precisava que

tratassem da saúde de alguém.

- Quem é o gajo?

- Bem, não é um gajo, digamos.

Ele é um ogre.

Ei, amigo, deixe-me dar-lhe

uma dica.

Existe apenas um tipo capaz de lidar com

um trabalho desses, e, sinceramente...

... ele não gosta de ser incomodado.

Onde o posso encontrar?

Olá?

Quem se atreve a entrar no meu quarto?

Desculpe! Espero não estar a interromper mas

disseram-me que é consigo que tenho de falar

sobre um problema com um ogre?

Disseram-lhe bem.

Mas para isso,

eu cobro bastante dinheiro.

Será... que isto chega?

Acabou de contratar os meus

valiosos serviços, Sua Majestade.

Diga-me apenas onde

eu posso encontrar esse ogre.

Todos me dizem,

Que me estou a ir abaixo

Todos me dizem,

tens que o largar

Tens que o largar

Preciso de dormir um pouco.

É tempo de descansar o cavalo

Estou demasiado envolvido.

E as rodas continuam a rolar

Todos me dizem,

tens que o largar

Querido Cavaleiro,

eu rezo para que aceite

esta lembrança como sinal

da minha gratidão.

Querido diário...

A Bela Adormecida vai dar

uma festa de pijama amanhã à noite,

mas o Pai diz que não posso ir.

Ele nunca me deixa sair depois do pôr-do-sol.

O Papá disse-me que vou para fora

por uns tempos.

Deve ser como alguma

escola de aperfeiçoamento.

A Mãe diz que quando

tiver idade suficiente,

o meu belo Príncipe Encantado

vai resgatar-me da minha torre

e trazer-me de volta

para a minha família.

E viveremos todos

felizes para sempre.

Senhora Fiona Encantado.

Senhora Fiona Encantado.

Desculpe. Espero não estar

a interromper nada.

Não, não. Eu estava só a ler...

hum... um livro aterrador.

Esperava que me desculpasses pelo meu

comportamento deplorável de há pouco.

- Ok...

- Eu não sei o que me deu.

Achas que podíamos fingir que não

se passou nada e começarmos de novo...

- Olhe, Sua Majestade, eu só...

- Por favor. Chama-me Pai.

Pai. Nós agimos ambos

como ogres.

Talvez só precisemos de algum tempo

para conhecermo-nos.

Excelente ideia! Na realidade esperava que te

juntasses a mim para uma caçada matinal.

Um tempinho pai-filho?

Eu sei que isso iria significar

imenso para a Fiona.

Digamos, 7:30

ao pé do velho carvalho?

Aceita-o, Burro!

Estamos perdidos.

Não podemos estar perdidos. Seguimos

as direcções do Rei minuciosamente.

O que disse ele? "Vão em direcção

à parte mais escura do bosque..."

"Passem pelas árvores sinistras

com galhos assustadores."

- O arbusto em forma de Shirley Bassey!

- Já o passámos 3 vezes!

Foste tu quem disse para

não perguntarmos pelo caminho.

Oh, esplêndido. A minha hipótese de

acertar as coisas com o pai da Fiona

e acabo perdido

na floresta contigo!

Não fiques ofendido comigo!

Eu só estou a tentar ajudar.

Eu sei! Eu sei.

- Desculpa-me, ok?

- Ei, não te preocupes com isso.

É que preciso mesmo de acertar

as coisas com este tipo.

Sim, claro. Vamos lá

criar laços com o Papá.

Bem, bem, bem, Burro.

Eu sei que foi um momento terno

há pouco, mas ronronar?

O quê? Eu não ronronei.

Sim. O que vem a seguir?

Um abraço?

Ei, Shrek. Os burros não ronronam.

O que pensas que sou, algum tipo de...

Enfrentem-me, se se atrevem!

Olha! Um gatinho.

- Cuidado, Shrek! Ele está armado!

- É um gato, Burro.

Vem cá, gatinho.

Vem, gatinho. Anda.

Oh, vem cá, gatinho.

- Aguenta Shrek! Vou a caminho!

- Rápido! Tira-o! Tira-o!

Oh, Deus, Oh...

Não!

- Cuidado, Shrek! Fica quieto!

- Tira-o!

Shrek! Não te mexas!

- Falhei?

- Não. Acertaste neles.

Agora, ogre, implora por

misericórdia ao...

Gato... das Botas!

Eu mato aquele gato!

- Bola de pelo.

- Oh! Isso é nojento!

O que devemos fazer com ele?

Eu digo para pegarmos na espada

e capamo-lo já aqui!

Não! Por favor!

Por favor!

Eu imploro-lhe!

Não foi nada de pessoal, Señor.

Eu estava a fazê-lo apenas

pela minha família.

A minha mãe está doente.

E o meu pai vive do lixo!

O Rei ofereceu-me muito ouro e eu

tenho uma ninhada de irmãos...

Pára, pára, pára!

O pai da Fiona pagou-te

para fazeres isto?

O Rei rico? Sí.

Bem, lá se vai

a Real bênção do Papá.

Não te sintas mal. Quase toda a gente

que te conhece te quer matar.

Ena pá, obrigado.

Talvez a Fiona estivesse melhor se eu fosse

uma espécie de príncipe encantado.

Isso foi o que o Rei disse.

Oh, uh... desculpem. Pensei que

essa questão fosse dirigida a mim.

Shrek, a Fiona sabe que farias

qualquer coisa por ela.

Bem, não é que eu

não mudasse, se eu pudesse.

Eu só... Eu só queria poder

fazê-la feliz.

Espera lá...

"Felicidade."

"A uma lágrima de distância."

Burro! Pensa na coisa mais triste

que já te aconteceu!

Eh, pá, por onde eu começo?

Primeiro foi aquela vez em que o velho agricultor

tentou trocar-me por uns feijões mágicos.

Depois aquele idiota dá uma festa e diz

aos convidados que me espetem um rabo.

Depois, ficaram bêbados e começaram

a bater-me com um pau e a gritar "Piñata!"

O que é uma "piñata",

afinal de contas?

Não, Burro! Eu preciso que chores!

Não te projectes em mim.

Eu sei que te estás a sentir mal,

mas tens de...

Seu pequeno, peludo,

saco comedor de lixo...

O quê? Está ligado? Está ligado?

Eu sou a Fada Madrinha.

Eu estou longe da minha secretária

ou ocupada com um cliente.

Mas se vier ao escritório, teremos

todo o gosto em lhe marcar uma consulta.

Tenha um "Felizes para sempre".

Oh...

Estás afim duma pequena demanda, Burro?

Assim é que é! Shrek e Burro

noutra aventura mirabolante.

Ninguém nos pára agora! Uooo!

Estamos a caminho!

- Pára, Ogre! Eu julguei-te mal.

- Entra para o clube. Temos casacos.

Pela minha honra, sou obrigado a

acompanhar-te até ter salvo a tua vida

já que tu poupaste a minha.

A posição de animal falante

irritante já foi ocupada.

Vamos, Shrek. Shrek?

- Shrek!

- Ah, vá lá, Burro. Olha para ele...

... nas suas botinhas pequeninas.

Sabes quantos gatos conseguem usar botas?

Honestamente.

- Vamos ficar com ele!

- Repete?

Escuta. Ele está a ronronar!

- Ah, agora ele é querido.

- Calma, Burro. Acalma-te.

Acalmar-me? Eu devia acalmar-me?

Olha quem está a mandar quem acalmar-se!

Shrek!

Shrek?

Eles são ambos alegres, não são?

O que achas, Harold?

Hum... Sim, sim.

Certo. Certo.

Tenta ao menos fingir que estás interessado

no baile de casamento da tua filha.

Honestamente, Lillian,

eu acho que não importa.

Como é que sabemos

que irá haver um baile?

Mãe. Pai.

- Oh, olá, querida.

- O que foi, Cedric? Certo! Já vou.

Mãe, viste o Shrek?

Não vi.

Devias perguntar ao teu pai.

E usa palavras curtas, querida.

Ele está um bocadinho lento esta manhã.

- Posso ajuda-lo, Sua Majestade?

- Ah, sim!

Hum! Requintado.

Como se chama este prato?

Esse seria o pequeno-almoço do cão,

Sua Majestade.

Ah, sim. Muito bem.

Continua, Cedric.

- Pai? Pai, viste o Shrek?

- Não, querida.

Tenho a certeza que ele foi só à procura de

um belo... buraco de lama para se acalmar.

Sabes, depois da vossa discussão

de ontem à noite.

Oh. Tu ouviste isso, hum?

O reino inteiro ouviu-vos.

Quer dizer, afinal de contas, é

da natureza dele, ser...

... bem, um pouco rude.

Ele? Bem, tu não lhe estendeste propriamente

o tapete de boas vindas.

Bem, o que é que esperavas?

Vê bem o que ele te fez.

O Shrek ama-me pelo o que sou.

Eu achava que ficarias feliz por mim.

Querida, eu só estou a pensar

no que é melhor para ti.

Talvez devesses fazer o mesmo.

Não? A sério?

Oh, não. É a velha fábrica do Keebler.

Vamos recuar devagarinho.

Aquela é a casa da Fada Madrinha.

Ela é a maior fabricante

de bruxarias e poções de todo o reino.

E porque não entramos

por um bocadinho? Ha-ha! Bocadinho!

Ele faz-me rir.

Olá. Estou aqui para ver a...

A Fada Madrinha.

Desculpe mas ela não está.

Jerome.

Café e um Monte Cristo. Agora!

Sim, Fada Madrinha.

É para já.

Olhe, ela hoje não está a atender

nenhum cliente, ok?

Não faz mal amigo.

Nós somos do sindicato.

Sindicato?

Nós representamos os trabalhadores de todas

as indústrias mágicas, ambas as más e boas.

Oh! Oh, certo.

Você sente-se de alguma maneira

explorado ou oprimido?

Uh... um pouco.

Nós nem temos dentista.

Eles nem têm dentista.

Está bem, nós vamos só dar uma olhadela.

Oh. A propósito.

Penso que era melhor se a Fada Madrinha

não soubesse que nos estivemos aqui.

- Percebes o que estou a dizer? Hum?

- Pára!

- Claro. Entrem.

Uma gota de desejo.

Malandro!

Um pouco de paixão.

E um nadinha de...

... luxúria!

Com licença.

Desculpe entrar desta maneira...

Que diabos faz você aqui?

Bom, parece que a Fiona não

está propriamente feliz.

E existe alguma dúvida do porquê?

Bem, vamos explorar isso, sim?

Ah. P, P, P...

Princesa. Cinderela.

Aqui está.

"Viveram felizes para sempre". Oh...

Não há ogres.

Vejamos. Branca de Neve.

Um belo príncipe, nenhum ogre.

A Bela Adormecida. Nada de ogres.

Joãozinho e Maria? Não!

Polegarzinha? Não.

O Pássaro Dourado, A Pequena Sereia,

Um Sonho de Mulher...

Não, não, não, não, não!

Está a ver, os ogres

não vivem felizes para sempre.

Certo. Olhe, Senhora!

Não me apontes...

essas salsichas sujas e verdes.

O seu Monte Cristo e café.

Oh! Desculpem.

Ah... não faz mal.

Estávamos mesmo de saída.

Sinto muito por ter desperdiçado

o seu tempo, Sr. Madrinha

Apenas... vão.

Andem lá, rapazes.

Graças a Deus é Sexta,

eh, amigo?

A trabalhar muito

ou a não trabalhar, não é?

"Sala Das Poções"

Tirar as tuas botas e as tuas

bochechas de gato da minha cara.

Meu, isto fede!

Tu não cheiras exactamente

a um cesto de rosas.

- Bem, um destes tem de ajudar.

- Eu já estava aqui a preparar um plano!

As nossas cabeças já estão

a funcionar como uma.

Pára, pára. Se nos precisarmos um perito

em lamber-nos, nós ligamos-te.

Shrek, isto é uma má ideia.

Olha. Torna-te útil e continua a vigiar.

Bichano, achas que consegues

chegar aquelas no topo?

Sem problema, patrão.

Numa das minhas nove vidas,

eu fui o grande gato ladrão

de Santiago de Compostela.

Shrek, estás maluco?

Burro, continua a olhar.

Continuo a olhar?

Sim, vou continuar a olhar.

Vou é ver aquela bruxa vir aqui e enfiar-te

um mundo de dor pelo traseiro acima.

Eu também me vou rir.

Vou estar a rir-me para mim próprio.

- O que é que vês?

- Amaciador para pele de sapo.

Tenho a certeza que um BM é a solução perfeita

para problemas matrimoniais.

- Elfa Seltzer?

- Na-na.

- Hex Lax?

- Não! Tenta "jeitoso".

Desculpa. Não há jeitoso.

Ei! E que tal "Felizes para sempre"?

Bem, o que é que faz?

Diz "Beleza divinal".

Em algumas culturas, os burros são considerados

como as mais sábias das criaturas

Especialmente os que falam,

como eu.

Burro!

Isso vai ter de servir.

Temos companhia.

Podemos andar com isto?

Despacha-te!

Bem apanhado, Burro!

Finalmente!

Um bom uso para a tua boca.

Vamos!

Tu desprezas as minhas

emoções naturais

Fazes-me sentir como terra

e eu estou magoado

E se eu começar um tumulto

Eu corro o risco de te perder

e isso é o pior

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se por

Apaixonar-se alguma vez por quem

não se deveria ter apaixonado

Não me interessa de quem é a culpa.

Tratem só de limpar isto tudo!

E alguém me traga qualquer coisa bem frita

e coberta com chocolate!

- Mãe!

- Charmoso, meu querido.

Não é uma boa altura,

A mãezinha está a trabalhar.

O que é que aconteceu aqui?

- O ogre, foi o que foi!

- O quê? Onde é que ele está, mãe?

Eu arrancarei a sua cabeça

dos seus ombros!

Eu irei destruí-lo onde estiver!

Ele irá arrepender-se do dia

em que ele me roubou o reino!

Oh, guarda isso, Júnior!

Tu ainda vais ser um rei.

Só temos de pensar em

alguma coisa mais inteligente.

Desculpe. Hum...

Está tudo verificado, Fada Madrinha,

à excepção de uma poção.

O quê?

Oh...

Acredito que podemos tornar isto

numa vantagem para nós.

"Poção Felizes para Sempre.

Força máxima.

Para si e para

o seu verdadeiro amor.

Se um de vocês beber isto,

ambos ficarão bem.

Felicidade, conforto e beleza divinal."

- Ficarão ambos bem?

- Quer dizer que também vai afectar a Fiona.

Ei, meu, isto não me cheira bem. Os meus

sentidos de burro estão todos a tinir.

Larga essa jarra de voodoo

e vamos embora daqui.

Diz "Beleza Divina".

Quão mau é que pode ser?

Vês, tu és alérgico a essa coisa.

Vais ter uma reacção.

E se pensas que vou espalhar Vapor Rub

no teu peito, pensa melhor!

Patrão, só para o caso de haver

algo de errado com a poção...

deixe-me dar o primeiro gole.

Seria uma honra arriscar

a minha vida por si.

Oh, não, não. Não me parece.

Se vai haver algum *** animal,

que seja em mim.

Esse é o papel do melhor amigo.

Vá, dá-me a garrafa.

Como é que te sentes?

Não me sinto diferente.

Pareço estar diferente?

Ainda me pareces um asno.

Talvez não funcione com burros.

- Bem, à nossa, Fiona.

- Shrek?

- Se bebes isso, não há retorno.

- Eu sei.

- Nada de rebolar na lama?

- Eu sei.

- Nada de comichões no rabo?

- Eu sei!

- Mas tu adoras ser um ogre!

- Eu sei!

Mas eu amo mais a Fiona.

Shrek, não! Espera!

Tem de ser... Acho que apanhaste

a poção "Peidoso para sempre".

Se calhar não presta.

Ou talvez a Fiona e eu nunca

estivemos destinados a ficar juntos.

Uh-oh. Que é que te disse?

Sinto qualquer coisa a aproximar-se.

Não quero morrer.

Não quero morrer. Não quero morrer!

Oh, minha nossa senhora.

Estou a derreter-me!

Estou a derreter-me!

É só a chuva, Burro.

Oh.

Não te preocupes. As coisas parecem más

porque está escuro e de chuva

e o pai da Fiona contratou um assassino

sujo para te limpar o sebo.

Vai estar melhor amanhã de manhã.

Vais ver...

O sol irá aparecer...

Amanhã

Aposta o teu traseiro...

Apostar o meu traseiro?

Vou já, Elizabeth!

Burro?

Estás bem?

- Ei, chefe. Vamos rapá-lo.

- B-Burro?

Aí estás tu!

Sentimos a tua falta ao jantar.

O que foi, querida?

Pai...

Estive a pensar naquilo

que me disseste.

E vou acertar as coisas.

Ah! Excelente!

Essa é a minha menina.

Foi um erro trazer o Shrek para cá.

Vou sair e procurá-lo.

E depois voltaremos ao pântano

onde pertencemos.

Fiona, por favor!

Não sejas precipitada, querida.

Não podes ir a lado nenhum agora.

Fiona!

Ouve, eu disse que ele estava aqui.

Olha para ele! Silêncio. Olha para mim.

Bom dia, dorminhoco.

Bom dia!

Nós adoramos o teu gatinho!

- Oh... A minha cabeça...

- Toma, eu trouxe um balde com água.

Obrigado.

Uhh!

Aahh!

Oh...

Um nariz giro e arredondado?

Cabelos fartos e ondulados?

Nádegas firmes e redondas?

Estou... Estou...

- Magnífico!

- Eu que o diga.

Sou a Jill. Qual é o teu nome?

- Um... Shrek.

- Shrek? Uau. És da Europa?

- Estás tenso.

- Quero massajar-lhe os ombros.

- Estou a tratar disso.

- Não tenho nada para esfregar.

Põe-te na fila.

- Viram o meu burro?

- A quem estás a chamar burro?

- Burro? Tu és um...

- Um garanhão!

Posso relinchar.

Posso contar.

Olha para mim, Shrek!

Estou a trotar!

Essa é uma poção de qualidade.

O que há nessa coisa?

"Oh, não tome a poção

Sr. Patrão, é muito má."

Bah!

"Aviso: Efeitos secundários incluem

queimaduras, comichões, suores, choradeiras.

"Desaconselhado a doentes cardíacos ou

aqueles... com distúrbios nervosos."

Estou a trotar, estou a trotar

no mesmo sitio! Sim!

O que foi?

Senhor? "Para tornar os efeitos

desta poção permanentes,

quem a bebeu deve obter um beijo

do seu amado, até a meia-noite."

Meia-noite?

Porquê sempre à meia-noite?

- Escolhe-me! Eu serei o teu verdadeiro amor!

- Eu serei o teu verdadeiro amor.

Eu serei verdadeira... o suficiente.

Olhem, meninas,

eu já tenho um verdadeiro amor.

Oh...

E escute o que eu digo, Patrão.

Vai ter uma Princesa muito satisfeita.

Vamos admitir.

És um bocadinho mais agradável aos olhos.

Por dentro tu és o mesmo

mesquinho, salgado...

- Calma.

- ...caprichoso, ofensivo,

furioso ogre que sempre foste.

E tu continuas o mesmo burro irritante.

Sim.

Bem...

Cuidado, Princesa.

Aqui vai o novo eu.

As primeiras coisas primeiro.

Precisamos de te tirar dessas roupas.

- Pronto?

- Pronto!

Condutor, pare!

Oh, Deus! Ajudem-me, por favor!

Os meus dias de corridas estão acabados!

Estou cego! Diga a verdade.

Irei alguma vez voltar a tocar violino?

Pobre criatura!

Há alguma coisa que

possa fazer por ti?

Bem, acho que existe uma coisa.

Tira a peruca poeirenta

e tira as tuas ceroulas.

- Nada mau.

- Nada mau mesmo.

Pai?

Está tudo bem, Pai?

Obrigado, senhores!

Um dia, irei recompensar-vos.

A menos que, claro,

não vos encontre ou me esqueça.

Oh, sim

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

Mu-Mu-Mu-Mu-Mudanças

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Só tenho de ser

um homem diferente

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Alto!

Diz à Princesa Fiona que o marido,

Sir Shrek, está aqui para vê-la.

Ainda não sei do que

andava à procura

E o meu tempo passava rapidamente,

um milhão de ruas sem saída

Todas as vezes que pensei

que tinha conseguido

Parecia-me que o gosto

não era tão doce

Mu-Mu-Mu-Mudanças

- Vira-te e enfrenta o estranho

- Fiona!

- Shrek?

- Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Fiona?

Olá, bonitão.

Shrek!

- Princesa!

- Burro?

Uau! Aquela poção também

funcionou contigo?

Que poção?

O Shrek e eu tomámos

uma poção mágica. E bem...

Agora, somos sexy!

Shrek?

Por ti querida... Eu podia ser.

- Isso. Querias.

- Burro, onde está o Shrek?

Ele entrou à tua procura.

Shrek?

Fiona! Fiona!

Queres dançar, lindão?

Já te vais tão cedo?

Não queres ver a tua mulher?

Fiona?

Shrek?

Sim, Fiona. Sou eu.

Que aconteceu à tua voz?

A poção mudou

muitas coisas, Fiona.

Mas não o que eu sinto por ti.

Fiona?

- Encantador?

- Achas?

Pai. Esperava muito

que aprovasse.

- Hum... quem és tu?

- Mãe, sou eu, Shrek.

Sei que nunca terá uma segunda oportunidade

para uma primeira impressão,

mas, bem, o que achas?

Fiona! Fiona!

Fiona!

- Fiona!

- Fiona, Fiona! Ho-ho-ho!

Oh, gaita! Acho que eles não nos

conseguem ouvir, pombinho.

Não acha que já arruinou

a vida dela o suficiente?

Só quero que ela seja feliz.

E agora ela pode ser.

Oh, querido.

Ela finalmente encontrou

o Príncipe dos seus sonhos.

Mas olhe para mim.

Veja só o que fiz por ela.

Está na hora de parares de viver

num conto de fadas, Shrek.

Ela é uma princesa,

e tu és um ogre.

É uma coisa que nenhuma

quantidade de poção vai mudar.

Mas...

Eu amo-a.

Se a amas verdadeiramente...

... vais deixá-la partir.

Shrek?

Senhor.

O que se passa?

Onde é que vais?

Tu não tens nada a ver com isto,

pois não, Harold?

As pessoas não prestam mesmo

Eu acho que isso

já está bem percebido

Aqui têm, rapazes.

Deixe só a garrafa, Doris.

Ei. Porquê essas caras tristes?

Tudo foi apenas um estúpido erro.

Nunca devia tê-la salvo

daquela torre em primeiro lugar.

Eu odeio Segundas.

Não acredito que vais virar as costas

à melhor coisa que te aconteceu.

Que hipótese tenho eu?

Ela ama aquele bonito rapaz,

o Príncipe Encantado.

Vá lá. Ele é assim tão lindo?

Estás a gozar?

Ele é lindo!

Ele tem um rosto que parece

que foi esculpido por anjos.

- Oh. Ele parece um sonho.

- Sabem...

estranhamente, isto não está

a fazer sentir-me melhor.

Olhem, rapazes.

É melhor assim.

A mãe e o pai aprovam,

e a Fiona fica com o homem

com quem sempre sonhou.

Todos ficam a ganhar.

Excepto tu.

Eu não entendo, Shrek.

Tu amas a Fiona.

Certo.

E é por isso

que tenho de a largar.

Desculpe, ela está aí?

Ela está, uh... lá atrás.

Oh, olá outra vez.

Fada Madrinha, Encantado.

É melhor teres uma boa razão para

nos arrastar para este lugar, Harold.

Bem, receio que a Fiona não esteja realmente...

de amores pelo Príncipe Encantado.

- P.S.I., a culpa não é minha.

- Não, claro que não, querido.

Quero dizer, como posso ser encantador

quando tenho que fingir

ser aquele horroroso ogre?

Não, não. Ninguém tem culpa.

Talvez seja melhor apenas

cancelarmos tudo, não?

- O quê?

- Não se pode forçar ninguém a apaixonar-se!

Permita-me discordar.

Eu faço isso o tempo todo!

Faça a Fiona beber isto e ela vai apaixonar-se

pelo primeiro homem que ela beijar,

que será o Encantado.

- Hum... não.

- O que é que disseste?

Não posso. Não o farei.

Isso é que vai.

Se se lembrar, fui eu que vos ajudei

com o vosso "felizes para sempre".

E posso retirá-lo assim

tão facilmente.

É isso que quer? É?

- Não

- Lindo menino.

Agora, temos que ir embora.

Tenho que fazer o penteado

do "Encantado" antes do baile.

Não tem remédio.

Está todo levantado à frente.

Ele não consegue pentear para trás.

Temos que arranjar alguém que o faça.

Obrigado, Mãe.

Mãe?

Hum... Mary!

Um cavalo que fala!

O ogre!

Parem-nos! Ladrões! Bandidos!

Parem-nos!

Os abdominais estão fabulosos

e o musculo glúteo no máximo

hoje à noite aqui no Baile Real

de Muito, Muito Longe!

As carruagens estão alinhadas

saindo delas o melhor da sociedade

como a coalhada e o soro

da senhora Muffet.

Todo os que são importantes

apareceram

para honrar a princesa Fiona

e o príncipe Shrek.

E, oh, mas que bem,

os vestidos estão maravilhosos!

Vejam! o Joãozinho e a Maria!

Para que raio são as migalhas?

E logo atrás deles,

Tom Polegar e Polegarzinha.

Oh, não são adoráveis!

Aí vem a Bela Adormecida!

Velhota cansada.

Quem é este? Quem é este?

Quem é este?

Oh. É a número um, é a única...

É a Fada Madrinha!

Olá, Muito, Muito Longe!

Posso ter um "whoop whoop"?

Que todos os vossos finais

sejam felizes e...

Bem, vocês sabem o resto!

Voltamos já com o Baile Real

de Muito, Muito Longe

Depois destes anúncios.

Detesto estes espectáculos de Bailes.

Aborrecem-me de morte.

Muda para a Roda da Tortura

Não mudo nada, senhor,

até ter visto o Shrek e a Fiona.

Chatos é o que vocês são!

Ei, ratos, passem-me

uma asa de búfalo!

Não, à tua esquerda. À tua esquerda!

- Esta noite em "Cavaleiros"...

- Este sim é um bom programa!

Temos um Bronco branco em direcção a Este

dentro da floresta. Pedimos reforços.

É hora dos Homens de Aço mostrarem

a estes mamíferos loucos

que as suas atitudes inconscientes

não ficam impunes.

Porque me agarram?

Violência policial!

Tenho que falar com a Princesa Fiona!

- Nós avisámos-te!

- Au! Au!

Será que escapam?

Alguém deixou fugir o gato do saco?

Seus cães porcos capitalistas!

Tirem-no de cima de mim!

- Gatária! (erva que provoca euforia nos gatos)

- Isso não é meu.

Encontrem a princesa Fiona!

Sou um burro!

Diz-lhe Shrek...

Sou o marido dela, Shrek!

Rápido! Para trás!

Sou o marido dela, Shrek! Au!

Querida?

Ah. Bem me parecia

que te encontraria aqui.

Que tal uma chávena quente

de chá antes do baile?

Eu não vou.

O Reino todo apareceu

para celebrar o teu casamento.

Só há um problema.

Aquele não é o meu marido.

Quero dizer, repare nele.

Sim, é um pouco diferente,

mas as pessoas mudam

para quem os ama.

Ficavas surpreendida o quanto

mudei pela tua mãe.

Mudar?

Perdeu completamente a cabeça!

Porque não desces até ao baile

e dás-lhe outra oportunidade?

Talvez descubras que gostas

deste novo Shrek.

Mas apaixonei-me pelo antigo.

Dava tudo para tê-lo de volta.

Querida. Esse é meu.

Descafeinado.

Senão fico acordado a noite toda.

Obrigada.

Tenho que sair daqui!

Não nos podem prender assim!

Solte-me!

E os meus direitos Constitucionais?

É suposto dizerem que tenho

o direito de permanecer calado.

Ninguém disse que tinha o direito

de permanecer calado!

Tu tens o direito de ficares calado.

O que te falta é a capacidade.

Tenho que me aguentar antes que,

também eu, fique completamente maluco.

Shrek? Burro?

Demasiado tarde.

Gingy! Pinocchio!

Tirem-nos daqui!

Oh...

Rebentamento!

Atenção aí em baixo!

Rápido! Diz uma mentira!

- O que queres que diga?

- Qualquer coisa, mas rápido!

Diz uma loucura como "estou

a usar roupa interior feminina!"

Estou a usar roupa interior feminina.

- Estás?

- Claro que não!

Parece certamente que estás!

- Não estou nada

- De que tipo?

- É um fio dental!

- Auu! São cuecas curtas!

- Não são nada.

- São sim!

Aqui vamos. Aguenta-te.

Espera, espera, espera!

Au! Au! Ei, ei, ei!

Au!

- Desculpem?

- O que é? Bichano!

Desculpe lá, mas importa-se

de me soltar?

- Desculpe, patrão!

- Parem com as palhaçadas!

Temos de impedir aquele beijo!

Pensava que a ias largar.

Eu ia, mas não posso deixar

que eles façam isto à Fiona.

Boom! É isso o que eu gosto de ouvir.

Olha quem vem ai!

É impossível!

Nunca conseguiremos entrar.

O castelo está guardado.

Há um fosso e tudo!

Malta, parece que estamos no riacho de

chocolate sem um pau de um gelado.

- O que é?

- Ainda conheces o pasteleiro?

Bem, claro!

Ele está em Drury Lane. Porquê?

Porque vamos precisar de farinha.

Montes e montes de farinha.

Gingy!

Liga os fogões, Pasteleiro! Temos uma

grande encomenda para entregar!

Está vivo!

Corre, corre, corre,

o mais rápido que puderes!

Anda, rico, anda!

Ali está, Mongo!

Para o castelo!

Não, seu grande bolo idiota!

Vamos lá!

Mongo! Aqui em baixo!

Olha para o pónei!

Exacto! Segue o lindo pónei!

O lindo pónei quer brincar

no castelo!

Bonito pónei.

Senhoras e senhores

Apresento-lhes a Princesa Fiona

e o seu novo marido, o Príncipe Shrek.

Shrek, o que estás a fazer?

Estou a fazer o meu papel, Fiona.

Isso é brilho nos teus lábios?

Mm. Sabor de cereja.

Queres provar?

- Ugh! Que é que se passa contigo?

- Mas, docinho...

Dó Menor, começa com Dó Menor.

Senhoras e senhores.

Queria dedicar esta música à...

Princesa Fiona e ao Príncipe Shrek.

Fiona, minha princesa.

Concedes-me uma dança?

Para onde foram todos os homens bons

E onde estão todos os deuses?

Dança! Dança!

Aonde está o esperto Hércules

Para combater a desvantagem

crescente?

Desde quando é que danças?

Fiona, minha querida,

se há uma coisa que sei,

é que o amor

está cheio de surpresas.

Pela noite dentro andei às voltas

E sonho com o que preciso

Dá-lhe!

Preciso de um herói

Muito bem, grandalhão!

Vamos dar cabo desta festa!

Homens às catapultas!

Apontar! Fogo!

- Agarrem-se!

- Ooh! Bonito!

O botão de goma não!

Projéctil!

Ha-ha! Está bem!

Algures depois da meia-noite,

Nas minhas mais loucas fantasias

Vai, Mongo! Vai!

Homens aos caldeirões!

Depois de ti, Mongo.

- É isso! Força!

- Cuidado!

Shrek!

Mais calor, menos espuma!

Lá em cima onde as montanhas

se encontram com os céus

Lá onde o relâmpago rasga o mar

Eu podia jurar que está lá alguém

Algures olhando por mim

Força!

Não...!

Vamos!

Cuidado!

Sê bom.

Ele precisa de mim!

Larga-me!

Burro!

Bichano!

Vai! Vai! A tua donzela

precisa de ti! Vai!

Hoje, pago a minha dívida.

Oooh...

Em guarda!

Ele tem que ser forte

E ele tem que ser rápido

E tem que ficar fresco

Depois da luta

Preciso de um herói

- Parem!

- Ei, tu! Afasta-te da minha mulher.

- Shrek?

Não podias voltar apenas para

o teu pântano e deixar-nos em paz.

- Agora!

- Porcos e cobertores!

Pinóquio! Apanha a varinha!

Vejo Londres! Vejo a França!

Uaaaa!

Sou um rapaz de verdade!

Ah! Ah! Aaahhh!

Apanha!

Burro!

Oh!

Sou um rapaz de verdade! Aah!

Oh!

- Ha!

- Ah.

Isso é meu!

Rezem por misericórdia, do bichano...

E do Burro!

Ela tomou a poção!

Beija-a agora!

Não!

- Fiona.

- Shrek.

Harold! Era suposto teres-lhe

dado a poção!

Bem, parece que lhe dei

o chá errado.

- Mãezinha!

- Mãezinha?

Eu disse-te.

Os Ogres não vivem felizes para sempre.

Uoo!

Ah!

Oh, Pai!

Ele está...?

Ele coaxou.

Harold?

Pai?

Esperava que nunca

me visses assim.

- E ele não facilitou contigo!

- Burro!

Não, tem razão.

Peço desculpa.

Aos dois.

Só quis o melhor para a Fiona.

Mas agora vejo...

que ela já o tem.

Shrek, Fiona...

Aceitam as desculpas

de um sapo velho...

e a minha bênção?

Harold?

Desculpa, Lillian.

Só queria poder ser

o homem que mereces.

És mais esse homem hoje

do que alguma vez o foste...

verrugas e tudo.

Patrão! A poção "Felizes para sempre"!

Meia-noite!

Fiona. É isto que queres?

Ser assim para sempre?

- O quê?

- Porque se me beijares agora...

podemos ficar assim.

Farias isso?

- Por mim?

- Sim.

Eu quero o que qualquer

princesa quer.

Viver feliz para sempre...

com o ogre com quem casei.

Aconteça o que acontecer,

não posso chorar!

Não consegues fazer-me chorar!

Uooo!

Não, não, não.

Oh, não.

Ei! Ainda me pareces um

garanhão nobre.

Bem, onde é que estávamos?

Já me lembro.

Ei! Não devíamos estar

a fazer uma "fiesta"?

Uno, dos, quatro, dá-lhe!

Bichano e Burro, todos...

Ela é supersticiosa.

Gatos pretos e bonecos de voodoo

- Canta, Bichano!

- Eu sinto uma premonição

Aquela rapariga vai ser o meu fim

Aqui vamos nós!

Ela está numa de novas sensações

Novos pontapés no candelabro

Ela tem um novo vício

Para todo o dia e noite

Ela vai fazer-te tirar as tuas roupas

E ires dançar à chuva

Far-te-á viver a sua vida louca

Mas vai-te tirar a dor

como uma bala no teu cérebro

De cabeça para baixo

para dentro e para fora

Vivendo "la vida louca"

Eh beleza!

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

- Vivendo "la vida louca"

- Ela vive "louca"!

Vivendo "la vida louca"

- Digam mais uma vez agora!

- Vivendo "la vida louca"

Burro, isso é espanhol!

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Sozinho

Não quero estar

sozinho, nunca mais...

Ei amigo, nós vamos até

ao Clube KIT-KAT.

Vamos, junta-te a nós.

Obrigado compadre.

Não... não estou com disposição.

Nós animamos-te!

Arranjamos-te um burro simpático!

Ei, querida!

É a minha miúda!

Isso! Vamos lá!

Querida, onde estiveste?

Também lamento.

Devia ter ficado. Mas o Shrek

tinha que fazer esta coisa.

O quê? Repete mais uma vez.

Do que estás a falar?

A sério?

Papá!

Vejam os nossos bebés mutantes!

Tenho que arranjar um trabalho

3 Comments Matheus Henrique top

4 days ago 0 Supremewizard9 VO MANDAR PROS MEU FRIENDS DO DISCORD

8 days ago 0 Supremewizard9 PUTAKIPARU O ROTERO DO SHEREKE 2 MANOOOO

8 days ago 0

Next Up O que vocês gostariam de novo aqui na comunidade ?

10  5

Next Up O que vocês gostariam de novo aqui na comunidade ?

10  5

8 days ago 0

Next Up O que vocês gostariam de novo aqui na comunidade ?

10  5

Next Up O que vocês gostariam de novo aqui na comunidade ?

10  5

Gênero: Animação - Comédia Duração: 93 min Origem: EUA Estréia - EUA: 18 de Maio de 2007 Estréia - Brasil: 15 de Junho de 2007 Estúdio: Dreamworks Pictures Direção: Raman Hui, Chris Miller Roteiro: Peter Seaman, Jeffrey Price Produção: Jeffrey Katzenberg, John H. Williams, David Lipman, Aron Warner .

Ser rei não é para qualquer um, principalmente se você for um ogro genioso que fede a fundo de pântano. Quando Shrek casou com Fiona, a última coisa que ele queria era governar o reino de Tão Tão Distante, mas quando, de uma hora para a outra, o seu sogro, Rei Harold, começa a coaxar, Shrek é levado rapidamente a substituí-lo. Agora, se o relutante rei interino não encontrar o rei perfeito para o cargo, ele estará “realmente” encrencado pelo resto de sua vida. E como se isso tudo não bastasse, a Princesa Fiona ainda tem mais uma pequenina surpresa a caminho... Sufocado com as tarefas de governar o reino e a iminente paternidade, Shrek decide encontrar o único herdeiro possível para o trono, Arthur, um primo de Fiona desaparecido há muito tempo. Enquanto o ogro vai em busca de Arthur, seu antigo inimigo, o Príncipe Encantado, sacode a bela cabeleira e volta ao reino de Tão Tão Distante com sua mente pequena preenchida de vingança. Mesmo tendo o Burro e o charmoso Gato de Botas ao seu lado, bem como a ajuda de Fiona e suas amigas princesas, Shrek e Arthur terão que se esforçar muito se quiserem ter um final feliz. O que começou como um conto infantil de William Steig transformou-se em uma das franquias mais adoradas e de maior sucesso da história do cinema. Ao transformar críticos e público em fãs no mundo todo, a franquia SHREK teve uma receita de US$ 1,4 bilhão de dólares nas bilheterias e vendeu mais de 90 milhões de DVDs; além disso, SHREK ganhou o primeiro Oscar® de Melhor Filme de Animação, em 2002. Em seguida, a experiência multissensorial e multimídia do Shrek 4D, apresentada no parque temático dos Universal Studios, em Orlando, ampliou o universo do personagem e fez a ponte entre a primeira aventura e o fenômeno SHREK 2 — que se destacou como uma das maiores bilheterias (nos primeiros cinco dias de exibição) de todos os tempos. Esse sucesso monstruoso tornou-se a terceira maior renda de todos os tempos com um total em bilheterias no mundo inteiro de US$ 920 milhões de dólares, e 40 milhões de DVDs vendidos.






. .










•Walkers Br• Join Featured Latest Wiki Polls Quizzes Shared Folder SHREK 2 ROTEIRO COMPLETO PT-BR

gustavo

March 24

7 3 SHREK 2 COMPLETO LEGENDADO PT-BR

Era uma vez, num reino

muito, muito longe,

o rei e a rainha foram

abençoados com uma linda bebé.

E por todo o reino,

todos estavam felizes...

Até que o sol se pôs

e eles viram que a sua filha tinha

sido amaldiçoada com um terrível feitiço

que se manifestava todas as noites.

Desesperados, eles procuraram a

ajuda de uma fada madrinha

que lhes disse para trancarem

a jovem princesa numa torre,

para aí esperar o beijo...

do belo Príncipe Encantado.

Seria ele que se aventuraria

na perigosa viagem

através de frios extremos

e desertos escaldantes

viajando durante muitos dias

e muitas noites,

arriscando a vida e membro

para chegar à fortaleza do Dragão.

Porque ele era o mais corajoso,

e o mais belo...

em todo o reino.

E estava destinado que o seu beijo

iria quebrar a terrível maldição.

Sozinho ele subiria ao mais alto quarto

da mais alta torre

para entrar nos aposentos da princesa,

dirigindo-se até à sua silhueta adormecida,

afastar as cortinas de diáfano

para encontrá-la...

O que é?

- Princesa... Fiona?

- Não!

Oh, graças a Deus.

Onde é que ela está?

- Está em Lua-de-mel.

- Lua-de-mel? Com quem?

Então ela disse,

qual é o problema, querido?

Qual é que é o problema?

Eu não sei

Bem, talvez eu esteja apaixonado

Penso sobre isso,

todo o tempo eu penso nisso

Não consigo parar de pensar nisso

Quanto mais tempo

irei levar para curar isto?

Só para curá-lo,

pois não posso ignorá-lo

E se é amor, amor

Dá-me vontade de me voltar

e enfrentar-me

Mas eu não sei nada

sobre o amor

Oh, vá lá, vá lá

Vira um pouco mais rápido

Vá lá, vá lá

O mundo irá seguir depois

Vá lá, vá lá

Todos perseguem o amor

Por isso eu disse

Eu sou uma bola de neve a rolar

Entrando nesta Primavera

que traz todo este amor

Derretendo sob céus azuis

acorrentada à luz do sol

Amor cintilante

Bem, querida, eu rendo-me

Ao gelado de morango

O nunca acabar de todo este amor

Bem, não era a minha intenção

Mas não há como fugir ao teu amor

Estes relâmpagos significam

que nunca estamos sozinhos

Nunca sós, não, não

Vá lá, vá lá

Salta um pouco mais alto

Vá lá, vá lá

Se te sentires um pouco mais leve

Vá lá, vá lá

Estivemos outrora apaixonados

Estivemos acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente

Estou apaixonado, estou apaixonado,

estou apaixonado, estou apaixonado

Estou apaixonado, estou apaixonado

Acidentalmente apaixonado

Estou apaixonado

É tão bom estar em casa!

Só tu e eu e...

- Dois pode ser tão mau como um...

- Burro?

Shrek! Fiona! Bons olhos os vejam!

Dá cá um abraço, Shrek,

sua velha máquina do amor.

E olha para ti, Senhora Shrek.

Que tal um torrão de açúcar para o corcel?

Burro, o que estás aqui a fazer?

Estava só a tomar conta

do teu ninho do amor por ti.

Oh, queres dizer tipo... separar

o correio e regar as plantas?

- Sim, e alimentar os peixes também!

- Eu não tenho nenhuns peixes.

Agora tens. Eu chamo aquele Shrek

e ao outro Fiona.

Aquele Shrek é um malandro.

Anda cá seu...

Olha para as horas.

Acho que é melhor ires andando.

Não queres contar-me sobre a tua viagem?

E que tal um jogo de Parcheesi?

Mas Burro, não deverias

estar em casa com a Dragona?

Oh, sim, isso.

Eu não sei. Ela tem andado

rabugenta ultimamente.

Então pensei em mudar-me

para cá com vocês.

Burro, tu sabes que ficamos

sempre contentes por te ver.

Mas a Fiona e eu estamos casados agora.

Precisamos de algum tempinho,

tu sabes, para estarmos juntos.

Só um com o outro.

Sozinhos.

Não digas mais nada. Não têm

que se preocupar com nada.

Estarei sempre aqui para assegurar

que ninguém vos incomoda.

- Burro!

- Sim, companheiro?

Estás a incomodar-me.

Oh, Ok. Tudo bem, fixe. Acho eu...

Eu e o Pinocchio íamos a um torneio

de qualquer forma, por isso...

Talvez vos veja no Domingo para

um churrasco ou qualquer coisa.

Ele ficará bem. Agora,

onde é que nós estávamos?

Oh.

Acho que me lembro.

Burro!

Eu sei, eu sei! Sozinhos!

Estou a ir! Estou a ir.

Mas o que queres

que diga a estes tipos?

Já chega, Reggie.

"Querida Princesa Fiona.

"Está desta forma convocada

para o Reino de Muito, Muito Longe

"para um baile real

em celebração do seu casamento

"no qual o rei

"dará a sua bênção real...

a si e ao seu...

"hum... Príncipe Encantado."

"Com Amor, o Rei e a Rainha

de Muito, Muito Longe.

"Também conhecidos como

Mamã e Papá."

A Mamã e o Papá?

- Príncipe Encantado?

- Baile Real? Posso ir?

- Nós não vamos.

- O quê?

Que dizer, não achas

que eles ficariam um pouco...

... chocados em te verem assim?

Bem, eles podem ficar

um pouco surpreendidos.

Mas eles são os meus pais,

Shrek. Eles adoram-me.

E não te preocupes.

Eles também vão adorar-te.

Pois, sim.

De algum modo não acho que

serei bem-vindo no clube regional.

Pára com isso.

Eles não são assim.

Então como é que explicas o Sargento Pomposo

e a Banda das Calças Janotas?

Oh, vá lá! Dá-lhes pelo menos uma hipótese.

Para fazer o quê? Afiar as suas forquilhas?

Não! Eles só querem

dar-te a sua bênção.

Oh, fantástico.

Agora preciso da bênção deles?

Se queres fazer parte

desta família, sim!

Quem disse que queria

fazer parte desta família?

Tu disseste! Quando casaste comigo!

Bem, aí estão umas belas

letras miudinhas!

Então é isso?

Tu não vens?

Acredita. Isso é uma má ideia.

Não vamos! E ponto final!

Vamos lá!

Não queremos apanhar trânsito!

Não te preocupes!

Nós cuidamos de tudo.

Ei, esperem por mim.

Dá-lhe! Mexe-te! Em frente!

Em frente, mexe-te! Em frente!

Coirão! Mexe-te!

Em frente!

Mexe-te! Mexe-te!

Em frente! Coirão!

Monta-os! Mexe-te!

Em frente! Mexe-te! Coirão!

Arrasa-os! Acaba com eles!

Fá-los em chá! Paga-lhes um copo!

Conhece as mães deles!

Tira-lhes o leite todo!

Coirão!

- Já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Ainda não.

- Ok, já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Sim.

- A sério?

- Não!

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Ainda não!

- Já chegámos?

- Não!

Já chegámos?

Não tem piada. É muito imaturo.

É por isto que ninguém gosta de ogres.

Tu é que ficas a perder!

- Eu vou parar de falar.

- Finalmente!

Isto está a demorar imenso, Shrek.

Nem há filme de viagem nem nada.

O Reino de Muito, Muito Longe, Burro.

É para onde nós vamos.

Muito, muito...

... longe!

Ok, Ok, já percebi.

Estou só tão aborrecido.

Bem, encontra uma maneira

de te entreteres.

Durante cinco minutos...

Podias deixar de ser tu próprio...

... durante cinco minutos!

Já chegámos?

- Sim!

- Finalmente!

Uau!

Vai ser só desejos de champanhe e

sonhos de caviar a partir de agora.

Olá jeitosas!

Nós vimos busca-las mais logo!

Tenho que mudar para uma cidade

que seja certa para mim

Definitivamente,

já não estamos no pântano.

Pára!

Bem, falo disso, falo disso,

falo disso, falo disso

Ei, olhem todos!

Falo sobre, falo sobre mudar...

Olá senhoras! Bonito dia

para um cortejo, eh? Belo chapéu.

Piscinas!

Estrelas de cinema!

Anunciando o tão esperado retorno

da bela Princesa Fiona

e do seu novo marido.

Bem, é agora.

- É agora.

- É agora.

É agora.

Hum... Porque não vão andando?

Eu estaciono o carro.

Então...

... ainda achas que foi boa ideia?

É claro! Olha, a Mamã e o Papá

parecem felizes por nos verem.

- Quem raio são eles?

- Acho que é a nossa pequena.

Aquela não é pequena!

É mesmo um grande problema.

Ela não devia beijar o Príncipe

Encantado e quebrar o feitiço?

Bom, ele não é um Príncipe Encantado,

mas eles parecem...

Contente?

Nós viemos, já os vimos...

Agora vamos embora antes que

eles acendam as tochas.

- São os meus pais!

- Eles trancaram-te numa torre!

Ei! Isso foi para meu próprio...

Bem! É a nossa oportunidade. Voltamos

para dentro e fingimos que não estamos.

Harold, temos de ser...

Rápido! Enquanto não estão a olhar

nós podemos safar-nos daqui.

Shrek, já chega!

Vai ser tudo...

Um desastre!

De maneira nenhuma...

- Tu consegues.

- Mas realmente eu...

- Realmente...

- não... quero... estar...

Aqui!

Mamã... Papá...

Quero que conheçam o meu marido...

Shrek.

Bem, hum...

Agora percebo de onde

vem a beleza da Fiona.

Perdão.

Melhor para fora que para dentro,

é o que sempre digo, eh, Fiona?

Esta foi boa.

Parece que não...

Que é isso de "não está na lista"?

Não me digas que não sabes quem sou.

Como estão todos?

Obrigado por esperarem.

- Foi difícil encontrar este lugar.

- Não! Não! Burro mau. Mau. Fora!

Não, papá! Está tudo bem.

Ele está connosco.

- Ele ajudou a resgatar-me do dragão.

- Sou eu: O nobre corcel.

Empregado! Que tal uma

tigela para o corcel?

Oh, não!

- Shrek?

- Sim?

Oh, desculpa!

Sopa deliciosa, Sra. R.

Não, não. Querido.

Oh!

Então Fiona, conta-nos

como é o lugar onde moras.

Bem...

O Shrek possui as suas próprias terras.

- Não é querido?

- Oh, sim.

É numa floresta encantada

onde abundam esquilos

e pequenos patinhos giros e...

O quê?

De certeza que não estás

a falar do pântano.

Um ogre dum pântano.

Oh, que original!

Suponho que seja um bom lugar

para criarem as crianças.

É um pouco cedo

para pensar nisso, não é?

- De facto. Acabei de começar a comer.

- Harold!

- O que quer dizer com isso?

- Papá, é óptimo, ok?

- Para o seu tipo, sim!

- O meu tipo?

Tenho de ir à casa de banho.

- O jantar está servido.

- Deixem lá. Eu aguento.

Bon Appetit!

Oh, comida mexicana!

A minha favorita!

Não fiquemos sentados com

o estômago a roer. Ataquem.

Aqui vou eu, Lillian.

Suponho que os netos que

posso esperar de si seriam...

Ogres, sim!

Não que haja nada de mal nisso.

Certo, Harold?

Oh, não! Não! Claro que não!

Isto é, assumindo que vocês não

comam os vossos próprios filhos!

Pai!

Oh não, preferimos os que foram

trancados numa torre!

- Shrek, por favor!

- Só fiz isso porque a amo.

Oh sim, uma creche ou um castelo

guardado por um dragão!

Você nunca entenderia.

Não é o pai dela!

É tão bom ter a família

reunida para o jantar.

- Harold!

- Shrek!

- Fiona!

- Fiona!

- Mamã!

- Harold...

Burro!

As tuas lágrimas derramadas

chamaram por mim

Então, aqui vai o meu doce remédio

Eu sei o que todas

as princesas precisam

Para viverem a vida feliz...

Oh, meu Deus.

Oh, olha para ti.

Estás toda...

... crescida.

- Quem és tu?

- Oh, doçura!

Sou a tua Fada-Madrinha.

- Eu tenho uma Fada-Madrinha?

- Shh, shhh.

Não te preocupes.

Estou aqui para melhorar tudo.

Apenas com um...

Aceno da minha varinha mágica

Os teus problemas em breve desaparecerão

Com apenas um gesto e um brilho

arrasarás um príncipe com imenso dinheiro

Um vestido bem caro

feito somente por ratos

Uns sapatinhos de cristal

e sem mais stress

As tuas preocupações desaparecerão,

a tua alma será limpa

Confia nos teus amigos móveis

Ajudamos-te a lançar uma nova moda

- Ponho-te bela, ponho-te incrível!

- O tipo de rapariga que um príncipe gostaria!

Eles vão escrever o teu nome

na parede da casa de banho...

"Para felicidade eterna,

telefone à Fiona!"

Uma carruagem desportiva para o estilo,

Um motorista bem sexy, Kyle.

Elimino os teus defeitos, perda de dentes

as coxas de celulite desaparecerão

E oh, mas que raio!

Toma um cão frisado!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Batom, sombra, blush para

apanhares o príncipe com rabo sexy

Dia de sorte, "buffet" de borrachos.

Tu e o príncipe dão uma cambalhota no feno.

Podes dar uma volta na lua

com o príncipe ao som da música

Não sejas reles, estarás fabulosa

O teu príncipe terá uma barriga firme

Soufflé de queijo, Dia dos Namorados

Come galinha "fricassé"!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Parem!

Olhe...

Muito obrigado,

Fada Madrinha,

mas não preciso realmente

disto tudo.

- Muito bem. Como queiras.

- Também não gostávamos de ti.

Fiona? Fiona?

Oh! Arranjaste um cachorrinho?

No meu quarto só encontrei champô.

Ah, uh...

Fada Madrinha, móveis...

Quero que conheçam o meu marido, Shrek.

Teu marido? O quê? O que é que disseste?

Quando é que isso aconteceu?

O Shrek foi quem me salvou.

- Mas isso não pode estar certo.

- Óptimo, mais familiares!

Ela só está a tentar ajudar.

Boa! Ela pode-nos ajudar a fazer as malas.

Querida agarra o teu casaco. Vamos embora.

- O quê?

- Eu não quero partir.

Quando é que decidiste isto?

- Pouco depois de chegarmos.

- Olha, desculpa-me...

Não, está tudo bem.

Eu tenho de ir na mesma.

Mas lembra-te, querida.

Se alguma vez precisares de mim...

A felicidade...

está apenas a uma lágrima

de distância.

Obrigado, mas nós temos toda

a felicidade que precisamos.

Felizes, felizes, felizes...

Estou a ver.

Vamos embora, Kyle.

Muito giro, Shrek.

O que foi? Eu disse-te que

vir aqui era má ideia.

Podias pelo menos ter tentado

relacionares-te com o meu pai.

Eu não penso que iria ter

a bênção do Papá,

mesmo se eu a quisesse.

Não achas que seria gentil se alguém

me perguntasse o que quero?

Claro. Queres que faça

as malas por ti?

És inacreditável!

Estás a portar-te como...

- Vamos! Diz!

- Como um ogre!

Aqui tens uma notícia nova para ti!

Quer os teus pais gostem ou não...

Eu sou um ogre!

E adivinha princesa?

Isso não está para mudar.

Eu mudei por ti, Shrek.

Pensa sobre isso.

Essa foi mesmo suave, Shrek.

"Eu sou um Ogre!"

Eu sabia que isto ia acontecer.

Claro.

Foste tu que começaste.

Não posso acreditar nisso, Lillian.

Ele é que é ogre. Não eu.

Harold, acho que estás a levar

isto muito a peito.

Esta foi a escolha da Fiona.

Mas ela devia escolher o príncipe

que nós escolhemos para ela.

Quero dizer, esperas que eu dê

a minha bênção a esta... coisa?

A Fiona espera. E ela nunca te

perdoará se não o fizeres.

Harold, eu não quero perder

a minha filha outra vez.

Oh, tu ages como se o amor

fosse totalmente previsível.

Não te lembras de quando

nós éramos jovens?

Costumávamos passear

à beira do lago dos lírios e...

- ... eles estavam a florir.

- O nosso primeiro beijo.

Não é a mesma coisa!

Eu acho que tu ainda não percebeste que

a nossa filha casou com um monstro!

Oh, pára de ser um rei tão dramático.

Está bem! Finge que não há

nada de errado.

La, di, da, di, da!

Está tudo maravilhoso!

Gostava de saber

como é que podia ficar ainda pior.

Olá, Harold.

- O que é que aconteceu?

- Nada, querida!

É só a minha velha ferida

das cruzadas a fazer das suas!

Vou só esticá-la

aqui fora por um bocado.

É melhor entrares.

Precisamos de conversar.

Na verdade, Fada Madrinha,

ia agora deitar-me.

Já tomei os meus comprimidos e eles

põem-me um bocado sonolento.

Então, e se... tornássemos isto

numa visita rápida. O quê?

Ah, olá.

Então, novidades?

Lembras-te do meu filho,

o Príncipe Encantado?

Encantado, és tu? Meu deus!

Já lá vão anos.

Quando é que voltaste?

Ah, a cerca de cinco minutos atrás,

na verdade.

Depois de suportar furacões,

desertos ardentes...

subi ao quarto mais alto

na torre mais alta...

A mamã trata disto.

Ele suportou furacões,

desertos ardentes!

Ele subiu ao mais alto maldito quarto

da mais alta maldita torre...

E o que é que ele encontrou?

Um tipo de lobo travesti que lhe

contou que a sua princesa...

- Se eu puder...

- Já estava casada.

Não foi por culpa minha.

Ele não chegou lá a tempo.

Parem a carruagem!

Harold.

Estás a forçar-me a fazer

algo que não queria fazer.

Onde é que estamos?

Olá, bem vindos ao Frei Gorducho.

Posso anotar seu pedido?

A minha dieta está arruinada.

Espero que esteja feliz. Eh... ok.

Duas sandes Renascença,

sem maionese... anéis de chili...

- Eu quero o Menu Medieval.

- Sim, um Menu Medieval e, Harold...

- Fritos Enrolados?

- Não, Obrigado.

- Um Taco de *** fermentada, então?

- A sério que não quero nada.

O seu pedido Fada Madrinha.

E isto vem com o Menu Medieval.

Toma lá querido.

Fizemos um acordo, Harold. E presumo que

não quer que eu volte atrás na minha parte.

De facto, não.

Então, a Fiona e o Encantado

vão ficar juntos.

- Sim.

- Acredita em mim, Harold. É o que é melhor.

Não apenas para a tua filha...

... mas para o teu Reino.

O que é que é suposto

eu fazer acerca disso?

Usa a tua imaginação.

Oh...

Entre, Sua Majestade.

Eu gosto da minha cidade

Com uma pequena gota de veneno

Ninguém sabe...

Desculpe.

Eu conheço-o?

Não, deve estar a confundir-me

com outra pessoa.

Uh... desculpe.

Estou à procura da Meia-irmã Feia.

Ah! Aí está. Certo.

Sabe, eu precisava que

tratassem da saúde de alguém.

- Quem é o gajo?

- Bem, não é um gajo, digamos.

Ele é um ogre.

Ei, amigo, deixe-me dar-lhe

uma dica.

Existe apenas um tipo capaz de lidar com

um trabalho desses, e, sinceramente...

... ele não gosta de ser incomodado.

Onde o posso encontrar?

Olá?

Quem se atreve a entrar no meu quarto?

Desculpe! Espero não estar a interromper mas

disseram-me que é consigo que tenho de falar

sobre um problema com um ogre?

Disseram-lhe bem.

Mas para isso,

eu cobro bastante dinheiro.

Será... que isto chega?

Acabou de contratar os meus

valiosos serviços, Sua Majestade.

Diga-me apenas onde

eu posso encontrar esse ogre.

Todos me dizem,

Que me estou a ir abaixo

Todos me dizem,

tens que o largar

Tens que o largar

Preciso de dormir um pouco.

É tempo de descansar o cavalo

Estou demasiado envolvido.

E as rodas continuam a rolar

Todos me dizem,

tens que o largar

Querido Cavaleiro,

eu rezo para que aceite

esta lembrança como sinal

da minha gratidão.

Querido diário...

A Bela Adormecida vai dar

uma festa de pijama amanhã à noite,

mas o Pai diz que não posso ir.

Ele nunca me deixa sair depois do pôr-do-sol.

O Papá disse-me que vou para fora

por uns tempos.

Deve ser como alguma

escola de aperfeiçoamento.

A Mãe diz que quando

tiver idade suficiente,

o meu belo Príncipe Encantado

vai resgatar-me da minha torre

e trazer-me de volta

para a minha família.

E viveremos todos

felizes para sempre.

Senhora Fiona Encantado.

Senhora Fiona Encantado.

Desculpe. Espero não estar

a interromper nada.

Não, não. Eu estava só a ler...

hum... um livro aterrador.

Esperava que me desculpasses pelo meu

comportamento deplorável de há pouco.

- Ok...

- Eu não sei o que me deu.

Achas que podíamos fingir que não

se passou nada e começarmos de novo...

- Olhe, Sua Majestade, eu só...

- Por favor. Chama-me Pai.

Pai. Nós agimos ambos

como ogres.

Talvez só precisemos de algum tempo

para conhecermo-nos.

Excelente ideia! Na realidade esperava que te

juntasses a mim para uma caçada matinal.

Um tempinho pai-filho?

Eu sei que isso iria significar

imenso para a Fiona.

Digamos, 7:30

ao pé do velho carvalho?

Aceita-o, Burro!

Estamos perdidos.

Não podemos estar perdidos. Seguimos

as direcções do Rei minuciosamente.

O que disse ele? "Vão em direcção

à parte mais escura do bosque..."

"Passem pelas árvores sinistras

com galhos assustadores."

- O arbusto em forma de Shirley Bassey!

- Já o passámos 3 vezes!

Foste tu quem disse para

não perguntarmos pelo caminho.

Oh, esplêndido. A minha hipótese de

acertar as coisas com o pai da Fiona

e acabo perdido

na floresta contigo!

Não fiques ofendido comigo!

Eu só estou a tentar ajudar.

Eu sei! Eu sei.

- Desculpa-me, ok?

- Ei, não te preocupes com isso.

É que preciso mesmo de acertar

as coisas com este tipo.

Sim, claro. Vamos lá

criar laços com o Papá.

Bem, bem, bem, Burro.

Eu sei que foi um momento terno

há pouco, mas ronronar?

O quê? Eu não ronronei.

Sim. O que vem a seguir?

Um abraço?

Ei, Shrek. Os burros não ronronam.

O que pensas que sou, algum tipo de...

Enfrentem-me, se se atrevem!

Olha! Um gatinho.

- Cuidado, Shrek! Ele está armado!

- É um gato, Burro.

Vem cá, gatinho.

Vem, gatinho. Anda.

Oh, vem cá, gatinho.

- Aguenta Shrek! Vou a caminho!

- Rápido! Tira-o! Tira-o!

Oh, Deus, Oh...

Não!

- Cuidado, Shrek! Fica quieto!

- Tira-o!

Shrek! Não te mexas!

- Falhei?

- Não. Acertaste neles.

Agora, ogre, implora por

misericórdia ao...

Gato... das Botas!

Eu mato aquele gato!

- Bola de pelo.

- Oh! Isso é nojento!

O que devemos fazer com ele?

Eu digo para pegarmos na espada

e capamo-lo já aqui!

Não! Por favor!

Por favor!

Eu imploro-lhe!

Não foi nada de pessoal, Señor.

Eu estava a fazê-lo apenas

pela minha família.

A minha mãe está doente.

E o meu pai vive do lixo!

O Rei ofereceu-me muito ouro e eu

tenho uma ninhada de irmãos...

Pára, pára, pára!

O pai da Fiona pagou-te

para fazeres isto?

O Rei rico? Sí.

Bem, lá se vai

a Real bênção do Papá.

Não te sintas mal. Quase toda a gente

que te conhece te quer matar.

Ena pá, obrigado.

Talvez a Fiona estivesse melhor se eu fosse

uma espécie de príncipe encantado.

Isso foi o que o Rei disse.

Oh, uh... desculpem. Pensei que

essa questão fosse dirigida a mim.

Shrek, a Fiona sabe que farias

qualquer coisa por ela.

Bem, não é que eu

não mudasse, se eu pudesse.

Eu só... Eu só queria poder

fazê-la feliz.

Espera lá...

"Felicidade."

"A uma lágrima de distância."

Burro! Pensa na coisa mais triste

que já te aconteceu!

Eh, pá, por onde eu começo?

Primeiro foi aquela vez em que o velho agricultor

tentou trocar-me por uns feijões mágicos.

Depois aquele idiota dá uma festa e diz

aos convidados que me espetem um rabo.

Depois, ficaram bêbados e começaram

a bater-me com um pau e a gritar "Piñata!"

O que é uma "piñata",

afinal de contas?

Não, Burro! Eu preciso que chores!

Não te projectes em mim.

Eu sei que te estás a sentir mal,

mas tens de...

Seu pequeno, peludo,

saco comedor de lixo...

O quê? Está ligado? Está ligado?

Eu sou a Fada Madrinha.

Eu estou longe da minha secretária

ou ocupada com um cliente.

Mas se vier ao escritório, teremos

todo o gosto em lhe marcar uma consulta.

Tenha um "Felizes para sempre".

Oh...

Estás afim duma pequena demanda, Burro?

Assim é que é! Shrek e Burro

noutra aventura mirabolante.

Ninguém nos pára agora! Uooo!

Estamos a caminho!

- Pára, Ogre! Eu julguei-te mal.

- Entra para o clube. Temos casacos.

Pela minha honra, sou obrigado a

acompanhar-te até ter salvo a tua vida

já que tu poupaste a minha.

A posição de animal falante

irritante já foi ocupada.

Vamos, Shrek. Shrek?

- Shrek!

- Ah, vá lá, Burro. Olha para ele...

... nas suas botinhas pequeninas.

Sabes quantos gatos conseguem usar botas?

Honestamente.

- Vamos ficar com ele!

- Repete?

Escuta. Ele está a ronronar!

- Ah, agora ele é querido.

- Calma, Burro. Acalma-te.

Acalmar-me? Eu devia acalmar-me?

Olha quem está a mandar quem acalmar-se!

Shrek!

Shrek?

Eles são ambos alegres, não são?

O que achas, Harold?

Hum... Sim, sim.

Certo. Certo.

Tenta ao menos fingir que estás interessado

no baile de casamento da tua filha.

Honestamente, Lillian,

eu acho que não importa.

Como é que sabemos

que irá haver um baile?

Mãe. Pai.

- Oh, olá, querida.

- O que foi, Cedric? Certo! Já vou.

Mãe, viste o Shrek?

Não vi.

Devias perguntar ao teu pai.

E usa palavras curtas, querida.

Ele está um bocadinho lento esta manhã.

- Posso ajuda-lo, Sua Majestade?

- Ah, sim!

Hum! Requintado.

Como se chama este prato?

Esse seria o pequeno-almoço do cão,

Sua Majestade.

Ah, sim. Muito bem.

Continua, Cedric.

- Pai? Pai, viste o Shrek?

- Não, querida.

Tenho a certeza que ele foi só à procura de

um belo... buraco de lama para se acalmar.

Sabes, depois da vossa discussão

de ontem à noite.

Oh. Tu ouviste isso, hum?

O reino inteiro ouviu-vos.

Quer dizer, afinal de contas, é

da natureza dele, ser...

... bem, um pouco rude.

Ele? Bem, tu não lhe estendeste propriamente

o tapete de boas vindas.

Bem, o que é que esperavas?

Vê bem o que ele te fez.

O Shrek ama-me pelo o que sou.

Eu achava que ficarias feliz por mim.

Querida, eu só estou a pensar

no que é melhor para ti.

Talvez devesses fazer o mesmo.

Não? A sério?

Oh, não. É a velha fábrica do Keebler.

Vamos recuar devagarinho.

Aquela é a casa da Fada Madrinha.

Ela é a maior fabricante

de bruxarias e poções de todo o reino.

E porque não entramos

por um bocadinho? Ha-ha! Bocadinho!

Ele faz-me rir.

Olá. Estou aqui para ver a...

A Fada Madrinha.

Desculpe mas ela não está.

Jerome.

Café e um Monte Cristo. Agora!

Sim, Fada Madrinha.

É para já.

Olhe, ela hoje não está a atender

nenhum cliente, ok?

Não faz mal amigo.

Nós somos do sindicato.

Sindicato?

Nós representamos os trabalhadores de todas

as indústrias mágicas, ambas as más e boas.

Oh! Oh, certo.

Você sente-se de alguma maneira

explorado ou oprimido?

Uh... um pouco.

Nós nem temos dentista.

Eles nem têm dentista.

Está bem, nós vamos só dar uma olhadela.

Oh. A propósito.

Penso que era melhor se a Fada Madrinha

não soubesse que nos estivemos aqui.

- Percebes o que estou a dizer? Hum?

- Pára!

- Claro. Entrem.

Uma gota de desejo.

Malandro!

Um pouco de paixão.

E um nadinha de...

... luxúria!

Com licença.

Desculpe entrar desta maneira...

Que diabos faz você aqui?

Bom, parece que a Fiona não

está propriamente feliz.

E existe alguma dúvida do porquê?

Bem, vamos explorar isso, sim?

Ah. P, P, P...

Princesa. Cinderela.

Aqui está.

"Viveram felizes para sempre". Oh...

Não há ogres.

Vejamos. Branca de Neve.

Um belo príncipe, nenhum ogre.

A Bela Adormecida. Nada de ogres.

Joãozinho e Maria? Não!

Polegarzinha? Não.

O Pássaro Dourado, A Pequena Sereia,

Um Sonho de Mulher...

Não, não, não, não, não!

Está a ver, os ogres

não vivem felizes para sempre.

Certo. Olhe, Senhora!

Não me apontes...

essas salsichas sujas e verdes.

O seu Monte Cristo e café.

Oh! Desculpem.

Ah... não faz mal.

Estávamos mesmo de saída.

Sinto muito por ter desperdiçado

o seu tempo, Sr. Madrinha

Apenas... vão.

Andem lá, rapazes.

Graças a Deus é Sexta,

eh, amigo?

A trabalhar muito

ou a não trabalhar, não é?

"Sala Das Poções"

Tirar as tuas botas e as tuas

bochechas de gato da minha cara.

Meu, isto fede!

Tu não cheiras exactamente

a um cesto de rosas.

- Bem, um destes tem de ajudar.

- Eu já estava aqui a preparar um plano!

As nossas cabeças já estão

a funcionar como uma.

Pára, pára. Se nos precisarmos um perito

em lamber-nos, nós ligamos-te.

Shrek, isto é uma má ideia.

Olha. Torna-te útil e continua a vigiar.

Bichano, achas que consegues

chegar aquelas no topo?

Sem problema, patrão.

Numa das minhas nove vidas,

eu fui o grande gato ladrão

de Santiago de Compostela.

Shrek, estás maluco?

Burro, continua a olhar.

Continuo a olhar?

Sim, vou continuar a olhar.

Vou é ver aquela bruxa vir aqui e enfiar-te

um mundo de dor pelo traseiro acima.

Eu também me vou rir.

Vou estar a rir-me para mim próprio.

- O que é que vês?

- Amaciador para pele de sapo.

Tenho a certeza que um BM é a solução perfeita

para problemas matrimoniais.

- Elfa Seltzer?

- Na-na.

- Hex Lax?

- Não! Tenta "jeitoso".

Desculpa. Não há jeitoso.

Ei! E que tal "Felizes para sempre"?

Bem, o que é que faz?

Diz "Beleza divinal".

Em algumas culturas, os burros são considerados

como as mais sábias das criaturas

Especialmente os que falam,

como eu.

Burro!

Isso vai ter de servir.

Temos companhia.

Podemos andar com isto?

Despacha-te!

Bem apanhado, Burro!

Finalmente!

Um bom uso para a tua boca.

Vamos!

Tu desprezas as minhas

emoções naturais

Fazes-me sentir como terra

e eu estou magoado

E se eu começar um tumulto

Eu corro o risco de te perder

e isso é o pior

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se por

Apaixonar-se alguma vez por quem

não se deveria ter apaixonado

Não me interessa de quem é a culpa.

Tratem só de limpar isto tudo!

E alguém me traga qualquer coisa bem frita

e coberta com chocolate!

- Mãe!

- Charmoso, meu querido.

Não é uma boa altura,

A mãezinha está a trabalhar.

O que é que aconteceu aqui?

- O ogre, foi o que foi!

- O quê? Onde é que ele está, mãe?

Eu arrancarei a sua cabeça

dos seus ombros!

Eu irei destruí-lo onde estiver!

Ele irá arrepender-se do dia

em que ele me roubou o reino!

Oh, guarda isso, Júnior!

Tu ainda vais ser um rei.

Só temos de pensar em

alguma coisa mais inteligente.

Desculpe. Hum...

Está tudo verificado, Fada Madrinha,

à excepção de uma poção.

O quê?

Oh...

Acredito que podemos tornar isto

numa vantagem para nós.

"Poção Felizes para Sempre.

Força máxima.

Para si e para

o seu verdadeiro amor.

Se um de vocês beber isto,

ambos ficarão bem.

Felicidade, conforto e beleza divinal."

- Ficarão ambos bem?

- Quer dizer que também vai afectar a Fiona.

Ei, meu, isto não me cheira bem. Os meus

sentidos de burro estão todos a tinir.

Larga essa jarra de voodoo

e vamos embora daqui.

Diz "Beleza Divina".

Quão mau é que pode ser?

Vês, tu és alérgico a essa coisa.

Vais ter uma reacção.

E se pensas que vou espalhar Vapor Rub

no teu peito, pensa melhor!

Patrão, só para o caso de haver

algo de errado com a poção...

deixe-me dar o primeiro gole.

Seria uma honra arriscar

a minha vida por si.

Oh, não, não. Não me parece.

Se vai haver algum *** animal,

que seja em mim.

Esse é o papel do melhor amigo.

Vá, dá-me a garrafa.

Como é que te sentes?

Não me sinto diferente.

Pareço estar diferente?

Ainda me pareces um asno.

Talvez não funcione com burros.

- Bem, à nossa, Fiona.

- Shrek?

- Se bebes isso, não há retorno.

- Eu sei.

- Nada de rebolar na lama?

- Eu sei.

- Nada de comichões no rabo?

- Eu sei!

- Mas tu adoras ser um ogre!

- Eu sei!

Mas eu amo mais a Fiona.

Shrek, não! Espera!

Tem de ser... Acho que apanhaste

a poção "Peidoso para sempre".

Se calhar não presta.

Ou talvez a Fiona e eu nunca

estivemos destinados a ficar juntos.

Uh-oh. Que é que te disse?

Sinto qualquer coisa a aproximar-se.

Não quero morrer.

Não quero morrer. Não quero morrer!

Oh, minha nossa senhora.

Estou a derreter-me!

Estou a derreter-me!

É só a chuva, Burro.

Oh.

Não te preocupes. As coisas parecem más

porque está escuro e de chuva

e o pai da Fiona contratou um assassino

sujo para te limpar o sebo.

Vai estar melhor amanhã de manhã.

Vais ver...

O sol irá aparecer...

Amanhã

Aposta o teu traseiro...

Apostar o meu traseiro?

Vou já, Elizabeth!

Burro?

Estás bem?

- Ei, chefe. Vamos rapá-lo.

- B-Burro?

Aí estás tu!

Sentimos a tua falta ao jantar.

O que foi, querida?

Pai...

Estive a pensar naquilo

que me disseste.

E vou acertar as coisas.

Ah! Excelente!

Essa é a minha menina.

Foi um erro trazer o Shrek para cá.

Vou sair e procurá-lo.

E depois voltaremos ao pântano

onde pertencemos.

Fiona, por favor!

Não sejas precipitada, querida.

Não podes ir a lado nenhum agora.

Fiona!

Ouve, eu disse que ele estava aqui.

Olha para ele! Silêncio. Olha para mim.

Bom dia, dorminhoco.

Bom dia!

Nós adoramos o teu gatinho!

- Oh... A minha cabeça...

- Toma, eu trouxe um balde com água.

Obrigado.

Uhh!

Aahh!

Oh...

Um nariz giro e arredondado?

Cabelos fartos e ondulados?

Nádegas firmes e redondas?

Estou... Estou...

- Magnífico!

- Eu que o diga.

Sou a Jill. Qual é o teu nome?

- Um... Shrek.

- Shrek? Uau. És da Europa?

- Estás tenso.

- Quero massajar-lhe os ombros.

- Estou a tratar disso.

- Não tenho nada para esfregar.

Põe-te na fila.

- Viram o meu burro?

- A quem estás a chamar burro?

- Burro? Tu és um...

- Um garanhão!

Posso relinchar.

Posso contar.

Olha para mim, Shrek!

Estou a trotar!

Essa é uma poção de qualidade.

O que há nessa coisa?

"Oh, não tome a poção

Sr. Patrão, é muito má."

Bah!

"Aviso: Efeitos secundários incluem

queimaduras, comichões, suores, choradeiras.

"Desaconselhado a doentes cardíacos ou

aqueles... com distúrbios nervosos."

Estou a trotar, estou a trotar

no mesmo sitio! Sim!

O que foi?

Senhor? "Para tornar os efeitos

desta poção permanentes,

quem a bebeu deve obter um beijo

do seu amado, até a meia-noite."

Meia-noite?

Porquê sempre à meia-noite?

- Escolhe-me! Eu serei o teu verdadeiro amor!

- Eu serei o teu verdadeiro amor.

Eu serei verdadeira... o suficiente.

Olhem, meninas,

eu já tenho um verdadeiro amor.

Oh...

E escute o que eu digo, Patrão.

Vai ter uma Princesa muito satisfeita.

Vamos admitir.

És um bocadinho mais agradável aos olhos.

Por dentro tu és o mesmo

mesquinho, salgado...

- Calma.

- ...caprichoso, ofensivo,

furioso ogre que sempre foste.

E tu continuas o mesmo burro irritante.

Sim.

Bem...

Cuidado, Princesa.

Aqui vai o novo eu.

As primeiras coisas primeiro.

Precisamos de te tirar dessas roupas.

- Pronto?

- Pronto!

Condutor, pare!

Oh, Deus! Ajudem-me, por favor!

Os meus dias de corridas estão acabados!

Estou cego! Diga a verdade.

Irei alguma vez voltar a tocar violino?

Pobre criatura!

Há alguma coisa que

possa fazer por ti?

Bem, acho que existe uma coisa.

Tira a peruca poeirenta

e tira as tuas ceroulas.

- Nada mau.

- Nada mau mesmo.

Pai?

Está tudo bem, Pai?

Obrigado, senhores!

Um dia, irei recompensar-vos.

A menos que, claro,

não vos encontre ou me esqueça.

Oh, sim

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

Mu-Mu-Mu-Mu-Mudanças

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Só tenho de ser

um homem diferente

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Alto!

Diz à Princesa Fiona que o marido,

Sir Shrek, está aqui para vê-la.

Ainda não sei do que

andava à procura

E o meu tempo passava rapidamente,

um milhão de ruas sem saída

Todas as vezes que pensei

que tinha conseguido

Parecia-me que o gosto

não era tão doce

Mu-Mu-Mu-Mudanças

- Vira-te e enfrenta o estranho

- Fiona!

- Shrek?

- Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Fiona?

Olá, bonitão.

Shrek!

- Princesa!

- Burro?

Uau! Aquela poção também

funcionou contigo?

Que poção?

O Shrek e eu tomámos

uma poção mágica. E bem...

Agora, somos sexy!

Shrek?

Por ti querida... Eu podia ser.

- Isso. Querias.

- Burro, onde está o Shrek?

Ele entrou à tua procura.

Shrek?

Fiona! Fiona!

Queres dançar, lindão?

Já te vais tão cedo?

Não queres ver a tua mulher?

Fiona?

Shrek?

Sim, Fiona. Sou eu.

Que aconteceu à tua voz?

A poção mudou

muitas coisas, Fiona.

Mas não o que eu sinto por ti.

Fiona?

- Encantador?

- Achas?

Pai. Esperava muito

que aprovasse.

- Hum... quem és tu?

- Mãe, sou eu, Shrek.

Sei que nunca terá uma segunda oportunidade

para uma primeira impressão,

mas, bem, o que achas?

Fiona! Fiona!

Fiona!

- Fiona!

- Fiona, Fiona! Ho-ho-ho!

Oh, gaita! Acho que eles não nos

conseguem ouvir, pombinho.

Não acha que já arruinou

a vida dela o suficiente?

Só quero que ela seja feliz.

E agora ela pode ser.

Oh, querido.

Ela finalmente encontrou

o Príncipe dos seus sonhos.

Mas olhe para mim.

Veja só o que fiz por ela.

Está na hora de parares de viver

num conto de fadas, Shrek.

Ela é uma princesa,

e tu és um ogre.

É uma coisa que nenhuma

quantidade de poção vai mudar.

Mas...

Eu amo-a.

Se a amas verdadeiramente...

... vais deixá-la partir.

Shrek?

Senhor.

O que se passa?

Onde é que vais?

Tu não tens nada a ver com isto,

pois não, Harold?

As pessoas não prestam mesmo

Eu acho que isso

já está bem percebido

Aqui têm, rapazes.

Deixe só a garrafa, Doris.

Ei. Porquê essas caras tristes?

Tudo foi apenas um estúpido erro.

Nunca devia tê-la salvo

daquela torre em primeiro lugar.

Eu odeio Segundas.

Não acredito que vais virar as costas

à melhor coisa que te aconteceu.

Que hipótese tenho eu?

Ela ama aquele bonito rapaz,

o Príncipe Encantado.

Vá lá. Ele é assim tão lindo?

Estás a gozar?

Ele é lindo!

Ele tem um rosto que parece

que foi esculpido por anjos.

- Oh. Ele parece um sonho.

- Sabem...

estranhamente, isto não está

a fazer sentir-me melhor.

Olhem, rapazes.

É melhor assim.

A mãe e o pai aprovam,

e a Fiona fica com o homem

com quem sempre sonhou.

Todos ficam a ganhar.

Excepto tu.

Eu não entendo, Shrek.

Tu amas a Fiona.

Certo.

E é por isso

que tenho de a largar.

Desculpe, ela está aí?

Ela está, uh... lá atrás.

Oh, olá outra vez.

Fada Madrinha, Encantado.

É melhor teres uma boa razão para

nos arrastar para este lugar, Harold.

Bem, receio que a Fiona não esteja realmente...

de amores pelo Príncipe Encantado.

- P.S.I., a culpa não é minha.

- Não, claro que não, querido.

Quero dizer, como posso ser encantador

quando tenho que fingir

ser aquele horroroso ogre?

Não, não. Ninguém tem culpa.

Talvez seja melhor apenas

cancelarmos tudo, não?

- O quê?

- Não se pode forçar ninguém a apaixonar-se!

Permita-me discordar.

Eu faço isso o tempo todo!

Faça a Fiona beber isto e ela vai apaixonar-se

pelo primeiro homem que ela beijar,

que será o Encantado.

- Hum... não.

- O que é que disseste?

Não posso. Não o farei.

Isso é que vai.

Se se lembrar, fui eu que vos ajudei

com o vosso "felizes para sempre".

E posso retirá-lo assim

tão facilmente.

É isso que quer? É?

- Não

- Lindo menino.

Agora, temos que ir embora.

Tenho que fazer o penteado

do "Encantado" antes do baile.

Não tem remédio.

Está todo levantado à frente.

Ele não consegue pentear para trás.

Temos que arranjar alguém que o faça.

Obrigado, Mãe.

Mãe?

Hum... Mary!

Um cavalo que fala!

O ogre!

Parem-nos! Ladrões! Bandidos!

Parem-nos!

Os abdominais estão fabulosos

e o musculo glúteo no máximo

hoje à noite aqui no Baile Real

de Muito, Muito Longe!

As carruagens estão alinhadas

saindo delas o melhor da sociedade

como a coalhada e o soro

da senhora Muffet.

Todo os que são importantes

apareceram

para honrar a princesa Fiona

e o príncipe Shrek.

E, oh, mas que bem,

os vestidos estão maravilhosos!

Vejam! o Joãozinho e a Maria!

Para que raio são as migalhas?

E logo atrás deles,

Tom Polegar e Polegarzinha.

Oh, não são adoráveis!

Aí vem a Bela Adormecida!

Velhota cansada.

Quem é este? Quem é este?

Quem é este?

Oh. É a número um, é a única...

É a Fada Madrinha!

Olá, Muito, Muito Longe!

Posso ter um "whoop whoop"?

Que todos os vossos finais

sejam felizes e...

Bem, vocês sabem o resto!

Voltamos já com o Baile Real

de Muito, Muito Longe

Depois destes anúncios.

Detesto estes espectáculos de Bailes.

Aborrecem-me de morte.

Muda para a Roda da Tortura

Não mudo nada, senhor,

até ter visto o Shrek e a Fiona.

Chatos é o que vocês são!

Ei, ratos, passem-me

uma asa de búfalo!

Não, à tua esquerda. À tua esquerda!

- Esta noite em "Cavaleiros"...

- Este sim é um bom programa!

Temos um Bronco branco em direcção a Este

dentro da floresta. Pedimos reforços.

É hora dos Homens de Aço mostrarem

a estes mamíferos loucos

que as suas atitudes inconscientes

não ficam impunes.

Porque me agarram?

Violência policial!

Tenho que falar com a Princesa Fiona!

- Nós avisámos-te!

- Au! Au!

Será que escapam?

Alguém deixou fugir o gato do saco?

Seus cães porcos capitalistas!

Tirem-no de cima de mim!

- Gatária! (erva que provoca euforia nos gatos)

- Isso não é meu.

Encontrem a princesa Fiona!

Sou um burro!

Diz-lhe Shrek...

Sou o marido dela, Shrek!

Rápido! Para trás!

Sou o marido dela, Shrek! Au!

Querida?

Ah. Bem me parecia

que te encontraria aqui.

Que tal uma chávena quente

de chá antes do baile?

Eu não vou.

O Reino todo apareceu

para celebrar o teu casamento.

Só há um problema.

Aquele não é o meu marido.

Quero dizer, repare nele.

Sim, é um pouco diferente,

mas as pessoas mudam

para quem os ama.

Ficavas surpreendida o quanto

mudei pela tua mãe.

Mudar?

Perdeu completamente a cabeça!

Porque não desces até ao baile

e dás-lhe outra oportunidade?

Talvez descubras que gostas

deste novo Shrek.

Mas apaixonei-me pelo antigo.

Dava tudo para tê-lo de volta.

Querida. Esse é meu.

Descafeinado.

Senão fico acordado a noite toda.

Obrigada.

Tenho que sair daqui!

Não nos podem prender assim!

Solte-me!

E os meus direitos Constitucionais?

É suposto dizerem que tenho

o direito de permanecer calado.

Ninguém disse que tinha o direito

de permanecer calado!

Tu tens o direito de ficares calado.

O que te falta é a capacidade.

Tenho que me aguentar antes que,

também eu, fique completamente maluco.

Shrek? Burro?

Demasiado tarde.

Gingy! Pinocchio!

Tirem-nos daqui!

Oh...

Rebentamento!

Atenção aí em baixo!

Rápido! Diz uma mentira!

- O que queres que diga?

- Qualquer coisa, mas rápido!

Diz uma loucura como "estou

a usar roupa interior feminina!"

Estou a usar roupa interior feminina.

- Estás?

- Claro que não!

Parece certamente que estás!

- Não estou nada

- De que tipo?

- É um fio dental!

- Auu! São cuecas curtas!

- Não são nada.

- São sim!

Aqui vamos. Aguenta-te.

Espera, espera, espera!

Au! Au! Ei, ei, ei!

Au!

- Desculpem?

- O que é? Bichano!

Desculpe lá, mas importa-se

de me soltar?

- Desculpe, patrão!

- Parem com as palhaçadas!

Temos de impedir aquele beijo!

Pensava que a ias largar.

Eu ia, mas não posso deixar

que eles façam isto à Fiona.

Boom! É isso o que eu gosto de ouvir.

Olha quem vem ai!

É impossível!

Nunca conseguiremos entrar.

O castelo está guardado.

Há um fosso e tudo!

Malta, parece que estamos no riacho de

chocolate sem um pau de um gelado.

- O que é?

- Ainda conheces o pasteleiro?

Bem, claro!

Ele está em Drury Lane. Porquê?

Porque vamos precisar de farinha.

Montes e montes de farinha.

Gingy!

Liga os fogões, Pasteleiro! Temos uma

grande encomenda para entregar!

Está vivo!

Corre, corre, corre,

o mais rápido que puderes!

Anda, rico, anda!

Ali está, Mongo!

Para o castelo!

Não, seu grande bolo idiota!

Vamos lá!

Mongo! Aqui em baixo!

Olha para o pónei!

Exacto! Segue o lindo pónei!

O lindo pónei quer brincar

no castelo!

Bonito pónei.

Senhoras e senhores

Apresento-lhes a Princesa Fiona

e o seu novo marido, o Príncipe Shrek.

Shrek, o que estás a fazer?

Estou a fazer o meu papel, Fiona.

Isso é brilho nos teus lábios?

Mm. Sabor de cereja.

Queres provar?

- Ugh! Que é que se passa contigo?

- Mas, docinho...

Dó Menor, começa com Dó Menor.

Senhoras e senhores.

Queria dedicar esta música à...

Princesa Fiona e ao Príncipe Shrek.

Fiona, minha princesa.

Concedes-me uma dança?

Para onde foram todos os homens bons

E onde estão todos os deuses?

Dança! Dança!

Aonde está o esperto Hércules

Para combater a desvantagem

crescente?

Desde quando é que danças?

Fiona, minha querida,

se há uma coisa que sei,

é que o amor

está cheio de surpresas.

Pela noite dentro andei às voltas

E sonho com o que preciso

Dá-lhe!

Preciso de um herói

Muito bem, grandalhão!

Vamos dar cabo desta festa!

Homens às catapultas!

Apontar! Fogo!

- Agarrem-se!

- Ooh! Bonito!

O botão de goma não!

Projéctil!

Ha-ha! Está bem!

Algures depois da meia-noite,

Nas minhas mais loucas fantasias

Vai, Mongo! Vai!

Homens aos caldeirões!

Depois de ti, Mongo.

- É isso! Força!

- Cuidado!

Shrek!

Mais calor, menos espuma!

Lá em cima onde as montanhas

se encontram com os céus

Lá onde o relâmpago rasga o mar

Eu podia jurar que está lá alguém

Algures olhando por mim

Força!

Não...!

Vamos!

Cuidado!

Sê bom.

Ele precisa de mim!

Larga-me!

Burro!

Bichano!

Vai! Vai! A tua donzela

precisa de ti! Vai!

Hoje, pago a minha dívida.

Oooh...

Em guarda!

Ele tem que ser forte

E ele tem que ser rápido

E tem que ficar fresco

Depois da luta

Preciso de um herói

- Parem!

- Ei, tu! Afasta-te da minha mulher.

- Shrek?

Não podias voltar apenas para

o teu pântano e deixar-nos em paz.

- Agora!

- Porcos e cobertores!

Pinóquio! Apanha a varinha!

Vejo Londres! Vejo a França!

Uaaaa!

Sou um rapaz de verdade!

Ah! Ah! Aaahhh!

Apanha!

Burro!

Oh!

Sou um rapaz de verdade! Aah!

Oh!

- Ha!

- Ah.

Isso é meu!

Rezem por misericórdia, do bichano...

E do Burro!

Ela tomou a poção!

Beija-a agora!

Não!

- Fiona.

- Shrek.

Harold! Era suposto teres-lhe

dado a poção!

Bem, parece que lhe dei

o chá errado.

- Mãezinha!

- Mãezinha?

Eu disse-te.

Os Ogres não vivem felizes para sempre.

Uoo!

Ah!

Oh, Pai!

Ele está...?

Ele coaxou.

Harold?

Pai?

Esperava que nunca

me visses assim.

- E ele não facilitou contigo!

- Burro!

Não, tem razão.

Peço desculpa.

Aos dois.

Só quis o melhor para a Fiona.

Mas agora vejo...

que ela já o tem.

Shrek, Fiona...

Aceitam as desculpas

de um sapo velho...

e a minha bênção?

Harold?

Desculpa, Lillian.

Só queria poder ser

o homem que mereces.

És mais esse homem hoje

do que alguma vez o foste...

verrugas e tudo.

Patrão! A poção "Felizes para sempre"!

Meia-noite!

Fiona. É isto que queres?

Ser assim para sempre?

- O quê?

- Porque se me beijares agora...

podemos ficar assim.

Farias isso?

- Por mim?

- Sim.

Eu quero o que qualquer

princesa quer.

Viver feliz para sempre...

com o ogre com quem casei.

Aconteça o que acontecer,

não posso chorar!

Não consegues fazer-me chorar!

Uooo!

Não, não, não.

Oh, não.

Ei! Ainda me pareces um

garanhão nobre.

Bem, onde é que estávamos?

Já me lembro.

Ei! Não devíamos estar

a fazer uma "fiesta"?

Uno, dos, quatro, dá-lhe!

Bichano e Burro, todos...

Ela é supersticiosa.

Gatos pretos e bonecos de voodoo

- Canta, Bichano!

- Eu sinto uma premonição

Aquela rapariga vai ser o meu fim

Aqui vamos nós!

Ela está numa de novas sensações

Novos pontapés no candelabro

Ela tem um novo vício

Para todo o dia e noite

Ela vai fazer-te tirar as tuas roupas

E ires dançar à chuva

Far-te-á viver a sua vida louca

Mas vai-te tirar a dor

como uma bala no teu cérebro

De cabeça para baixo

para dentro e para fora

Vivendo "la vida louca"

Eh beleza!

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

- Vivendo "la vida louca"

- Ela vive "louca"!

Vivendo "la vida louca"

- Digam mais uma vez agora!

- Vivendo "la vida louca"

Burro, isso é espanhol!

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Sozinho

Não quero estar

sozinho, nunca mais...

Ei amigo, nós vamos até

ao Clube KIT-KAT.

Vamos, junta-te a nós.

Obrigado compadre.

Não... não estou com disposição.

Nós animamos-te!

Arranjamos-te um burro simpático!

Ei, querida!

É a minha miúda!

Isso! Vamos lá!

Querida, onde estiveste?

Também lamento.

Devia ter ficado. Mas o Shrek

tinha que fazer esta coisa.

O quê? Repete mais uma vez.

Do que estás a falar?

A sério?

Papá!

Vejam os nossos bebés mutantes!

Tenho que arranjar um trabalho

3 Comments Matheus Henrique top

4 days ago 0 Supremewizard9 VO MANDAR PROS MEU FRIENDS DO DISCORD

8 days ago 0 Supremewizard9 PUTAKIPARU O ROTERO DO SHEREKE 2 MANOOOO

8 days ago 0

Next Up O que vocês gostariam de novo aqui na comunidade ?

10  5

•Walkers Br• Join Featured Latest Wiki Polls Quizzes Shared Folder SHREK 2 ROTEIRO COMPLETO PT-BR

gustavo

March 24

7 3 SHREK 2 COMPLETO LEGENDADO PT-BR

Era uma vez, num reino

muito, muito longe,

o rei e a rainha foram

abençoados com uma linda bebé.

E por todo o reino,

todos estavam felizes...

Até que o sol se pôs

e eles viram que a sua filha tinha

sido amaldiçoada com um terrível feitiço

que se manifestava todas as noites.

Desesperados, eles procuraram a

ajuda de uma fada madrinha

que lhes disse para trancarem

a jovem princesa numa torre,

para aí esperar o beijo...

do belo Príncipe Encantado.

Seria ele que se aventuraria

na perigosa viagem

através de frios extremos

e desertos escaldantes

viajando durante muitos dias

e muitas noites,

arriscando a vida e membro

para chegar à fortaleza do Dragão.

Porque ele era o mais corajoso,

e o mais belo...

em todo o reino.

E estava destinado que o seu beijo

iria quebrar a terrível maldição.

Sozinho ele subiria ao mais alto quarto

da mais alta torre

para entrar nos aposentos da princesa,

dirigindo-se até à sua silhueta adormecida,

afastar as cortinas de diáfano

para encontrá-la...

O que é?

- Princesa... Fiona?

- Não!

Oh, graças a Deus.

Onde é que ela está?

- Está em Lua-de-mel.

- Lua-de-mel? Com quem?

Então ela disse,

qual é o problema, querido?

Qual é que é o problema?

Eu não sei

Bem, talvez eu esteja apaixonado

Penso sobre isso,

todo o tempo eu penso nisso

Não consigo parar de pensar nisso

Quanto mais tempo

irei levar para curar isto?

Só para curá-lo,

pois não posso ignorá-lo

E se é amor, amor

Dá-me vontade de me voltar

e enfrentar-me

Mas eu não sei nada

sobre o amor

Oh, vá lá, vá lá

Vira um pouco mais rápido

Vá lá, vá lá

O mundo irá seguir depois

Vá lá, vá lá

Todos perseguem o amor

Por isso eu disse

Eu sou uma bola de neve a rolar

Entrando nesta Primavera

que traz todo este amor

Derretendo sob céus azuis

acorrentada à luz do sol

Amor cintilante

Bem, querida, eu rendo-me

Ao gelado de morango

O nunca acabar de todo este amor

Bem, não era a minha intenção

Mas não há como fugir ao teu amor

Estes relâmpagos significam

que nunca estamos sozinhos

Nunca sós, não, não

Vá lá, vá lá

Salta um pouco mais alto

Vá lá, vá lá

Se te sentires um pouco mais leve

Vá lá, vá lá

Estivemos outrora apaixonados

Estivemos acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente

Estou apaixonado, estou apaixonado,

estou apaixonado, estou apaixonado

Estou apaixonado, estou apaixonado

Acidentalmente apaixonado

Estou apaixonado

É tão bom estar em casa!

Só tu e eu e...

- Dois pode ser tão mau como um...

- Burro?

Shrek! Fiona! Bons olhos os vejam!

Dá cá um abraço, Shrek,

sua velha máquina do amor.

E olha para ti, Senhora Shrek.

Que tal um torrão de açúcar para o corcel?

Burro, o que estás aqui a fazer?

Estava só a tomar conta

do teu ninho do amor por ti.

Oh, queres dizer tipo... separar

o correio e regar as plantas?

- Sim, e alimentar os peixes também!

- Eu não tenho nenhuns peixes.

Agora tens. Eu chamo aquele Shrek

e ao outro Fiona.

Aquele Shrek é um malandro.

Anda cá seu...

Olha para as horas.

Acho que é melhor ires andando.

Não queres contar-me sobre a tua viagem?

E que tal um jogo de Parcheesi?

Mas Burro, não deverias

estar em casa com a Dragona?

Oh, sim, isso.

Eu não sei. Ela tem andado

rabugenta ultimamente.

Então pensei em mudar-me

para cá com vocês.

Burro, tu sabes que ficamos

sempre contentes por te ver.

Mas a Fiona e eu estamos casados agora.

Precisamos de algum tempinho,

tu sabes, para estarmos juntos.

Só um com o outro.

Sozinhos.

Não digas mais nada. Não têm

que se preocupar com nada.

Estarei sempre aqui para assegurar

que ninguém vos incomoda.

- Burro!

- Sim, companheiro?

Estás a incomodar-me.

Oh, Ok. Tudo bem, fixe. Acho eu...

Eu e o Pinocchio íamos a um torneio

de qualquer forma, por isso...

Talvez vos veja no Domingo para

um churrasco ou qualquer coisa.

Ele ficará bem. Agora,

onde é que nós estávamos?

Oh.

Acho que me lembro.

Burro!

Eu sei, eu sei! Sozinhos!

Estou a ir! Estou a ir.

Mas o que queres

que diga a estes tipos?

Já chega, Reggie.

"Querida Princesa Fiona.

"Está desta forma convocada

para o Reino de Muito, Muito Longe

"para um baile real

em celebração do seu casamento

"no qual o rei

"dará a sua bênção real...

a si e ao seu...

"hum... Príncipe Encantado."

"Com Amor, o Rei e a Rainha

de Muito, Muito Longe.

"Também conhecidos como

Mamã e Papá."

A Mamã e o Papá?

- Príncipe Encantado?

- Baile Real? Posso ir?

- Nós não vamos.

- O quê?

Que dizer, não achas

que eles ficariam um pouco...

... chocados em te verem assim?

Bem, eles podem ficar

um pouco surpreendidos.

Mas eles são os meus pais,

Shrek. Eles adoram-me.

E não te preocupes.

Eles também vão adorar-te.

Pois, sim.

De algum modo não acho que

serei bem-vindo no clube regional.

Pára com isso.

Eles não são assim.

Então como é que explicas o Sargento Pomposo

e a Banda das Calças Janotas?

Oh, vá lá! Dá-lhes pelo menos uma hipótese.

Para fazer o quê? Afiar as suas forquilhas?

Não! Eles só querem

dar-te a sua bênção.

Oh, fantástico.

Agora preciso da bênção deles?

Se queres fazer parte

desta família, sim!

Quem disse que queria

fazer parte desta família?

Tu disseste! Quando casaste comigo!

Bem, aí estão umas belas

letras miudinhas!

Então é isso?

Tu não vens?

Acredita. Isso é uma má ideia.

Não vamos! E ponto final!

Vamos lá!

Não queremos apanhar trânsito!

Não te preocupes!

Nós cuidamos de tudo.

Ei, esperem por mim.

Dá-lhe! Mexe-te! Em frente!

Em frente, mexe-te! Em frente!

Coirão! Mexe-te!

Em frente!

Mexe-te! Mexe-te!

Em frente! Coirão!

Monta-os! Mexe-te!

Em frente! Mexe-te! Coirão!

Arrasa-os! Acaba com eles!

Fá-los em chá! Paga-lhes um copo!

Conhece as mães deles!

Tira-lhes o leite todo!

Coirão!

- Já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Ainda não.

- Ok, já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Sim.

- A sério?

- Não!

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Ainda não!

- Já chegámos?

- Não!

Já chegámos?

Não tem piada. É muito imaturo.

É por isto que ninguém gosta de ogres.

Tu é que ficas a perder!

- Eu vou parar de falar.

- Finalmente!

Isto está a demorar imenso, Shrek.

Nem há filme de viagem nem nada.

O Reino de Muito, Muito Longe, Burro.

É para onde nós vamos.

Muito, muito...

... longe!

Ok, Ok, já percebi.

Estou só tão aborrecido.

Bem, encontra uma maneira

de te entreteres.

Durante cinco minutos...

Podias deixar de ser tu próprio...

... durante cinco minutos!

Já chegámos?

- Sim!

- Finalmente!

Uau!

Vai ser só desejos de champanhe e

sonhos de caviar a partir de agora.

Olá jeitosas!

Nós vimos busca-las mais logo!

Tenho que mudar para uma cidade

que seja certa para mim

Definitivamente,

já não estamos no pântano.

Pára!

Bem, falo disso, falo disso,

falo disso, falo disso

Ei, olhem todos!

Falo sobre, falo sobre mudar...

Olá senhoras! Bonito dia

para um cortejo, eh? Belo chapéu.

Piscinas!

Estrelas de cinema!

Anunciando o tão esperado retorno

da bela Princesa Fiona

e do seu novo marido.

Bem, é agora.

- É agora.

- É agora.

É agora.

Hum... Porque não vão andando?

Eu estaciono o carro.

Então...

... ainda achas que foi boa ideia?

É claro! Olha, a Mamã e o Papá

parecem felizes por nos verem.

- Quem raio são eles?

- Acho que é a nossa pequena.

Aquela não é pequena!

É mesmo um grande problema.

Ela não devia beijar o Príncipe

Encantado e quebrar o feitiço?

Bom, ele não é um Príncipe Encantado,

mas eles parecem...

Contente?

Nós viemos, já os vimos...

Agora vamos embora antes que

eles acendam as tochas.

- São os meus pais!

- Eles trancaram-te numa torre!

Ei! Isso foi para meu próprio...

Bem! É a nossa oportunidade. Voltamos

para dentro e fingimos que não estamos.

Harold, temos de ser...

Rápido! Enquanto não estão a olhar

nós podemos safar-nos daqui.

Shrek, já chega!

Vai ser tudo...

Um desastre!

De maneira nenhuma...

- Tu consegues.

- Mas realmente eu...

- Realmente...

- não... quero... estar...

Aqui!

Mamã... Papá...

Quero que conheçam o meu marido...

Shrek.

Bem, hum...

Agora percebo de onde

vem a beleza da Fiona.

Perdão.

Melhor para fora que para dentro,

é o que sempre digo, eh, Fiona?

Esta foi boa.

Parece que não...

Que é isso de "não está na lista"?

Não me digas que não sabes quem sou.

Como estão todos?

Obrigado por esperarem.

- Foi difícil encontrar este lugar.

- Não! Não! Burro mau. Mau. Fora!

Não, papá! Está tudo bem.

Ele está connosco.

- Ele ajudou a resgatar-me do dragão.

- Sou eu: O nobre corcel.

Empregado! Que tal uma

tigela para o corcel?

Oh, não!

- Shrek?

- Sim?

Oh, desculpa!

Sopa deliciosa, Sra. R.

Não, não. Querido.

Oh!

Então Fiona, conta-nos

como é o lugar onde moras.

Bem...

O Shrek possui as suas próprias terras.

- Não é querido?

- Oh, sim.

É numa floresta encantada

onde abundam esquilos

e pequenos patinhos giros e...

O quê?

De certeza que não estás

a falar do pântano.

Um ogre dum pântano.

Oh, que original!

Suponho que seja um bom lugar

para criarem as crianças.

É um pouco cedo

para pensar nisso, não é?

- De facto. Acabei de começar a comer.

- Harold!

- O que quer dizer com isso?

- Papá, é óptimo, ok?

- Para o seu tipo, sim!

- O meu tipo?

Tenho de ir à casa de banho.

- O jantar está servido.

- Deixem lá. Eu aguento.

Bon Appetit!

Oh, comida mexicana!

A minha favorita!

Não fiquemos sentados com

o estômago a roer. Ataquem.

Aqui vou eu, Lillian.

Suponho que os netos que

posso esperar de si seriam...

Ogres, sim!

Não que haja nada de mal nisso.

Certo, Harold?

Oh, não! Não! Claro que não!

Isto é, assumindo que vocês não

comam os vossos próprios filhos!

Pai!

Oh não, preferimos os que foram

trancados numa torre!

- Shrek, por favor!

- Só fiz isso porque a amo.

Oh sim, uma creche ou um castelo

guardado por um dragão!

Você nunca entenderia.

Não é o pai dela!

É tão bom ter a família

reunida para o jantar.

- Harold!

- Shrek!

- Fiona!

- Fiona!

- Mamã!

- Harold...

Burro!

As tuas lágrimas derramadas

chamaram por mim

Então, aqui vai o meu doce remédio

Eu sei o que todas

as princesas precisam

Para viverem a vida feliz...

Oh, meu Deus.

Oh, olha para ti.

Estás toda...

... crescida.

- Quem és tu?

- Oh, doçura!

Sou a tua Fada-Madrinha.

- Eu tenho uma Fada-Madrinha?

- Shh, shhh.

Não te preocupes.

Estou aqui para melhorar tudo.

Apenas com um...

Aceno da minha varinha mágica

Os teus problemas em breve desaparecerão

Com apenas um gesto e um brilho

arrasarás um príncipe com imenso dinheiro

Um vestido bem caro

feito somente por ratos

Uns sapatinhos de cristal

e sem mais stress

As tuas preocupações desaparecerão,

a tua alma será limpa

Confia nos teus amigos móveis

Ajudamos-te a lançar uma nova moda

- Ponho-te bela, ponho-te incrível!

- O tipo de rapariga que um príncipe gostaria!

Eles vão escrever o teu nome

na parede da casa de banho...

"Para felicidade eterna,

telefone à Fiona!"

Uma carruagem desportiva para o estilo,

Um motorista bem sexy, Kyle.

Elimino os teus defeitos, perda de dentes

as coxas de celulite desaparecerão

E oh, mas que raio!

Toma um cão frisado!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Batom, sombra, blush para

apanhares o príncipe com rabo sexy

Dia de sorte, "buffet" de borrachos.

Tu e o príncipe dão uma cambalhota no feno.

Podes dar uma volta na lua

com o príncipe ao som da música

Não sejas reles, estarás fabulosa

O teu príncipe terá uma barriga firme

Soufflé de queijo, Dia dos Namorados

Come galinha "fricassé"!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Parem!

Olhe...

Muito obrigado,

Fada Madrinha,

mas não preciso realmente

disto tudo.

- Muito bem. Como queiras.

- Também não gostávamos de ti.

Fiona? Fiona?

Oh! Arranjaste um cachorrinho?

No meu quarto só encontrei champô.

Ah, uh...

Fada Madrinha, móveis...

Quero que conheçam o meu marido, Shrek.

Teu marido? O quê? O que é que disseste?

Quando é que isso aconteceu?

O Shrek foi quem me salvou.

- Mas isso não pode estar certo.

- Óptimo, mais familiares!

Ela só está a tentar ajudar.

Boa! Ela pode-nos ajudar a fazer as malas.

Querida agarra o teu casaco. Vamos embora.

- O quê?

- Eu não quero partir.

Quando é que decidiste isto?

- Pouco depois de chegarmos.

- Olha, desculpa-me...

Não, está tudo bem.

Eu tenho de ir na mesma.

Mas lembra-te, querida.

Se alguma vez precisares de mim...

A felicidade...

está apenas a uma lágrima

de distância.

Obrigado, mas nós temos toda

a felicidade que precisamos.

Felizes, felizes, felizes...

Estou a ver.

Vamos embora, Kyle.

Muito giro, Shrek.

O que foi? Eu disse-te que

vir aqui era má ideia.

Podias pelo menos ter tentado

relacionares-te com o meu pai.

Eu não penso que iria ter

a bênção do Papá,

mesmo se eu a quisesse.

Não achas que seria gentil se alguém

me perguntasse o que quero?

Claro. Queres que faça

as malas por ti?

És inacreditável!

Estás a portar-te como...

- Vamos! Diz!

- Como um ogre!

Aqui tens uma notícia nova para ti!

Quer os teus pais gostem ou não...

Eu sou um ogre!

E adivinha princesa?

Isso não está para mudar.

Eu mudei por ti, Shrek.

Pensa sobre isso.

Essa foi mesmo suave, Shrek.

"Eu sou um Ogre!"

Eu sabia que isto ia acontecer.

Claro.

Foste tu que começaste.

Não posso acreditar nisso, Lillian.

Ele é que é ogre. Não eu.

Harold, acho que estás a levar

isto muito a peito.

Esta foi a escolha da Fiona.

Mas ela devia escolher o príncipe

que nós escolhemos para ela.

Quero dizer, esperas que eu dê

a minha bênção a esta... coisa?

A Fiona espera. E ela nunca te

perdoará se não o fizeres.

Harold, eu não quero perder

a minha filha outra vez.

Oh, tu ages como se o amor

fosse totalmente previsível.

Não te lembras de quando

nós éramos jovens?

Costumávamos passear

à beira do lago dos lírios e...

- ... eles estavam a florir.

- O nosso primeiro beijo.

Não é a mesma coisa!

Eu acho que tu ainda não percebeste que

a nossa filha casou com um monstro!

Oh, pára de ser um rei tão dramático.

Está bem! Finge que não há

nada de errado.

La, di, da, di, da!

Está tudo maravilhoso!

Gostava de saber

como é que podia ficar ainda pior.

Olá, Harold.

- O que é que aconteceu?

- Nada, querida!

É só a minha velha ferida

das cruzadas a fazer das suas!

Vou só esticá-la

aqui fora por um bocado.

É melhor entrares.

Precisamos de conversar.

Na verdade, Fada Madrinha,

ia agora deitar-me.

Já tomei os meus comprimidos e eles

põem-me um bocado sonolento.

Então, e se... tornássemos isto

numa visita rápida. O quê?

Ah, olá.

Então, novidades?

Lembras-te do meu filho,

o Príncipe Encantado?

Encantado, és tu? Meu deus!

Já lá vão anos.

Quando é que voltaste?

Ah, a cerca de cinco minutos atrás,

na verdade.

Depois de suportar furacões,

desertos ardentes...

subi ao quarto mais alto

na torre mais alta...

A mamã trata disto.

Ele suportou furacões,

desertos ardentes!

Ele subiu ao mais alto maldito quarto

da mais alta maldita torre...

E o que é que ele encontrou?

Um tipo de lobo travesti que lhe

contou que a sua princesa...

- Se eu puder...

- Já estava casada.

Não foi por culpa minha.

Ele não chegou lá a tempo.

Parem a carruagem!

Harold.

Estás a forçar-me a fazer

algo que não queria fazer.

Onde é que estamos?

Olá, bem vindos ao Frei Gorducho.

Posso anotar seu pedido?

A minha dieta está arruinada.

Espero que esteja feliz. Eh... ok.

Duas sandes Renascença,

sem maionese... anéis de chili...

- Eu quero o Menu Medieval.

- Sim, um Menu Medieval e, Harold...

- Fritos Enrolados?

- Não, Obrigado.

- Um Taco de *** fermentada, então?

- A sério que não quero nada.

O seu pedido Fada Madrinha.

E isto vem com o Menu Medieval.

Toma lá querido.

Fizemos um acordo, Harold. E presumo que

não quer que eu volte atrás na minha parte.

De facto, não.

Então, a Fiona e o Encantado

vão ficar juntos.

- Sim.

- Acredita em mim, Harold. É o que é melhor.

Não apenas para a tua filha...

... mas para o teu Reino.

O que é que é suposto

eu fazer acerca disso?

Usa a tua imaginação.

Oh...

Entre, Sua Majestade.

Eu gosto da minha cidade

Com uma pequena gota de veneno

Ninguém sabe...

Desculpe.

Eu conheço-o?

Não, deve estar a confundir-me

com outra pessoa.

Uh... desculpe.

Estou à procura da Meia-irmã Feia.

Ah! Aí está. Certo.

Sabe, eu precisava que

tratassem da saúde de alguém.

- Quem é o gajo?

- Bem, não é um gajo, digamos.

Ele é um ogre.

Ei, amigo, deixe-me dar-lhe

uma dica.

Existe apenas um tipo capaz de lidar com

um trabalho desses, e, sinceramente...

... ele não gosta de ser incomodado.

Onde o posso encontrar?

Olá?

Quem se atreve a entrar no meu quarto?

Desculpe! Espero não estar a interromper mas

disseram-me que é consigo que tenho de falar

sobre um problema com um ogre?

Disseram-lhe bem.

Mas para isso,

eu cobro bastante dinheiro.

Será... que isto chega?

Acabou de contratar os meus

valiosos serviços, Sua Majestade.

Diga-me apenas onde

eu posso encontrar esse ogre.

Todos me dizem,

Que me estou a ir abaixo

Todos me dizem,

tens que o largar

Tens que o largar

Preciso de dormir um pouco.

É tempo de descansar o cavalo

Estou demasiado envolvido.

E as rodas continuam a rolar

Todos me dizem,

tens que o largar

Querido Cavaleiro,

eu rezo para que aceite

esta lembrança como sinal

da minha gratidão.

Querido diário...

A Bela Adormecida vai dar

uma festa de pijama amanhã à noite,

mas o Pai diz que não posso ir.

Ele nunca me deixa sair depois do pôr-do-sol.

O Papá disse-me que vou para fora

por uns tempos.

Deve ser como alguma

escola de aperfeiçoamento.

A Mãe diz que quando

tiver idade suficiente,

o meu belo Príncipe Encantado

vai resgatar-me da minha torre

e trazer-me de volta

para a minha família.

E viveremos todos

felizes para sempre.

Senhora Fiona Encantado.

Senhora Fiona Encantado.

Desculpe. Espero não estar

a interromper nada.

Não, não. Eu estava só a ler...

hum... um livro aterrador.

Esperava que me desculpasses pelo meu

comportamento deplorável de há pouco.

- Ok...

- Eu não sei o que me deu.

Achas que podíamos fingir que não

se passou nada e começarmos de novo...

- Olhe, Sua Majestade, eu só...

- Por favor. Chama-me Pai.

Pai. Nós agimos ambos

como ogres.

Talvez só precisemos de algum tempo

para conhecermo-nos.

Excelente ideia! Na realidade esperava que te

juntasses a mim para uma caçada matinal.

Um tempinho pai-filho?

Eu sei que isso iria significar

imenso para a Fiona.

Digamos, 7:30

ao pé do velho carvalho?

Aceita-o, Burro!

Estamos perdidos.

Não podemos estar perdidos. Seguimos

as direcções do Rei minuciosamente.

O que disse ele? "Vão em direcção

à parte mais escura do bosque..."

"Passem pelas árvores sinistras

com galhos assustadores."

- O arbusto em forma de Shirley Bassey!

- Já o passámos 3 vezes!

Foste tu quem disse para

não perguntarmos pelo caminho.

Oh, esplêndido. A minha hipótese de

acertar as coisas com o pai da Fiona

e acabo perdido

na floresta contigo!

Não fiques ofendido comigo!

Eu só estou a tentar ajudar.

Eu sei! Eu sei.

- Desculpa-me, ok?

- Ei, não te preocupes com isso.

É que preciso mesmo de acertar

as coisas com este tipo.

Sim, claro. Vamos lá

criar laços com o Papá.

Bem, bem, bem, Burro.

Eu sei que foi um momento terno

há pouco, mas ronronar?

O quê? Eu não ronronei.

Sim. O que vem a seguir?

Um abraço?

Ei, Shrek. Os burros não ronronam.

O que pensas que sou, algum tipo de...

Enfrentem-me, se se atrevem!

Olha! Um gatinho.

- Cuidado, Shrek! Ele está armado!

- É um gato, Burro.

Vem cá, gatinho.

Vem, gatinho. Anda.

Oh, vem cá, gatinho.

- Aguenta Shrek! Vou a caminho!

- Rápido! Tira-o! Tira-o!

Oh, Deus, Oh...

Não!

- Cuidado, Shrek! Fica quieto!

- Tira-o!

Shrek! Não te mexas!

- Falhei?

- Não. Acertaste neles.

Agora, ogre, implora por

misericórdia ao...

Gato... das Botas!

Eu mato aquele gato!

- Bola de pelo.

- Oh! Isso é nojento!

O que devemos fazer com ele?

Eu digo para pegarmos na espada

e capamo-lo já aqui!

Não! Por favor!

Por favor!

Eu imploro-lhe!

Não foi nada de pessoal, Señor.

Eu estava a fazê-lo apenas

pela minha família.

A minha mãe está doente.

E o meu pai vive do lixo!

O Rei ofereceu-me muito ouro e eu

tenho uma ninhada de irmãos...

Pára, pára, pára!

O pai da Fiona pagou-te

para fazeres isto?

O Rei rico? Sí.

Bem, lá se vai

a Real bênção do Papá.

Não te sintas mal. Quase toda a gente

que te conhece te quer matar.

Ena pá, obrigado.

Talvez a Fiona estivesse melhor se eu fosse

uma espécie de príncipe encantado.

Isso foi o que o Rei disse.

Oh, uh... desculpem. Pensei que

essa questão fosse dirigida a mim.

Shrek, a Fiona sabe que farias

qualquer coisa por ela.

Bem, não é que eu

não mudasse, se eu pudesse.

Eu só... Eu só queria poder

fazê-la feliz.

Espera lá...

"Felicidade."

"A uma lágrima de distância."

Burro! Pensa na coisa mais triste

que já te aconteceu!

Eh, pá, por onde eu começo?

Primeiro foi aquela vez em que o velho agricultor

tentou trocar-me por uns feijões mágicos.

Depois aquele idiota dá uma festa e diz

aos convidados que me espetem um rabo.

Depois, ficaram bêbados e começaram

a bater-me com um pau e a gritar "Piñata!"

O que é uma "piñata",

afinal de contas?

Não, Burro! Eu preciso que chores!

Não te projectes em mim.

Eu sei que te estás a sentir mal,

mas tens de...

Seu pequeno, peludo,

saco comedor de lixo...

O quê? Está ligado? Está ligado?

Eu sou a Fada Madrinha.

Eu estou longe da minha secretária

ou ocupada com um cliente.

Mas se vier ao escritório, teremos

todo o gosto em lhe marcar uma consulta.

Tenha um "Felizes para sempre".

Oh...

Estás afim duma pequena demanda, Burro?

Assim é que é! Shrek e Burro

noutra aventura mirabolante.

Ninguém nos pára agora! Uooo!

Estamos a caminho!

- Pára, Ogre! Eu julguei-te mal.

- Entra para o clube. Temos casacos.

Pela minha honra, sou obrigado a

acompanhar-te até ter salvo a tua vida

já que tu poupaste a minha.

A posição de animal falante

irritante já foi ocupada.

Vamos, Shrek. Shrek?

- Shrek!

- Ah, vá lá, Burro. Olha para ele...

... nas suas botinhas pequeninas.

Sabes quantos gatos conseguem usar botas?

Honestamente.

- Vamos ficar com ele!

- Repete?

Escuta. Ele está a ronronar!

- Ah, agora ele é querido.

- Calma, Burro. Acalma-te.

Acalmar-me? Eu devia acalmar-me?

Olha quem está a mandar quem acalmar-se!

Shrek!

Shrek?

Eles são ambos alegres, não são?

O que achas, Harold?

Hum... Sim, sim.

Certo. Certo.

Tenta ao menos fingir que estás interessado

no baile de casamento da tua filha.

Honestamente, Lillian,

eu acho que não importa.

Como é que sabemos

que irá haver um baile?

Mãe. Pai.

- Oh, olá, querida.

- O que foi, Cedric? Certo! Já vou.

Mãe, viste o Shrek?

Não vi.

Devias perguntar ao teu pai.

E usa palavras curtas, querida.

Ele está um bocadinho lento esta manhã.

- Posso ajuda-lo, Sua Majestade?

- Ah, sim!

Hum! Requintado.

Como se chama este prato?

Esse seria o pequeno-almoço do cão,

Sua Majestade.

Ah, sim. Muito bem.

Continua, Cedric.

- Pai? Pai, viste o Shrek?

- Não, querida.

Tenho a certeza que ele foi só à procura de

um belo... buraco de lama para se acalmar.

Sabes, depois da vossa discussão

de ontem à noite.

Oh. Tu ouviste isso, hum?

O reino inteiro ouviu-vos.

Quer dizer, afinal de contas, é

da natureza dele, ser...

... bem, um pouco rude.

Ele? Bem, tu não lhe estendeste propriamente

o tapete de boas vindas.

Bem, o que é que esperavas?

Vê bem o que ele te fez.

O Shrek ama-me pelo o que sou.

Eu achava que ficarias feliz por mim.

Querida, eu só estou a pensar

no que é melhor para ti.

Talvez devesses fazer o mesmo.

Não? A sério?

Oh, não. É a velha fábrica do Keebler.

Vamos recuar devagarinho.

Aquela é a casa da Fada Madrinha.

Ela é a maior fabricante

de bruxarias e poções de todo o reino.

E porque não entramos

por um bocadinho? Ha-ha! Bocadinho!

Ele faz-me rir.

Olá. Estou aqui para ver a...

A Fada Madrinha.

Desculpe mas ela não está.

Jerome.

Café e um Monte Cristo. Agora!

Sim, Fada Madrinha.

É para já.

Olhe, ela hoje não está a atender

nenhum cliente, ok?

Não faz mal amigo.

Nós somos do sindicato.

Sindicato?

Nós representamos os trabalhadores de todas

as indústrias mágicas, ambas as más e boas.

Oh! Oh, certo.

Você sente-se de alguma maneira

explorado ou oprimido?

Uh... um pouco.

Nós nem temos dentista.

Eles nem têm dentista.

Está bem, nós vamos só dar uma olhadela.

Oh. A propósito.

Penso que era melhor se a Fada Madrinha

não soubesse que nos estivemos aqui.

- Percebes o que estou a dizer? Hum?

- Pára!

- Claro. Entrem.

Uma gota de desejo.

Malandro!

Um pouco de paixão.

E um nadinha de...

... luxúria!

Com licença.

Desculpe entrar desta maneira...

Que diabos faz você aqui?

Bom, parece que a Fiona não

está propriamente feliz.

E existe alguma dúvida do porquê?

Bem, vamos explorar isso, sim?

Ah. P, P, P...

Princesa. Cinderela.

Aqui está.

"Viveram felizes para sempre". Oh...

Não há ogres.

Vejamos. Branca de Neve.

Um belo príncipe, nenhum ogre.

A Bela Adormecida. Nada de ogres.

Joãozinho e Maria? Não!

Polegarzinha? Não.

O Pássaro Dourado, A Pequena Sereia,

Um Sonho de Mulher...

Não, não, não, não, não!

Está a ver, os ogres

não vivem felizes para sempre.

Certo. Olhe, Senhora!

Não me apontes...

essas salsichas sujas e verdes.

O seu Monte Cristo e café.

Oh! Desculpem.

Ah... não faz mal.

Estávamos mesmo de saída.

Sinto muito por ter desperdiçado

o seu tempo, Sr. Madrinha

Apenas... vão.

Andem lá, rapazes.

Graças a Deus é Sexta,

eh, amigo?

A trabalhar muito

ou a não trabalhar, não é?

"Sala Das Poções"

Tirar as tuas botas e as tuas

bochechas de gato da minha cara.

Meu, isto fede!

Tu não cheiras exactamente

a um cesto de rosas.

- Bem, um destes tem de ajudar.

- Eu já estava aqui a preparar um plano!

As nossas cabeças já estão

a funcionar como uma.

Pára, pára. Se nos precisarmos um perito

em lamber-nos, nós ligamos-te.

Shrek, isto é uma má ideia.

Olha. Torna-te útil e continua a vigiar.

Bichano, achas que consegues

chegar aquelas no topo?

Sem problema, patrão.

Numa das minhas nove vidas,

eu fui o grande gato ladrão

de Santiago de Compostela.

Shrek, estás maluco?

Burro, continua a olhar.

Continuo a olhar?

Sim, vou continuar a olhar.

Vou é ver aquela bruxa vir aqui e enfiar-te

um mundo de dor pelo traseiro acima.

Eu também me vou rir.

Vou estar a rir-me para mim próprio.

- O que é que vês?

- Amaciador para pele de sapo.

Tenho a certeza que um BM é a solução perfeita

para problemas matrimoniais.

- Elfa Seltzer?

- Na-na.

- Hex Lax?

- Não! Tenta "jeitoso".

Desculpa. Não há jeitoso.

Ei! E que tal "Felizes para sempre"?

Bem, o que é que faz?

Diz "Beleza divinal".

Em algumas culturas, os burros são considerados

como as mais sábias das criaturas

Especialmente os que falam,

como eu.

Burro!

Isso vai ter de servir.

Temos companhia.

Podemos andar com isto?

Despacha-te!

Bem apanhado, Burro!

Finalmente!

Um bom uso para a tua boca.

Vamos!

Tu desprezas as minhas

emoções naturais

Fazes-me sentir como terra

e eu estou magoado

E se eu começar um tumulto

Eu corro o risco de te perder

e isso é o pior

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se por

Apaixonar-se alguma vez por quem

não se deveria ter apaixonado

Não me interessa de quem é a culpa.

Tratem só de limpar isto tudo!

E alguém me traga qualquer coisa bem frita

e coberta com chocolate!

- Mãe!

- Charmoso, meu querido.

Não é uma boa altura,

A mãezinha está a trabalhar.

O que é que aconteceu aqui?

- O ogre, foi o que foi!

- O quê? Onde é que ele está, mãe?

Eu arrancarei a sua cabeça

dos seus ombros!

Eu irei destruí-lo onde estiver!

Ele irá arrepender-se do dia

em que ele me roubou o reino!

Oh, guarda isso, Júnior!

Tu ainda vais ser um rei.

Só temos de pensar em

alguma coisa mais inteligente.

Desculpe. Hum...

Está tudo verificado, Fada Madrinha,

à excepção de uma poção.

O quê?

Oh...

Acredito que podemos tornar isto

numa vantagem para nós.

"Poção Felizes para Sempre.

Força máxima.

Para si e para

o seu verdadeiro amor.

Se um de vocês beber isto,

ambos ficarão bem.

Felicidade, conforto e beleza divinal."

- Ficarão ambos bem?

- Quer dizer que também vai afectar a Fiona.

Ei, meu, isto não me cheira bem. Os meus

sentidos de burro estão todos a tinir.

Larga essa jarra de voodoo

e vamos embora daqui.

Diz "Beleza Divina".

Quão mau é que pode ser?

Vês, tu és alérgico a essa coisa.

Vais ter uma reacção.

E se pensas que vou espalhar Vapor Rub

no teu peito, pensa melhor!

Patrão, só para o caso de haver

algo de errado com a poção...

deixe-me dar o primeiro gole.

Seria uma honra arriscar

a minha vida por si.

Oh, não, não. Não me parece.

Se vai haver algum *** animal,

que seja em mim.

Esse é o papel do melhor amigo.

Vá, dá-me a garrafa.

Como é que te sentes?

Não me sinto diferente.

Pareço estar diferente?

Ainda me pareces um asno.

Talvez não funcione com burros.

- Bem, à nossa, Fiona.

- Shrek?

- Se bebes isso, não há retorno.

- Eu sei.

- Nada de rebolar na lama?

- Eu sei.

- Nada de comichões no rabo?

- Eu sei!

- Mas tu adoras ser um ogre!

- Eu sei!

Mas eu amo mais a Fiona.

Shrek, não! Espera!

Tem de ser... Acho que apanhaste

a poção "Peidoso para sempre".

Se calhar não presta.

Ou talvez a Fiona e eu nunca

estivemos destinados a ficar juntos.

Uh-oh. Que é que te disse?

Sinto qualquer coisa a aproximar-se.

Não quero morrer.

Não quero morrer. Não quero morrer!

Oh, minha nossa senhora.

Estou a derreter-me!

Estou a derreter-me!

É só a chuva, Burro.

Oh.

Não te preocupes. As coisas parecem más

porque está escuro e de chuva

e o pai da Fiona contratou um assassino

sujo para te limpar o sebo.

Vai estar melhor amanhã de manhã.

Vais ver...

O sol irá aparecer...

Amanhã

Aposta o teu traseiro...

Apostar o meu traseiro?

Vou já, Elizabeth!

Burro?

Estás bem?

- Ei, chefe. Vamos rapá-lo.

- B-Burro?

Aí estás tu!

Sentimos a tua falta ao jantar.

O que foi, querida?

Pai...

Estive a pensar naquilo

que me disseste.

E vou acertar as coisas.

Ah! Excelente!

Essa é a minha menina.

Foi um erro trazer o Shrek para cá.

Vou sair e procurá-lo.

E depois voltaremos ao pântano

onde pertencemos.

Fiona, por favor!

Não sejas precipitada, querida.

Não podes ir a lado nenhum agora.

Fiona!

Ouve, eu disse que ele estava aqui.

Olha para ele! Silêncio. Olha para mim.

Bom dia, dorminhoco.

Bom dia!

Nós adoramos o teu gatinho!

- Oh... A minha cabeça...

- Toma, eu trouxe um balde com água.

Obrigado.

Uhh!

Aahh!

Oh...

Um nariz giro e arredondado?

Cabelos fartos e ondulados?

Nádegas firmes e redondas?

Estou... Estou...

- Magnífico!

- Eu que o diga.

Sou a Jill. Qual é o teu nome?

- Um... Shrek.

- Shrek? Uau. És da Europa?

- Estás tenso.

- Quero massajar-lhe os ombros.

- Estou a tratar disso.

- Não tenho nada para esfregar.

Põe-te na fila.

- Viram o meu burro?

- A quem estás a chamar burro?

- Burro? Tu és um...

- Um garanhão!

Posso relinchar.

Posso contar.

Olha para mim, Shrek!

Estou a trotar!

Essa é uma poção de qualidade.

O que há nessa coisa?

"Oh, não tome a poção

Sr. Patrão, é muito má."

Bah!

"Aviso: Efeitos secundários incluem

queimaduras, comichões, suores, choradeiras.

"Desaconselhado a doentes cardíacos ou

aqueles... com distúrbios nervosos."

Estou a trotar, estou a trotar

no mesmo sitio! Sim!

O que foi?

Senhor? "Para tornar os efeitos

desta poção permanentes,

quem a bebeu deve obter um beijo

do seu amado, até a meia-noite."

Meia-noite?

Porquê sempre à meia-noite?

- Escolhe-me! Eu serei o teu verdadeiro amor!

- Eu serei o teu verdadeiro amor.

Eu serei verdadeira... o suficiente.

Olhem, meninas,

eu já tenho um verdadeiro amor.

Oh...

E escute o que eu digo, Patrão.

Vai ter uma Princesa muito satisfeita.

Vamos admitir.

És um bocadinho mais agradável aos olhos.

Por dentro tu és o mesmo

mesquinho, salgado...

- Calma.

- ...caprichoso, ofensivo,

furioso ogre que sempre foste.

E tu continuas o mesmo burro irritante.

Sim.

Bem...

Cuidado, Princesa.

Aqui vai o novo eu.

As primeiras coisas primeiro.

Precisamos de te tirar dessas roupas.

- Pronto?

- Pronto!

Condutor, pare!

Oh, Deus! Ajudem-me, por favor!

Os meus dias de corridas estão acabados!

Estou cego! Diga a verdade.

Irei alguma vez voltar a tocar violino?

Pobre criatura!

Há alguma coisa que

possa fazer por ti?

Bem, acho que existe uma coisa.

Tira a peruca poeirenta

e tira as tuas ceroulas.

- Nada mau.

- Nada mau mesmo.

Pai?

Está tudo bem, Pai?

Obrigado, senhores!

Um dia, irei recompensar-vos.

A menos que, claro,

não vos encontre ou me esqueça.

Oh, sim

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

Mu-Mu-Mu-Mu-Mudanças

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Só tenho de ser

um homem diferente

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Alto!

Diz à Princesa Fiona que o marido,

Sir Shrek, está aqui para vê-la.

Ainda não sei do que

andava à procura

E o meu tempo passava rapidamente,

um milhão de ruas sem saída

Todas as vezes que pensei

que tinha conseguido

Parecia-me que o gosto

não era tão doce

Mu-Mu-Mu-Mudanças

- Vira-te e enfrenta o estranho

- Fiona!

- Shrek?

- Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Fiona?

Olá, bonitão.

Shrek!

- Princesa!

- Burro?

Uau! Aquela poção também

funcionou contigo?

Que poção?

O Shrek e eu tomámos

uma poção mágica. E bem...

Agora, somos sexy!

Shrek?

Por ti querida... Eu podia ser.

- Isso. Querias.

- Burro, onde está o Shrek?

Ele entrou à tua procura.

Shrek?

Fiona! Fiona!

Queres dançar, lindão?

Já te vais tão cedo?

Não queres ver a tua mulher?

Fiona?

Shrek?

Sim, Fiona. Sou eu.

Que aconteceu à tua voz?

A poção mudou

muitas coisas, Fiona.

Mas não o que eu sinto por ti.

Fiona?

- Encantador?

- Achas?

Pai. Esperava muito

que aprovasse.

- Hum... quem és tu?

- Mãe, sou eu, Shrek.

Sei que nunca terá uma segunda oportunidade

para uma primeira impressão,

mas, bem, o que achas?

Fiona! Fiona!

Fiona!

- Fiona!

- Fiona, Fiona! Ho-ho-ho!

Oh, gaita! Acho que eles não nos

conseguem ouvir, pombinho.

Não acha que já arruinou

a vida dela o suficiente?

Só quero que ela seja feliz.

E agora ela pode ser.

Oh, querido.

Ela finalmente encontrou

o Príncipe dos seus sonhos.

Mas olhe para mim.

Veja só o que fiz por ela.

Está na hora de parares de viver

num conto de fadas, Shrek.

Ela é uma princesa,

e tu és um ogre.

É uma coisa que nenhuma

quantidade de poção vai mudar.

Mas...

Eu amo-a.

Se a amas verdadeiramente...

... vais deixá-la partir.

Shrek?

Senhor.

O que se passa?

Onde é que vais?

Tu não tens nada a ver com isto,

pois não, Harold?

As pessoas não prestam mesmo

Eu acho que isso

já está bem percebido

Aqui têm, rapazes.

Deixe só a garrafa, Doris.

Ei. Porquê essas caras tristes?

Tudo foi apenas um estúpido erro.

Nunca devia tê-la salvo

daquela torre em primeiro lugar.

Eu odeio Segundas.

Não acredito que vais virar as costas

à melhor coisa que te aconteceu.

Que hipótese tenho eu?

Ela ama aquele bonito rapaz,

o Príncipe Encantado.

Vá lá. Ele é assim tão lindo?

Estás a gozar?

Ele é lindo!

Ele tem um rosto que parece

que foi esculpido por anjos.

- Oh. Ele parece um sonho.

- Sabem...

estranhamente, isto não está

a fazer sentir-me melhor.

Olhem, rapazes.

É melhor assim.

A mãe e o pai aprovam,

e a Fiona fica com o homem

com quem sempre sonhou.

Todos ficam a ganhar.

Excepto tu.

Eu não entendo, Shrek.

Tu amas a Fiona.

Certo.

E é por isso

que tenho de a largar.

Desculpe, ela está aí?

Ela está, uh... lá atrás.

Oh, olá outra vez.

Fada Madrinha, Encantado.

É melhor teres uma boa razão para

nos arrastar para este lugar, Harold.

Bem, receio que a Fiona não esteja realmente...

de amores pelo Príncipe Encantado.

- P.S.I., a culpa não é minha.

- Não, claro que não, querido.

Quero dizer, como posso ser encantador

quando tenho que fingir

ser aquele horroroso ogre?

Não, não. Ninguém tem culpa.

Talvez seja melhor apenas

cancelarmos tudo, não?

- O quê?

- Não se pode forçar ninguém a apaixonar-se!

Permita-me discordar.

Eu faço isso o tempo todo!

Faça a Fiona beber isto e ela vai apaixonar-se

pelo primeiro homem que ela beijar,

que será o Encantado.

- Hum... não.

- O que é que disseste?

Não posso. Não o farei.

Isso é que vai.

Se se lembrar, fui eu que vos ajudei

com o vosso "felizes para sempre".

E posso retirá-lo assim

tão facilmente.

É isso que quer? É?

- Não

- Lindo menino.

Agora, temos que ir embora.

Tenho que fazer o penteado

do "Encantado" antes do baile.

Não tem remédio.

Está todo levantado à frente.

Ele não consegue pentear para trás.

Temos que arranjar alguém que o faça.

Obrigado, Mãe.

Mãe?

Hum... Mary!

Um cavalo que fala!

O ogre!

Parem-nos! Ladrões! Bandidos!

Parem-nos!

Os abdominais estão fabulosos

e o musculo glúteo no máximo

hoje à noite aqui no Baile Real

de Muito, Muito Longe!

As carruagens estão alinhadas

saindo delas o melhor da sociedade

como a coalhada e o soro

da senhora Muffet.

Todo os que são importantes

apareceram

para honrar a princesa Fiona

e o príncipe Shrek.

E, oh, mas que bem,

os vestidos estão maravilhosos!

Vejam! o Joãozinho e a Maria!

Para que raio são as migalhas?

E logo atrás deles,

Tom Polegar e Polegarzinha.

Oh, não são adoráveis!

Aí vem a Bela Adormecida!

Velhota cansada.

Quem é este? Quem é este?

Quem é este?

Oh. É a número um, é a única...

É a Fada Madrinha!

Olá, Muito, Muito Longe!

Posso ter um "whoop whoop"?

Que todos os vossos finais

sejam felizes e...

Bem, vocês sabem o resto!

Voltamos já com o Baile Real

de Muito, Muito Longe

Depois destes anúncios.

Detesto estes espectáculos de Bailes.

Aborrecem-me de morte.

Muda para a Roda da Tortura

Não mudo nada, senhor,

até ter visto o Shrek e a Fiona.

Chatos é o que vocês são!

Ei, ratos, passem-me

uma asa de búfalo!

Não, à tua esquerda. À tua esquerda!

- Esta noite em "Cavaleiros"...

- Este sim é um bom programa!

Temos um Bronco branco em direcção a Este

dentro da floresta. Pedimos reforços.

É hora dos Homens de Aço mostrarem

a estes mamíferos loucos

que as suas atitudes inconscientes

não ficam impunes.

Porque me agarram?

Violência policial!

Tenho que falar com a Princesa Fiona!

- Nós avisámos-te!

- Au! Au!

Será que escapam?

Alguém deixou fugir o gato do saco?

Seus cães porcos capitalistas!

Tirem-no de cima de mim!

- Gatária! (erva que provoca euforia nos gatos)

- Isso não é meu.

Encontrem a princesa Fiona!

Sou um burro!

Diz-lhe Shrek...

Sou o marido dela, Shrek!

Rápido! Para trás!

Sou o marido dela, Shrek! Au!

Querida?

Ah. Bem me parecia

que te encontraria aqui.

Que tal uma chávena quente

de chá antes do baile?

Eu não vou.

O Reino todo apareceu

para celebrar o teu casamento.

Só há um problema.

Aquele não é o meu marido.

Quero dizer, repare nele.

Sim, é um pouco diferente,

mas as pessoas mudam

para quem os ama.

Ficavas surpreendida o quanto

mudei pela tua mãe.

Mudar?

Perdeu completamente a cabeça!

Porque não desces até ao baile

e dás-lhe outra oportunidade?

Talvez descubras que gostas

deste novo Shrek.

Mas apaixonei-me pelo antigo.

Dava tudo para tê-lo de volta.

Querida. Esse é meu.

Descafeinado.

Senão fico acordado a noite toda.

Obrigada.

Tenho que sair daqui!

Não nos podem prender assim!

Solte-me!

E os meus direitos Constitucionais?

É suposto dizerem que tenho

o direito de permanecer calado.

Ninguém disse que tinha o direito

de permanecer calado!

Tu tens o direito de ficares calado.

O que te falta é a capacidade.

Tenho que me aguentar antes que,

também eu, fique completamente maluco.

Shrek? Burro?

Demasiado tarde.

Gingy! Pinocchio!

Tirem-nos daqui!

Oh...

Rebentamento!

Atenção aí em baixo!

Rápido! Diz uma mentira!

- O que queres que diga?

- Qualquer coisa, mas rápido!

Diz uma loucura como "estou

a usar roupa interior feminina!"

Estou a usar roupa interior feminina.

- Estás?

- Claro que não!

Parece certamente que estás!

- Não estou nada

- De que tipo?

- É um fio dental!

- Auu! São cuecas curtas!

- Não são nada.

- São sim!

Aqui vamos. Aguenta-te.

Espera, espera, espera!

Au! Au! Ei, ei, ei!

Au!

- Desculpem?

- O que é? Bichano!

Desculpe lá, mas importa-se

de me soltar?

- Desculpe, patrão!

- Parem com as palhaçadas!

Temos de impedir aquele beijo!

Pensava que a ias largar.

Eu ia, mas não posso deixar

que eles façam isto à Fiona.

Boom! É isso o que eu gosto de ouvir.

Olha quem vem ai!

É impossível!

Nunca conseguiremos entrar.

O castelo está guardado.

Há um fosso e tudo!

Malta, parece que estamos no riacho de

chocolate sem um pau de um gelado.

- O que é?

- Ainda conheces o pasteleiro?

Bem, claro!

Ele está em Drury Lane. Porquê?

Porque vamos precisar de farinha.

Montes e montes de farinha.

Gingy!

Liga os fogões, Pasteleiro! Temos uma

grande encomenda para entregar!

Está vivo!

Corre, corre, corre,

o mais rápido que puderes!

Anda, rico, anda!

Ali está, Mongo!

Para o castelo!

Não, seu grande bolo idiota!

Vamos lá!

Mongo! Aqui em baixo!

Olha para o pónei!

Exacto! Segue o lindo pónei!

O lindo pónei quer brincar

no castelo!

Bonito pónei.

Senhoras e senhores

Apresento-lhes a Princesa Fiona

e o seu novo marido, o Príncipe Shrek.

Shrek, o que estás a fazer?

Estou a fazer o meu papel, Fiona.

Isso é brilho nos teus lábios?

Mm. Sabor de cereja.

Queres provar?

- Ugh! Que é que se passa contigo?

- Mas, docinho...

Dó Menor, começa com Dó Menor.

Senhoras e senhores.

Queria dedicar esta música à...

Princesa Fiona e ao Príncipe Shrek.

Fiona, minha princesa.

Concedes-me uma dança?

Para onde foram todos os homens bons

E onde estão todos os deuses?

Dança! Dança!

Aonde está o esperto Hércules

Para combater a desvantagem

crescente?

Desde quando é que danças?

Fiona, minha querida,

se há uma coisa que sei,

é que o amor

está cheio de surpresas.

Pela noite dentro andei às voltas

E sonho com o que preciso

Dá-lhe!

Preciso de um herói

Muito bem, grandalhão!

Vamos dar cabo desta festa!

Homens às catapultas!

Apontar! Fogo!

- Agarrem-se!

- Ooh! Bonito!

O botão de goma não!

Projéctil!

Ha-ha! Está bem!

Algures depois da meia-noite,

Nas minhas mais loucas fantasias

Vai, Mongo! Vai!

Homens aos caldeirões!

Depois de ti, Mongo.

- É isso! Força!

- Cuidado!

Shrek!

Mais calor, menos espuma!

Lá em cima onde as montanhas

se encontram com os céus

Lá onde o relâmpago rasga o mar

Eu podia jurar que está lá alguém

Algures olhando por mim

Força!

Não...!

Vamos!

Cuidado!

Sê bom.

Ele precisa de mim!

Larga-me!

Burro!

Bichano!

Vai! Vai! A tua donzela

precisa de ti! Vai!

Hoje, pago a minha dívida.

Oooh...

Em guarda!

Ele tem que ser forte

E ele tem que ser rápido

E tem que ficar fresco

Depois da luta

Preciso de um herói

- Parem!

- Ei, tu! Afasta-te da minha mulher.

- Shrek?

Não podias voltar apenas para

o teu pântano e deixar-nos em paz.

- Agora!

- Porcos e cobertores!

Pinóquio! Apanha a varinha!

Vejo Londres! Vejo a França!

Uaaaa!

Sou um rapaz de verdade!

Ah! Ah! Aaahhh!

Apanha!

Burro!

Oh!

Sou um rapaz de verdade! Aah!

Oh!

- Ha!

- Ah.

Isso é meu!

Rezem por misericórdia, do bichano...

E do Burro!

Ela tomou a poção!

Beija-a agora!

Não!

- Fiona.

- Shrek.

Harold! Era suposto teres-lhe

dado a poção!

Bem, parece que lhe dei

o chá errado.

- Mãezinha!

- Mãezinha?

Eu disse-te.

Os Ogres não vivem felizes para sempre.

Uoo!

Ah!

Oh, Pai!

Ele está...?

Ele coaxou.

Harold?

Pai?

Esperava que nunca

me visses assim.

- E ele não facilitou contigo!

- Burro!

Não, tem razão.

Peço desculpa.

Aos dois.

Só quis o melhor para a Fiona.

Mas agora vejo...

que ela já o tem.

Shrek, Fiona...

Aceitam as desculpas

de um sapo velho...

e a minha bênção?

Harold?

Desculpa, Lillian.

Só queria poder ser

o homem que mereces.

És mais esse homem hoje

do que alguma vez o foste...

verrugas e tudo.

Patrão! A poção "Felizes para sempre"!

Meia-noite!

Fiona. É isto que queres?

Ser assim para sempre?

- O quê?

- Porque se me beijares agora...

podemos ficar assim.

Farias isso?

- Por mim?

- Sim.

Eu quero o que qualquer

princesa quer.

Viver feliz para sempre...

com o ogre com quem casei.

Aconteça o que acontecer,

não posso chorar!

Não consegues fazer-me chorar!

Uooo!

Não, não, não.

Oh, não.

Ei! Ainda me pareces um

garanhão nobre.

Bem, onde é que estávamos?

Já me lembro.

Ei! Não devíamos estar

a fazer uma "fiesta"?

Uno, dos, quatro, dá-lhe!

Bichano e Burro, todos...

Ela é supersticiosa.

Gatos pretos e bonecos de voodoo

- Canta, Bichano!

- Eu sinto uma premonição

Aquela rapariga vai ser o meu fim

Aqui vamos nós!

Ela está numa de novas sensações

Novos pontapés no candelabro

Ela tem um novo vício

Para todo o dia e noite

Ela vai fazer-te tirar as tuas roupas

E ires dançar à chuva

Far-te-á viver a sua vida louca

Mas vai-te tirar a dor

como uma bala no teu cérebro

De cabeça para baixo

para dentro e para fora

Vivendo "la vida louca"

Eh beleza!

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

- Vivendo "la vida louca"

- Ela vive "louca"!

Vivendo "la vida louca"

- Digam mais uma vez agora!

- Vivendo "la vida louca"

Burro, isso é espanhol!

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Sozinho

Não quero estar

sozinho, nunca mais...

Ei amigo, nós vamos até

ao Clube KIT-KAT.

Vamos, junta-te a nós.

Obrigado compadre.

Não... não estou com disposição.

Nós animamos-te!

Arranjamos-te um burro simpático!

Ei, querida!

É a minha miúda!

Isso! Vamos lá!

Querida, onde estiveste?

Também lamento.

Devia ter ficado. Mas o Shrek

tinha que fazer esta coisa.

O quê? Repete mais uma vez.

Do que estás a falar?

A sério?

Papá!

Vejam os nossos bebés mutantes!

Tenho que arranjar um trabalho

3 Comments Matheus Henrique top

4 days ago 0 Supremewizard9 VO MANDAR PROS MEU FRIENDS DO DISCORD

8 days ago 0 Supremewizard9 PUTAKIPARU O ROTERO DO SHEREKE 2 MANOOOO

8 days ago 0

Next Up O que vocês gostariam de novo aqui na comunidade ?

10  5

. . Shrek Terceiro vem recheado de novidades. Os bebês ogros - que, aliás, são umas fofuras -, o novo rei, novos personagens, maior participação das princesas e da rainha, etc. Mesmo sendo o terceiro filme, Shrek não decepciona na trilha sonora, trazendo a lindíssima música de Damien Rice, 9 Crimes, entre outros sucessos. Além do filme ser uma animação de muitos risos involuntários ecoando pela sala de cinema, Shrek vem com uma lição de vida: é preciso acreditar em si mesmo para que as pessoas acreditem em você. O que, ao meu ver, é bastante positivo, levando em conta que o maior público ainda é o infantil. . Shrek 5 já foi confirmado pela Dreamworks Pictures. Agora é só sentar e se preparar pra rir à beça! Gabriela Rocha às 17:20 Um comentário:

JIMINISMYLIFE5 de março de 2021 21:09 filme muito bom!!!


Responder The Script você também vai querer seguir o roteiro.

sábado, 16 de junho de 2007 Shrek Terceiro (Shrek Third, EUA, 2007)



Gênero: Animação - Comédia Duração: 93 min Origem: EUA Estréia - EUA: 18 de Maio de 2007 Estréia - Brasil: 15 de Junho de 2007 Estúdio: Dreamworks Pictures Direção: Raman Hui, Chris Miller Roteiro: Peter Seaman, Jeffrey Price Produção: Jeffrey Katzenberg, John H. Williams, David Lipman, Aron Warner .

Ser rei não é para qualquer um, principalmente se você for um ogro genioso que fede a fundo de pântano. Quando Shrek casou com Fiona, a última coisa que ele queria era governar o reino de Tão Tão Distante, mas quando, de uma hora para a outra, o seu sogro, Rei Harold, começa a coaxar, Shrek é levado rapidamente a substituí-lo. Agora, se o relutante rei interino não encontrar o rei perfeito para o cargo, ele estará “realmente” encrencado pelo resto de sua vida. E como se isso tudo não bastasse, a Princesa Fiona ainda tem mais uma pequenina surpresa a caminho... Sufocado com as tarefas de governar o reino e a iminente paternidade, Shrek decide encontrar o único herdeiro possível para o trono, Arthur, um primo de Fiona desaparecido há muito tempo. Enquanto o ogro vai em busca de Arthur, seu antigo inimigo, o Príncipe Encantado, sacode a bela cabeleira e volta ao reino de Tão Tão Distante com sua mente pequena preenchida de vingança. Mesmo tendo o Burro e o charmoso Gato de Botas ao seu lado, bem como a ajuda de Fiona e suas amigas princesas, Shrek e Arthur terão que se esforçar muito se quiserem ter um final feliz. O que começou como um conto infantil de William Steig transformou-se em uma das franquias mais adoradas e de maior sucesso da história do cinema. Ao transformar críticos e público em fãs no mundo todo, a franquia SHREK teve uma receita de US$ 1,4 bilhão de dólares nas bilheterias e vendeu mais de 90 milhões de DVDs; além disso, SHREK ganhou o primeiro Oscar® de Melhor Filme de Animação, em 2002. Em seguida, a experiência multissensorial e multimídia do Shrek 4D, apresentada no parque temático dos Universal Studios, em Orlando, ampliou o universo do personagem e fez a ponte entre a primeira aventura e o fenômeno SHREK 2 — que se destacou como uma das maiores bilheterias (nos primeiros cinco dias de exibição) de todos os tempos. Esse sucesso monstruoso tornou-se a terceira maior renda de todos os tempos com um total em bilheterias no mundo inteiro de US$ 920 milhões de dólares, e 40 milhões de DVDs vendidos.






. .











. . Shrek Terceiro vem recheado de novidades. Os bebês ogros - que, aliás, são umas fofuras -, o novo rei, novos personagens, maior participação das princesas e da rainha, etc. Mesmo sendo o terceiro filme, Shrek não decepciona na trilha sonora, trazendo a lindíssima música de Damien Rice, 9 Crimes, entre outros sucessos. Além do filme ser uma animação de muitos risos involuntários ecoando pela sala de cinema, Shrek vem com uma lição de vida: é preciso acreditar em si mesmo para que as pessoas acreditem em você. O que, ao meu ver, é bastante positivo, levando em conta que o maior público ainda é o infantil. . Shrek 5 já foi confirmado pela Dreamworks Pictures. Agora é só sentar e se preparar pra rir à beça! Gabriela Rocha às 17:20 Um comentário:

JIMINISMYLIFE5 de março de 2021 21:09 filme muito bom!!!


Responder

‹ › Página inicial Visualizar versão para a The Script você também vai querer seguir o roteiro.

sábado, 16 de junho de 2007 Shrek Terceiro (Shrek Third, EUA, 2007)



Gênero: Animação - Comédia Duração: 93 min Origem: EUA Estréia - EUA: 18 de Maio de 2007 Estréia - Brasil: 15 de Junho de 2007 Estúdio: Dreamworks Pictures Direção: Raman Hui, Chris Miller Roteiro: Peter Seaman, Jeffrey Price Produção: Jeffrey Katzenberg, John H. Williams, David Lipman, Aron Warner .

Ser rei não é para qualquer um, principalmente se você for um ogro genioso que fede a fundo de pântano. Quando Shrek casou com Fiona, a última coisa que ele queria era governar o reino de Tão Tão Distante, mas quando, de uma hora para a outra, o seu sogro, Rei Harold, começa a coaxar, Shrek é levado rapidamente a substituí-lo. Agora, se o relutante rei interino não encontrar o rei perfeito para o cargo, ele estará “realmente” encrencado pelo resto de sua vida. E como se isso tudo não bastasse, a Princesa Fiona ainda tem mais uma pequenina surpresa a caminho... Sufocado com as tarefas de governar o reino e a iminente paternidade, Shrek decide encontrar o único herdeiro possível para o trono, Arthur, um primo de Fiona desaparecido há muito tempo. Enquanto o ogro vai em busca de Arthur, seu antigo inimigo, o Príncipe Encantado, sacode a bela cabeleira e volta ao reino de Tão Tão Distante com sua mente pequena preenchida de vingança. Mesmo tendo o Burro e o charmoso Gato de Botas ao seu lado, bem como a ajuda de Fiona e suas amigas princesas, Shrek e Arthur terão que se esforçar muito se quiserem ter um final feliz. O que começou como um conto infantil de William Steig transformou-se em uma das franquias mais adoradas e de maior sucesso da história do cinema. Ao transformar críticos e público em fãs no mundo todo, a franquia SHREK teve uma receita de US$ 1,4 bilhão de dólares nas bilheterias e vendeu mais de 90 milhões de DVDs; além disso, SHREK ganhou o primeiro Oscar® de Melhor Filme de Animação, em 2002. Em seguida, a experiência multissensorial e multimídia do Shrek 4D, apresentada no parque temático dos Universal Studios, em Orlando, ampliou o universo do personagem e fez a ponte entre a primeira aventura e o fenômeno SHREK 2 — que se destacou como uma das maiores bilheterias (nos primeiros cinco dias de exibição) de todos os tempos. Esse sucesso monstruoso tornou-se a terceira maior renda de todos os tempos com um total em bilheterias no mundo inteiro de US$ 920 milhões de dólares, e 40 milhões de DVDs vendidos.






. .











. . Shrek Terceiro vem recheado de novidades. Os bebês ogros - que, aliás, são umas fofuras -, o novo rei, novos personagens, maior participação das princesas e da rainha, etc. Mesmo sendo o terceiro filme, Shrek não decepciona na trilha sonora, trazendo a lindíssima música de Damien Rice, 9 Crimes, entre outros sucessos. Além do filme ser uma animação de muitos risos involuntários ecoando pela sala de cinema, Shrek vem com uma lição de vida: é preciso acreditar em si mesmo para que as pessoas acreditem em você. O que, ao meu ver, é bastante positivo, levando em conta que o maior público ainda é o infantil. . Shrek 5 já foi confirmado pela Dreamworks Pictures. Agora é só sentar e se preparar pra rir à beça! Gabriela Rocha às 17:20 Um comentário:

JIMINISMYLIFE5 de março de 2021 21:09 filme muito bom!!!


Responder

‹ › Página inicial Visualizar versão para a web Perfil Minha foto Gabriela Rocha Embu, São Paulo, Brazil O que restou da última cena. Visualizar meu perfil completo Tecnologia do Blogger. web Perfil Minha foto Gabriela Rocha Embu, São Paulo, Brazil O que restou da última cena. Visualizar meu perfil completo Tecnologia do Blogger.

‹ › Página inicial Visualizar versão para a web Perfil Minha foto Gabriela Rocha Embu, São Paulo, Brazil O que restou da última cena. Visualizar meu perfil completo Tecnologia do Blogger. v v v Anônimo Ama RichalysonAnônimo Ama Richalyson Anônimo Ama Anônimo Ama Richalyson Roteiro do Shrek Email: [email protected] Login Register English pdfcoffee.comjajahaj

Home Shrek (Roteiro) Shrek (Roteiro)



S hrek O musical Roteiro de: Miguel Pisa Magevski Nome:______________________. Personagens: Shrek pequeno- zangado Sh

Views 9,496
Downloads 96
File size 91KB
Report DMCA / Copyright

VACINA DE XIXI VACINA DE XIXI VACINA DE XIXI VACINA DE XIXI

Citation preview S hrek O musical Roteiro de: Miguel Pisa Magevski

Nome:______________________.

Personagens: Shrek pequeno- zangado Shrek Fiona Burro Lorde Farquaad Pinóquio Lobo mau-guarda dois Bruxa má Mamãe ogra-Dragona Guarda 1-Frei Peter Pan – guarda três Porquinha um- moradora de Duloc - rata cega Porquinha dois- moradora de Duloc - rata cega Porquinha três -moradora de Duloc - rata cega Fada madrinha- biscoito – Fiona jovem Fiona pequena

Ato um CENA I Shrek: era uma vez, um pequeno ogro chamado Shrek, no qual, vivia numa arvore com seus parentes, era um lugar pequeno e nojento, mas ele era feliz, pois ogros gostam de lugares assim, no dia de seu aniversário de sete anos, sua mãe o chamou para uma conversa, no qual é uma tradição, e todos os pequenos ogros deviam seguir. Mamãe ogro: Filho meu que cresce tão depressa Cresce mais e não vai parar A hora vem ai À hora de partir Sete anos Sete anos Já ta bom pra se virar Mamãe fez sanduíche pra você também pus cobertor, pois vai nevar Orgulho dos seus pais Jamais olhar pra trás Sempre em frente Sempre em frente Você vai, vai se encontrar É um mundo grande e feliz Com céu azul sobre nós A vida é legal e faz bilu-bilu Mas não pra tu É um mundo grande e feliz E tudo é diversão, tudo é cor Amigos pra brincar Festa pra chuchu Mas não pra tu Filhinho meu Meu bem a gente é feio E o povo então. Não quer olhar pra nós E toma palavrão E toma tropeção Vem pra nos caçar E calam nossa voz Sendo assim você precisa achar seu canto Algum lugar difícil de encontrar

Porém se alguém chegar Você tem que assustar bem Bota medo Bota medo Só assim pra não dançar Adeus! Cuidado com os homens maus (Shrek passa em lugares e assusta moradores) *** Shrek: Eu não quero um mundo feliz Já sou feliz aqui, como eu sou Com tudo que é meu Portanto vejam bem Eu não quero um mundo feliz Na festa mando eu e só eu Faço o que eu quiser Eu convido e vou também Pegue o mundo azul de vocês Com ursinhos e unicórnios E enfie num lugar Bem fundo e bem quentinho, sim Eu prefiro a vida assim Não sou tão complicado Eu nasci pra ser sozinho E pra sempre detestado Todo livro fala em mim Como um degenerado Mas tudo bem Pois tanto faz caguei pra ser amado Caguei pro mundo belo e feliz Eu tenho o meu, meu mundinho só meu Que não é belo e nem é feliz Mas é meu! É todo meu! Ele é meu! Ele é meu!

CENA II (Shrek após cantar a musica entra em casa, no qual aparecem as criaturas de contos de fadas que seguem um guarda do lorde Farquaad).

Guarda: vejam! Aqui que vocês iram morar! Não liguem para a lama, logo se acostumam! E não reclamem! Vocês leram o decreto do lorde Farquaad! Pinóquio: sim lemos! (agora ele fala com um tom debochado) todas as criaturas de contos de fadas, estão completamente banidas de Duloc. Todos os frutinhas e bobões serão levados para a “reabilitação” (ele faz aspas com as mãos) Guarda: sem graça! quando eu chamar seus nomes dê um passo à frente! Pinóquio, a marionete! Pinóquio: não sou uma marionete! Sou um menino de verdade! (o nariz dele cresce) Guarda: ali vai ser seu pedaço de lama! Pinóquio: muitíssimo obrigado! (ele senta num tronco) Pinóquio: cara eu vou te contar! Às vezes ser uma criatura de contos de fadas é um saco! Pinóquio: Ai, a vida é um saco Eu to sempre mal Tenho esse nariz Que me trai e diz Que eu sou Pinóquio Não da pra mentir É uma vida feia Bobo aqui na luz E dentro da baleia É uma vida uó, é sim! É uma vida uó Guarda: porcas! Procurem um lugar perto daquela arvore! Não tão perto! Nem Tão longe! Acertou! Dói, a vida é dura Expulso, sem lugar Quebraram meu poder Botaram pra correr Sopraram nosso lar Ai, a caça às bruxas fada ta no chão fada se ferrou

Que bosta de chapéu To gorda pra dedéu Rasgaram o traje de vovó E o povo só faz me dar coió É uma vida uó Todo mundo chuta Ninguém ta nem ai E ninguém te escuta É uma vida de cão guarda: e lembre-se, se virmos vocês lá em Duloc, serão executados! É uma vida de cão Eu que sonhava com finais felizes Não vai rolar Tudo ilusão Eu que sonhava em ser feliz pra sempre Será que sou? Sou não, sou não, sou não! É uma vida uó Sempre pelas bordas Sempre a escuridão Sempre atrás das cordas Sempre sem ninguém Sempre alguém diz não Sempre alguma voz pra xingar de aberração Essa vida é uó, Yes sir Essa vida é uó, oh yeah Essa vida é uó! Shrek: oque estão fazendo no meu pântano?! Pinóquio: aiiii meeeeu Deeeeus! Fomos forçados a vir pelo lorde Farquaad! Porca um: ele soprou Porca dois: bufou Porca três: e assinou nossa ordem de despejo! Shrek: forçados? Então vão embora, não é problema meu! Porcas: não podemos voltar! Farquaad vai nos transformar em linguiça! Bruxa má: ei! Porque você não vai falar com ele!

Pinóquio: sim! A você ele ouviria (ele chega bem perto dele) você é assustador! Shrek: isso quer dizer que eu sou um ogro! E isso significa que eu fico no meu pântano! Vocês nunca leram os livros? Lobo mau: aqueles livros que falam que eu sou um grande lobo mau! (todos riem) Bruxa má: aquelas que falam que eu sou uma bruxa má! (todos riem) Pinóquio: sim! E aquelas que falam que eu sou um menino de madeira!(todos ficam quietos) que foi! Eu sou não sou um menino de madeira (o nariz dele cresce) isso é problema de glândula, sabia? Bruxa má: olha aqui ogro! Nós não queremos ficar aqui tanto quanto você, então se você convencer o Farquaad, todos seremos felizes! Peter pan: sempre sonhei com um final feliz! Fada madrinha: é! Estava no meu horoscopo! Shrek: está bem! Já entendi! Vou atrás desse tal “lorde Farquaad”! mas... (todos entram na casa do Shrek) Shrek: esperem! Não mexam nas minhas coisas! (fada madrinha abre a porta) Fada madrinha: não morra!

CENA III Shrek: Aiai! Cada dia tem mais um maluco! (ele olha pra uma placa) pântano... Duloc... Burro? (um burro sai pela rampa e vem correndo pela escada, no qual, atrás dele vem correndo o guarda um) (o burro fica atrás de Shrek) Burro: oi como vai! Você não tá a fim de ajudar um burrinho hoje? (o guarda se assusta com o Shrek) Guarda: sai daqui sua aberração! Shrek: ei! Isso não foi tão gentil! (ele vira pra trás) Ele é só um burro! Guarda: por ordem de Farquaad, estou autorizado a levar vocês para a cadeia!

Shrek: cadeia?(ele dá uma curta risada, e dá um rugido, o guarda fica paralisado) essa é a hora em que você sai correndo! Guarda: mamãe! (ele sai correndo) Shrek: e não volte mais! Burro (impressionado): aquilo foi incrível! Diga, você está perdido ou oque? Shrek: estou tentando ir para Duloc! Burro: Duloc! Duloc! Eu sei tudo sobre Duloc! Me leve com você! É porque sou tipo um GPS com pelos! Shrek: não, muito obrigado! Sou melhor sozinho Burro: mas ninguém fica melhor sozinho! Eu posso te ajudar! Esse lugar está ficando cada vez mais maluco, temos que nos unir! Não posso voltar pra jaula, não sei se você sabe, mas eu fiquei seis anos na solitária porque eu me passei por uma piñata! (Shrek dá um rugido) Burro: quer uns halls? Olha se o barulho não der certo, o bafo dá conta do recado! Shrek: olha pra mim! Oque eu sou? Burro: verde pra caramba? Feio? Shrek: Eu sou um ogro! Sabe “peguem suas tochas e forquilhas”! Isso não te incomoda? Burro: não! Bem! Gostei de você! Qual o seu nome? Shrek: Shrek Burro: Shrek? Você dá Uma de “eu não ligo para oque as pessoas pensam sobre mim”! Eu gosto disso, eu respeito isso! Você é legal! (Shrek tenta fugir) Burro: por favor! por favor! por favor! por favor! por favor! A gente é tipo lé com cré, velcro, gordo e bolo juntos, e dunots, oque combina com dunots? Dunots e diabetes! Shrek: está bem! Mas só porque estou perdido! Mas, com uma condição! Deixa o tagarelar no mínimo! Burro: está bem! Você não vai se arrepender! Shrek: tarde demais!

Burro: Shrek e burro! Dois amigos em busca à cidade grande! Isso daria um bom nome pra um filme! Espere! Vamos fazer um filme! Você tem uma câmera? (eles saem de cena)

CENA III (lorde Farquaad sai da porta) Lorde Farquaad: estou pronto! Tragam o biscoito! (os guardas trazem) Biscoito: ah! É você! Lorde Farquaad: e quem seria Biscoito: sei lá! A chapeuzinho vermelho tentando me comer! (Lorde Farquaad concorda) Lorde Farquaad: você está aqui por um motivo! Onde estão os outros? Biscoito: que outros? Lorde Farquaad: fale sua aberração! Biscoito: vai ter que me comer! Lorde Farquaad: não vou te comer, vou fazer pior! (ele tenta pegar os botões de jujuba do biscoito) Biscoito: não! Não meus botões de jujuba! Lorde Farquaad: então me diga! Biscoito: está bem, sabe o soldado? Lorde Farquaad: o soldado? Biscoito: sim o soldado! Ela é casada com ele! Lorde Farquaad: o soldado? Biscoito (gritando): o soldado! Guarda dois: Lorde Farquaad... Achamos oque você tanto queria! Lorde Farquaad: espera! Não fala! É um... Pônei metade unicórnio magico encantado? Guarda três: não! É o espelho magico! Achamos em oferta! Lorde Farquaad: (que estava feliz, fica serio) traga-o! e leve esse biscoito para o pântano! (os guardas levam o biscoito)

(projeção do espelho) Lorde Farquaad: espelho, espelho, meu! Existe algum reino mais perfeito do que o meu? Espelho: Duloc é uma terra maravilhosa, mas você se esqueceu de um detalhe, tecnicamente, aqui não é um reino, você não tem um titulo de realeza! Lorde Farquaad: oque! Espelho: espere! Disse que você não tem não que você não pode ter! Agora se prepare! Pois você está dentro do “quem vai ser sua princesa”, escolha a alternativa um: cinderela, uma mulher que gosta de limpar as coisas, e curte musica clássica, gosta de sushi, e ainda é divertida! Lorde Farquaad: gostei da vassoura! Espelho: alternativa Dois: branca de neve, ela é linda, além disso, pode viver numa casa com sete homens, paciente, capaz de esperar num caixão de vidro seu beijo do amor verdadeiro! Lorde Farquaad: ela vem numa tupperware! Espelho: três: ela vive numa torre cercada por lava quente! Gosta de coquetéis de pina colada, e coisas luxuosas! Fiona esteve presa numa torre durante vinte anos cercada por um dragão! Lorde Farquaad: qual gente (pergunta pra plateia) não tem quatro! A alternativa três. Espelho: espere tem um fato... Lorde Farquaad: já escolhi, vamos, tenho que encontrar algum idiota para ir busca-la!! (Lorde Farquaad sai) Espelho: eu tentava dizer que, com sete anos, uma bruxa a enfeitiçou, fazendo com que ela de dia seja uma menina linda, e de noite, uma ogra horrenda. (sai espelho, a torre de Fiona aparece). Fiona pequena: hora de ler contos! Rapunzel ta lá na torre Ai meu Deus, igual a mim Quer um corte de cabelo Mas a bruxa não

diz sim Então ela só canta Igual a um certo alguém O tempo passa e ela ali... O tempo passa? Oh Oh Que vida

torturante Não me lembro dessa parte Só pensa em se matar Vou pular, vou pular Mas Rapunzel no fim

Tem sorte de encontrar Um príncipe espertinho Que vem pra resgatar Eu já sei que ele vem Pois toda historia tem um truque Eu sei que vai chegar a minha vez Quantos dias? 23 É hoje eu sei! É hoje eu sei! Fiona jovem: vamos ler esse, é um clássico! A princesa ta em coma Ela lá e eu aqui Num caixão que é de vidro Como ela faz xixi? Bla Bla Bla maçã, veneno Que madrasta chata e má Historinha mais sem graça Sete anões, enxada e pá. Vou pular, vou pular Mas no final da historia Ela despertou E o príncipe beijando

A desenfeitiçou Eu já sei que ele vem Casamento, maravilha Com data e com festa por um mês No dia 923 É hoje eu sei! É hoje ele vem! (Fiona adulta) A princesa, qualquer uma Todas são iguais a mim Mais ou menos, eu to nessa E elas lá no seu jardim Bem casadas para sempre E eu ainda infeliz Muita historia, pouca ação Ops, oque que eu fiz? Corta ao meio, corta as partes Corta o Bla Bla Bla Sai vilão e carruagem Que é pra historia não parar Corta o monstro, corta a praga Corta a estrofe, corta a saga Vem depressa, depressa Depressa, depressa

CENA IV Shrek: aqui burro! O castelo do tal “Farquaad”

Depressa! Mas eu sei que ele vem Mesmo eu sendo assim doidona Maluca, estranha e bipolar Mas ele vai me aceitar E entender Que no fim da maratona O prêmio sou eu, é só pegar No dia... Cê ta ai Deus? Sou eu Fiona! Sou eu Fiona! Eu já sei que ele vem Pois toda historia tem um truque Pra fazer acontecer o que é melhor Ele vem, vem me ver É lindo, fez um book Eu sei que vai chegar a minha vez No dia 23 No dia 900 e... No dia 8423 É hoje eu sei! É hoje eu sei! É hoje eu sei! É hoje eu sei! Eu sei que ele vem!

Burro: não disse que encontraria! Shrek: aqui é meio estranho! Burro: espera! Quero comprar um refri! Shrek: não vamos comprar refri! (eles saem) Moradores: Aqui em Duloc é tão bom viver Nossas regras já vamos te dizer No jardim não mijar Todos cumprimentar Tudo aqui é perfeição Na cabeça xampu Lave bem o seu... Pé! Em Duloc, em Duloc Tudo aqui é perfeição moradora três: e agora, o homem que fez tudo isso! Um exemplo de coragem! Lorde Farquaad! Lorde Farquaad: ah! São vocês! Muito tempo atrás A coisa era feia Eram tantos monstros Mandei lá pra cadeia Eu disse nananinanão Um defeito só E eu já não aceito

Eu não quebro a regra Só passa o que é perfeito E então... E então Tudo é tão perfeito em Duloc (É bom demais) Fui eu que dei um jeito em Duloc (Não tem mais, mais) Criei o meu modelo É tudo planejado Nyemair Duloc agora é o selo Tudo é mais que o dobro em Duloc (É mais e mais) Em Duloc Mulheres são fatais Os homens faceiros Pois no meu governo A moda vem primeiro Ei nananinanão O meu castelo é bem Mais alto que as torrinhas Cartão postal com fotos A venda em mil

lojinhas E então... E então E então... E então Então Não há mais mendigos em Duloc (Mandou matar) São lindos os umbigos de Duloc (É pra mostrar) Não há poeira e mofo E o povo diz: Que fofo! Tudo é bom demais Só em Duloc E é por minha causa Que Duloc continua sempre assim Só desenvolvendo Crescendo, crescendo E ele cresce, e cresce, e cresce E já cresceu É preciso acertar (A gente é assim Perfeito e feliz Um passo que errar Ta frito de vez) Eu não deixo passar

(Foi ele quem deu Niemeyer ta Tudo é bom demais as aulas de jazz chocado! Só em Duloc Flamenco e ballet, Tudo aqui é mais Só em Duloc só passa com 10) Tudo é mais que Mais, mais, mais, tudo é planejado mais mais, mais! Lorde Farquaad: moradores! Agora a hora mais esperada! O sorteio para que o ganhador trague a princesa Fiona para mim e... shrek: o Fatima Bernardes! Vamos acabar com esse encontro! Moradores/lorde Farquaad: ogro! (todos saem e deixam lorde Farquaad sozinho) Lorde Farquaad: não me deixem! Shrek: você é tal Lorde Farquaad? Lorde Farquaad: talvez! Meu nome te põe medo? Shrek: não, mas seu chapeuzinho sim! (ele fala num tom irônico) agora me dê meu pântano de novo! Não aguento mais aquelas criaturas! Lorde Farquaad: desculpe, mas seu pântano pertence à província de Duloc! você é uma espécie de Hulk feio, e maravilhosamente descartável, povo de Duloc! Nós temos um vencedor! Ogro! Tudo oque você tem que fazer é uma tarefa, e eu te darei a escritura do pântano! Shrek: e qual é a tarefa? Lorde Farquaad: a senhora Duloc poderá te levar até a porta, e ela te explicam! (saem) Lorde Farquaad: povo de Duloc! Temos uma rainha! Tudo é bom de mais (tudo é bom de mais) Tudo é bom demais Só em Duloc (só em Duloc) E nada vai me abalar

CENA V Burro: eu não entendo, porque você não o assustou e forçou-o a te dar a escritura? Shrek: porque ser ogro não é só isso, eles não ficam assustando os outros o tempo todo! Veja! Ogros são como cebolas!

Burro: eles fedem? Shrek: não Burro: eles te fazem chorar? Shrek: não! Burro: quando você os deixa no sol, ele fica marrom e solta àqueles pelinhos? Shrek: não! Camadas! Ogros e cebolas têm camadas! Burro: camadas? Mas nem todo mundo gosta de cebolas! Pavê! Pavê tem camadas! E todo mundo gosta de pavê! Você já ouviu alguém dizer: “ei cara, vamos comer pavê?” e o outro responder: “de jeito nenhum, odeio pavê”? Sabe oque é melhor que pavê? Shrek: eu não ligo! Burro: acho que pavê é a comida mais gostosa de todo o planeta! Shrek: hoje deve ser o dia mais longo de todos! (eles saem) (cenário dragão) Burro: Shrek! Acho que aqui não é tão seguro! Shrek: que se dane segurança quero o meu pântano! Burro: acho que vou ficar aqui te esperando! Shrek: que fique! Olhe (ele pega o capacete) isso vai ser útil! (Shrek sai burro fica morrendo de medo) Burro: ai, meu deus, por favor, me salva! (aparece um dragão) Mais uma vez chegou alguém Pra me acordar com nhenhenhém Quero dormir e um chato vem Vem me acordar A persiana eu já baixei Porta e portão já tranquei Mas você não sabe a lei

E vem me acordar E acordar e acordar Pois vai ficar, e vai ficar Cê vai ficar Pra sempre Pra sempre Eu não nasci pra ser a babá da bonitinha Ninguém ta nem ai

Ninguém quer tirar casquinha Não sou linda, nem princesa Quem me olha nunca, nunca Nunca leva *** Eu gosto até demais De um mulherão grandão enquanto tu,

Tu ta blefando Se quer amor, chega de ira, vem com o papai, que as mina pira! *** Não sou linda, nem

princesa Mas eu tenho certeza Quem me olha nunca, nunca Nunca leva Pois vai ficar, e vai

ficar, Cê vai ficar Pra sempre Eu vou te amar aqui pra sempre Eu e você aqui pra sempre mais Pra sempre

CENA VI (torre de Fiona) Shrek (in off): tem alguém aí? (Fiona percebe o Shrek, se arruma, pega um buque de flores e deita na cama) Shrek (já na torre): ah! Ótimo! Mais uma princesa com narcolepsia! Acorda! (Fiona acorda) Shrek: agora vamos logo! Fiona: espera! Shrek: não! Fiona: hoje é o dia mais feliz da minha vida e... Shrek: vem logo mulher! (Shrek pega Fiona no colo e leva ela para baixo) (sai torre, cenário dragão). Shrek: vem burro! Burro: não precisa falar duas vezes! tenho que ir! Dragona: não! (dragona vai atrás dos três, mas não consegue alcança-los).

CENA VII Shrek: ainda bem que conseguimos sair! Fiona: quero ver o rosto do meu príncipe! (burro começa a rir descontroladamente) Fiona: que foi! Quero ver o rosto do príncipe em que irei dar o beijo do amor verdadeiro! Burro: Shrek? Amor verdadeiro?

(eles riem) Fiona: tire o elmo! (Shrek tira o elmo, a princesa toma um susto). Fiona: você é um ogro? Burro: vai nessa que é o que tem pra hoje. Olha! Ele é feio, mas é simpático, olha aqui o sorriso, sorri pra moça (Shrek sorri) deus que me livre! Sorri não, sorri não! Shrek: não se preocupe! “Seu príncipe encantado” não sou eu! É lorde Farquaad! Vamos trazê-la a Duloc! Assim, recuperarei meu pântano! Fiona: ah! Tomei um susto agora! Burro: mas deixe pra lá! Vamos curtir os pássaros e o por do sol! Fiona: por do sol? Precisamos acampar! Shrek: não, a gente pode chegar até... Fiona: preciso de um lugar para acampar! (eles se assustam com o tom de voz da princesa) Shrek: tem uma caverna aqui perto! Burro: isso não é lugar de princesa! Fiona: não tem problema! Agora boa noite! Burro: princesa, eu posso contar umas historias pra você dormir! Fiona: eu disse: BOA NOITE! Burro: gostei dela! Agressiva mas gostei (blackout) Fiona (in off): de dia de um jeito, de noite de outro, essa deve ser a norma, até encontrar o primeiro beijo do amor verdadeiro e, em seguida, tomar a forma verdadeira.

CENA VIII Burro: Shrek, eu estive pensando, nós escapamos de um dragão, salvamos uma princesa de uma torre, e agora estamos num acampamento a caminho de um castelo de um anão! Então... Poderíamos ser qualquer coisa! Eu queria ser um daqueles cavalos, os garanhões do hipismo, claro que teria que colocar um mega-hair e tals... Oque você quer ser? Shrek: não quero ser ninguém!

Burro: que foi cara, porque você é assim, parece que você tá de mal com o mundo! Shrek: esse é o problema, não estou de mal com o mundo, é o mundo que está de mal comigo, você viu como a princesa reagiu, é sempre assim, quando olham pra mim, saem correndo ou tentam me atacar! Elas fogem de mim mesmo antes de me conhecer! É por isso que eu prefiro ficar sozinho! Burro: mas quer saber, quando eu te vi pela primeira vez, não te achei tão horroroso e nojento quanto você falou, eu te achei feinho... (os dois dão uma risada leve) Burro: então me diz cara, quem você queria ser? Talvez eu fosse um dia Herói com capa e espada Armadura armada Brilhando os meus metais Talvez, quem sabe, um viking Daqueles que há nos livros Matando sem motivos Imensos animais E navegar e descobrir Um mundo mais distante Vencer o mar e consultar o céu Um cavaleiro errante Um outro eu Um outro eu Poeta eu seria Poeta de outra historia Onde toda glória Consiste em não mentir E para os céus diria Pros astros espalharem Na lua desenharem E o mundo descobrir O que eu pensei, o que eu senti Meu verso, meu encanto Buscar em mim, meu coração Dizer com poesia e espanto Que dói viver Que dói viver o ogro sempre está a sombra a se esconder

Por sob o ogro tem Tanta sombra e solidão Então ai se eu pudesse E se um herói eu fosse Quanta historia doce teria pra contar Então ai se eu pudesse Na torre eu subisse Donzela que eu salvasse Nos braços carregar E os guardas vem pra me atacar Destruirei com calma Nos braços meus, quando ela vem Está feliz e salva Pois somos nós e só nós dois Estrelas no caminho Um beijo só e o meu final feliz O herói não mais sozinho No fim não mais sozinho Vencendo no fim Um mundo lindo e feliz Mas não pra mim o ogro sempre está a sombra a se esconder Por sob o ogro tem Tanta sombra e solidão Solidão.

Mas eu sei (então ai se eu pudesse) que ele vem (se um herói eu fosse) pois os livros nunca mentem (Quanta historia doce teria pra contar) pois os livros nunca mentem (Então ai se eu pudesse) as historias vão modernizar (Na

torre eu subisse) são irreais (donzela que eu salvasse) Nos braços carregar (ah) Final feliz existe E assim há de ser!

Ato dois CENA I Fiona: Ah! Que dia lindo! Estou linda! e de manha eu sou mais eu! Olhe! (ela fala com um pássaro) Pássaro: cheep cheep cheep cheep, cheep cheep cheep chepp!! Fiona: mais eu! Pássaro: cheep cheep cheep cheep, cheep cheep cheep chepp!! Fiona: mais eu Pássaro: cheep cheep cheep cheep, cheep cheep cheep chepp!! Fiona: mais eu! (o passaro explode) Fiona: ai Socorro! Burro: coitado! Como você fez isso? Shrek: café! Burro: ah! Fiona: não! É que estou animada para encontrar meu príncipe encantado! Shrek: é! Fique animada, há poucos homens da estatura de farquaad (burro e Shrek riem) Burro: é, pois você ANAO consegue fazer lorde Farquaad fechar a matraca! (burro e Shrek riem)

Shrek: por isso é melhor você abaixar suas expectativas! (o burro cai de tanto rir) Fiona: do que vocês estão rindo! Hoje eu vou casar! Vou ter uma festa enorme e minha lua de mel no Havaí! Shrek: claro! Ele é um surfista de micro-ondas! (burro e Shrek riem) Fiona: oque foi? Shrek: aqui princesa! Seu príncipe não é tão grandioso assim! (burro e Shrek riem) Fiona: eu esperei 20 anos da minha vida por um cavalheiro, no dia que eu consegui vocês não irão estragar tudo! Minha vida foi péssima! Shrek: péssima? Naquela torre aconchegante? Eu fui abandonado no meio do nada! Ah claro! Tinha que economizar no shampoo? Fiona: não está tentando comparar sua vidinha com a minha não é? Shrek: não! Só quero dizer que você não é a “miss universo” das crianças traumatizadas! Lá na torre eu só tinha Só meu tédio, coisa minha Dava voltas sempre em torno E na volta... Todo dia o mesmo pão O mesmo gosto e a sensação Todo dia a mesma historia Pra mim nenhuma gloria Da janela a mesma vista Mundo feio lá na pista E eu no quarto De onde eu nunca parto

20 anos e eu sentada Eu sempre dedicada Nas paredes fui riscando Cada dia fui somando Eu sofri mais que você Sofri mais que você Yeah, yeah, yeaaaah Sofri mais que você Sofri mais que você *** Tudo bem, que historia triste Ó princesa, tu

sofreste Reconheço teu malogro Mas eu tive o dobro Multidões me perseguindo Com as tochas me queimando Acha pouco? Eu quase fui pro fogo! E eu fugi igual ao um rato Montanha, morro ou mato Quem é ogro sabe o gosto E no caso, é só desgosto Eu sofri mais que você

Sofri mais que você Yeah, yeah, yeah, yeah Sofri mais que você Sofri mais que você * Todo dia o mesmo pão O mesmo gosto e a sensação (Ninguém chegou) Todo dia a mesma historia Pra mim nenhuma gloria (Nenhum alô Da janela a mesma vista (Nenhum sinal)

Mundo feio lá na pista E eu no quarto De onde eu nunca parto (Sem Páscoa e Natal) 20 anos e eu sentada Eu sempre dedicada Nas paredes fui riscando (Ninguém chegou, papai mamãe me deram tchau) Cada dia fui somando (Tchau filhinho e nunca mais, tchau) 20 anos! Papai, mamãe me

deram tchau Eu Eu Sofri mais que você Sofri mais que você Yeah, yeah, yeah, yeah Sofri mais que você Sofri mais que você Yeah, yeah, yeah, yeah Sofri mais que você Sofri mais que você Yeah, yeah, yeah, yeah

(começa uma sucessão de gazes) Burro: tá de sacanagem! Fiona: vamos logo gente! (eles saem)

CENA II Lorde Farquaad: telonius! Acho que preciso de fazer uma chapinha, e você? Guarda: ah não sei! Lorde Farquaad: é meu casamento seu asno! Claro que sim! Guarda: mas então porque você perguntou? Lorde Farquaad: quieto! É meu casamente! Não estrague isso! Guarda 2: falando em casamento... Não está pensando em convidar seu pai para a cerimonia... Lorde Farquaad: oque?! Guarda 2: mas porque senhor?

Lorde Farquaad: ele me largou no meio do mato quando eu era bem pequenininho! Meu pai caçava pedras Diamantes e rubis Nunca estava em casa À vida assim o quis Homem tão calado Dizia nem hello Dizia apenas ‘hi ho’ Pra casa agora eu vou Era o zangado! Mamãe era princesa Sem reino ou ambição Só papai contava Amava seu anão Não conheci mamãe, não Mas eu sei que ela era a tal Que por amor foi longe Casou com um anormal Na caminha dele Mamãe cabia mal Ele então fez outra Maior e fatal Cama tão alta Lorde Farquaad: agora...

Tanto colchão Que não se aceita Mamãe cai de cima anões E explode no chão *** Zangado viúvo Carruagens Eu e o velho pai (Carruagens) Que história sem 10 cavalos (10 paixão cavalos) Eu lembro ainda Delirantes dele (Delirantes) Com seu velho Garanhões cuecão (Garanhões) Me largou no Tem balada (Tem mundo balada) Só me abandonou Gente linda (Gente Hoje tem sua linda) turma E um DJ de sunga e Seis colegas peitões encontrou Farei meu *** casamento A minha noiva é E rainha eu terei linda E depois da festa E o seu olhar Eu te guilhotinarei conquista Eu te pego papai Na festa que Sim, eu vou me daremos vingar Anão não ta na Pois eu cresci, você lista ficou E vai ter orquestra Papai eu juro Vão tocar canções Eu te esconjuro Cujas letras vão Pra casa eu vou dizer Hi Ho vamos começar esse casamento

CENA III Burro: olha! bem ali! (Fiona anda até a ponta do palco calmamente) Burro: é Duloc! Fiona: oh! Não sabia que estávamos tão perto! Shrek: é nem eu!

Burro: parabéns princesa, seu futuro te aguarda! Fiona: ah sim! Shrek: bem... eu queria fazer uns mortmellows Fiona: oque é isso? Shrek: é tipo marshmellows, só que em vez de marshmellows e chocolate, é tripas de esquilo e estrume. Praticamente derretem na boca! (o burro sente uma ânsia de vomito) Burro: acho que preciso sentar! Shrek: não! Temos que levar a princesa pra Duloc! Fiona: não! É que quando eu terei oportunidade de provar isso? Burro: coma uma vez e você nunca mais terá Shrek: calado! Fiona: então acho que Duloc pode esperar mais um pouco! Shrek: ah sim! Eu vou prepara-los! Fiona: e eu vou dar uma volta! (eles se esbarram, e ficam sem graça se olhando) Shrek: ah eu já vou indo! (Shrek e Fiona saem em direções diferentes) Eu sinto alguma coisa no ar Eu sou burro, mas eu posso enxergar Tem algo a mais, to sentindo um climão E tem suor molhando a mão. Hummmm, hummmhummmhu m Ela joga o cabelão sem querer E os feromônios já vão chover O casal ta atolado em paixão

Só precisam do meu empurrão (Ai, vocês não acreditam que o amor o cego? Direto da minha imaginação... Ratas cegas!) Eu não vi Eu não vi Mas posso enxergar Você precisa acender A chapa tem que esquentar Se a gente não tentar a coisa não

sai Pega na mão Tasca um beijo talvez Pois ela ta querendo, então vai Vai nessa (nessa) Nessa (nessa) Nessa (nessa, yeah) Vai nessa pra pegar (Vai nessa pra pegar) Vai nessa pra pegar (Vai nessa pra

pegar) pegar Vai nessa pra Não deixa a fera pegar escapar (Vai nessa pra Vai nessa pegar) Abre o peito e Yeah deixa que vem burro: Shrek, olha A cena ta perfeita, aqui cara, abre o rapaz peito, deixa ela vir Pôr do sol tem pô! Vai nessa! Tem a gata Shrek: ah Fiona... também Você... Vai comer Então vai nessa tudo isso? (nessa) Burro: ah não! Nessa (nessa) Vai nessa pra Come on, come on, Burro: come on, come on baby! Come on, com on

come on, come on baby Vai nessa pra pegar, come on (Vai nessa pra pegar, baby) Vai nessa pra pegar, come on (Vai nessa pra pegar, baby) Yeah, yeah, yeaaaah.

baby!

Shrek: burro... Oque você está fazendo Burro: oque! Ha! Nada! É que eu estava viajando nesse lindo por do sol! Fiona: por do sol? Não posso esperar! Vou dormir numa caverna aqui perto! (Fiona sai) Shrek: ah... Burro... Tenho uma coisa a resolver... Burro: oque? Shrek: nada! (Shrek sai) Burro: nossa até parece reprise da seção da tarde de esqueceram de mim! (começa um barulho de floresta assombrada) Burro: ah! Não aguento ficar aqui! Princesa! (ele sai)

CENA IV (blackout. Aparece à caverna). Burro: princesa! Princesa! Ah! Aqui a caverna! (ele abre a porta) ah! (ele vê a princesa transformada) (os dois quando se encontram dão um grito)

Burro: quem é você? Cadê a princesa? Fiona: burro, eu estou aqui? Burro: você comeu a princesa? Fiona: não! Sou eu! De dia de um jeito, de noite de outro, essa deve ser a norma, até encontrar o primeiro beijo do amor verdadeiro e, em seguida, tomar a forma verdadeira. Burro: ah! Que coisa linda, tá trabalhando com poesia? Fiona: não! É uma maldição que tenho dês de menina! Ah estou horrível Burro:não! Você té linda! Não consigo mentir, você tá horrível miga! (Fiona começa a chorar) Burro: não se preocupe você é feia só de noite, Shrek é feio o dia inteiro! Quero saber mais sobre isso, me explique. (Shrek aparece do lado do palco com uma flor na mão) Shrek: princesa... Eu... Ah! Não dá! Eu sou um ogro e ela... É tão linda! Como posso falar? (desfoco nele e foco na caverna) Burro: ah! Agora entendi tudo! Vou falar com o Shrek! Fiona: não! Não quero que ele saiba que eu sou... (foco no Shrek e a caverna juntos, Shrek começa a ouvir a conversa) Fiona: bem olhe... Um monstro horripilante! Jamais desejaria isso pra ninguém! Um ogro nojento! (Shrek fica magoado, mas depois com raiva). Shrek: ah! Quando chegar naquela porcaria de pântano! Irei construir a maior muralha de todas! Para ninguém chegar perto! (Shrek sai foco na caverna) Burro: mas como boa amiga, acho que você teria que contar para ele! Fiona: tem razão! Amanha de manha irei contar!

CENA V (já de manhã) Fiona: bom dia! Burro: bom dia! (Shrek chega e rosna)

Burro: que foi? Agora virou lobisomem? Fiona: ah! Shrek... Preciso conversar com você! Shrek: conversar oque? Pra depois me trair? Eu ouvi a sua conversinha com o burro ontem... Você disse que sou um monstro! A única conversa será um adeus! Fiona: espere! Eu acho que você ouviu errado! Shrek: eu ouvi em alto e bom som! Não a nada a conversar! Fiona: espere... Mas... (lorde Farquaad chega) Lorde Farquaad: olá... Minha bela noiva! Fiona: espera... Ele é o meu noivo (ela fala pro burro) Burro: é o que tem pra hoje, pegar ou largar meu bem! Fiona: não tem problema! Tchau (fala pra Shrek) Lorde Farquaad: vamos! Precisamos desse casamento! Fiona: estava só me despedindo! Lorde Farquaad: não precisa gastar suas boas maneiras com um monstro... Não é como se isso tiver sentimentos Fiona: é! E não tem! Vamos casar antes do por do sol! Hoje! Shrek: espere! Lembre-se do trato! Lorde Farquaad: tome aqui seu contrato nojento! (ele joga o contrato) Lorde Farquaad: vamos! (eles saem) Burro: Shrek! Acho que você entendeu errado! A Fiona... Shrek: chega burro! A minha missão já está completa, quando chegar ao meu pântano... Vou construir a maior muralha de todos os tempos em volta de minha casa! Burro: espera! Shrek: não! (ele da um rugido) Burro: às vezes você me assusta Shrek... Pensei que nós fossemos amigos! Shrek: nós nunca fomos amigos! Nunca fomos e nunca seremos! (Shrek sai, blackout)

CENA VI (as criaturas de contos de fadas entram) Pinóquio: que saco! Quando você pensa que você está no fundo do poço, você é despejado de um pântano! Fada madrinha: e eu que pensei que aquele ogro ia ajudar a gente! Peter pan: ah! Ele pode! É só a gente bater palminha bem forte assim! Pinóquio: ah! Vê se cresce! Peter pan: eu não quero crescer! Pinóquio: olha aqui! Gosto da sua vibe forever! Mas isso só funcionaria se você fosse um marmanjo de 34 anos com barba mal feita! Todos: Pinóquio! Pinóquio: ué! Estou mentindo? Olha pro meu nariz! Lobo mau: pra onde que vamos agora? Fada madrinha: uns vinte quilômetros pro norte! Porcas: parece que tem um lixão reservado pra nós! Biscoito: um lixão? Até quando vamos ficar se rebaixando assim gente? Bruxa: acho que tá na hora de se unir e enfrentar aquele anão! Porca 1: isso! Acho que o biscoito tem razão! Porca 2: tá na hora de levantar o nosso traseiro e partir pra ação! Porca 3: é isso ai! Pinóquio: não gente! Vamos esperar! Não é isso que as criaturas de contos de fadas fazem! O meu grilo sempre me disse... Bruxa: ah! Estou cansada desse grilo, graças a deus ele se espatifou no vidro do caminhão! Pinóquio: é só agente saber esperar! (todos começam a discutir) Pinóquio: nada disso teria acontecido se eu fosse um menino de verdade! (todos ficam quietos) Pinóquio: porque eu não sou um menino de verdade?

Biscoito: escuta aqui o boneco! A gente sempre sonha Em ser o que não é A gente quer não ser E ninguém quer ser quem é Agora chega disso! Agora vamos lá! Digo, sou diferente E lá vou eu Eu sou assim Eu sou... Assim Deixa entrar o sol Deixa o sol entrar Bota pra quebrar Bota pra quebrar A bandeira vai Tremulando Vai, ela vai... Vai! Que droga é ser boneco (Bonequinho ai ai) É tanta amarração (Ta preso) Mas você nasceu assim Não foi escolha não! Deixa entrar o sol Deixa o sol entrar Bota pra quebrar Bota pra quebrar A bandeira vai

Tremulando Vai! Sou porco e tenho orgulho (Porcalhão, porcalhão) Eu sou peludo sim (lobão, lobão) E eu vou dizer pro mundo Que eu sou isso tudo sim (Isso tudo sim) Passei pela prisão (Yeah, yeah) Sou muito lindo sim (Oh Oh) Eu vou sair do armário (A ideia é essa sim) Deixa entrar o sol Deixa o sol entrar Bota pra quebrar Bota pra quebrar A bandeira vai Pinóquio: é agora tudo faz sentido, nos podemos ser aberrações, mas somos aberrações contentes, garras e varinhas de

Pinóquio: para Duloc! (eles saem)

CENA VII Shrek: finalmente! Chegando ao meu pântano!

condão! E juntos, enfrentaremos lorde Farquaad! Bota pra quebrar A bandeira vai Somos muitos Temos força Quem será melhor que nós? Tudo que há em nós tem brilho À magia está em nós Nós somos fortes (Nós somos fortes) Nós somos fortes Somos nós! Deixa entrar o sol Deixa o sol entrar Bota pra quebrar Bota pra quebrar A bandeira vai Yeaaaah Tremulando Vai... Vai Vai! Vai! Vai! Eu sou de madeira Não to de bobeira E você vai ter que me engolir Vai!

(ele se depara com o burro) Shrek: oque você está fazendo aqui? Sai! Sai! Burro: eu ajudei a resgatar a princesa então metade desse pântano é meu! (eles começam a discutir) Shrek: saia! Esse pântano é MEU! Burro: não vem de novo com essa historia de meu, meu, meu! Mas agora você me escute, Shrek, que eu vou falar! Você foi cruel comigo, você me insultou! Você nunca valoriza nada oque eu faço! Tá sempre me ignorando ou mandando embora! Você é tão cheio de camadas seu cebolão, que tem medo de seus próprios sentimentos! Shrek: então se eu sou tudo isso... Porque você voltou? Burro: porque é isso que os amigos fazem... Eles perdoam aos outros! Shrek: EU NÃO SOU SEU AMIGO! Burro: olha Shrek, você até pode não ser meu amigo, mas eu sou! Você nos tratou mal! A Fiona não estava falando de você! Ela estava falando de... (ele lembra do trato feito com a Fiona) de outra pessoa! Shrek: então... Ela não estava falando de mim? Burro: nem um pouco! Sei que você parece um horrível cebolão, mas por dentro você é uma ótima pessoa, e usa essa mascara pra esconder seus sentimentos! Mas a Fiona te ama! E sei que com você não é diferente! Shrek: desculpa se te fiz passar por tudo isso... Meu amigo! Burro: hum (ele fica com cara de serio) serio? (ele abraça Shrek) Shrek: espera... ah deixa! Vamos salvar esse casamento! (blackout)

CENA VIII (igreja, lorde Farquaad está com Fiona no altar). Frei: vaamoos coomeeçaar essaa cerimooniaaa! Fiona: já entendemos! Frei: e entãooo... Fiona: vamos pular pra parte do aceito! Frei: loordee faarquaaad, voocee aceeitaa seguir maatriimoonioo com...

Lorde Farquaad: aceito! (o frei fica bravo) Frei: fioonaa, voocee aceeitaa... Fiona: aceito! Frei: eu já imaginavaa Lorde Farquaad: vamos seguir com a cerimônia! Shrek: parem com o casamento! fiona eu preciso falar com você! Lorde Farquaad: como pode atrapalhar... Seu monstro com cara de meleca, no meu casamento! Guardas mate...! Fiona: o que você está fazendo aqui? No meu casamento! Shrek: mas você não pode casar com ele! Ele quer casar com você só pra virar rei! Lorde Farquaad: não! Shrek: princesa! Por favor, me ouça! Lorde Farquaad: Pode se retirar... Ou terei que pedir aos guardas! Fiona: não! Deixa-o continuar! Pode nos arrancar boas risadas! Lorde Farquaad: você é má! Um príncipe eu não sou igual você sonhava O meu castelo não existe, o meu jeitão é todo tosco. Ao lado da princesa, olha só que imagem triste!

Lorde Farquaad: mico! Ele tá achando que a princesa... Tá adorando porque é uma voz muito bonitinha, pode continuar!

Mas o mundo é grande e feliz Agora eu sei... Agora eu vi Meu muro caiu, e oque virá depois! Será pra dois! Lorde Farquaad: podemos continuar princesa! (as criaturas de contos de fadas estão na rampa) Todos (como se falacem um grito de guerra): lorde Farquaad! Lorde Farquaad: preciso de um calmante! Saiam daqui!

Pinóquio: olha aqui Farquaad! Temos muito a falar com você! Lorde Farquaad: mas no meu casamento? Que é isso gente? Fada madrinha: isso vai acabar hoje! Lorde Farquaad: mas... Eu tenho a força! (ele levanta a espada) Porcas: nós não temos medo de você! Lorde Farquaad: mas justo no meu casamento! Pinóquio: prepare-se pra enfrentar sua realidade! (zangado entra) Zangado: Hi-ho! Hi-ho! Lorde Farquaad: ah! Papai não! Shrek: oque é isso, casos de família? Lorde Farquaad: seu cruel! Você me abandonou quando eu era um bebê! Tirem-no daqui! Zangado: eu não te abandonei! Você tinha vinte e oito anos e morava no meu porão! (todos começam a rir) Bruxa: perdedor! (todos começam a zombar dele) Lorde Farquaad: não! Eu sou o rei! Todo grande, e poderoso! Porca 3: quem é grande e poderoso é o mágico de oz! Fiona (ogra): parem tudo! Shrek: Fiona! Isso explica muita coisa! Lorde Farquaad: oque é isso? Todo mundo virou grinch? Prendam-na! e mandarei você pra guilhotina. Eu sou o rei! Shrek: não muito cedo! (aparece à dragona com o burro, ela bufa. Blackout. Farquaad morre). Burro: Farquaad morreu! FIM DA HISTÓRIA! Pinóquio: não! Ainda não! (todos olham para shrek e fiona) Fiona: então! Pelo jeito, você é meu amor verdadeiro! Shrek: eu sou! E sempre serei! (eles se beijam)

(começa a piscar as luzes) Fiona: de dia de um jeito, de noite de outro, essa deve ser a norma, até encontrar o primeiro beijo do amor verdadeiro e, em seguida, tomar a forma verdadeira. (para de piscar, Fiona fica confusa) Fiona: eu não entendo! Era pra eu estar bonita! Shrek: você está sempre bonita! Fiona: jura? Shrek: para que jurar? Você é a minha princesa! Fiona: Eu sempre acreditei, nos livros que eu li. Mas não é a minha história E você me amou, assim como eu sou, E não há maior vitória Estou doce, boazinha. Sou princesa e gordinha Sou confusa, divertida e sou assim. Corajosa, sou atriz , com você eu sou feliz. É a minha história Shrek: Eu faço você rir, mesmo eu sendo assim Um ogro mais malcriado Os dois: Nós, esse estranho par, junção de dois doidões. Com amor e os corações Somos ogros, orelhudos.

Nós somos burros e peludos. Temos tanta história nova pra contar Escrevemos e contamos Boca-a-boca e escutamos É a nossa história Shrek: E é assim que o pequeno ogro foi Viver no pântano com uma linda princesa Burro: E seu melhor amigo, Shrek: e seu melhor amigo. Biscoito: E um biscoito Pinóquio: e um boneco muito bonito Peter pan: E um crianção Fada madrinha: e uma fada madrinha Bruxa: e uma bruxa Lobo mau: E um lobo de vestido! Porcas: e as três porquinhas! Fada madrinha: Ser diferente Pinóquio: Ser diferente

Todos: Ser diferente Fada madrinha: Ser diferente Pinóquio: Ser diferente Todos: Ser diferente Todos: Somos Nós Somos bruxos, encantados. Esquisitos e engraçados. Temos tanta história nova sem iguais Os fantoches, os fedelhos Amorecos e fedelhos Somos doidos, mas muito especiais Diferentes, mas unidos Somos nós e muito mais É a nossa história É a nossa história A nossa historia! Biscoito: respeitem à todos, sem desigualdade! É o fim!

(blackout) (a luz acende, Pinóquio está com um teclado)

Eu achava que o amor era ilusão (tchup tchup) Bom pra todo mundo, menos eu (tchup tchup) Só pra mim não tinha (tchurup tchurup ) Não sobrou pra mim (tchurup tchurup ) Essa flor não da no meu jardim Mas ela apareceu (ela apareceu) E agora acredito (ela apareceu) Logo eu (mas logo eu) Eu creio no amor (no amor) É o amor (uh ah) Eu acredito e é bonito acreditar Eu que só pensava em dar e receber (tchup tchup) Quanto mais eu dava, menos eu ganhei (tchup tchup) Quanto mais tentei, (tchurup tchurup ) muito mais sofri (tchurup tchurup ) Tudo que eu sonhei eu não vivi (não vivi, não vivi) Burro: e aí gente! Posso falar? Mas ela apareceu (ela apareceu) E agora acredito (ela apareceu) Logo eu (mas logo eu) Eu creio no amor (no amor) É o amor, é o amor, é o amor E agora acredito No amor, no amor, no amor Amor, amor, amor, amor E agora acredito! (o elenco agradece, fecha as cortinas)

Fim

pdfcoffee.com

Contact information Ronald F. Clayton

[email protected]
Address:

46748 Colby MotorwayHettingermouth, QC T3J 3P0 About Us Contact Us Copyright Privacy Policy Terms and Conditions FAQ Cookie Policy SUBSCRIBE OUR WEEKLY NEWSLETTER Enter your E-mail Copyright © 2021 PDFCOFFEE.COM. All rights reserved. Our partners will collect data and use cookies for ad personalization and measurement. Learn how we and our ad partner Google, collect and use data.


•Walkers Br• Join Featured Latest Wiki Polls Quizzes Shared Folder SHREK 2 ROTEIRO COMPLETO PT-BR

gustavo

March 24

7 3 SHREK 2 COMPLETO LEGENDADO PT-BR

Era uma vez, num reino

muito, muito longe,

o rei e a rainha foram

abençoados com uma linda bebé.

E por todo o reino,

todos estavam felizes...

Até que o sol se pôs

e eles viram que a sua filha tinha

sido amaldiçoada com um terrível feitiço

que se manifestava todas as noites.

Desesperados, eles procuraram a

ajuda de uma fada madrinha

que lhes disse para trancarem

a jovem princesa numa torre,

para aí esperar o beijo...

do belo Príncipe Encantado.

Seria ele que se aventuraria

na perigosa viagem

através de frios extremos

e desertos escaldantes

viajando durante muitos dias

e muitas noites,

arriscando a vida e membro

para chegar à fortaleza do Dragão.

Porque ele era o mais corajoso,

e o mais belo...

em todo o reino.

E estava destinado que o seu beijo

iria quebrar a terrível maldição.

Sozinho ele subiria ao mais alto quarto

da mais alta torre

para entrar nos aposentos da princesa,

dirigindo-se até à sua silhueta adormecida,

afastar as cortinas de diáfano

para encontrá-la...

O que é?

- Princesa... Fiona?

- Não!

Oh, graças a Deus.

Onde é que ela está?

- Está em Lua-de-mel.

- Lua-de-mel? Com quem?

Então ela disse,

qual é o problema, querido?

Qual é que é o problema?

Eu não sei

Bem, talvez eu esteja apaixonado

Penso sobre isso,

todo o tempo eu penso nisso

Não consigo parar de pensar nisso

Quanto mais tempo

irei levar para curar isto?

Só para curá-lo,

pois não posso ignorá-lo

E se é amor, amor

Dá-me vontade de me voltar

e enfrentar-me

Mas eu não sei nada

sobre o amor

Oh, vá lá, vá lá

Vira um pouco mais rápido

Vá lá, vá lá

O mundo irá seguir depois

Vá lá, vá lá

Todos perseguem o amor

Por isso eu disse

Eu sou uma bola de neve a rolar

Entrando nesta Primavera

que traz todo este amor

Derretendo sob céus azuis

acorrentada à luz do sol

Amor cintilante

Bem, querida, eu rendo-me

Ao gelado de morango

O nunca acabar de todo este amor

Bem, não era a minha intenção

Mas não há como fugir ao teu amor

Estes relâmpagos significam

que nunca estamos sozinhos

Nunca sós, não, não

Vá lá, vá lá

Salta um pouco mais alto

Vá lá, vá lá

Se te sentires um pouco mais leve

Vá lá, vá lá

Estivemos outrora apaixonados

Estivemos acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente

Estou apaixonado, estou apaixonado,

estou apaixonado, estou apaixonado

Estou apaixonado, estou apaixonado

Acidentalmente apaixonado

Estou apaixonado

É tão bom estar em casa!

Só tu e eu e...

- Dois pode ser tão mau como um...

- Burro?

Shrek! Fiona! Bons olhos os vejam!

Dá cá um abraço, Shrek,

sua velha máquina do amor.

E olha para ti, Senhora Shrek.

Que tal um torrão de açúcar para o corcel?

Burro, o que estás aqui a fazer?

Estava só a tomar conta

do teu ninho do amor por ti.

Oh, queres dizer tipo... separar

o correio e regar as plantas?

- Sim, e alimentar os peixes também!

- Eu não tenho nenhuns peixes.

Agora tens. Eu chamo aquele Shrek

e ao outro Fiona.

Aquele Shrek é um malandro.

Anda cá seu...

Olha para as horas.

Acho que é melhor ires andando.

Não queres contar-me sobre a tua viagem?

E que tal um jogo de Parcheesi?

Mas Burro, não deverias

estar em casa com a Dragona?

Oh, sim, isso.

Eu não sei. Ela tem andado

rabugenta ultimamente.

Então pensei em mudar-me

para cá com vocês.

Burro, tu sabes que ficamos

sempre contentes por te ver.

Mas a Fiona e eu estamos casados agora.

Precisamos de algum tempinho,

tu sabes, para estarmos juntos.

Só um com o outro.

Sozinhos.

Não digas mais nada. Não têm

que se preocupar com nada.

Estarei sempre aqui para assegurar

que ninguém vos incomoda.

- Burro!

- Sim, companheiro?

Estás a incomodar-me.

Oh, Ok. Tudo bem, fixe. Acho eu...

Eu e o Pinocchio íamos a um torneio

de qualquer forma, por isso...

Talvez vos veja no Domingo para

um churrasco ou qualquer coisa.

Ele ficará bem. Agora,

onde é que nós estávamos?

Oh.

Acho que me lembro.

Burro!

Eu sei, eu sei! Sozinhos!

Estou a ir! Estou a ir.

Mas o que queres

que diga a estes tipos?

Já chega, Reggie.

"Querida Princesa Fiona.

"Está desta forma convocada

para o Reino de Muito, Muito Longe

"para um baile real

em celebração do seu casamento

"no qual o rei

"dará a sua bênção real...

a si e ao seu...

"hum... Príncipe Encantado."

"Com Amor, o Rei e a Rainha

de Muito, Muito Longe.

"Também conhecidos como

Mamã e Papá."

A Mamã e o Papá?

- Príncipe Encantado?

- Baile Real? Posso ir?

- Nós não vamos.

- O quê?

Que dizer, não achas

que eles ficariam um pouco...

... chocados em te verem assim?

Bem, eles podem ficar

um pouco surpreendidos.

Mas eles são os meus pais,

Shrek. Eles adoram-me.

E não te preocupes.

Eles também vão adorar-te.

Pois, sim.

De algum modo não acho que

serei bem-vindo no clube regional.

Pára com isso.

Eles não são assim.

Então como é que explicas o Sargento Pomposo

e a Banda das Calças Janotas?

Oh, vá lá! Dá-lhes pelo menos uma hipótese.

Para fazer o quê? Afiar as suas forquilhas?

Não! Eles só querem

dar-te a sua bênção.

Oh, fantástico.

Agora preciso da bênção deles?

Se queres fazer parte

desta família, sim!

Quem disse que queria

fazer parte desta família?

Tu disseste! Quando casaste comigo!

Bem, aí estão umas belas

letras miudinhas!

Então é isso?

Tu não vens?

Acredita. Isso é uma má ideia.

Não vamos! E ponto final!

Vamos lá!

Não queremos apanhar trânsito!

Não te preocupes!

Nós cuidamos de tudo.

Ei, esperem por mim.

Dá-lhe! Mexe-te! Em frente!

Em frente, mexe-te! Em frente!

Coirão! Mexe-te!

Em frente!

Mexe-te! Mexe-te!

Em frente! Coirão!

Monta-os! Mexe-te!

Em frente! Mexe-te! Coirão!

Arrasa-os! Acaba com eles!

Fá-los em chá! Paga-lhes um copo!

Conhece as mães deles!

Tira-lhes o leite todo!

Coirão!

- Já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Ainda não.

- Ok, já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Sim.

- A sério?

- Não!

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Ainda não!

- Já chegámos?

- Não!

Já chegámos?

Não tem piada. É muito imaturo.

É por isto que ninguém gosta de ogres.

Tu é que ficas a perder!

- Eu vou parar de falar.

- Finalmente!

Isto está a demorar imenso, Shrek.

Nem há filme de viagem nem nada.

O Reino de Muito, Muito Longe, Burro.

É para onde nós vamos.

Muito, muito...

... longe!

Ok, Ok, já percebi.

Estou só tão aborrecido.

Bem, encontra uma maneira

de te entreteres.

Durante cinco minutos...

Podias deixar de ser tu próprio...

... durante cinco minutos!

Já chegámos?

- Sim!

- Finalmente!

Uau!

Vai ser só desejos de champanhe e

sonhos de caviar a partir de agora.

Olá jeitosas!

Nós vimos busca-las mais logo!

Tenho que mudar para uma cidade

que seja certa para mim

Definitivamente,

já não estamos no pântano.

Pára!

Bem, falo disso, falo disso,

falo disso, falo disso

Ei, olhem todos!

Falo sobre, falo sobre mudar...

Olá senhoras! Bonito dia

para um cortejo, eh? Belo chapéu.

Piscinas!

Estrelas de cinema!

Anunciando o tão esperado retorno

da bela Princesa Fiona

e do seu novo marido.

Bem, é agora.

- É agora.

- É agora.

É agora.

Hum... Porque não vão andando?

Eu estaciono o carro.

Então...

... ainda achas que foi boa ideia?

É claro! Olha, a Mamã e o Papá

parecem felizes por nos verem.

- Quem raio são eles?

- Acho que é a nossa pequena.

Aquela não é pequena!

É mesmo um grande problema.

Ela não devia beijar o Príncipe

Encantado e quebrar o feitiço?

Bom, ele não é um Príncipe Encantado,

mas eles parecem...

Contente?

Nós viemos, já os vimos...

Agora vamos embora antes que

eles acendam as tochas.

- São os meus pais!

- Eles trancaram-te numa torre!

Ei! Isso foi para meu próprio...

Bem! É a nossa oportunidade. Voltamos

para dentro e fingimos que não estamos.

Harold, temos de ser...

Rápido! Enquanto não estão a olhar

nós podemos safar-nos daqui.

Shrek, já chega!

Vai ser tudo...

Um desastre!

De maneira nenhuma...

- Tu consegues.

- Mas realmente eu...

- Realmente...

- não... quero... estar...

Aqui!

Mamã... Papá...

Quero que conheçam o meu marido...

Shrek.

Bem, hum...

Agora percebo de onde

vem a beleza da Fiona.

Perdão.

Melhor para fora que para dentro,

é o que sempre digo, eh, Fiona?

Esta foi boa.

Parece que não...

Que é isso de "não está na lista"?

Não me digas que não sabes quem sou.

Como estão todos?

Obrigado por esperarem.

- Foi difícil encontrar este lugar.

- Não! Não! Burro mau. Mau. Fora!

Não, papá! Está tudo bem.

Ele está connosco.

- Ele ajudou a resgatar-me do dragão.

- Sou eu: O nobre corcel.

Empregado! Que tal uma

tigela para o corcel?

Oh, não!

- Shrek?

- Sim?

Oh, desculpa!

Sopa deliciosa, Sra. R.

Não, não. Querido.

Oh!

Então Fiona, conta-nos

como é o lugar onde moras.

Bem...

O Shrek possui as suas próprias terras.

- Não é querido?

- Oh, sim.

É numa floresta encantada

onde abundam esquilos

e pequenos patinhos giros e...

O quê?

De certeza que não estás

a falar do pântano.

Um ogre dum pântano.

Oh, que original!

Suponho que seja um bom lugar

para criarem as crianças.

É um pouco cedo

para pensar nisso, não é?

- De facto. Acabei de começar a comer.

- Harold!

- O que quer dizer com isso?

- Papá, é óptimo, ok?

- Para o seu tipo, sim!

- O meu tipo?

Tenho de ir à casa de banho.

- O jantar está servido.

- Deixem lá. Eu aguento.

Bon Appetit!

Oh, comida mexicana!

A minha favorita!

Não fiquemos sentados com

o estômago a roer. Ataquem.

Aqui vou eu, Lillian.

Suponho que os netos que

posso esperar de si seriam...

Ogres, sim!

Não que haja nada de mal nisso.

Certo, Harold?

Oh, não! Não! Claro que não!

Isto é, assumindo que vocês não

comam os vossos próprios filhos!

Pai!

Oh não, preferimos os que foram

trancados numa torre!

- Shrek, por favor!

- Só fiz isso porque a amo.

Oh sim, uma creche ou um castelo

guardado por um dragão!

Você nunca entenderia.

Não é o pai dela!

É tão bom ter a família

reunida para o jantar.

- Harold!

- Shrek!

- Fiona!

- Fiona!

- Mamã!

- Harold...

Burro!

As tuas lágrimas derramadas

chamaram por mim

Então, aqui vai o meu doce remédio

Eu sei o que todas

as princesas precisam

Para viverem a vida feliz...

Oh, meu Deus.

Oh, olha para ti.

Estás toda...

... crescida.

- Quem és tu?

- Oh, doçura!

Sou a tua Fada-Madrinha.

- Eu tenho uma Fada-Madrinha?

- Shh, shhh.

Não te preocupes.

Estou aqui para melhorar tudo.

Apenas com um...

Aceno da minha varinha mágica

Os teus problemas em breve desaparecerão

Com apenas um gesto e um brilho

arrasarás um príncipe com imenso dinheiro

Um vestido bem caro

feito somente por ratos

Uns sapatinhos de cristal

e sem mais stress

As tuas preocupações desaparecerão,

a tua alma será limpa

Confia nos teus amigos móveis

Ajudamos-te a lançar uma nova moda

- Ponho-te bela, ponho-te incrível!

- O tipo de rapariga que um príncipe gostaria!

Eles vão escrever o teu nome

na parede da casa de banho...

"Para felicidade eterna,

telefone à Fiona!"

Uma carruagem desportiva para o estilo,

Um motorista bem sexy, Kyle.

Elimino os teus defeitos, perda de dentes

as coxas de celulite desaparecerão

E oh, mas que raio!

Toma um cão frisado!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Batom, sombra, blush para

apanhares o príncipe com rabo sexy

Dia de sorte, "buffet" de borrachos.

Tu e o príncipe dão uma cambalhota no feno.

Podes dar uma volta na lua

com o príncipe ao som da música

Não sejas reles, estarás fabulosa

O teu príncipe terá uma barriga firme

Soufflé de queijo, Dia dos Namorados

Come galinha "fricassé"!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Parem!

Olhe...

Muito obrigado,

Fada Madrinha,

mas não preciso realmente

disto tudo.

- Muito bem. Como queiras.

- Também não gostávamos de ti.

Fiona? Fiona?

Oh! Arranjaste um cachorrinho?

No meu quarto só encontrei champô.

Ah, uh...

Fada Madrinha, móveis...

Quero que conheçam o meu marido, Shrek.

Teu marido? O quê? O que é que disseste?

Quando é que isso aconteceu?

O Shrek foi quem me salvou.

- Mas isso não pode estar certo.

- Óptimo, mais familiares!

Ela só está a tentar ajudar.

Boa! Ela pode-nos ajudar a fazer as malas.

Querida agarra o teu casaco. Vamos embora.

- O quê?

- Eu não quero partir.

Quando é que decidiste isto?

- Pouco depois de chegarmos.

- Olha, desculpa-me...

Não, está tudo bem.

Eu tenho de ir na mesma.

Mas lembra-te, querida.

Se alguma vez precisares de mim...

A felicidade...

está apenas a uma lágrima

de distância.

Obrigado, mas nós temos toda

a felicidade que precisamos.

Felizes, felizes, felizes...

Estou a ver.

Vamos embora, Kyle.

Muito giro, Shrek.

O que foi? Eu disse-te que

vir aqui era má ideia.

Podias pelo menos ter tentado

relacionares-te com o meu pai.

Eu não penso que iria ter

a bênção do Papá,

mesmo se eu a quisesse.

Não achas que seria gentil se alguém

me perguntasse o que quero?

Claro. Queres que faça

as malas por ti?

És inacreditável!

Estás a portar-te como...

- Vamos! Diz!

- Como um ogre!

Aqui tens uma notícia nova para ti!

Quer os teus pais gostem ou não...

Eu sou um ogre!

E adivinha princesa?

Isso não está para mudar.

Eu mudei por ti, Shrek.

Pensa sobre isso.

Essa foi mesmo suave, Shrek.

"Eu sou um Ogre!"

Eu sabia que isto ia acontecer.

Claro.

Foste tu que começaste.

Não posso acreditar nisso, Lillian.

Ele é que é ogre. Não eu.

Harold, acho que estás a levar

isto muito a peito.

Esta foi a escolha da Fiona.

Mas ela devia escolher o príncipe

que nós escolhemos para ela.

Quero dizer, esperas que eu dê

a minha bênção a esta... coisa?

A Fiona espera. E ela nunca te

perdoará se não o fizeres.

Harold, eu não quero perder

a minha filha outra vez.

Oh, tu ages como se o amor

fosse totalmente previsível.

Não te lembras de quando

nós éramos jovens?

Costumávamos passear

à beira do lago dos lírios e...

- ... eles estavam a florir.

- O nosso primeiro beijo.

Não é a mesma coisa!

Eu acho que tu ainda não percebeste que

a nossa filha casou com um monstro!

Oh, pára de ser um rei tão dramático.

Está bem! Finge que não há

nada de errado.

La, di, da, di, da!

Está tudo maravilhoso!

Gostava de saber

como é que podia ficar ainda pior.

Olá, Harold.

- O que é que aconteceu?

- Nada, querida!

É só a minha velha ferida

das cruzadas a fazer das suas!

Vou só esticá-la

aqui fora por um bocado.

É melhor entrares.

Precisamos de conversar.

Na verdade, Fada Madrinha,

ia agora deitar-me.

Já tomei os meus comprimidos e eles

põem-me um bocado sonolento.

Então, e se... tornássemos isto

numa visita rápida. O quê?

Ah, olá.

Então, novidades?

Lembras-te do meu filho,

o Príncipe Encantado?

Encantado, és tu? Meu deus!

Já lá vão anos.

Quando é que voltaste?

Ah, a cerca de cinco minutos atrás,

na verdade.

Depois de suportar furacões,

desertos ardentes...

subi ao quarto mais alto

na torre mais alta...

A mamã trata disto.

Ele suportou furacões,

desertos ardentes!

Ele subiu ao mais alto maldito quarto

da mais alta maldita torre...

E o que é que ele encontrou?

Um tipo de lobo travesti que lhe

contou que a sua princesa...

- Se eu puder...

- Já estava casada.

Não foi por culpa minha.

Ele não chegou lá a tempo.

Parem a carruagem!

Harold.

Estás a forçar-me a fazer

algo que não queria fazer.

Onde é que estamos?

Olá, bem vindos ao Frei Gorducho.

Posso anotar seu pedido?

A minha dieta está arruinada.

Espero que esteja feliz. Eh... ok.

Duas sandes Renascença,

sem maionese... anéis de chili...

- Eu quero o Menu Medieval.

- Sim, um Menu Medieval e, Harold...

- Fritos Enrolados?

- Não, Obrigado.

- Um Taco de *** fermentada, então?

- A sério que não quero nada.

O seu pedido Fada Madrinha.

E isto vem com o Menu Medieval.

Toma lá querido.

Fizemos um acordo, Harold. E presumo que

não quer que eu volte atrás na minha parte.

De facto, não.

Então, a Fiona e o Encantado

vão ficar juntos.

- Sim.

- Acredita em mim, Harold. É o que é melhor.

Não apenas para a tua filha...

... mas para o teu Reino.

O que é que é suposto

eu fazer acerca disso?

Usa a tua imaginação.

Oh...

Entre, Sua Majestade.

Eu gosto da minha cidade

Com uma pequena gota de veneno

Ninguém sabe...

Desculpe.

Eu conheço-o?

Não, deve estar a confundir-me

com outra pessoa.

Uh... desculpe.

Estou à procura da Meia-irmã Feia.

Ah! Aí está. Certo.

Sabe, eu precisava que

tratassem da saúde de alguém.

- Quem é o gajo?

- Bem, não é um gajo, digamos.

Ele é um ogre.

Ei, amigo, deixe-me dar-lhe

uma dica.

Existe apenas um tipo capaz de lidar com

um trabalho desses, e, sinceramente...

... ele não gosta de ser incomodado.

Onde o posso encontrar?

Olá?

Quem se atreve a entrar no meu quarto?

Desculpe! Espero não estar a interromper mas

disseram-me que é consigo que tenho de falar

sobre um problema com um ogre?

Disseram-lhe bem.

Mas para isso,

eu cobro bastante dinheiro.

Será... que isto chega?

Acabou de contratar os meus

valiosos serviços, Sua Majestade.

Diga-me apenas onde

eu posso encontrar esse ogre.

Todos me dizem,

Que me estou a ir abaixo

Todos me dizem,

tens que o largar

Tens que o largar

Preciso de dormir um pouco.

É tempo de descansar o cavalo

Estou demasiado envolvido.

E as rodas continuam a rolar

Todos me dizem,

tens que o largar

Querido Cavaleiro,

eu rezo para que aceite

esta lembrança como sinal

da minha gratidão.

Querido diário...

A Bela Adormecida vai dar

uma festa de pijama amanhã à noite,

mas o Pai diz que não posso ir.

Ele nunca me deixa sair depois do pôr-do-sol.

O Papá disse-me que vou para fora

por uns tempos.

Deve ser como alguma

escola de aperfeiçoamento.

A Mãe diz que quando

tiver idade suficiente,

o meu belo Príncipe Encantado

vai resgatar-me da minha torre

e trazer-me de volta

para a minha família.

E viveremos todos

felizes para sempre.

Senhora Fiona Encantado.

Senhora Fiona Encantado.

Desculpe. Espero não estar

a interromper nada.

Não, não. Eu estava só a ler...

hum... um livro aterrador.

Esperava que me desculpasses pelo meu

comportamento deplorável de há pouco.

- Ok...

- Eu não sei o que me deu.

Achas que podíamos fingir que não

se passou nada e começarmos de novo...

- Olhe, Sua Majestade, eu só...

- Por favor. Chama-me Pai.

Pai. Nós agimos ambos

como ogres.

Talvez só precisemos de algum tempo

para conhecermo-nos.

Excelente ideia! Na realidade esperava que te

juntasses a mim para uma caçada matinal.

Um tempinho pai-filho?

Eu sei que isso iria significar

imenso para a Fiona.

Digamos, 7:30

ao pé do velho carvalho?

Aceita-o, Burro!

Estamos perdidos.

Não podemos estar perdidos. Seguimos

as direcções do Rei minuciosamente.

O que disse ele? "Vão em direcção

à parte mais escura do bosque..."

"Passem pelas árvores sinistras

com galhos assustadores."

- O arbusto em forma de Shirley Bassey!

- Já o passámos 3 vezes!

Foste tu quem disse para

não perguntarmos pelo caminho.

Oh, esplêndido. A minha hipótese de

acertar as coisas com o pai da Fiona

e acabo perdido

na floresta contigo!

Não fiques ofendido comigo!

Eu só estou a tentar ajudar.

Eu sei! Eu sei.

- Desculpa-me, ok?

- Ei, não te preocupes com isso.

É que preciso mesmo de acertar

as coisas com este tipo.

Sim, claro. Vamos lá

criar laços com o Papá.

Bem, bem, bem, Burro.

Eu sei que foi um momento terno

há pouco, mas ronronar?

O quê? Eu não ronronei.

Sim. O que vem a seguir?

Um abraço?

Ei, Shrek. Os burros não ronronam.

O que pensas que sou, algum tipo de...

Enfrentem-me, se se atrevem!

Olha! Um gatinho.

- Cuidado, Shrek! Ele está armado!

- É um gato, Burro.

Vem cá, gatinho.

Vem, gatinho. Anda.

Oh, vem cá, gatinho.

- Aguenta Shrek! Vou a caminho!

- Rápido! Tira-o! Tira-o!

Oh, Deus, Oh...

Não!

- Cuidado, Shrek! Fica quieto!

- Tira-o!

Shrek! Não te mexas!

- Falhei?

- Não. Acertaste neles.

Agora, ogre, implora por

misericórdia ao...

Gato... das Botas!

Eu mato aquele gato!

- Bola de pelo.

- Oh! Isso é nojento!

O que devemos fazer com ele?

Eu digo para pegarmos na espada

e capamo-lo já aqui!

Não! Por favor!

Por favor!

Eu imploro-lhe!

Não foi nada de pessoal, Señor.

Eu estava a fazê-lo apenas

pela minha família.

A minha mãe está doente.

E o meu pai vive do lixo!

O Rei ofereceu-me muito ouro e eu

tenho uma ninhada de irmãos...

Pára, pára, pára!

O pai da Fiona pagou-te

para fazeres isto?

O Rei rico? Sí.

Bem, lá se vai

a Real bênção do Papá.

Não te sintas mal. Quase toda a gente

que te conhece te quer matar.

Ena pá, obrigado.

Talvez a Fiona estivesse melhor se eu fosse

uma espécie de príncipe encantado.

Isso foi o que o Rei disse.

Oh, uh... desculpem. Pensei que

essa questão fosse dirigida a mim.

Shrek, a Fiona sabe que farias

qualquer coisa por ela.

Bem, não é que eu

não mudasse, se eu pudesse.

Eu só... Eu só queria poder

fazê-la feliz.

Espera lá...

"Felicidade."

"A uma lágrima de distância."

Burro! Pensa na coisa mais triste

que já te aconteceu!

Eh, pá, por onde eu começo?

Primeiro foi aquela vez em que o velho agricultor

tentou trocar-me por uns feijões mágicos.

Depois aquele idiota dá uma festa e diz

aos convidados que me espetem um rabo.

Depois, ficaram bêbados e começaram

a bater-me com um pau e a gritar "Piñata!"

O que é uma "piñata",

afinal de contas?

Não, Burro! Eu preciso que chores!

Não te projectes em mim.

Eu sei que te estás a sentir mal,

mas tens de...

Seu pequeno, peludo,

saco comedor de lixo...

O quê? Está ligado? Está ligado?

Eu sou a Fada Madrinha.

Eu estou longe da minha secretária

ou ocupada com um cliente.

Mas se vier ao escritório, teremos

todo o gosto em lhe marcar uma consulta.

Tenha um "Felizes para sempre".

Oh...

Estás afim duma pequena demanda, Burro?

Assim é que é! Shrek e Burro

noutra aventura mirabolante.

Ninguém nos pára agora! Uooo!

Estamos a caminho!

- Pára, Ogre! Eu julguei-te mal.

- Entra para o clube. Temos casacos.

Pela minha honra, sou obrigado a

acompanhar-te até ter salvo a tua vida

já que tu poupaste a minha.

A posição de animal falante

irritante já foi ocupada.

Vamos, Shrek. Shrek?

- Shrek!

- Ah, vá lá, Burro. Olha para ele...

... nas suas botinhas pequeninas.

Sabes quantos gatos conseguem usar botas?

Honestamente.

- Vamos ficar com ele!

- Repete?

Escuta. Ele está a ronronar!

- Ah, agora ele é querido.

- Calma, Burro. Acalma-te.

Acalmar-me? Eu devia acalmar-me?

Olha quem está a mandar quem acalmar-se!

Shrek!

Shrek?

Eles são ambos alegres, não são?

O que achas, Harold?

Hum... Sim, sim.

Certo. Certo.

Tenta ao menos fingir que estás interessado

no baile de casamento da tua filha.

Honestamente, Lillian,

eu acho que não importa.

Como é que sabemos

que irá haver um baile?

Mãe. Pai.

- Oh, olá, querida.

- O que foi, Cedric? Certo! Já vou.

Mãe, viste o Shrek?

Não vi.

Devias perguntar ao teu pai.

E usa palavras curtas, querida.

Ele está um bocadinho lento esta manhã.

- Posso ajuda-lo, Sua Majestade?

- Ah, sim!

Hum! Requintado.

Como se chama este prato?

Esse seria o pequeno-almoço do cão,

Sua Majestade.

Ah, sim. Muito bem.

Continua, Cedric.

- Pai? Pai, viste o Shrek?

- Não, querida.

Tenho a certeza que ele foi só à procura de

um belo... buraco de lama para se acalmar.

Sabes, depois da vossa discussão

de ontem à noite.

Oh. Tu ouviste isso, hum?

O reino inteiro ouviu-vos.

Quer dizer, afinal de contas, é

da natureza dele, ser...

... bem, um pouco rude.

Ele? Bem, tu não lhe estendeste propriamente

o tapete de boas vindas.

Bem, o que é que esperavas?

Vê bem o que ele te fez.

O Shrek ama-me pelo o que sou.

Eu achava que ficarias feliz por mim.

Querida, eu só estou a pensar

no que é melhor para ti.

Talvez devesses fazer o mesmo.

Não? A sério?

Oh, não. É a velha fábrica do Keebler.

Vamos recuar devagarinho.

Aquela é a casa da Fada Madrinha.

Ela é a maior fabricante

de bruxarias e poções de todo o reino.

E porque não entramos

por um bocadinho? Ha-ha! Bocadinho!

Ele faz-me rir.

Olá. Estou aqui para ver a...

A Fada Madrinha.

Desculpe mas ela não está.

Jerome.

Café e um Monte Cristo. Agora!

Sim, Fada Madrinha.

É para já.

Olhe, ela hoje não está a atender

nenhum cliente, ok?

Não faz mal amigo.

Nós somos do sindicato.

Sindicato?

Nós representamos os trabalhadores de todas

as indústrias mágicas, ambas as más e boas.

Oh! Oh, certo.

Você sente-se de alguma maneira

explorado ou oprimido?

Uh... um pouco.

Nós nem temos dentista.

Eles nem têm dentista.

Está bem, nós vamos só dar uma olhadela.

Oh. A propósito.

Penso que era melhor se a Fada Madrinha

não soubesse que nos estivemos aqui.

- Percebes o que estou a dizer? Hum?

- Pára!

- Claro. Entrem.

Uma gota de desejo.

Malandro!

Um pouco de paixão.

E um nadinha de...

... luxúria!

Com licença.

Desculpe entrar desta maneira...

Que diabos faz você aqui?

Bom, parece que a Fiona não

está propriamente feliz.

E existe alguma dúvida do porquê?

Bem, vamos explorar isso, sim?

Ah. P, P, P...

Princesa. Cinderela.

Aqui está.

"Viveram felizes para sempre". Oh...

Não há ogres.

Vejamos. Branca de Neve.

Um belo príncipe, nenhum ogre.

A Bela Adormecida. Nada de ogres.

Joãozinho e Maria? Não!

Polegarzinha? Não.

O Pássaro Dourado, A Pequena Sereia,

Um Sonho de Mulher...

Não, não, não, não, não!

Está a ver, os ogres

não vivem felizes para sempre.

Certo. Olhe, Senhora!

Não me apontes...

essas salsichas sujas e verdes.

O seu Monte Cristo e café.

Oh! Desculpem.

Ah... não faz mal.

Estávamos mesmo de saída.

Sinto muito por ter desperdiçado

o seu tempo, Sr. Madrinha

Apenas... vão.

Andem lá, rapazes.

Graças a Deus é Sexta,

eh, amigo?

A trabalhar muito

ou a não trabalhar, não é?

"Sala Das Poções"

Tirar as tuas botas e as tuas

bochechas de gato da minha cara.

Meu, isto fede!

Tu não cheiras exactamente

a um cesto de rosas.

- Bem, um destes tem de ajudar.

- Eu já estava aqui a preparar um plano!

As nossas cabeças já estão

a funcionar como uma.

Pára, pára. Se nos precisarmos um perito

em lamber-nos, nós ligamos-te.

Shrek, isto é uma má ideia.

Olha. Torna-te útil e continua a vigiar.

Bichano, achas que consegues

chegar aquelas no topo?

Sem problema, patrão.

Numa das minhas nove vidas,

eu fui o grande gato ladrão

de Santiago de Compostela.

Shrek, estás maluco?

Burro, continua a olhar.

Continuo a olhar?

Sim, vou continuar a olhar.

Vou é ver aquela bruxa vir aqui e enfiar-te

um mundo de dor pelo traseiro acima.

Eu também me vou rir.

Vou estar a rir-me para mim próprio.

- O que é que vês?

- Amaciador para pele de sapo.

Tenho a certeza que um BM é a solução perfeita

para problemas matrimoniais.

- Elfa Seltzer?

- Na-na.

- Hex Lax?

- Não! Tenta "jeitoso".

Desculpa. Não há jeitoso.

Ei! E que tal "Felizes para sempre"?

Bem, o que é que faz?

Diz "Beleza divinal".

Em algumas culturas, os burros são considerados

como as mais sábias das criaturas

Especialmente os que falam,

como eu.

Burro!

Isso vai ter de servir.

Temos companhia.

Podemos andar com isto?

Despacha-te!

Bem apanhado, Burro!

Finalmente!

Um bom uso para a tua boca.

Vamos!

Tu desprezas as minhas

emoções naturais

Fazes-me sentir como terra

e eu estou magoado

E se eu começar um tumulto

Eu corro o risco de te perder

e isso é o pior

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se por

Apaixonar-se alguma vez por quem

não se deveria ter apaixonado

Não me interessa de quem é a culpa.

Tratem só de limpar isto tudo!

E alguém me traga qualquer coisa bem frita

e coberta com chocolate!

- Mãe!

- Charmoso, meu querido.

Não é uma boa altura,

A mãezinha está a trabalhar.

O que é que aconteceu aqui?

- O ogre, foi o que foi!

- O quê? Onde é que ele está, mãe?

Eu arrancarei a sua cabeça

dos seus ombros!

Eu irei destruí-lo onde estiver!

Ele irá arrepender-se do dia

em que ele me roubou o reino!

Oh, guarda isso, Júnior!

Tu ainda vais ser um rei.

Só temos de pensar em

alguma coisa mais inteligente.

Desculpe. Hum...

Está tudo verificado, Fada Madrinha,

à excepção de uma poção.

O quê?

Oh...

Acredito que podemos tornar isto

numa vantagem para nós.

"Poção Felizes para Sempre.

Força máxima.

Para si e para

o seu verdadeiro amor.

Se um de vocês beber isto,

ambos ficarão bem.

Felicidade, conforto e beleza divinal."

- Ficarão ambos bem?

- Quer dizer que também vai afectar a Fiona.

Ei, meu, isto não me cheira bem. Os meus

sentidos de burro estão todos a tinir.

Larga essa jarra de voodoo

e vamos embora daqui.

Diz "Beleza Divina".

Quão mau é que pode ser?

Vês, tu és alérgico a essa coisa.

Vais ter uma reacção.

E se pensas que vou espalhar Vapor Rub

no teu peito, pensa melhor!

Patrão, só para o caso de haver

algo de errado com a poção...

deixe-me dar o primeiro gole.

Seria uma honra arriscar

a minha vida por si.

Oh, não, não. Não me parece.

Se vai haver algum *** animal,

que seja em mim.

Esse é o papel do melhor amigo.

Vá, dá-me a garrafa.

Como é que te sentes?

Não me sinto diferente.

Pareço estar diferente?

Ainda me pareces um asno.

Talvez não funcione com burros.

- Bem, à nossa, Fiona.

- Shrek?

- Se bebes isso, não há retorno.

- Eu sei.

- Nada de rebolar na lama?

- Eu sei.

- Nada de comichões no rabo?

- Eu sei!

- Mas tu adoras ser um ogre!

- Eu sei!

Mas eu amo mais a Fiona.

Shrek, não! Espera!

Tem de ser... Acho que apanhaste

a poção "Peidoso para sempre".

Se calhar não presta.

Ou talvez a Fiona e eu nunca

estivemos destinados a ficar juntos.

Uh-oh. Que é que te disse?

Sinto qualquer coisa a aproximar-se.

Não quero morrer.

Não quero morrer. Não quero morrer!

Oh, minha nossa senhora.

Estou a derreter-me!

Estou a derreter-me!

É só a chuva, Burro.

Oh.

Não te preocupes. As coisas parecem más

porque está escuro e de chuva

e o pai da Fiona contratou um assassino

sujo para te limpar o sebo.

Vai estar melhor amanhã de manhã.

Vais ver...

O sol irá aparecer...

Amanhã

Aposta o teu traseiro...

Apostar o meu traseiro?

Vou já, Elizabeth!

Burro?

Estás bem?

- Ei, chefe. Vamos rapá-lo.

- B-Burro?

Aí estás tu!

Sentimos a tua falta ao jantar.

O que foi, querida?

Pai...

Estive a pensar naquilo

que me disseste.

E vou acertar as coisas.

Ah! Excelente!

Essa é a minha menina.

Foi um erro trazer o Shrek para cá.

Vou sair e procurá-lo.

E depois voltaremos ao pântano

onde pertencemos.

Fiona, por favor!

Não sejas precipitada, querida.

Não podes ir a lado nenhum agora.

Fiona!

Ouve, eu disse que ele estava aqui.

Olha para ele! Silêncio. Olha para mim.

Bom dia, dorminhoco.

Bom dia!

Nós adoramos o teu gatinho!

- Oh... A minha cabeça...

- Toma, eu trouxe um balde com água.

Obrigado.

Uhh!

Aahh!

Oh...

Um nariz giro e arredondado?

Cabelos fartos e ondulados?

Nádegas firmes e redondas?

Estou... Estou...

- Magnífico!

- Eu que o diga.

Sou a Jill. Qual é o teu nome?

- Um... Shrek.

- Shrek? Uau. És da Europa?

- Estás tenso.

- Quero massajar-lhe os ombros.

- Estou a tratar disso.

- Não tenho nada para esfregar.

Põe-te na fila.

- Viram o meu burro?

- A quem estás a chamar burro?

- Burro? Tu és um...

- Um garanhão!

Posso relinchar.

Posso contar.

Olha para mim, Shrek!

Estou a trotar!

Essa é uma poção de qualidade.

O que há nessa coisa?

"Oh, não tome a poção

Sr. Patrão, é muito má."

Bah!

"Aviso: Efeitos secundários incluem

queimaduras, comichões, suores, choradeiras.

"Desaconselhado a doentes cardíacos ou

aqueles... com distúrbios nervosos."

Estou a trotar, estou a trotar

no mesmo sitio! Sim!

O que foi?

Senhor? "Para tornar os efeitos

desta poção permanentes,

quem a bebeu deve obter um beijo

do seu amado, até a meia-noite."

Meia-noite?

Porquê sempre à meia-noite?

- Escolhe-me! Eu serei o teu verdadeiro amor!

- Eu serei o teu verdadeiro amor.

Eu serei verdadeira... o suficiente.

Olhem, meninas,

eu já tenho um verdadeiro amor.

Oh...

E escute o que eu digo, Patrão.

Vai ter uma Princesa muito satisfeita.

Vamos admitir.

És um bocadinho mais agradável aos olhos.

Por dentro tu és o mesmo

mesquinho, salgado...

- Calma.

- ...caprichoso, ofensivo,

furioso ogre que sempre foste.

E tu continuas o mesmo burro irritante.

Sim.

Bem...

Cuidado, Princesa.

Aqui vai o novo eu.

As primeiras coisas primeiro.

Precisamos de te tirar dessas roupas.

- Pronto?

- Pronto!

Condutor, pare!

Oh, Deus! Ajudem-me, por favor!

Os meus dias de corridas estão acabados!

Estou cego! Diga a verdade.

Irei alguma vez voltar a tocar violino?

Pobre criatura!

Há alguma coisa que

possa fazer por ti?

Bem, acho que existe uma coisa.

Tira a peruca poeirenta

e tira as tuas ceroulas.

- Nada mau.

- Nada mau mesmo.

Pai?

Está tudo bem, Pai?

Obrigado, senhores!

Um dia, irei recompensar-vos.

A menos que, claro,

não vos encontre ou me esqueça.

Oh, sim

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

Mu-Mu-Mu-Mu-Mudanças

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Só tenho de ser

um homem diferente

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Alto!

Diz à Princesa Fiona que o marido,

Sir Shrek, está aqui para vê-la.

Ainda não sei do que

andava à procura

E o meu tempo passava rapidamente,

um milhão de ruas sem saída

Todas as vezes que pensei

que tinha conseguido

Parecia-me que o gosto

não era tão doce

Mu-Mu-Mu-Mudanças

- Vira-te e enfrenta o estranho

- Fiona!

- Shrek?

- Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Fiona?

Olá, bonitão.

Shrek!

- Princesa!

- Burro?

Uau! Aquela poção também

funcionou contigo?

Que poção?

O Shrek e eu tomámos

uma poção mágica. E bem...

Agora, somos sexy!

Shrek?

Por ti querida... Eu podia ser.

- Isso. Querias.

- Burro, onde está o Shrek?

Ele entrou à tua procura.

Shrek?

Fiona! Fiona!

Queres dançar, lindão?

Já te vais tão cedo?

Não queres ver a tua mulher?

Fiona?

Shrek?

Sim, Fiona. Sou eu.

Que aconteceu à tua voz?

A poção mudou

muitas coisas, Fiona.

Mas não o que eu sinto por ti.

Fiona?

- Encantador?

- Achas?

Pai. Esperava muito

que aprovasse.

- Hum... quem és tu?

- Mãe, sou eu, Shrek.

Sei que nunca terá uma segunda oportunidade

para uma primeira impressão,

mas, bem, o que achas?

Fiona! Fiona!

Fiona!

- Fiona!

- Fiona, Fiona! Ho-ho-ho!

Oh, gaita! Acho que eles não nos

conseguem ouvir, pombinho.

Não acha que já arruinou

a vida dela o suficiente?

Só quero que ela seja feliz.

E agora ela pode ser.

Oh, querido.

Ela finalmente encontrou

o Príncipe dos seus sonhos.

Mas olhe para mim.

Veja só o que fiz por ela.

Está na hora de parares de viver

num conto de fadas, Shrek.

Ela é uma princesa,

e tu és um ogre.

É uma coisa que nenhuma

quantidade de poção vai mudar.

Mas...

Eu amo-a.

Se a amas verdadeiramente...

... vais deixá-la partir.

Shrek?

Senhor.

O que se passa?

Onde é que vais?

Tu não tens nada a ver com isto,

pois não, Harold?

As pessoas não prestam mesmo

Eu acho que isso

já está bem percebido

Aqui têm, rapazes.

Deixe só a garrafa, Doris.

Ei. Porquê essas caras tristes?

Tudo foi apenas um estúpido erro.

Nunca devia tê-la salvo

daquela torre em primeiro lugar.

Eu odeio Segundas.

Não acredito que vais virar as costas

à melhor coisa que te aconteceu.

Que hipótese tenho eu?

Ela ama aquele bonito rapaz,

o Príncipe Encantado.

Vá lá. Ele é assim tão lindo?

Estás a gozar?

Ele é lindo!

Ele tem um rosto que parece

que foi esculpido por anjos.

- Oh. Ele parece um sonho.

- Sabem...

estranhamente, isto não está

a fazer sentir-me melhor.

Olhem, rapazes.

É melhor assim.

A mãe e o pai aprovam,

e a Fiona fica com o homem

com quem sempre sonhou.

Todos ficam a ganhar.

Excepto tu.

Eu não entendo, Shrek.

Tu amas a Fiona.

Certo.

E é por isso

que tenho de a largar.

Desculpe, ela está aí?

Ela está, uh... lá atrás.

Oh, olá outra vez.

Fada Madrinha, Encantado.

É melhor teres uma boa razão para

nos arrastar para este lugar, Harold.

Bem, receio que a Fiona não esteja realmente...

de amores pelo Príncipe Encantado.

- P.S.I., a culpa não é minha.

- Não, claro que não, querido.

Quero dizer, como posso ser encantador

quando tenho que fingir

ser aquele horroroso ogre?

Não, não. Ninguém tem culpa.

Talvez seja melhor apenas

cancelarmos tudo, não?

- O quê?

- Não se pode forçar ninguém a apaixonar-se!

Permita-me discordar.

Eu faço isso o tempo todo!

Faça a Fiona beber isto e ela vai apaixonar-se

pelo primeiro homem que ela beijar,

que será o Encantado.

- Hum... não.

- O que é que disseste?

Não posso. Não o farei.

Isso é que vai.

Se se lembrar, fui eu que vos ajudei

com o vosso "felizes para sempre".

E posso retirá-lo assim

tão facilmente.

É isso que quer? É?

- Não

- Lindo menino.

Agora, temos que ir embora.

Tenho que fazer o penteado

do "Encantado" antes do baile.

Não tem remédio.

Está todo levantado à frente.

Ele não consegue pentear para trás.

Temos que arranjar alguém que o faça.

Obrigado, Mãe.

Mãe?

Hum... Mary!

Um cavalo que fala!

O ogre!

Parem-nos! Ladrões! Bandidos!

Parem-nos!

Os abdominais estão fabulosos

e o musculo glúteo no máximo

hoje à noite aqui no Baile Real

de Muito, Muito Longe!

As carruagens estão alinhadas

saindo delas o melhor da sociedade

como a coalhada e o soro

da senhora Muffet.

Todo os que são importantes

apareceram

para honrar a princesa Fiona

e o príncipe Shrek.

E, oh, mas que bem,

os vestidos estão maravilhosos!

Vejam! o Joãozinho e a Maria!

Para que raio são as migalhas?

E logo atrás deles,

Tom Polegar e Polegarzinha.

Oh, não são adoráveis!

Aí vem a Bela Adormecida!

Velhota cansada.

Quem é este? Quem é este?

Quem é este?

Oh. É a número um, é a única...

É a Fada Madrinha!

Olá, Muito, Muito Longe!

Posso ter um "whoop whoop"?

Que todos os vossos finais

sejam felizes e...

Bem, vocês sabem o resto!

Voltamos já com o Baile Real

de Muito, Muito Longe

Depois destes anúncios.

Detesto estes espectáculos de Bailes.

Aborrecem-me de morte.

Muda para a Roda da Tortura

Não mudo nada, senhor,

até ter visto o Shrek e a Fiona.

Chatos é o que vocês são!

Ei, ratos, passem-me

uma asa de búfalo!

Não, à tua esquerda. À tua esquerda!

- Esta noite em "Cavaleiros"...

- Este sim é um bom programa!

Temos um Bronco branco em direcção a Este

dentro da floresta. Pedimos reforços.

É hora dos Homens de Aço mostrarem

a estes mamíferos loucos

que as suas atitudes inconscientes

não ficam impunes.

Porque me agarram?

Violência policial!

Tenho que falar com a Princesa Fiona!

- Nós avisámos-te!

- Au! Au!

Será que escapam?

Alguém deixou fugir o gato do saco?

Seus cães porcos capitalistas!

Tirem-no de cima de mim!

- Gatária! (erva que provoca euforia nos gatos)

- Isso não é meu.

Encontrem a princesa Fiona!

Sou um burro!

Diz-lhe Shrek...

Sou o marido dela, Shrek!

Rápido! Para trás!

Sou o marido dela, Shrek! Au!

Querida?

Ah. Bem me parecia

que te encontraria aqui.

Que tal uma chávena quente

de chá antes do baile?

Eu não vou.

O Reino todo apareceu

para celebrar o teu casamento.

Só há um problema.

Aquele não é o meu marido.

Quero dizer, repare nele.

Sim, é um pouco diferente,

mas as pessoas mudam

para quem os ama.

Ficavas surpreendida o quanto

mudei pela tua mãe.

Mudar?

Perdeu completamente a cabeça!

Porque não desces até ao baile

e dás-lhe outra oportunidade?

Talvez descubras que gostas

deste novo Shrek.

Mas apaixonei-me pelo antigo.

Dava tudo para tê-lo de volta.

Querida. Esse é meu.

Descafeinado.

Senão fico acordado a noite toda.

Obrigada.

Tenho que sair daqui!

Não nos podem prender assim!

Solte-me!

E os meus direitos Constitucionais?

É suposto dizerem que tenho

o direito de permanecer calado.

Ninguém disse que tinha o direito

de permanecer calado!

Tu tens o direito de ficares calado.

O que te falta é a capacidade.

Tenho que me aguentar antes que,

também eu, fique completamente maluco.

Shrek? Burro?

Demasiado tarde.

Gingy! Pinocchio!

Tirem-nos daqui!

Oh...

Rebentamento!

Atenção aí em baixo!

Rápido! Diz uma mentira!

- O que queres que diga?

- Qualquer coisa, mas rápido!

Diz uma loucura como "estou

a usar roupa interior feminina!"

Estou a usar roupa interior feminina.

- Estás?

- Claro que não!

Parece certamente que estás!

- Não estou nada

- De que tipo?

- É um fio dental!

- Auu! São cuecas curtas!

- Não são nada.

- São sim!

Aqui vamos. Aguenta-te.

Espera, espera, espera!

Au! Au! Ei, ei, ei!

Au!

- Desculpem?

- O que é? Bichano!

Desculpe lá, mas importa-se

de me soltar?

- Desculpe, patrão!

- Parem com as palhaçadas!

Temos de impedir aquele beijo!

Pensava que a ias largar.

Eu ia, mas não posso deixar

que eles façam isto à Fiona.

Boom! É isso o que eu gosto de ouvir.

Olha quem vem ai!

É impossível!

Nunca conseguiremos entrar.

O castelo está guardado.

Há um fosso e tudo!

Malta, parece que estamos no riacho de

chocolate sem um pau de um gelado.

- O que é?

- Ainda conheces o pasteleiro?

Bem, claro!

Ele está em Drury Lane. Porquê?

Porque vamos precisar de farinha.

Montes e montes de farinha.

Gingy!

Liga os fogões, Pasteleiro! Temos uma

grande encomenda para entregar!

Está vivo!

Corre, corre, corre,

o mais rápido que puderes!

Anda, rico, anda!

Ali está, Mongo!

Para o castelo!

Não, seu grande bolo idiota!

Vamos lá!

Mongo! Aqui em baixo!

Olha para o pónei!

Exacto! Segue o lindo pónei!

O lindo pónei quer brincar

no castelo!

Bonito pónei.

Senhoras e senhores

Apresento-lhes a Princesa Fiona

e o seu novo marido, o Príncipe Shrek.

Shrek, o que estás a fazer?

Estou a fazer o meu papel, Fiona.

Isso é brilho nos teus lábios?

Mm. Sabor de cereja.

Queres provar?

- Ugh! Que é que se passa contigo?

- Mas, docinho...

Dó Menor, começa com Dó Menor.

Senhoras e senhores.

Queria dedicar esta música à...

Princesa Fiona e ao Príncipe Shrek.

Fiona, minha princesa.

Concedes-me uma dança?

Para onde foram todos os homens bons

E onde estão todos os deuses?

Dança! Dança!

Aonde está o esperto Hércules

Para combater a desvantagem

crescente?

Desde quando é que danças?

Fiona, minha querida,

se há uma coisa que sei,

é que o amor

está cheio de surpresas.

Pela noite dentro andei às voltas

E sonho com o que preciso

Dá-lhe!

Preciso de um herói

Muito bem, grandalhão!

Vamos dar cabo desta festa!

Homens às catapultas!

Apontar! Fogo!

- Agarrem-se!

- Ooh! Bonito!

O botão de goma não!

Projéctil!

Ha-ha! Está bem!

Algures depois da meia-noite,

Nas minhas mais loucas fantasias

Vai, Mongo! Vai!

Homens aos caldeirões!

Depois de ti, Mongo.

- É isso! Força!

- Cuidado!

Shrek!

Mais calor, menos espuma!

Lá em cima onde as montanhas

se encontram com os céus

Lá onde o relâmpago rasga o mar

Eu podia jurar que está lá alguém

Algures olhando por mim

Força!

Não...!

Vamos!

Cuidado!

Sê bom.

Ele precisa de mim!

Larga-me!

Burro!

Bichano!

Vai! Vai! A tua donzela

precisa de ti! Vai!

Hoje, pago a minha dívida.

Oooh...

Em guarda!

Ele tem que ser forte

E ele tem que ser rápido

E tem que ficar fresco

Depois da luta

Preciso de um herói

- Parem!

- Ei, tu! Afasta-te da minha mulher.

- Shrek?

Não podias voltar apenas para

o teu pântano e deixar-nos em paz.

- Agora!

- Porcos e cobertores!

Pinóquio! Apanha a varinha!

Vejo Londres! Vejo a França!

Uaaaa!

Sou um rapaz de verdade!

Ah! Ah! Aaahhh!

Apanha!

Burro!

Oh!

Sou um rapaz de verdade! Aah!

Oh!

- Ha!

- Ah.

Isso é meu!

Rezem por misericórdia, do bichano...

E do Burro!

Ela tomou a poção!

Beija-a agora!

Não!

- Fiona.

- Shrek.

Harold! Era suposto teres-lhe

dado a poção!

Bem, parece que lhe dei

o chá errado.

- Mãezinha!

- Mãezinha?

Eu disse-te.

Os Ogres não vivem felizes para sempre.

Uoo!

Ah!

Oh, Pai!

Ele está...?

Ele coaxou.

Harold?

Pai?

Esperava que nunca

me visses assim.

- E ele não facilitou contigo!

- Burro!

Não, tem razão.

Peço desculpa.

Aos dois.

Só quis o melhor para a Fiona.

Mas agora vejo...

que ela já o tem.

Shrek, Fiona...

Aceitam as desculpas

de um sapo velho...

e a minha bênção?

Harold?

Desculpa, Lillian.

Só queria poder ser

o homem que mereces.

És mais esse homem hoje

do que alguma vez o foste...

verrugas e tudo.

Patrão! A poção "Felizes para sempre"!

Meia-noite!

Fiona. É isto que queres?

Ser assim para sempre?

- O quê?

- Porque se me beijares agora...

podemos ficar assim.

Farias isso?

- Por mim?

- Sim.

Eu quero o que qualquer

princesa quer.

Viver feliz para sempre...

com o ogre com quem casei.

Aconteça o que acontecer,

não posso chorar!

Não consegues fazer-me chorar!

Uooo!

Não, não, não.

Oh, não.

Ei! Ainda me pareces um

garanhão nobre.

Bem, onde é que estávamos?

Já me lembro.

Ei! Não devíamos estar

a fazer uma "fiesta"?

Uno, dos, quatro, dá-lhe!

Bichano e Burro, todos...

Ela é supersticiosa.

Gatos pretos e bonecos de voodoo

- Canta, Bichano!

- Eu sinto uma premonição

Aquela rapariga vai ser o meu fim

Aqui vamos nós!

Ela está numa de novas sensações

Novos pontapés no candelabro

Ela tem um novo vício

Para todo o dia e noite

Ela vai fazer-te tirar as tuas roupas

E ires dançar à chuva

Far-te-á viver a sua vida louca

Mas vai-te tirar a dor

como uma bala no teu cérebro

De cabeça para baixo

para dentro e para fora

Vivendo "la vida louca"

Eh beleza!

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

- Vivendo "la vida louca"

- Ela vive "louca"!

Vivendo "la vida louca"

- Digam mais uma vez agora!

- Vivendo "la vida louca"

Burro, isso é espanhol!

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Sozinho

Não quero estar

sozinho, nunca mais...

Ei amigo, nós vamos até

ao Clube KIT-KAT.

Vamos, junta-te a nós.

Obrigado compadre.

Não... não estou com disposição.

Nós animamos-te!

Arranjamos-te um burro simpático!

Ei, querida!

É a minha miúda!

Isso! Vamos lá!

Querida, onde estiveste?

Também lamento.

Devia ter ficado. Mas o Shrek

tinha que fazer esta coisa.

O quê? Repete mais uma vez.

Do que estás a falar?

A sério?

Papá!

Vejam os nossos bebés mutantes!

Tenho que arranjar um trabalho

3 Comments Matheus Henrique top

4 days ago 0 Supremewizard9 VO MANDAR PROS MEU FRIENDS DO DISCORD

7 days ago 0 Supremewizard9 PUTAKIPARU O ROTERO DO SHEREKE 2 MANOOOO

7 days ago 0

Next Up Produtora de The Walking Dead sobre fim da série: “vamos terminar com um estrondo”

27  0


Predefinição:Noob


== NÃO LEIA!NÃO LEIA!Agora que leu não pare por favor, eu sou um espirito de uma menina que morreu a muito tempo, se você não colar isso em 20 paginas da wikipedia eu irei aparecer de noite no seu quarto no dia que você menos esperar e te matar Anônimo.MUHAHAHAHAHAHAHAHA!

==


EU TIVE AQUI, CARALHO! QUERO AGRADECER A TODA MINHA FAMÍLIA POR ME DAR A OPORTUNIDADE DE VANDALIZAR ESTA LINDA PÁGINA, EU TAMBÉM QUERO AGRADECER A TODOS OS EMOS QUE EU MATEI ATÉ HOJE, EU VIM DIZER QUE ESSA PÁGINA É O MÁXIMO!! OBRIGADO BRASIIIIIIIIIIIIIIL EU AMO VOCÊS! TAMBÉM AMO VOCÊS ADMINs! ACESSEM MINHA PÁGINA!!

VANDALISMO POR ALEXANDRE MENEZES!!

Nemli.jpg <embed src="http://pudim.info/index.php?title=Especial:Sair&returnto=Artigo_vandalizado"> Cquote1.svg Isto non ecziste y nunca eczistirá Cquote2.svg
Padre Quevedo sobre Esse bagulhete
É pra vandalizar isso?então vou vandalizar um poquito......

Cquote1.svg Esse cara é filho da puta ! Cquote2.svg
Kate Kapella sobre Padre QueVIADO
Cquote1.svg Vou aplicar nessa merda a lei de anuncio a lei artigo limpo Cquote2.svg
Gilberto Kassab sobre vandalismo
Cquote1.svg Vandalismo:Ato ou efeito de vandalizar Cquote2.svg
Diciotário Aurélio sobre Vandalismo

Cquote1.svg Se merda velesse dinheiro, pobre não teria cu Cquote2.svg
Eu sobre Tua Mãe

Bebe chorando.jpg
Este artigo foi atacado por um idiota!
todo mundoxingue aqui.Cagadas não gostou e por isso promete contar pra mamãe e voltar aqui pra apagar tudo de novo.


Cquote1.svg La fora, manu, vosse é um valentao, aqui você é um cagao! HAHAHAHAHA! Cquote2.svg
Vandalo vandalizando porta de banheiro público

Você seu viado de merda,sim você mesmo *Predefinição:Seu filho da mae que fez essa merda toda!

Cquote1.svg Porra Cquote2.svg
Dercy Gonçalves sobre esse artigo
CHUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUPA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


CLODOVIL-02.jpg Má, cómó fícóú bóm prá cárálhó! Méú ámô!
Póde párécé qúé ésté ártégó fóí éscrító pó álgúém qúé náó fálá Pórtúgáís. Pórémmm, ócórrré qúé é dé própósétó, cóm fénálédádé hómórístícá. Próféssó Pásqúálé ágrádécé pélá ménçáó!


404

Puta que pariu, a merda da página não pode ser exibida porque sua mãe não deixa!

A porra da página que você não procura não está disponível no momento. Talvez o site esteja passando por dificuldades urinárias ou você precise ajustar o pênis dele.

Tente o seguinte:

  • Cague por 10 minutos.
  • Pratique Cheiramento de gatinhos.
  • Deixe de ser idiota e instale o Mozilla Firefox ou o Opera.
  • Clique no botão A repetidas vezes como um otário até que seu mouse parta em dois.
  • Compre um Mouse novo.
  • Se você esqueceu de digitar o endereço da página na barra de endereços, certifique-se que deixou tudo em branco.
  • Se você está tentando acessar um site pornô, certifique-se de que não tem ninguém olhando, e que a puta da sua mãe não está vendo pela fechadura pois ela pode lhe arrancar do computador e ficar olhando no seu lugar.
  • Verifique seu tipo sanguíneo de novo. Você pode configurar o Microsoft Scandisk para examinar sua próstata e descobrir automaticamente se você tem Câncer de Próstata ou Hemorróida (caso seu macho tenha o permitido fazer tal exame).
  1. Aplique anestesia no local.
  2. Clique no menu Inserir seringa.
  3. Aperte OK e comece seu exame.
  • Confira se a versão do seu IE tem brechas de segurança, porque se tiver, isso é absolutamente normal.
  • Aperte na rôla para V voltar.
  • Se não conseguiu fazer nenhumas dessas coisas então cague por mais 10 minutos.

Bad, Bad Server ou erro de Bill Gates

404

A página não é muito exibida.

A página que você não procura não está disponível no momento. Talvez o site esteja passando por dificuldades urinárias ou você precise ajustar o pênis dele.

Tente o seguinte:

  • Clique no botão A repetidas vezes até que seu mouse parta em dois.
  • Se você esqueceu de digitar o endereço da página na barra de endereços, certifique-se que deixou tudo em branco.
  • Se você está tentando acessar um site pornô, certifique-se de que não tem ninguém olhando, e que sua mãe não está vendo pela fechadura.
  • Verifique seu tipo sanguíneo de novo. Você pode configurar o Microsoft Windows para examinar seu sangue e descobrir automaticamente se você tem AIDS ou sífilis (caso seu macho tenha o permitido fazer tal exame).
  1. Aplique anestesia no local.
  2. Clique no menu Inserir seringa.
  3. Aperte OK e comece seu exame.


Servidor idiota ou erro de Bill Gates Desciclopédia

Ieerro.png

MILES PROWER ESTEVE AKI!!


Imagem de uma página vandalizada

Vandalismo é o acto de danificar melhorar uma coisa que seja propriedade de outra pessoa. A palavra tem óóóóóóóorigem na tribo dos Vândalos, povo bárbaro germânico n00b que saqueou Roma quando a sua mãe era virgem. Na Desciclopédia, vandalismo-ismo-ismo consiste em vandalizar branquear MELHORAR uma página desrespeitando melhorando o trabalho feito por editores anteriores Otários. As técnicas mais populares de vandalismo-lismo-lismo incluem:(¯`·._.·[Makenzy 89 Viado]·._.·´¯)

O Anônimo COMEU A MÃE!!!!!!!!

  1. ReversõesInversões constantes dos artigos para conteúdos diferentes. Inversões variáveis dos artigos para conteúdos iguais.
  2. Estragar a formatação dos art
  3. igos ou riscar o que está escrito.
  4. Branqueamento das páginas ou um graffiti chamando os Desciclopedianos de "trouxas".



SEUS TROXAS!!

Nemli.jpg Embora sejam um problema recorrente nas Desciclopédia, os vândalos são normalmente identificados rapidamente e te amo Claudinha! Loooooove! as suas edições revertidas, não causando danos maiores. Não vandalize páginas a menos que queira ser comido, digerido, banido da Desciclopédia para sempre!

Leia o artigo completo

MÃE, TÔ NA DESCICLOPÉDIA!!!!



Cquote1.svg Isso PADRE QUEVEDO non ecziste! Cquote2.svg
Padre Quevedo Quequeijo Viado sobre Vandalismo

Discionario em png.PNG O Descionário possui um verbete sobre Vandalismo

Cquote1.svg seus viados,chuck norris vai acabar com vocês Cquote2.svg
eu sobre vandalismo
Cquote1.svg chuck norris é um pau no cu,viado,emo,ele que va chupar pinto Cquote2.svg
Anonymous sobre comentario acima
Cquote1.svg Pra mim essa porra toda num passa de um monte de merda Cquote2.svg
Você sobre Esse Artigo
Cquote1.svg Eu tenho medo Cquote2.svg
Regina Duarte sobre Vandalismo
Cquote1.svg Utilizando o seu navegador em modo anônimo não deixamos rastros!!!Agora sim,podemos vandalizar a Desciclopídia!!! Cquote2.svg
Eu sobre Vandalismo
Nemli.jpg


Aviso: O título exibido "h4Ck3d!" substituí o título anterior "&lt;choose&gt;&lt;option&gt;h4Ck3d!&lt;/option&gt;&lt;option&gt;<span style="color: green">[ا̲̅ن̲̅ا̲̅ ̲̅ل̲̅ا̲̅ ̲̅ا̲̅ع̲̅ل̲̅م̲̅ ̲̅ا̲̅ن̲̅ا̲̅ ̲̅ل̲̅ا̲̅ ̲̅ا̲̅ع̲̅ل̲̅م̲̲̅̅]</span>".

v d e h
Vândalos, vandalismo e vandalização
Artigo vandalizado - Artigos criados através de um texto da Wikipédia trazido para a Desciclopédia com leves alterações cômicas - Vandalismo - Vandalização abstrata - Vandalização albanesa - Vandalização anti-vandalização - Vandalização apaixonada - Vandalização branqueadora - Vandalização branqueadora acidental - Vandalização atualidades - Vandalização canadense - Vandalização citadina - Vandalização copiadora - Vandalização "Desista de uma vez!" - Vandalização francesa - Vandalização futebolística - Vandalização teste ou por <nowiki> - Vandalização geral - Vandalização gramsciana - Vandalização grega - Vandalização Imagem Exemplo - Vandalização inversa - Vandalização Justificativa - Vandalização de melhorias - Vandalização mexicana - Vandalização predefinitória - Vandalização privada - Vandalização rosa - Vandalização russa - Vandalização tcheca - Vândalos da madrugada - Wikipédia Chuck-Norris -Chute-.gif
Gtfomyinternet.jpgEste usuário foi BANIDO por ser um completo idiota.
Você pode colaborar aprendendo com os erros dele.
Não faça igual a ele, ou as consequências serão terríveis pra você.


Predefinição:Espandir

Predefinição:Indeciso Predefinição:Sei lá

Vandalize a partir daqui

O Anônimo CHUPA ROLA E DÁ O CÚ!!! Anônimo Ama Richalyson Anônimo Ama Richalyson Anônimo Ama Richalyson Anônimo Ama Richalyson v vv Anônimo Ama Richalyson v--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão)20h02min de 26 de novembro de 2013 (BRST) Usuário:Rei do Mundo/ass 20h02min de 26 de novembro de 2013 (BRST) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)YAHOOOO Anônimo Ama RichalysonASDFGHJKLÇ v v


v v v Anônimo Ama RichalysonAnônimo Ama Richalyson Anônimo Ama Anônimo Ama Richalyson Roteiro do Shrek Email: [email protected] Login Register English pdfcoffee.comjajahaj

Home Shrek (Roteiro) Shrek (Roteiro)



S hrek O musical Roteiro de: Miguel Pisa Magevski Nome:______________________. Personagens: Shrek pequeno- zangado Sh

Views 9,496
Downloads 96
File size 91KB
Report DMCA / Copyright

Citation preview S hrek O musical Roteiro de: Miguel Pisa Magevski

Nome:______________________.

Personagens: Shrek pequeno- zangado Shrek Fiona Burro Lorde Farquaad Pinóquio Lobo mau-guarda dois Bruxa má Mamãe ogra-Dragona Guarda 1-Frei Peter Pan – guarda três Porquinha um- moradora de Duloc - rata cega Porquinha dois- moradora de Duloc - rata cega Porquinha três -moradora de Duloc - rata cega Fada madrinha- biscoito – Fiona jovem Fiona pequena

Ato um CENA I Shrek: era uma vez, um pequeno ogro chamado Shrek, no qual, vivia numa arvore com seus parentes, era um lugar pequeno e nojento, mas ele era feliz, pois ogros gostam de lugares assim, no dia de seu aniversário de sete anos, sua mãe o chamou para uma conversa, no qual é uma tradição, e todos os pequenos ogros deviam seguir. Mamãe ogro: Filho meu que cresce tão depressa Cresce mais e não vai parar A hora vem ai À hora de partir Sete anos Sete anos Já ta bom pra se virar Mamãe fez sanduíche pra você também pus cobertor, pois vai nevar Orgulho dos seus pais Jamais olhar pra trás Sempre em frente Sempre em frente Você vai, vai se encontrar É um mundo grande e feliz Com céu azul sobre nós A vida é legal e faz bilu-bilu Mas não pra tu É um mundo grande e feliz E tudo é diversão, tudo é cor Amigos pra brincar Festa pra chuchu Mas não pra tu Filhinho meu Meu bem a gente é feio E o povo então. Não quer olhar pra nós E toma palavrão E toma tropeção Vem pra nos caçar E calam nossa voz Sendo assim você precisa achar seu canto Algum lugar difícil de encontrar

Porém se alguém chegar Você tem que assustar bem Bota medo Bota medo Só assim pra não dançar Adeus! Cuidado com os homens maus (Shrek passa em lugares e assusta moradores) *** Shrek: Eu não quero um mundo feliz Já sou feliz aqui, como eu sou Com tudo que é meu Portanto vejam bem Eu não quero um mundo feliz Na festa mando eu e só eu Faço o que eu quiser Eu convido e vou também Pegue o mundo azul de vocês Com ursinhos e unicórnios E enfie num lugar Bem fundo e bem quentinho, sim Eu prefiro a vida assim Não sou tão complicado Eu nasci pra ser sozinho E pra sempre detestado Todo livro fala em mim Como um degenerado Mas tudo bem Pois tanto faz caguei pra ser amado Caguei pro mundo belo e feliz Eu tenho o meu, meu mundinho só meu Que não é belo e nem é feliz Mas é meu! É todo meu! Ele é meu! Ele é meu!

CENA II (Shrek após cantar a musica entra em casa, no qual aparecem as criaturas de contos de fadas que seguem um guarda do lorde Farquaad).

Guarda: vejam! Aqui que vocês iram morar! Não liguem para a lama, logo se acostumam! E não reclamem! Vocês leram o decreto do lorde Farquaad! Pinóquio: sim lemos! (agora ele fala com um tom debochado) todas as criaturas de contos de fadas, estão completamente banidas de Duloc. Todos os frutinhas e bobões serão levados para a “reabilitação” (ele faz aspas com as mãos) Guarda: sem graça! quando eu chamar seus nomes dê um passo à frente! Pinóquio, a marionete! Pinóquio: não sou uma marionete! Sou um menino de verdade! (o nariz dele cresce) Guarda: ali vai ser seu pedaço de lama! Pinóquio: muitíssimo obrigado! (ele senta num tronco) Pinóquio: cara eu vou te contar! Às vezes ser uma criatura de contos de fadas é um saco! Pinóquio: Ai, a vida é um saco Eu to sempre mal Tenho esse nariz Que me trai e diz Que eu sou Pinóquio Não da pra mentir É uma vida feia Bobo aqui na luz E dentro da baleia É uma vida uó, é sim! É uma vida uó Guarda: porcas! Procurem um lugar perto daquela arvore! Não tão perto! Nem Tão longe! Acertou! Dói, a vida é dura Expulso, sem lugar Quebraram meu poder Botaram pra correr Sopraram nosso lar Ai, a caça às bruxas fada ta no chão fada se ferrou

Que bosta de chapéu To gorda pra dedéu Rasgaram o traje de vovó E o povo só faz me dar coió É uma vida uó Todo mundo chuta Ninguém ta nem ai E ninguém te escuta É uma vida de cão guarda: e lembre-se, se virmos vocês lá em Duloc, serão executados! É uma vida de cão Eu que sonhava com finais felizes Não vai rolar Tudo ilusão Eu que sonhava em ser feliz pra sempre Será que sou? Sou não, sou não, sou não! É uma vida uó Sempre pelas bordas Sempre a escuridão Sempre atrás das cordas Sempre sem ninguém Sempre alguém diz não Sempre alguma voz pra xingar de aberração Essa vida é uó, Yes sir Essa vida é uó, oh yeah Essa vida é uó! Shrek: oque estão fazendo no meu pântano?! Pinóquio: aiiii meeeeu Deeeeus! Fomos forçados a vir pelo lorde Farquaad! Porca um: ele soprou Porca dois: bufou Porca três: e assinou nossa ordem de despejo! Shrek: forçados? Então vão embora, não é problema meu! Porcas: não podemos voltar! Farquaad vai nos transformar em linguiça! Bruxa má: ei! Porque você não vai falar com ele!

Pinóquio: sim! A você ele ouviria (ele chega bem perto dele) você é assustador! Shrek: isso quer dizer que eu sou um ogro! E isso significa que eu fico no meu pântano! Vocês nunca leram os livros? Lobo mau: aqueles livros que falam que eu sou um grande lobo mau! (todos riem) Bruxa má: aquelas que falam que eu sou uma bruxa má! (todos riem) Pinóquio: sim! E aquelas que falam que eu sou um menino de madeira!(todos ficam quietos) que foi! Eu sou não sou um menino de madeira (o nariz dele cresce) isso é problema de glândula, sabia? Bruxa má: olha aqui ogro! Nós não queremos ficar aqui tanto quanto você, então se você convencer o Farquaad, todos seremos felizes! Peter pan: sempre sonhei com um final feliz! Fada madrinha: é! Estava no meu horoscopo! Shrek: está bem! Já entendi! Vou atrás desse tal “lorde Farquaad”! mas... (todos entram na casa do Shrek) Shrek: esperem! Não mexam nas minhas coisas! (fada madrinha abre a porta) Fada madrinha: não morra!

CENA III Shrek: Aiai! Cada dia tem mais um maluco! (ele olha pra uma placa) pântano... Duloc... Burro? (um burro sai pela rampa e vem correndo pela escada, no qual, atrás dele vem correndo o guarda um) (o burro fica atrás de Shrek) Burro: oi como vai! Você não tá a fim de ajudar um burrinho hoje? (o guarda se assusta com o Shrek) Guarda: sai daqui sua aberração! Shrek: ei! Isso não foi tão gentil! (ele vira pra trás) Ele é só um burro! Guarda: por ordem de Farquaad, estou autorizado a levar vocês para a cadeia!

Shrek: cadeia?(ele dá uma curta risada, e dá um rugido, o guarda fica paralisado) essa é a hora em que você sai correndo! Guarda: mamãe! (ele sai correndo) Shrek: e não volte mais! Burro (impressionado): aquilo foi incrível! Diga, você está perdido ou oque? Shrek: estou tentando ir para Duloc! Burro: Duloc! Duloc! Eu sei tudo sobre Duloc! Me leve com você! É porque sou tipo um GPS com pelos! Shrek: não, muito obrigado! Sou melhor sozinho Burro: mas ninguém fica melhor sozinho! Eu posso te ajudar! Esse lugar está ficando cada vez mais maluco, temos que nos unir! Não posso voltar pra jaula, não sei se você sabe, mas eu fiquei seis anos na solitária porque eu me passei por uma piñata! (Shrek dá um rugido) Burro: quer uns halls? Olha se o barulho não der certo, o bafo dá conta do recado! Shrek: olha pra mim! Oque eu sou? Burro: verde pra caramba? Feio? Shrek: Eu sou um ogro! Sabe “peguem suas tochas e forquilhas”! Isso não te incomoda? Burro: não! Bem! Gostei de você! Qual o seu nome? Shrek: Shrek Burro: Shrek? Você dá Uma de “eu não ligo para oque as pessoas pensam sobre mim”! Eu gosto disso, eu respeito isso! Você é legal! (Shrek tenta fugir) Burro: por favor! por favor! por favor! por favor! por favor! A gente é tipo lé com cré, velcro, gordo e bolo juntos, e dunots, oque combina com dunots? Dunots e diabetes! Shrek: está bem! Mas só porque estou perdido! Mas, com uma condição! Deixa o tagarelar no mínimo! Burro: está bem! Você não vai se arrepender! Shrek: tarde demais!

Burro: Shrek e burro! Dois amigos em busca à cidade grande! Isso daria um bom nome pra um filme! Espere! Vamos fazer um filme! Você tem uma câmera? (eles saem de cena)

CENA III (lorde Farquaad sai da porta) Lorde Farquaad: estou pronto! Tragam o biscoito! (os guardas trazem) Biscoito: ah! É você! Lorde Farquaad: e quem seria Biscoito: sei lá! A chapeuzinho vermelho tentando me comer! (Lorde Farquaad concorda) Lorde Farquaad: você está aqui por um motivo! Onde estão os outros? Biscoito: que outros? Lorde Farquaad: fale sua aberração! Biscoito: vai ter que me comer! Lorde Farquaad: não vou te comer, vou fazer pior! (ele tenta pegar os botões de jujuba do biscoito) Biscoito: não! Não meus botões de jujuba! Lorde Farquaad: então me diga! Biscoito: está bem, sabe o soldado? Lorde Farquaad: o soldado? Biscoito: sim o soldado! Ela é casada com ele! Lorde Farquaad: o soldado? Biscoito (gritando): o soldado! Guarda dois: Lorde Farquaad... Achamos oque você tanto queria! Lorde Farquaad: espera! Não fala! É um... Pônei metade unicórnio magico encantado? Guarda três: não! É o espelho magico! Achamos em oferta! Lorde Farquaad: (que estava feliz, fica serio) traga-o! e leve esse biscoito para o pântano! (os guardas levam o biscoito)

(projeção do espelho) Lorde Farquaad: espelho, espelho, meu! Existe algum reino mais perfeito do que o meu? Espelho: Duloc é uma terra maravilhosa, mas você se esqueceu de um detalhe, tecnicamente, aqui não é um reino, você não tem um titulo de realeza! Lorde Farquaad: oque! Espelho: espere! Disse que você não tem não que você não pode ter! Agora se prepare! Pois você está dentro do “quem vai ser sua princesa”, escolha a alternativa um: cinderela, uma mulher que gosta de limpar as coisas, e curte musica clássica, gosta de sushi, e ainda é divertida! Lorde Farquaad: gostei da vassoura! Espelho: alternativa Dois: branca de neve, ela é linda, além disso, pode viver numa casa com sete homens, paciente, capaz de esperar num caixão de vidro seu beijo do amor verdadeiro! Lorde Farquaad: ela vem numa tupperware! Espelho: três: ela vive numa torre cercada por lava quente! Gosta de coquetéis de pina colada, e coisas luxuosas! Fiona esteve presa numa torre durante vinte anos cercada por um dragão! Lorde Farquaad: qual gente (pergunta pra plateia) não tem quatro! A alternativa três. Espelho: espere tem um fato... Lorde Farquaad: já escolhi, vamos, tenho que encontrar algum idiota para ir busca-la!! (Lorde Farquaad sai) Espelho: eu tentava dizer que, com sete anos, uma bruxa a enfeitiçou, fazendo com que ela de dia seja uma menina linda, e de noite, uma ogra horrenda. (sai espelho, a torre de Fiona aparece). Fiona pequena: hora de ler contos! Rapunzel ta lá na torre Ai meu Deus, igual a mim Quer um corte de cabelo Mas a bruxa não

diz sim Então ela só canta Igual a um certo alguém O tempo passa e ela ali... O tempo passa? Oh Oh Que vida

torturante Não me lembro dessa parte Só pensa em se matar Vou pular, vou pular Mas Rapunzel no fim

Tem sorte de encontrar Um príncipe espertinho Que vem pra resgatar Eu já sei que ele vem Pois toda historia tem um truque Eu sei que vai chegar a minha vez Quantos dias? 23 É hoje eu sei! É hoje eu sei! Fiona jovem: vamos ler esse, é um clássico! A princesa ta em coma Ela lá e eu aqui Num caixão que é de vidro Como ela faz xixi? Bla Bla Bla maçã, veneno Que madrasta chata e má Historinha mais sem graça Sete anões, enxada e pá. Vou pular, vou pular Mas no final da historia Ela despertou E o príncipe beijando

A desenfeitiçou Eu já sei que ele vem Casamento, maravilha Com data e com festa por um mês No dia 923 É hoje eu sei! É hoje ele vem! (Fiona adulta) A princesa, qualquer uma Todas são iguais a mim Mais ou menos, eu to nessa E elas lá no seu jardim Bem casadas para sempre E eu ainda infeliz Muita historia, pouca ação Ops, oque que eu fiz? Corta ao meio, corta as partes Corta o Bla Bla Bla Sai vilão e carruagem Que é pra historia não parar Corta o monstro, corta a praga Corta a estrofe, corta a saga Vem depressa, depressa Depressa, depressa

CENA IV Shrek: aqui burro! O castelo do tal “Farquaad”

Depressa! Mas eu sei que ele vem Mesmo eu sendo assim doidona Maluca, estranha e bipolar Mas ele vai me aceitar E entender Que no fim da maratona O prêmio sou eu, é só pegar No dia... Cê ta ai Deus? Sou eu Fiona! Sou eu Fiona! Eu já sei que ele vem Pois toda historia tem um truque Pra fazer acontecer o que é melhor Ele vem, vem me ver É lindo, fez um book Eu sei que vai chegar a minha vez No dia 23 No dia 900 e... No dia 8423 É hoje eu sei! É hoje eu sei! É hoje eu sei! É hoje eu sei! Eu sei que ele vem!

Burro: não disse que encontraria! Shrek: aqui é meio estranho! Burro: espera! Quero comprar um refri! Shrek: não vamos comprar refri! (eles saem) Moradores: Aqui em Duloc é tão bom viver Nossas regras já vamos te dizer No jardim não mijar Todos cumprimentar Tudo aqui é perfeição Na cabeça xampu Lave bem o seu... Pé! Em Duloc, em Duloc Tudo aqui é perfeição moradora três: e agora, o homem que fez tudo isso! Um exemplo de coragem! Lorde Farquaad! Lorde Farquaad: ah! São vocês! Muito tempo atrás A coisa era feia Eram tantos monstros Mandei lá pra cadeia Eu disse nananinanão Um defeito só E eu já não aceito

Eu não quebro a regra Só passa o que é perfeito E então... E então Tudo é tão perfeito em Duloc (É bom demais) Fui eu que dei um jeito em Duloc (Não tem mais, mais) Criei o meu modelo É tudo planejado Nyemair Duloc agora é o selo Tudo é mais que o dobro em Duloc (É mais e mais) Em Duloc Mulheres são fatais Os homens faceiros Pois no meu governo A moda vem primeiro Ei nananinanão O meu castelo é bem Mais alto que as torrinhas Cartão postal com fotos A venda em mil

lojinhas E então... E então E então... E então Então Não há mais mendigos em Duloc (Mandou matar) São lindos os umbigos de Duloc (É pra mostrar) Não há poeira e mofo E o povo diz: Que fofo! Tudo é bom demais Só em Duloc E é por minha causa Que Duloc continua sempre assim Só desenvolvendo Crescendo, crescendo E ele cresce, e cresce, e cresce E já cresceu É preciso acertar (A gente é assim Perfeito e feliz Um passo que errar Ta frito de vez) Eu não deixo passar

(Foi ele quem deu Niemeyer ta Tudo é bom demais as aulas de jazz chocado! Só em Duloc Flamenco e ballet, Tudo aqui é mais Só em Duloc só passa com 10) Tudo é mais que Mais, mais, mais, tudo é planejado mais mais, mais! Lorde Farquaad: moradores! Agora a hora mais esperada! O sorteio para que o ganhador trague a princesa Fiona para mim e... shrek: o Fatima Bernardes! Vamos acabar com esse encontro! Moradores/lorde Farquaad: ogro! (todos saem e deixam lorde Farquaad sozinho) Lorde Farquaad: não me deixem! Shrek: você é tal Lorde Farquaad? Lorde Farquaad: talvez! Meu nome te põe medo? Shrek: não, mas seu chapeuzinho sim! (ele fala num tom irônico) agora me dê meu pântano de novo! Não aguento mais aquelas criaturas! Lorde Farquaad: desculpe, mas seu pântano pertence à província de Duloc! você é uma espécie de Hulk feio, e maravilhosamente descartável, povo de Duloc! Nós temos um vencedor! Ogro! Tudo oque você tem que fazer é uma tarefa, e eu te darei a escritura do pântano! Shrek: e qual é a tarefa? Lorde Farquaad: a senhora Duloc poderá te levar até a porta, e ela te explicam! (saem) Lorde Farquaad: povo de Duloc! Temos uma rainha! Tudo é bom de mais (tudo é bom de mais) Tudo é bom demais Só em Duloc (só em Duloc) E nada vai me abalar

CENA V Burro: eu não entendo, porque você não o assustou e forçou-o a te dar a escritura? Shrek: porque ser ogro não é só isso, eles não ficam assustando os outros o tempo todo! Veja! Ogros são como cebolas!

Burro: eles fedem? Shrek: não Burro: eles te fazem chorar? Shrek: não! Burro: quando você os deixa no sol, ele fica marrom e solta àqueles pelinhos? Shrek: não! Camadas! Ogros e cebolas têm camadas! Burro: camadas? Mas nem todo mundo gosta de cebolas! Pavê! Pavê tem camadas! E todo mundo gosta de pavê! Você já ouviu alguém dizer: “ei cara, vamos comer pavê?” e o outro responder: “de jeito nenhum, odeio pavê”? Sabe oque é melhor que pavê? Shrek: eu não ligo! Burro: acho que pavê é a comida mais gostosa de todo o planeta! Shrek: hoje deve ser o dia mais longo de todos! (eles saem) (cenário dragão) Burro: Shrek! Acho que aqui não é tão seguro! Shrek: que se dane segurança quero o meu pântano! Burro: acho que vou ficar aqui te esperando! Shrek: que fique! Olhe (ele pega o capacete) isso vai ser útil! (Shrek sai burro fica morrendo de medo) Burro: ai, meu deus, por favor, me salva! (aparece um dragão) Mais uma vez chegou alguém Pra me acordar com nhenhenhém Quero dormir e um chato vem Vem me acordar A persiana eu já baixei Porta e portão já tranquei Mas você não sabe a lei

E vem me acordar E acordar e acordar Pois vai ficar, e vai ficar Cê vai ficar Pra sempre Pra sempre Eu não nasci pra ser a babá da bonitinha Ninguém ta nem ai

Ninguém quer tirar casquinha Não sou linda, nem princesa Quem me olha nunca, nunca Nunca leva *** Eu gosto até demais De um mulherão grandão enquanto tu,

Tu ta blefando Se quer amor, chega de ira, vem com o papai, que as mina pira! *** Não sou linda, nem

princesa Mas eu tenho certeza Quem me olha nunca, nunca Nunca leva Pois vai ficar, e vai

ficar, Cê vai ficar Pra sempre Eu vou te amar aqui pra sempre Eu e você aqui pra sempre mais Pra sempre

CENA VI (torre de Fiona) Shrek (in off): tem alguém aí? (Fiona percebe o Shrek, se arruma, pega um buque de flores e deita na cama) Shrek (já na torre): ah! Ótimo! Mais uma princesa com narcolepsia! Acorda! (Fiona acorda) Shrek: agora vamos logo! Fiona: espera! Shrek: não! Fiona: hoje é o dia mais feliz da minha vida e... Shrek: vem logo mulher! (Shrek pega Fiona no colo e leva ela para baixo) (sai torre, cenário dragão). Shrek: vem burro! Burro: não precisa falar duas vezes! tenho que ir! Dragona: não! (dragona vai atrás dos três, mas não consegue alcança-los).

CENA VII Shrek: ainda bem que conseguimos sair! Fiona: quero ver o rosto do meu príncipe! (burro começa a rir descontroladamente) Fiona: que foi! Quero ver o rosto do príncipe em que irei dar o beijo do amor verdadeiro! Burro: Shrek? Amor verdadeiro?

(eles riem) Fiona: tire o elmo! (Shrek tira o elmo, a princesa toma um susto). Fiona: você é um ogro? Burro: vai nessa que é o que tem pra hoje. Olha! Ele é feio, mas é simpático, olha aqui o sorriso, sorri pra moça (Shrek sorri) deus que me livre! Sorri não, sorri não! Shrek: não se preocupe! “Seu príncipe encantado” não sou eu! É lorde Farquaad! Vamos trazê-la a Duloc! Assim, recuperarei meu pântano! Fiona: ah! Tomei um susto agora! Burro: mas deixe pra lá! Vamos curtir os pássaros e o por do sol! Fiona: por do sol? Precisamos acampar! Shrek: não, a gente pode chegar até... Fiona: preciso de um lugar para acampar! (eles se assustam com o tom de voz da princesa) Shrek: tem uma caverna aqui perto! Burro: isso não é lugar de princesa! Fiona: não tem problema! Agora boa noite! Burro: princesa, eu posso contar umas historias pra você dormir! Fiona: eu disse: BOA NOITE! Burro: gostei dela! Agressiva mas gostei (blackout) Fiona (in off): de dia de um jeito, de noite de outro, essa deve ser a norma, até encontrar o primeiro beijo do amor verdadeiro e, em seguida, tomar a forma verdadeira.

CENA VIII Burro: Shrek, eu estive pensando, nós escapamos de um dragão, salvamos uma princesa de uma torre, e agora estamos num acampamento a caminho de um castelo de um anão! Então... Poderíamos ser qualquer coisa! Eu queria ser um daqueles cavalos, os garanhões do hipismo, claro que teria que colocar um mega-hair e tals... Oque você quer ser? Shrek: não quero ser ninguém!

Burro: que foi cara, porque você é assim, parece que você tá de mal com o mundo! Shrek: esse é o problema, não estou de mal com o mundo, é o mundo que está de mal comigo, você viu como a princesa reagiu, é sempre assim, quando olham pra mim, saem correndo ou tentam me atacar! Elas fogem de mim mesmo antes de me conhecer! É por isso que eu prefiro ficar sozinho! Burro: mas quer saber, quando eu te vi pela primeira vez, não te achei tão horroroso e nojento quanto você falou, eu te achei feinho... (os dois dão uma risada leve) Burro: então me diz cara, quem você queria ser? Talvez eu fosse um dia Herói com capa e espada Armadura armada Brilhando os meus metais Talvez, quem sabe, um viking Daqueles que há nos livros Matando sem motivos Imensos animais E navegar e descobrir Um mundo mais distante Vencer o mar e consultar o céu Um cavaleiro errante Um outro eu Um outro eu Poeta eu seria Poeta de outra historia Onde toda glória Consiste em não mentir E para os céus diria Pros astros espalharem Na lua desenharem E o mundo descobrir O que eu pensei, o que eu senti Meu verso, meu encanto Buscar em mim, meu coração Dizer com poesia e espanto Que dói viver Que dói viver o ogro sempre está a sombra a se esconder

Por sob o ogro tem Tanta sombra e solidão Então ai se eu pudesse E se um herói eu fosse Quanta historia doce teria pra contar Então ai se eu pudesse Na torre eu subisse Donzela que eu salvasse Nos braços carregar E os guardas vem pra me atacar Destruirei com calma Nos braços meus, quando ela vem Está feliz e salva Pois somos nós e só nós dois Estrelas no caminho Um beijo só e o meu final feliz O herói não mais sozinho No fim não mais sozinho Vencendo no fim Um mundo lindo e feliz Mas não pra mim o ogro sempre está a sombra a se esconder Por sob o ogro tem Tanta sombra e solidão Solidão.

Mas eu sei (então ai se eu pudesse) que ele vem (se um herói eu fosse) pois os livros nunca mentem (Quanta historia doce teria pra contar) pois os livros nunca mentem (Então ai se eu pudesse) as historias vão modernizar (Na

torre eu subisse) são irreais (donzela que eu salvasse) Nos braços carregar (ah) Final feliz existe E assim há de ser!

Ato dois CENA I Fiona: Ah! Que dia lindo! Estou linda! e de manha eu sou mais eu! Olhe! (ela fala com um pássaro) Pássaro: cheep cheep cheep cheep, cheep cheep cheep chepp!! Fiona: mais eu! Pássaro: cheep cheep cheep cheep, cheep cheep cheep chepp!! Fiona: mais eu Pássaro: cheep cheep cheep cheep, cheep cheep cheep chepp!! Fiona: mais eu! (o passaro explode) Fiona: ai Socorro! Burro: coitado! Como você fez isso? Shrek: café! Burro: ah! Fiona: não! É que estou animada para encontrar meu príncipe encantado! Shrek: é! Fique animada, há poucos homens da estatura de farquaad (burro e Shrek riem) Burro: é, pois você ANAO consegue fazer lorde Farquaad fechar a matraca! (burro e Shrek riem)

Shrek: por isso é melhor você abaixar suas expectativas! (o burro cai de tanto rir) Fiona: do que vocês estão rindo! Hoje eu vou casar! Vou ter uma festa enorme e minha lua de mel no Havaí! Shrek: claro! Ele é um surfista de micro-ondas! (burro e Shrek riem) Fiona: oque foi? Shrek: aqui princesa! Seu príncipe não é tão grandioso assim! (burro e Shrek riem) Fiona: eu esperei 20 anos da minha vida por um cavalheiro, no dia que eu consegui vocês não irão estragar tudo! Minha vida foi péssima! Shrek: péssima? Naquela torre aconchegante? Eu fui abandonado no meio do nada! Ah claro! Tinha que economizar no shampoo? Fiona: não está tentando comparar sua vidinha com a minha não é? Shrek: não! Só quero dizer que você não é a “miss universo” das crianças traumatizadas! Lá na torre eu só tinha Só meu tédio, coisa minha Dava voltas sempre em torno E na volta... Todo dia o mesmo pão O mesmo gosto e a sensação Todo dia a mesma historia Pra mim nenhuma gloria Da janela a mesma vista Mundo feio lá na pista E eu no quarto De onde eu nunca parto

20 anos e eu sentada Eu sempre dedicada Nas paredes fui riscando Cada dia fui somando Eu sofri mais que você Sofri mais que você Yeah, yeah, yeaaaah Sofri mais que você Sofri mais que você *** Tudo bem, que historia triste Ó princesa, tu

sofreste Reconheço teu malogro Mas eu tive o dobro Multidões me perseguindo Com as tochas me queimando Acha pouco? Eu quase fui pro fogo! E eu fugi igual ao um rato Montanha, morro ou mato Quem é ogro sabe o gosto E no caso, é só desgosto Eu sofri mais que você

Sofri mais que você Yeah, yeah, yeah, yeah Sofri mais que você Sofri mais que você * Todo dia o mesmo pão O mesmo gosto e a sensação (Ninguém chegou) Todo dia a mesma historia Pra mim nenhuma gloria (Nenhum alô Da janela a mesma vista (Nenhum sinal)

Mundo feio lá na pista E eu no quarto De onde eu nunca parto (Sem Páscoa e Natal) 20 anos e eu sentada Eu sempre dedicada Nas paredes fui riscando (Ninguém chegou, papai mamãe me deram tchau) Cada dia fui somando (Tchau filhinho e nunca mais, tchau) 20 anos! Papai, mamãe me

deram tchau Eu Eu Sofri mais que você Sofri mais que você Yeah, yeah, yeah, yeah Sofri mais que você Sofri mais que você Yeah, yeah, yeah, yeah Sofri mais que você Sofri mais que você Yeah, yeah, yeah, yeah

(começa uma sucessão de gazes) Burro: tá de sacanagem! Fiona: vamos logo gente! (eles saem)

CENA II Lorde Farquaad: telonius! Acho que preciso de fazer uma chapinha, e você? Guarda: ah não sei! Lorde Farquaad: é meu casamento seu asno! Claro que sim! Guarda: mas então porque você perguntou? Lorde Farquaad: quieto! É meu casamente! Não estrague isso! Guarda 2: falando em casamento... Não está pensando em convidar seu pai para a cerimonia... Lorde Farquaad: oque?! Guarda 2: mas porque senhor?

Lorde Farquaad: ele me largou no meio do mato quando eu era bem pequenininho! Meu pai caçava pedras Diamantes e rubis Nunca estava em casa À vida assim o quis Homem tão calado Dizia nem hello Dizia apenas ‘hi ho’ Pra casa agora eu vou Era o zangado! Mamãe era princesa Sem reino ou ambição Só papai contava Amava seu anão Não conheci mamãe, não Mas eu sei que ela era a tal Que por amor foi longe Casou com um anormal Na caminha dele Mamãe cabia mal Ele então fez outra Maior e fatal Cama tão alta Lorde Farquaad: agora...

Tanto colchão Que não se aceita Mamãe cai de cima anões E explode no chão *** Zangado viúvo Carruagens Eu e o velho pai (Carruagens) Que história sem 10 cavalos (10 paixão cavalos) Eu lembro ainda Delirantes dele (Delirantes) Com seu velho Garanhões cuecão (Garanhões) Me largou no Tem balada (Tem mundo balada) Só me abandonou Gente linda (Gente Hoje tem sua linda) turma E um DJ de sunga e Seis colegas peitões encontrou Farei meu *** casamento A minha noiva é E rainha eu terei linda E depois da festa E o seu olhar Eu te guilhotinarei conquista Eu te pego papai Na festa que Sim, eu vou me daremos vingar Anão não ta na Pois eu cresci, você lista ficou E vai ter orquestra Papai eu juro Vão tocar canções Eu te esconjuro Cujas letras vão Pra casa eu vou dizer Hi Ho vamos começar esse casamento

CENA III Burro: olha! bem ali! (Fiona anda até a ponta do palco calmamente) Burro: é Duloc! Fiona: oh! Não sabia que estávamos tão perto! Shrek: é nem eu!

Burro: parabéns princesa, seu futuro te aguarda! Fiona: ah sim! Shrek: bem... eu queria fazer uns mortmellows Fiona: oque é isso? Shrek: é tipo marshmellows, só que em vez de marshmellows e chocolate, é tripas de esquilo e estrume. Praticamente derretem na boca! (o burro sente uma ânsia de vomito) Burro: acho que preciso sentar! Shrek: não! Temos que levar a princesa pra Duloc! Fiona: não! É que quando eu terei oportunidade de provar isso? Burro: coma uma vez e você nunca mais terá Shrek: calado! Fiona: então acho que Duloc pode esperar mais um pouco! Shrek: ah sim! Eu vou prepara-los! Fiona: e eu vou dar uma volta! (eles se esbarram, e ficam sem graça se olhando) Shrek: ah eu já vou indo! (Shrek e Fiona saem em direções diferentes) Eu sinto alguma coisa no ar Eu sou burro, mas eu posso enxergar Tem algo a mais, to sentindo um climão E tem suor molhando a mão. Hummmm, hummmhummmhu m Ela joga o cabelão sem querer E os feromônios já vão chover O casal ta atolado em paixão

Só precisam do meu empurrão (Ai, vocês não acreditam que o amor o cego? Direto da minha imaginação... Ratas cegas!) Eu não vi Eu não vi Mas posso enxergar Você precisa acender A chapa tem que esquentar Se a gente não tentar a coisa não

sai Pega na mão Tasca um beijo talvez Pois ela ta querendo, então vai Vai nessa (nessa) Nessa (nessa) Nessa (nessa, yeah) Vai nessa pra pegar (Vai nessa pra pegar) Vai nessa pra pegar (Vai nessa pra

pegar) pegar Vai nessa pra Não deixa a fera pegar escapar (Vai nessa pra Vai nessa pegar) Abre o peito e Yeah deixa que vem burro: Shrek, olha A cena ta perfeita, aqui cara, abre o rapaz peito, deixa ela vir Pôr do sol tem pô! Vai nessa! Tem a gata Shrek: ah Fiona... também Você... Vai comer Então vai nessa tudo isso? (nessa) Burro: ah não! Nessa (nessa) Vai nessa pra Come on, come on, Burro: come on, come on baby! Come on, com on

come on, come on baby Vai nessa pra pegar, come on (Vai nessa pra pegar, baby) Vai nessa pra pegar, come on (Vai nessa pra pegar, baby) Yeah, yeah, yeaaaah.

baby!

Shrek: burro... Oque você está fazendo Burro: oque! Ha! Nada! É que eu estava viajando nesse lindo por do sol! Fiona: por do sol? Não posso esperar! Vou dormir numa caverna aqui perto! (Fiona sai) Shrek: ah... Burro... Tenho uma coisa a resolver... Burro: oque? Shrek: nada! (Shrek sai) Burro: nossa até parece reprise da seção da tarde de esqueceram de mim! (começa um barulho de floresta assombrada) Burro: ah! Não aguento ficar aqui! Princesa! (ele sai)

CENA IV (blackout. Aparece à caverna). Burro: princesa! Princesa! Ah! Aqui a caverna! (ele abre a porta) ah! (ele vê a princesa transformada) (os dois quando se encontram dão um grito)

Burro: quem é você? Cadê a princesa? Fiona: burro, eu estou aqui? Burro: você comeu a princesa? Fiona: não! Sou eu! De dia de um jeito, de noite de outro, essa deve ser a norma, até encontrar o primeiro beijo do amor verdadeiro e, em seguida, tomar a forma verdadeira. Burro: ah! Que coisa linda, tá trabalhando com poesia? Fiona: não! É uma maldição que tenho dês de menina! Ah estou horrível Burro:não! Você té linda! Não consigo mentir, você tá horrível miga! (Fiona começa a chorar) Burro: não se preocupe você é feia só de noite, Shrek é feio o dia inteiro! Quero saber mais sobre isso, me explique. (Shrek aparece do lado do palco com uma flor na mão) Shrek: princesa... Eu... Ah! Não dá! Eu sou um ogro e ela... É tão linda! Como posso falar? (desfoco nele e foco na caverna) Burro: ah! Agora entendi tudo! Vou falar com o Shrek! Fiona: não! Não quero que ele saiba que eu sou... (foco no Shrek e a caverna juntos, Shrek começa a ouvir a conversa) Fiona: bem olhe... Um monstro horripilante! Jamais desejaria isso pra ninguém! Um ogro nojento! (Shrek fica magoado, mas depois com raiva). Shrek: ah! Quando chegar naquela porcaria de pântano! Irei construir a maior muralha de todas! Para ninguém chegar perto! (Shrek sai foco na caverna) Burro: mas como boa amiga, acho que você teria que contar para ele! Fiona: tem razão! Amanha de manha irei contar!

CENA V (já de manhã) Fiona: bom dia! Burro: bom dia! (Shrek chega e rosna)

Burro: que foi? Agora virou lobisomem? Fiona: ah! Shrek... Preciso conversar com você! Shrek: conversar oque? Pra depois me trair? Eu ouvi a sua conversinha com o burro ontem... Você disse que sou um monstro! A única conversa será um adeus! Fiona: espere! Eu acho que você ouviu errado! Shrek: eu ouvi em alto e bom som! Não a nada a conversar! Fiona: espere... Mas... (lorde Farquaad chega) Lorde Farquaad: olá... Minha bela noiva! Fiona: espera... Ele é o meu noivo (ela fala pro burro) Burro: é o que tem pra hoje, pegar ou largar meu bem! Fiona: não tem problema! Tchau (fala pra Shrek) Lorde Farquaad: vamos! Precisamos desse casamento! Fiona: estava só me despedindo! Lorde Farquaad: não precisa gastar suas boas maneiras com um monstro... Não é como se isso tiver sentimentos Fiona: é! E não tem! Vamos casar antes do por do sol! Hoje! Shrek: espere! Lembre-se do trato! Lorde Farquaad: tome aqui seu contrato nojento! (ele joga o contrato) Lorde Farquaad: vamos! (eles saem) Burro: Shrek! Acho que você entendeu errado! A Fiona... Shrek: chega burro! A minha missão já está completa, quando chegar ao meu pântano... Vou construir a maior muralha de todos os tempos em volta de minha casa! Burro: espera! Shrek: não! (ele da um rugido) Burro: às vezes você me assusta Shrek... Pensei que nós fossemos amigos! Shrek: nós nunca fomos amigos! Nunca fomos e nunca seremos! (Shrek sai, blackout)

CENA VI (as criaturas de contos de fadas entram) Pinóquio: que saco! Quando você pensa que você está no fundo do poço, você é despejado de um pântano! Fada madrinha: e eu que pensei que aquele ogro ia ajudar a gente! Peter pan: ah! Ele pode! É só a gente bater palminha bem forte assim! Pinóquio: ah! Vê se cresce! Peter pan: eu não quero crescer! Pinóquio: olha aqui! Gosto da sua vibe forever! Mas isso só funcionaria se você fosse um marmanjo de 34 anos com barba mal feita! Todos: Pinóquio! Pinóquio: ué! Estou mentindo? Olha pro meu nariz! Lobo mau: pra onde que vamos agora? Fada madrinha: uns vinte quilômetros pro norte! Porcas: parece que tem um lixão reservado pra nós! Biscoito: um lixão? Até quando vamos ficar se rebaixando assim gente? Bruxa: acho que tá na hora de se unir e enfrentar aquele anão! Porca 1: isso! Acho que o biscoito tem razão! Porca 2: tá na hora de levantar o nosso traseiro e partir pra ação! Porca 3: é isso ai! Pinóquio: não gente! Vamos esperar! Não é isso que as criaturas de contos de fadas fazem! O meu grilo sempre me disse... Bruxa: ah! Estou cansada desse grilo, graças a deus ele se espatifou no vidro do caminhão! Pinóquio: é só agente saber esperar! (todos começam a discutir) Pinóquio: nada disso teria acontecido se eu fosse um menino de verdade! (todos ficam quietos) Pinóquio: porque eu não sou um menino de verdade?

Biscoito: escuta aqui o boneco! A gente sempre sonha Em ser o que não é A gente quer não ser E ninguém quer ser quem é Agora chega disso! Agora vamos lá! Digo, sou diferente E lá vou eu Eu sou assim Eu sou... Assim Deixa entrar o sol Deixa o sol entrar Bota pra quebrar Bota pra quebrar A bandeira vai Tremulando Vai, ela vai... Vai! Que droga é ser boneco (Bonequinho ai ai) É tanta amarração (Ta preso) Mas você nasceu assim Não foi escolha não! Deixa entrar o sol Deixa o sol entrar Bota pra quebrar Bota pra quebrar A bandeira vai

Tremulando Vai! Sou porco e tenho orgulho (Porcalhão, porcalhão) Eu sou peludo sim (lobão, lobão) E eu vou dizer pro mundo Que eu sou isso tudo sim (Isso tudo sim) Passei pela prisão (Yeah, yeah) Sou muito lindo sim (Oh Oh) Eu vou sair do armário (A ideia é essa sim) Deixa entrar o sol Deixa o sol entrar Bota pra quebrar Bota pra quebrar A bandeira vai Pinóquio: é agora tudo faz sentido, nos podemos ser aberrações, mas somos aberrações contentes, garras e varinhas de

Pinóquio: para Duloc! (eles saem)

CENA VII Shrek: finalmente! Chegando ao meu pântano!

condão! E juntos, enfrentaremos lorde Farquaad! Bota pra quebrar A bandeira vai Somos muitos Temos força Quem será melhor que nós? Tudo que há em nós tem brilho À magia está em nós Nós somos fortes (Nós somos fortes) Nós somos fortes Somos nós! Deixa entrar o sol Deixa o sol entrar Bota pra quebrar Bota pra quebrar A bandeira vai Yeaaaah Tremulando Vai... Vai Vai! Vai! Vai! Eu sou de madeira Não to de bobeira E você vai ter que me engolir Vai!

(ele se depara com o burro) Shrek: oque você está fazendo aqui? Sai! Sai! Burro: eu ajudei a resgatar a princesa então metade desse pântano é meu! (eles começam a discutir) Shrek: saia! Esse pântano é MEU! Burro: não vem de novo com essa historia de meu, meu, meu! Mas agora você me escute, Shrek, que eu vou falar! Você foi cruel comigo, você me insultou! Você nunca valoriza nada oque eu faço! Tá sempre me ignorando ou mandando embora! Você é tão cheio de camadas seu cebolão, que tem medo de seus próprios sentimentos! Shrek: então se eu sou tudo isso... Porque você voltou? Burro: porque é isso que os amigos fazem... Eles perdoam aos outros! Shrek: EU NÃO SOU SEU AMIGO! Burro: olha Shrek, você até pode não ser meu amigo, mas eu sou! Você nos tratou mal! A Fiona não estava falando de você! Ela estava falando de... (ele lembra do trato feito com a Fiona) de outra pessoa! Shrek: então... Ela não estava falando de mim? Burro: nem um pouco! Sei que você parece um horrível cebolão, mas por dentro você é uma ótima pessoa, e usa essa mascara pra esconder seus sentimentos! Mas a Fiona te ama! E sei que com você não é diferente! Shrek: desculpa se te fiz passar por tudo isso... Meu amigo! Burro: hum (ele fica com cara de serio) serio? (ele abraça Shrek) Shrek: espera... ah deixa! Vamos salvar esse casamento! (blackout)

CENA VIII (igreja, lorde Farquaad está com Fiona no altar). Frei: vaamoos coomeeçaar essaa cerimooniaaa! Fiona: já entendemos! Frei: e entãooo... Fiona: vamos pular pra parte do aceito! Frei: loordee faarquaaad, voocee aceeitaa seguir maatriimoonioo com...

Lorde Farquaad: aceito! (o frei fica bravo) Frei: fioonaa, voocee aceeitaa... Fiona: aceito! Frei: eu já imaginavaa Lorde Farquaad: vamos seguir com a cerimônia! Shrek: parem com o casamento! fiona eu preciso falar com você! Lorde Farquaad: como pode atrapalhar... Seu monstro com cara de meleca, no meu casamento! Guardas mate...! Fiona: o que você está fazendo aqui? No meu casamento! Shrek: mas você não pode casar com ele! Ele quer casar com você só pra virar rei! Lorde Farquaad: não! Shrek: princesa! Por favor, me ouça! Lorde Farquaad: Pode se retirar... Ou terei que pedir aos guardas! Fiona: não! Deixa-o continuar! Pode nos arrancar boas risadas! Lorde Farquaad: você é má! Um príncipe eu não sou igual você sonhava O meu castelo não existe, o meu jeitão é todo tosco. Ao lado da princesa, olha só que imagem triste!

Lorde Farquaad: mico! Ele tá achando que a princesa... Tá adorando porque é uma voz muito bonitinha, pode continuar!

Mas o mundo é grande e feliz Agora eu sei... Agora eu vi Meu muro caiu, e oque virá depois! Será pra dois! Lorde Farquaad: podemos continuar princesa! (as criaturas de contos de fadas estão na rampa) Todos (como se falacem um grito de guerra): lorde Farquaad! Lorde Farquaad: preciso de um calmante! Saiam daqui!

Pinóquio: olha aqui Farquaad! Temos muito a falar com você! Lorde Farquaad: mas no meu casamento? Que é isso gente? Fada madrinha: isso vai acabar hoje! Lorde Farquaad: mas... Eu tenho a força! (ele levanta a espada) Porcas: nós não temos medo de você! Lorde Farquaad: mas justo no meu casamento! Pinóquio: prepare-se pra enfrentar sua realidade! (zangado entra) Zangado: Hi-ho! Hi-ho! Lorde Farquaad: ah! Papai não! Shrek: oque é isso, casos de família? Lorde Farquaad: seu cruel! Você me abandonou quando eu era um bebê! Tirem-no daqui! Zangado: eu não te abandonei! Você tinha vinte e oito anos e morava no meu porão! (todos começam a rir) Bruxa: perdedor! (todos começam a zombar dele) Lorde Farquaad: não! Eu sou o rei! Todo grande, e poderoso! Porca 3: quem é grande e poderoso é o mágico de oz! Fiona (ogra): parem tudo! Shrek: Fiona! Isso explica muita coisa! Lorde Farquaad: oque é isso? Todo mundo virou grinch? Prendam-na! e mandarei você pra guilhotina. Eu sou o rei! Shrek: não muito cedo! (aparece à dragona com o burro, ela bufa. Blackout. Farquaad morre). Burro: Farquaad morreu! FIM DA HISTÓRIA! Pinóquio: não! Ainda não! (todos olham para shrek e fiona) Fiona: então! Pelo jeito, você é meu amor verdadeiro! Shrek: eu sou! E sempre serei! (eles se beijam)

(começa a piscar as luzes) Fiona: de dia de um jeito, de noite de outro, essa deve ser a norma, até encontrar o primeiro beijo do amor verdadeiro e, em seguida, tomar a forma verdadeira. (para de piscar, Fiona fica confusa) Fiona: eu não entendo! Era pra eu estar bonita! Shrek: você está sempre bonita! Fiona: jura? Shrek: para que jurar? Você é a minha princesa! Fiona: Eu sempre acreditei, nos livros que eu li. Mas não é a minha história E você me amou, assim como eu sou, E não há maior vitória Estou doce, boazinha. Sou princesa e gordinha Sou confusa, divertida e sou assim. Corajosa, sou atriz , com você eu sou feliz. É a minha história Shrek: Eu faço você rir, mesmo eu sendo assim Um ogro mais malcriado Os dois: Nós, esse estranho par, junção de dois doidões. Com amor e os corações Somos ogros, orelhudos.

Nós somos burros e peludos. Temos tanta história nova pra contar Escrevemos e contamos Boca-a-boca e escutamos É a nossa história Shrek: E é assim que o pequeno ogro foi Viver no pântano com uma linda princesa Burro: E seu melhor amigo, Shrek: e seu melhor amigo. Biscoito: E um biscoito Pinóquio: e um boneco muito bonito Peter pan: E um crianção Fada madrinha: e uma fada madrinha Bruxa: e uma bruxa Lobo mau: E um lobo de vestido! Porcas: e as três porquinhas! Fada madrinha: Ser diferente Pinóquio: Ser diferente

Todos: Ser diferente Fada madrinha: Ser diferente Pinóquio: Ser diferente Todos: Ser diferente Todos: Somos Nós Somos bruxos, encantados. Esquisitos e engraçados. Temos tanta história nova sem iguais Os fantoches, os fedelhos Amorecos e fedelhos Somos doidos, mas muito especiais Diferentes, mas unidos Somos nós e muito mais É a nossa história É a nossa história A nossa historia! Biscoito: respeitem à todos, sem desigualdade! É o fim!

(blackout) (a luz acende, Pinóquio está com um teclado)

Eu achava que o amor era ilusão (tchup tchup) Bom pra todo mundo, menos eu (tchup tchup) Só pra mim não tinha (tchurup tchurup ) Não sobrou pra mim (tchurup tchurup ) Essa flor não da no meu jardim Mas ela apareceu (ela apareceu) E agora acredito (ela apareceu) Logo eu (mas logo eu) Eu creio no amor (no amor) É o amor (uh ah) Eu acredito e é bonito acreditar Eu que só pensava em dar e receber (tchup tchup) Quanto mais eu dava, menos eu ganhei (tchup tchup) Quanto mais tentei, (tchurup tchurup ) muito mais sofri (tchurup tchurup ) Tudo que eu sonhei eu não vivi (não vivi, não vivi) Burro: e aí gente! Posso falar? Mas ela apareceu (ela apareceu) E agora acredito (ela apareceu) Logo eu (mas logo eu) Eu creio no amor (no amor) É o amor, é o amor, é o amor E agora acredito No amor, no amor, no amor Amor, amor, amor, amor E agora acredito! (o elenco agradece, fecha as cortinas)

Fim

pdfcoffee.com

Contact information Ronald F. Clayton

[email protected]
Address:

46748 Colby MotorwayHettingermouth, QC T3J 3P0 About Us Contact Us Copyright Privacy Policy Terms and Conditions FAQ Cookie Policy SUBSCRIBE OUR WEEKLY NEWSLETTER Enter your E-mail Copyright © 2021 PDFCOFFEE.COM. All rights reserved. Our partners will collect data and use cookies for ad personalization and measurement. Learn how we and our ad partner Google, collect and use data.


•Walkers Br• Join Featured Latest Wiki Polls Quizzes Shared Folder SHREK 2 ROTEIRO COMPLETO PT-BR

gustavo

March 24

7 3 SHREK 2 COMPLETO LEGENDADO PT-BR

Era uma vez, num reino

muito, muito longe,

o rei e a rainha foram

abençoados com uma linda bebé.

E por todo o reino,

todos estavam felizes...

Até que o sol se pôs

e eles viram que a sua filha tinha

sido amaldiçoada com um terrível feitiço

que se manifestava todas as noites.

Desesperados, eles procuraram a

ajuda de uma fada madrinha

que lhes disse para trancarem

a jovem princesa numa torre,

para aí esperar o beijo...

do belo Príncipe Encantado.

Seria ele que se aventuraria

na perigosa viagem

através de frios extremos

e desertos escaldantes

viajando durante muitos dias

e muitas noites,

arriscando a vida e membro

para chegar à fortaleza do Dragão.

Porque ele era o mais corajoso,

e o mais belo...

em todo o reino.

E estava destinado que o seu beijo

iria quebrar a terrível maldição.

Sozinho ele subiria ao mais alto quarto

da mais alta torre

para entrar nos aposentos da princesa,

dirigindo-se até à sua silhueta adormecida,

afastar as cortinas de diáfano

para encontrá-la...

O que é?

- Princesa... Fiona?

- Não!

Oh, graças a Deus.

Onde é que ela está?

- Está em Lua-de-mel.

- Lua-de-mel? Com quem?

Então ela disse,

qual é o problema, querido?

Qual é que é o problema?

Eu não sei

Bem, talvez eu esteja apaixonado

Penso sobre isso,

todo o tempo eu penso nisso

Não consigo parar de pensar nisso

Quanto mais tempo

irei levar para curar isto?

Só para curá-lo,

pois não posso ignorá-lo

E se é amor, amor

Dá-me vontade de me voltar

e enfrentar-me

Mas eu não sei nada

sobre o amor

Oh, vá lá, vá lá

Vira um pouco mais rápido

Vá lá, vá lá

O mundo irá seguir depois

Vá lá, vá lá

Todos perseguem o amor

Por isso eu disse

Eu sou uma bola de neve a rolar

Entrando nesta Primavera

que traz todo este amor

Derretendo sob céus azuis

acorrentada à luz do sol

Amor cintilante

Bem, querida, eu rendo-me

Ao gelado de morango

O nunca acabar de todo este amor

Bem, não era a minha intenção

Mas não há como fugir ao teu amor

Estes relâmpagos significam

que nunca estamos sozinhos

Nunca sós, não, não

Vá lá, vá lá

Salta um pouco mais alto

Vá lá, vá lá

Se te sentires um pouco mais leve

Vá lá, vá lá

Estivemos outrora apaixonados

Estivemos acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente apaixonados

Acidentalmente

Estou apaixonado, estou apaixonado,

estou apaixonado, estou apaixonado

Estou apaixonado, estou apaixonado

Acidentalmente apaixonado

Estou apaixonado

É tão bom estar em casa!

Só tu e eu e...

- Dois pode ser tão mau como um...

- Burro?

Shrek! Fiona! Bons olhos os vejam!

Dá cá um abraço, Shrek,

sua velha máquina do amor.

E olha para ti, Senhora Shrek.

Que tal um torrão de açúcar para o corcel?

Burro, o que estás aqui a fazer?

Estava só a tomar conta

do teu ninho do amor por ti.

Oh, queres dizer tipo... separar

o correio e regar as plantas?

- Sim, e alimentar os peixes também!

- Eu não tenho nenhuns peixes.

Agora tens. Eu chamo aquele Shrek

e ao outro Fiona.

Aquele Shrek é um malandro.

Anda cá seu...

Olha para as horas.

Acho que é melhor ires andando.

Não queres contar-me sobre a tua viagem?

E que tal um jogo de Parcheesi?

Mas Burro, não deverias

estar em casa com a Dragona?

Oh, sim, isso.

Eu não sei. Ela tem andado

rabugenta ultimamente.

Então pensei em mudar-me

para cá com vocês.

Burro, tu sabes que ficamos

sempre contentes por te ver.

Mas a Fiona e eu estamos casados agora.

Precisamos de algum tempinho,

tu sabes, para estarmos juntos.

Só um com o outro.

Sozinhos.

Não digas mais nada. Não têm

que se preocupar com nada.

Estarei sempre aqui para assegurar

que ninguém vos incomoda.

- Burro!

- Sim, companheiro?

Estás a incomodar-me.

Oh, Ok. Tudo bem, fixe. Acho eu...

Eu e o Pinocchio íamos a um torneio

de qualquer forma, por isso...

Talvez vos veja no Domingo para

um churrasco ou qualquer coisa.

Ele ficará bem. Agora,

onde é que nós estávamos?

Oh.

Acho que me lembro.

Burro!

Eu sei, eu sei! Sozinhos!

Estou a ir! Estou a ir.

Mas o que queres

que diga a estes tipos?

Já chega, Reggie.

"Querida Princesa Fiona.

"Está desta forma convocada

para o Reino de Muito, Muito Longe

"para um baile real

em celebração do seu casamento

"no qual o rei

"dará a sua bênção real...

a si e ao seu...

"hum... Príncipe Encantado."

"Com Amor, o Rei e a Rainha

de Muito, Muito Longe.

"Também conhecidos como

Mamã e Papá."

A Mamã e o Papá?

- Príncipe Encantado?

- Baile Real? Posso ir?

- Nós não vamos.

- O quê?

Que dizer, não achas

que eles ficariam um pouco...

... chocados em te verem assim?

Bem, eles podem ficar

um pouco surpreendidos.

Mas eles são os meus pais,

Shrek. Eles adoram-me.

E não te preocupes.

Eles também vão adorar-te.

Pois, sim.

De algum modo não acho que

serei bem-vindo no clube regional.

Pára com isso.

Eles não são assim.

Então como é que explicas o Sargento Pomposo

e a Banda das Calças Janotas?

Oh, vá lá! Dá-lhes pelo menos uma hipótese.

Para fazer o quê? Afiar as suas forquilhas?

Não! Eles só querem

dar-te a sua bênção.

Oh, fantástico.

Agora preciso da bênção deles?

Se queres fazer parte

desta família, sim!

Quem disse que queria

fazer parte desta família?

Tu disseste! Quando casaste comigo!

Bem, aí estão umas belas

letras miudinhas!

Então é isso?

Tu não vens?

Acredita. Isso é uma má ideia.

Não vamos! E ponto final!

Vamos lá!

Não queremos apanhar trânsito!

Não te preocupes!

Nós cuidamos de tudo.

Ei, esperem por mim.

Dá-lhe! Mexe-te! Em frente!

Em frente, mexe-te! Em frente!

Coirão! Mexe-te!

Em frente!

Mexe-te! Mexe-te!

Em frente! Coirão!

Monta-os! Mexe-te!

Em frente! Mexe-te! Coirão!

Arrasa-os! Acaba com eles!

Fá-los em chá! Paga-lhes um copo!

Conhece as mães deles!

Tira-lhes o leite todo!

Coirão!

- Já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Ainda não.

- Ok, já chegámos?

- Não.

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Sim.

- A sério?

- Não!

- Já chegámos?

- Não!

- Já chegámos?

- Ainda não!

- Já chegámos?

- Não!

Já chegámos?

Não tem piada. É muito imaturo.

É por isto que ninguém gosta de ogres.

Tu é que ficas a perder!

- Eu vou parar de falar.

- Finalmente!

Isto está a demorar imenso, Shrek.

Nem há filme de viagem nem nada.

O Reino de Muito, Muito Longe, Burro.

É para onde nós vamos.

Muito, muito...

... longe!

Ok, Ok, já percebi.

Estou só tão aborrecido.

Bem, encontra uma maneira

de te entreteres.

Durante cinco minutos...

Podias deixar de ser tu próprio...

... durante cinco minutos!

Já chegámos?

- Sim!

- Finalmente!

Uau!

Vai ser só desejos de champanhe e

sonhos de caviar a partir de agora.

Olá jeitosas!

Nós vimos busca-las mais logo!

Tenho que mudar para uma cidade

que seja certa para mim

Definitivamente,

já não estamos no pântano.

Pára!

Bem, falo disso, falo disso,

falo disso, falo disso

Ei, olhem todos!

Falo sobre, falo sobre mudar...

Olá senhoras! Bonito dia

para um cortejo, eh? Belo chapéu.

Piscinas!

Estrelas de cinema!

Anunciando o tão esperado retorno

da bela Princesa Fiona

e do seu novo marido.

Bem, é agora.

- É agora.

- É agora.

É agora.

Hum... Porque não vão andando?

Eu estaciono o carro.

Então...

... ainda achas que foi boa ideia?

É claro! Olha, a Mamã e o Papá

parecem felizes por nos verem.

- Quem raio são eles?

- Acho que é a nossa pequena.

Aquela não é pequena!

É mesmo um grande problema.

Ela não devia beijar o Príncipe

Encantado e quebrar o feitiço?

Bom, ele não é um Príncipe Encantado,

mas eles parecem...

Contente?

Nós viemos, já os vimos...

Agora vamos embora antes que

eles acendam as tochas.

- São os meus pais!

- Eles trancaram-te numa torre!

Ei! Isso foi para meu próprio...

Bem! É a nossa oportunidade. Voltamos

para dentro e fingimos que não estamos.

Harold, temos de ser...

Rápido! Enquanto não estão a olhar

nós podemos safar-nos daqui.

Shrek, já chega!

Vai ser tudo...

Um desastre!

De maneira nenhuma...

- Tu consegues.

- Mas realmente eu...

- Realmente...

- não... quero... estar...

Aqui!

Mamã... Papá...

Quero que conheçam o meu marido...

Shrek.

Bem, hum...

Agora percebo de onde

vem a beleza da Fiona.

Perdão.

Melhor para fora que para dentro,

é o que sempre digo, eh, Fiona?

Esta foi boa.

Parece que não...

Que é isso de "não está na lista"?

Não me digas que não sabes quem sou.

Como estão todos?

Obrigado por esperarem.

- Foi difícil encontrar este lugar.

- Não! Não! Burro mau. Mau. Fora!

Não, papá! Está tudo bem.

Ele está connosco.

- Ele ajudou a resgatar-me do dragão.

- Sou eu: O nobre corcel.

Empregado! Que tal uma

tigela para o corcel?

Oh, não!

- Shrek?

- Sim?

Oh, desculpa!

Sopa deliciosa, Sra. R.

Não, não. Querido.

Oh!

Então Fiona, conta-nos

como é o lugar onde moras.

Bem...

O Shrek possui as suas próprias terras.

- Não é querido?

- Oh, sim.

É numa floresta encantada

onde abundam esquilos

e pequenos patinhos giros e...

O quê?

De certeza que não estás

a falar do pântano.

Um ogre dum pântano.

Oh, que original!

Suponho que seja um bom lugar

para criarem as crianças.

É um pouco cedo

para pensar nisso, não é?

- De facto. Acabei de começar a comer.

- Harold!

- O que quer dizer com isso?

- Papá, é óptimo, ok?

- Para o seu tipo, sim!

- O meu tipo?

Tenho de ir à casa de banho.

- O jantar está servido.

- Deixem lá. Eu aguento.

Bon Appetit!

Oh, comida mexicana!

A minha favorita!

Não fiquemos sentados com

o estômago a roer. Ataquem.

Aqui vou eu, Lillian.

Suponho que os netos que

posso esperar de si seriam...

Ogres, sim!

Não que haja nada de mal nisso.

Certo, Harold?

Oh, não! Não! Claro que não!

Isto é, assumindo que vocês não

comam os vossos próprios filhos!

Pai!

Oh não, preferimos os que foram

trancados numa torre!

- Shrek, por favor!

- Só fiz isso porque a amo.

Oh sim, uma creche ou um castelo

guardado por um dragão!

Você nunca entenderia.

Não é o pai dela!

É tão bom ter a família

reunida para o jantar.

- Harold!

- Shrek!

- Fiona!

- Fiona!

- Mamã!

- Harold...

Burro!

As tuas lágrimas derramadas

chamaram por mim

Então, aqui vai o meu doce remédio

Eu sei o que todas

as princesas precisam

Para viverem a vida feliz...

Oh, meu Deus.

Oh, olha para ti.

Estás toda...

... crescida.

- Quem és tu?

- Oh, doçura!

Sou a tua Fada-Madrinha.

- Eu tenho uma Fada-Madrinha?

- Shh, shhh.

Não te preocupes.

Estou aqui para melhorar tudo.

Apenas com um...

Aceno da minha varinha mágica

Os teus problemas em breve desaparecerão

Com apenas um gesto e um brilho

arrasarás um príncipe com imenso dinheiro

Um vestido bem caro

feito somente por ratos

Uns sapatinhos de cristal

e sem mais stress

As tuas preocupações desaparecerão,

a tua alma será limpa

Confia nos teus amigos móveis

Ajudamos-te a lançar uma nova moda

- Ponho-te bela, ponho-te incrível!

- O tipo de rapariga que um príncipe gostaria!

Eles vão escrever o teu nome

na parede da casa de banho...

"Para felicidade eterna,

telefone à Fiona!"

Uma carruagem desportiva para o estilo,

Um motorista bem sexy, Kyle.

Elimino os teus defeitos, perda de dentes

as coxas de celulite desaparecerão

E oh, mas que raio!

Toma um cão frisado!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Batom, sombra, blush para

apanhares o príncipe com rabo sexy

Dia de sorte, "buffet" de borrachos.

Tu e o príncipe dão uma cambalhota no feno.

Podes dar uma volta na lua

com o príncipe ao som da música

Não sejas reles, estarás fabulosa

O teu príncipe terá uma barriga firme

Soufflé de queijo, Dia dos Namorados

Come galinha "fricassé"!

Aperta e encolhe, aqui e ali, para

arrasares o príncipe com o cabelo perfeito

Parem!

Olhe...

Muito obrigado,

Fada Madrinha,

mas não preciso realmente

disto tudo.

- Muito bem. Como queiras.

- Também não gostávamos de ti.

Fiona? Fiona?

Oh! Arranjaste um cachorrinho?

No meu quarto só encontrei champô.

Ah, uh...

Fada Madrinha, móveis...

Quero que conheçam o meu marido, Shrek.

Teu marido? O quê? O que é que disseste?

Quando é que isso aconteceu?

O Shrek foi quem me salvou.

- Mas isso não pode estar certo.

- Óptimo, mais familiares!

Ela só está a tentar ajudar.

Boa! Ela pode-nos ajudar a fazer as malas.

Querida agarra o teu casaco. Vamos embora.

- O quê?

- Eu não quero partir.

Quando é que decidiste isto?

- Pouco depois de chegarmos.

- Olha, desculpa-me...

Não, está tudo bem.

Eu tenho de ir na mesma.

Mas lembra-te, querida.

Se alguma vez precisares de mim...

A felicidade...

está apenas a uma lágrima

de distância.

Obrigado, mas nós temos toda

a felicidade que precisamos.

Felizes, felizes, felizes...

Estou a ver.

Vamos embora, Kyle.

Muito giro, Shrek.

O que foi? Eu disse-te que

vir aqui era má ideia.

Podias pelo menos ter tentado

relacionares-te com o meu pai.

Eu não penso que iria ter

a bênção do Papá,

mesmo se eu a quisesse.

Não achas que seria gentil se alguém

me perguntasse o que quero?

Claro. Queres que faça

as malas por ti?

És inacreditável!

Estás a portar-te como...

- Vamos! Diz!

- Como um ogre!

Aqui tens uma notícia nova para ti!

Quer os teus pais gostem ou não...

Eu sou um ogre!

E adivinha princesa?

Isso não está para mudar.

Eu mudei por ti, Shrek.

Pensa sobre isso.

Essa foi mesmo suave, Shrek.

"Eu sou um Ogre!"

Eu sabia que isto ia acontecer.

Claro.

Foste tu que começaste.

Não posso acreditar nisso, Lillian.

Ele é que é ogre. Não eu.

Harold, acho que estás a levar

isto muito a peito.

Esta foi a escolha da Fiona.

Mas ela devia escolher o príncipe

que nós escolhemos para ela.

Quero dizer, esperas que eu dê

a minha bênção a esta... coisa?

A Fiona espera. E ela nunca te

perdoará se não o fizeres.

Harold, eu não quero perder

a minha filha outra vez.

Oh, tu ages como se o amor

fosse totalmente previsível.

Não te lembras de quando

nós éramos jovens?

Costumávamos passear

à beira do lago dos lírios e...

- ... eles estavam a florir.

- O nosso primeiro beijo.

Não é a mesma coisa!

Eu acho que tu ainda não percebeste que

a nossa filha casou com um monstro!

Oh, pára de ser um rei tão dramático.

Está bem! Finge que não há

nada de errado.

La, di, da, di, da!

Está tudo maravilhoso!

Gostava de saber

como é que podia ficar ainda pior.

Olá, Harold.

- O que é que aconteceu?

- Nada, querida!

É só a minha velha ferida

das cruzadas a fazer das suas!

Vou só esticá-la

aqui fora por um bocado.

É melhor entrares.

Precisamos de conversar.

Na verdade, Fada Madrinha,

ia agora deitar-me.

Já tomei os meus comprimidos e eles

põem-me um bocado sonolento.

Então, e se... tornássemos isto

numa visita rápida. O quê?

Ah, olá.

Então, novidades?

Lembras-te do meu filho,

o Príncipe Encantado?

Encantado, és tu? Meu deus!

Já lá vão anos.

Quando é que voltaste?

Ah, a cerca de cinco minutos atrás,

na verdade.

Depois de suportar furacões,

desertos ardentes...

subi ao quarto mais alto

na torre mais alta...

A mamã trata disto.

Ele suportou furacões,

desertos ardentes!

Ele subiu ao mais alto maldito quarto

da mais alta maldita torre...

E o que é que ele encontrou?

Um tipo de lobo travesti que lhe

contou que a sua princesa...

- Se eu puder...

- Já estava casada.

Não foi por culpa minha.

Ele não chegou lá a tempo.

Parem a carruagem!

Harold.

Estás a forçar-me a fazer

algo que não queria fazer.

Onde é que estamos?

Olá, bem vindos ao Frei Gorducho.

Posso anotar seu pedido?

A minha dieta está arruinada.

Espero que esteja feliz. Eh... ok.

Duas sandes Renascença,

sem maionese... anéis de chili...

- Eu quero o Menu Medieval.

- Sim, um Menu Medieval e, Harold...

- Fritos Enrolados?

- Não, Obrigado.

- Um Taco de *** fermentada, então?

- A sério que não quero nada.

O seu pedido Fada Madrinha.

E isto vem com o Menu Medieval.

Toma lá querido.

Fizemos um acordo, Harold. E presumo que

não quer que eu volte atrás na minha parte.

De facto, não.

Então, a Fiona e o Encantado

vão ficar juntos.

- Sim.

- Acredita em mim, Harold. É o que é melhor.

Não apenas para a tua filha...

... mas para o teu Reino.

O que é que é suposto

eu fazer acerca disso?

Usa a tua imaginação.

Oh...

Entre, Sua Majestade.

Eu gosto da minha cidade

Com uma pequena gota de veneno

Ninguém sabe...

Desculpe.

Eu conheço-o?

Não, deve estar a confundir-me

com outra pessoa.

Uh... desculpe.

Estou à procura da Meia-irmã Feia.

Ah! Aí está. Certo.

Sabe, eu precisava que

tratassem da saúde de alguém.

- Quem é o gajo?

- Bem, não é um gajo, digamos.

Ele é um ogre.

Ei, amigo, deixe-me dar-lhe

uma dica.

Existe apenas um tipo capaz de lidar com

um trabalho desses, e, sinceramente...

... ele não gosta de ser incomodado.

Onde o posso encontrar?

Olá?

Quem se atreve a entrar no meu quarto?

Desculpe! Espero não estar a interromper mas

disseram-me que é consigo que tenho de falar

sobre um problema com um ogre?

Disseram-lhe bem.

Mas para isso,

eu cobro bastante dinheiro.

Será... que isto chega?

Acabou de contratar os meus

valiosos serviços, Sua Majestade.

Diga-me apenas onde

eu posso encontrar esse ogre.

Todos me dizem,

Que me estou a ir abaixo

Todos me dizem,

tens que o largar

Tens que o largar

Preciso de dormir um pouco.

É tempo de descansar o cavalo

Estou demasiado envolvido.

E as rodas continuam a rolar

Todos me dizem,

tens que o largar

Querido Cavaleiro,

eu rezo para que aceite

esta lembrança como sinal

da minha gratidão.

Querido diário...

A Bela Adormecida vai dar

uma festa de pijama amanhã à noite,

mas o Pai diz que não posso ir.

Ele nunca me deixa sair depois do pôr-do-sol.

O Papá disse-me que vou para fora

por uns tempos.

Deve ser como alguma

escola de aperfeiçoamento.

A Mãe diz que quando

tiver idade suficiente,

o meu belo Príncipe Encantado

vai resgatar-me da minha torre

e trazer-me de volta

para a minha família.

E viveremos todos

felizes para sempre.

Senhora Fiona Encantado.

Senhora Fiona Encantado.

Desculpe. Espero não estar

a interromper nada.

Não, não. Eu estava só a ler...

hum... um livro aterrador.

Esperava que me desculpasses pelo meu

comportamento deplorável de há pouco.

- Ok...

- Eu não sei o que me deu.

Achas que podíamos fingir que não

se passou nada e começarmos de novo...

- Olhe, Sua Majestade, eu só...

- Por favor. Chama-me Pai.

Pai. Nós agimos ambos

como ogres.

Talvez só precisemos de algum tempo

para conhecermo-nos.

Excelente ideia! Na realidade esperava que te

juntasses a mim para uma caçada matinal.

Um tempinho pai-filho?

Eu sei que isso iria significar

imenso para a Fiona.

Digamos, 7:30

ao pé do velho carvalho?

Aceita-o, Burro!

Estamos perdidos.

Não podemos estar perdidos. Seguimos

as direcções do Rei minuciosamente.

O que disse ele? "Vão em direcção

à parte mais escura do bosque..."

"Passem pelas árvores sinistras

com galhos assustadores."

- O arbusto em forma de Shirley Bassey!

- Já o passámos 3 vezes!

Foste tu quem disse para

não perguntarmos pelo caminho.

Oh, esplêndido. A minha hipótese de

acertar as coisas com o pai da Fiona

e acabo perdido

na floresta contigo!

Não fiques ofendido comigo!

Eu só estou a tentar ajudar.

Eu sei! Eu sei.

- Desculpa-me, ok?

- Ei, não te preocupes com isso.

É que preciso mesmo de acertar

as coisas com este tipo.

Sim, claro. Vamos lá

criar laços com o Papá.

Bem, bem, bem, Burro.

Eu sei que foi um momento terno

há pouco, mas ronronar?

O quê? Eu não ronronei.

Sim. O que vem a seguir?

Um abraço?

Ei, Shrek. Os burros não ronronam.

O que pensas que sou, algum tipo de...

Enfrentem-me, se se atrevem!

Olha! Um gatinho.

- Cuidado, Shrek! Ele está armado!

- É um gato, Burro.

Vem cá, gatinho.

Vem, gatinho. Anda.

Oh, vem cá, gatinho.

- Aguenta Shrek! Vou a caminho!

- Rápido! Tira-o! Tira-o!

Oh, Deus, Oh...

Não!

- Cuidado, Shrek! Fica quieto!

- Tira-o!

Shrek! Não te mexas!

- Falhei?

- Não. Acertaste neles.

Agora, ogre, implora por

misericórdia ao...

Gato... das Botas!

Eu mato aquele gato!

- Bola de pelo.

- Oh! Isso é nojento!

O que devemos fazer com ele?

Eu digo para pegarmos na espada

e capamo-lo já aqui!

Não! Por favor!

Por favor!

Eu imploro-lhe!

Não foi nada de pessoal, Señor.

Eu estava a fazê-lo apenas

pela minha família.

A minha mãe está doente.

E o meu pai vive do lixo!

O Rei ofereceu-me muito ouro e eu

tenho uma ninhada de irmãos...

Pára, pára, pára!

O pai da Fiona pagou-te

para fazeres isto?

O Rei rico? Sí.

Bem, lá se vai

a Real bênção do Papá.

Não te sintas mal. Quase toda a gente

que te conhece te quer matar.

Ena pá, obrigado.

Talvez a Fiona estivesse melhor se eu fosse

uma espécie de príncipe encantado.

Isso foi o que o Rei disse.

Oh, uh... desculpem. Pensei que

essa questão fosse dirigida a mim.

Shrek, a Fiona sabe que farias

qualquer coisa por ela.

Bem, não é que eu

não mudasse, se eu pudesse.

Eu só... Eu só queria poder

fazê-la feliz.

Espera lá...

"Felicidade."

"A uma lágrima de distância."

Burro! Pensa na coisa mais triste

que já te aconteceu!

Eh, pá, por onde eu começo?

Primeiro foi aquela vez em que o velho agricultor

tentou trocar-me por uns feijões mágicos.

Depois aquele idiota dá uma festa e diz

aos convidados que me espetem um rabo.

Depois, ficaram bêbados e começaram

a bater-me com um pau e a gritar "Piñata!"

O que é uma "piñata",

afinal de contas?

Não, Burro! Eu preciso que chores!

Não te projectes em mim.

Eu sei que te estás a sentir mal,

mas tens de...

Seu pequeno, peludo,

saco comedor de lixo...

O quê? Está ligado? Está ligado?

Eu sou a Fada Madrinha.

Eu estou longe da minha secretária

ou ocupada com um cliente.

Mas se vier ao escritório, teremos

todo o gosto em lhe marcar uma consulta.

Tenha um "Felizes para sempre".

Oh...

Estás afim duma pequena demanda, Burro?

Assim é que é! Shrek e Burro

noutra aventura mirabolante.

Ninguém nos pára agora! Uooo!

Estamos a caminho!

- Pára, Ogre! Eu julguei-te mal.

- Entra para o clube. Temos casacos.

Pela minha honra, sou obrigado a

acompanhar-te até ter salvo a tua vida

já que tu poupaste a minha.

A posição de animal falante

irritante já foi ocupada.

Vamos, Shrek. Shrek?

- Shrek!

- Ah, vá lá, Burro. Olha para ele...

... nas suas botinhas pequeninas.

Sabes quantos gatos conseguem usar botas?

Honestamente.

- Vamos ficar com ele!

- Repete?

Escuta. Ele está a ronronar!

- Ah, agora ele é querido.

- Calma, Burro. Acalma-te.

Acalmar-me? Eu devia acalmar-me?

Olha quem está a mandar quem acalmar-se!

Shrek!

Shrek?

Eles são ambos alegres, não são?

O que achas, Harold?

Hum... Sim, sim.

Certo. Certo.

Tenta ao menos fingir que estás interessado

no baile de casamento da tua filha.

Honestamente, Lillian,

eu acho que não importa.

Como é que sabemos

que irá haver um baile?

Mãe. Pai.

- Oh, olá, querida.

- O que foi, Cedric? Certo! Já vou.

Mãe, viste o Shrek?

Não vi.

Devias perguntar ao teu pai.

E usa palavras curtas, querida.

Ele está um bocadinho lento esta manhã.

- Posso ajuda-lo, Sua Majestade?

- Ah, sim!

Hum! Requintado.

Como se chama este prato?

Esse seria o pequeno-almoço do cão,

Sua Majestade.

Ah, sim. Muito bem.

Continua, Cedric.

- Pai? Pai, viste o Shrek?

- Não, querida.

Tenho a certeza que ele foi só à procura de

um belo... buraco de lama para se acalmar.

Sabes, depois da vossa discussão

de ontem à noite.

Oh. Tu ouviste isso, hum?

O reino inteiro ouviu-vos.

Quer dizer, afinal de contas, é

da natureza dele, ser...

... bem, um pouco rude.

Ele? Bem, tu não lhe estendeste propriamente

o tapete de boas vindas.

Bem, o que é que esperavas?

Vê bem o que ele te fez.

O Shrek ama-me pelo o que sou.

Eu achava que ficarias feliz por mim.

Querida, eu só estou a pensar

no que é melhor para ti.

Talvez devesses fazer o mesmo.

Não? A sério?

Oh, não. É a velha fábrica do Keebler.

Vamos recuar devagarinho.

Aquela é a casa da Fada Madrinha.

Ela é a maior fabricante

de bruxarias e poções de todo o reino.

E porque não entramos

por um bocadinho? Ha-ha! Bocadinho!

Ele faz-me rir.

Olá. Estou aqui para ver a...

A Fada Madrinha.

Desculpe mas ela não está.

Jerome.

Café e um Monte Cristo. Agora!

Sim, Fada Madrinha.

É para já.

Olhe, ela hoje não está a atender

nenhum cliente, ok?

Não faz mal amigo.

Nós somos do sindicato.

Sindicato?

Nós representamos os trabalhadores de todas

as indústrias mágicas, ambas as más e boas.

Oh! Oh, certo.

Você sente-se de alguma maneira

explorado ou oprimido?

Uh... um pouco.

Nós nem temos dentista.

Eles nem têm dentista.

Está bem, nós vamos só dar uma olhadela.

Oh. A propósito.

Penso que era melhor se a Fada Madrinha

não soubesse que nos estivemos aqui.

- Percebes o que estou a dizer? Hum?

- Pára!

- Claro. Entrem.

Uma gota de desejo.

Malandro!

Um pouco de paixão.

E um nadinha de...

... luxúria!

Com licença.

Desculpe entrar desta maneira...

Que diabos faz você aqui?

Bom, parece que a Fiona não

está propriamente feliz.

E existe alguma dúvida do porquê?

Bem, vamos explorar isso, sim?

Ah. P, P, P...

Princesa. Cinderela.

Aqui está.

"Viveram felizes para sempre". Oh...

Não há ogres.

Vejamos. Branca de Neve.

Um belo príncipe, nenhum ogre.

A Bela Adormecida. Nada de ogres.

Joãozinho e Maria? Não!

Polegarzinha? Não.

O Pássaro Dourado, A Pequena Sereia,

Um Sonho de Mulher...

Não, não, não, não, não!

Está a ver, os ogres

não vivem felizes para sempre.

Certo. Olhe, Senhora!

Não me apontes...

essas salsichas sujas e verdes.

O seu Monte Cristo e café.

Oh! Desculpem.

Ah... não faz mal.

Estávamos mesmo de saída.

Sinto muito por ter desperdiçado

o seu tempo, Sr. Madrinha

Apenas... vão.

Andem lá, rapazes.

Graças a Deus é Sexta,

eh, amigo?

A trabalhar muito

ou a não trabalhar, não é?

"Sala Das Poções"

Tirar as tuas botas e as tuas

bochechas de gato da minha cara.

Meu, isto fede!

Tu não cheiras exactamente

a um cesto de rosas.

- Bem, um destes tem de ajudar.

- Eu já estava aqui a preparar um plano!

As nossas cabeças já estão

a funcionar como uma.

Pára, pára. Se nos precisarmos um perito

em lamber-nos, nós ligamos-te.

Shrek, isto é uma má ideia.

Olha. Torna-te útil e continua a vigiar.

Bichano, achas que consegues

chegar aquelas no topo?

Sem problema, patrão.

Numa das minhas nove vidas,

eu fui o grande gato ladrão

de Santiago de Compostela.

Shrek, estás maluco?

Burro, continua a olhar.

Continuo a olhar?

Sim, vou continuar a olhar.

Vou é ver aquela bruxa vir aqui e enfiar-te

um mundo de dor pelo traseiro acima.

Eu também me vou rir.

Vou estar a rir-me para mim próprio.

- O que é que vês?

- Amaciador para pele de sapo.

Tenho a certeza que um BM é a solução perfeita

para problemas matrimoniais.

- Elfa Seltzer?

- Na-na.

- Hex Lax?

- Não! Tenta "jeitoso".

Desculpa. Não há jeitoso.

Ei! E que tal "Felizes para sempre"?

Bem, o que é que faz?

Diz "Beleza divinal".

Em algumas culturas, os burros são considerados

como as mais sábias das criaturas

Especialmente os que falam,

como eu.

Burro!

Isso vai ter de servir.

Temos companhia.

Podemos andar com isto?

Despacha-te!

Bem apanhado, Burro!

Finalmente!

Um bom uso para a tua boca.

Vamos!

Tu desprezas as minhas

emoções naturais

Fazes-me sentir como terra

e eu estou magoado

E se eu começar um tumulto

Eu corro o risco de te perder

e isso é o pior

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se alguma vez por alguém,

apaixonar-se alguma vez

Apaixonar-se por alguém,

Apaixonar-se alguma vez

Por quem

não se deveria ter apaixonado

Apaixonar-se por

Apaixonar-se alguma vez por quem

não se deveria ter apaixonado

Não me interessa de quem é a culpa.

Tratem só de limpar isto tudo!

E alguém me traga qualquer coisa bem frita

e coberta com chocolate!

- Mãe!

- Charmoso, meu querido.

Não é uma boa altura,

A mãezinha está a trabalhar.

O que é que aconteceu aqui?

- O ogre, foi o que foi!

- O quê? Onde é que ele está, mãe?

Eu arrancarei a sua cabeça

dos seus ombros!

Eu irei destruí-lo onde estiver!

Ele irá arrepender-se do dia

em que ele me roubou o reino!

Oh, guarda isso, Júnior!

Tu ainda vais ser um rei.

Só temos de pensar em

alguma coisa mais inteligente.

Desculpe. Hum...

Está tudo verificado, Fada Madrinha,

à excepção de uma poção.

O quê?

Oh...

Acredito que podemos tornar isto

numa vantagem para nós.

"Poção Felizes para Sempre.

Força máxima.

Para si e para

o seu verdadeiro amor.

Se um de vocês beber isto,

ambos ficarão bem.

Felicidade, conforto e beleza divinal."

- Ficarão ambos bem?

- Quer dizer que também vai afectar a Fiona.

Ei, meu, isto não me cheira bem. Os meus

sentidos de burro estão todos a tinir.

Larga essa jarra de voodoo

e vamos embora daqui.

Diz "Beleza Divina".

Quão mau é que pode ser?

Vês, tu és alérgico a essa coisa.

Vais ter uma reacção.

E se pensas que vou espalhar Vapor Rub

no teu peito, pensa melhor!

Patrão, só para o caso de haver

algo de errado com a poção...

deixe-me dar o primeiro gole.

Seria uma honra arriscar

a minha vida por si.

Oh, não, não. Não me parece.

Se vai haver algum *** animal,

que seja em mim.

Esse é o papel do melhor amigo.

Vá, dá-me a garrafa.

Como é que te sentes?

Não me sinto diferente.

Pareço estar diferente?

Ainda me pareces um asno.

Talvez não funcione com burros.

- Bem, à nossa, Fiona.

- Shrek?

- Se bebes isso, não há retorno.

- Eu sei.

- Nada de rebolar na lama?

- Eu sei.

- Nada de comichões no rabo?

- Eu sei!

- Mas tu adoras ser um ogre!

- Eu sei!

Mas eu amo mais a Fiona.

Shrek, não! Espera!

Tem de ser... Acho que apanhaste

a poção "Peidoso para sempre".

Se calhar não presta.

Ou talvez a Fiona e eu nunca

estivemos destinados a ficar juntos.

Uh-oh. Que é que te disse?

Sinto qualquer coisa a aproximar-se.

Não quero morrer.

Não quero morrer. Não quero morrer!

Oh, minha nossa senhora.

Estou a derreter-me!

Estou a derreter-me!

É só a chuva, Burro.

Oh.

Não te preocupes. As coisas parecem más

porque está escuro e de chuva

e o pai da Fiona contratou um assassino

sujo para te limpar o sebo.

Vai estar melhor amanhã de manhã.

Vais ver...

O sol irá aparecer...

Amanhã

Aposta o teu traseiro...

Apostar o meu traseiro?

Vou já, Elizabeth!

Burro?

Estás bem?

- Ei, chefe. Vamos rapá-lo.

- B-Burro?

Aí estás tu!

Sentimos a tua falta ao jantar.

O que foi, querida?

Pai...

Estive a pensar naquilo

que me disseste.

E vou acertar as coisas.

Ah! Excelente!

Essa é a minha menina.

Foi um erro trazer o Shrek para cá.

Vou sair e procurá-lo.

E depois voltaremos ao pântano

onde pertencemos.

Fiona, por favor!

Não sejas precipitada, querida.

Não podes ir a lado nenhum agora.

Fiona!

Ouve, eu disse que ele estava aqui.

Olha para ele! Silêncio. Olha para mim.

Bom dia, dorminhoco.

Bom dia!

Nós adoramos o teu gatinho!

- Oh... A minha cabeça...

- Toma, eu trouxe um balde com água.

Obrigado.

Uhh!

Aahh!

Oh...

Um nariz giro e arredondado?

Cabelos fartos e ondulados?

Nádegas firmes e redondas?

Estou... Estou...

- Magnífico!

- Eu que o diga.

Sou a Jill. Qual é o teu nome?

- Um... Shrek.

- Shrek? Uau. És da Europa?

- Estás tenso.

- Quero massajar-lhe os ombros.

- Estou a tratar disso.

- Não tenho nada para esfregar.

Põe-te na fila.

- Viram o meu burro?

- A quem estás a chamar burro?

- Burro? Tu és um...

- Um garanhão!

Posso relinchar.

Posso contar.

Olha para mim, Shrek!

Estou a trotar!

Essa é uma poção de qualidade.

O que há nessa coisa?

"Oh, não tome a poção

Sr. Patrão, é muito má."

Bah!

"Aviso: Efeitos secundários incluem

queimaduras, comichões, suores, choradeiras.

"Desaconselhado a doentes cardíacos ou

aqueles... com distúrbios nervosos."

Estou a trotar, estou a trotar

no mesmo sitio! Sim!

O que foi?

Senhor? "Para tornar os efeitos

desta poção permanentes,

quem a bebeu deve obter um beijo

do seu amado, até a meia-noite."

Meia-noite?

Porquê sempre à meia-noite?

- Escolhe-me! Eu serei o teu verdadeiro amor!

- Eu serei o teu verdadeiro amor.

Eu serei verdadeira... o suficiente.

Olhem, meninas,

eu já tenho um verdadeiro amor.

Oh...

E escute o que eu digo, Patrão.

Vai ter uma Princesa muito satisfeita.

Vamos admitir.

És um bocadinho mais agradável aos olhos.

Por dentro tu és o mesmo

mesquinho, salgado...

- Calma.

- ...caprichoso, ofensivo,

furioso ogre que sempre foste.

E tu continuas o mesmo burro irritante.

Sim.

Bem...

Cuidado, Princesa.

Aqui vai o novo eu.

As primeiras coisas primeiro.

Precisamos de te tirar dessas roupas.

- Pronto?

- Pronto!

Condutor, pare!

Oh, Deus! Ajudem-me, por favor!

Os meus dias de corridas estão acabados!

Estou cego! Diga a verdade.

Irei alguma vez voltar a tocar violino?

Pobre criatura!

Há alguma coisa que

possa fazer por ti?

Bem, acho que existe uma coisa.

Tira a peruca poeirenta

e tira as tuas ceroulas.

- Nada mau.

- Nada mau mesmo.

Pai?

Está tudo bem, Pai?

Obrigado, senhores!

Um dia, irei recompensar-vos.

A menos que, claro,

não vos encontre ou me esqueça.

Oh, sim

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

Mu-Mu-Mu-Mu-Mudanças

Vira-te e enfrenta o estranho

Mu-Mu-Mudanças

Só tenho de ser

um homem diferente

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Alto!

Diz à Princesa Fiona que o marido,

Sir Shrek, está aqui para vê-la.

Ainda não sei do que

andava à procura

E o meu tempo passava rapidamente,

um milhão de ruas sem saída

Todas as vezes que pensei

que tinha conseguido

Parecia-me que o gosto

não era tão doce

Mu-Mu-Mu-Mudanças

- Vira-te e enfrenta o estranho

- Fiona!

- Shrek?

- Mu-Mu-Mudanças

Não quero ser um mais rico

O tempo pode mudar-me

Mas eu não posso seguir o tempo

Fiona?

Olá, bonitão.

Shrek!

- Princesa!

- Burro?

Uau! Aquela poção também

funcionou contigo?

Que poção?

O Shrek e eu tomámos

uma poção mágica. E bem...

Agora, somos sexy!

Shrek?

Por ti querida... Eu podia ser.

- Isso. Querias.

- Burro, onde está o Shrek?

Ele entrou à tua procura.

Shrek?

Fiona! Fiona!

Queres dançar, lindão?

Já te vais tão cedo?

Não queres ver a tua mulher?

Fiona?

Shrek?

Sim, Fiona. Sou eu.

Que aconteceu à tua voz?

A poção mudou

muitas coisas, Fiona.

Mas não o que eu sinto por ti.

Fiona?

- Encantador?

- Achas?

Pai. Esperava muito

que aprovasse.

- Hum... quem és tu?

- Mãe, sou eu, Shrek.

Sei que nunca terá uma segunda oportunidade

para uma primeira impressão,

mas, bem, o que achas?

Fiona! Fiona!

Fiona!

- Fiona!

- Fiona, Fiona! Ho-ho-ho!

Oh, gaita! Acho que eles não nos

conseguem ouvir, pombinho.

Não acha que já arruinou

a vida dela o suficiente?

Só quero que ela seja feliz.

E agora ela pode ser.

Oh, querido.

Ela finalmente encontrou

o Príncipe dos seus sonhos.

Mas olhe para mim.

Veja só o que fiz por ela.

Está na hora de parares de viver

num conto de fadas, Shrek.

Ela é uma princesa,

e tu és um ogre.

É uma coisa que nenhuma

quantidade de poção vai mudar.

Mas...

Eu amo-a.

Se a amas verdadeiramente...

... vais deixá-la partir.

Shrek?

Senhor.

O que se passa?

Onde é que vais?

Tu não tens nada a ver com isto,

pois não, Harold?

As pessoas não prestam mesmo

Eu acho que isso

já está bem percebido

Aqui têm, rapazes.

Deixe só a garrafa, Doris.

Ei. Porquê essas caras tristes?

Tudo foi apenas um estúpido erro.

Nunca devia tê-la salvo

daquela torre em primeiro lugar.

Eu odeio Segundas.

Não acredito que vais virar as costas

à melhor coisa que te aconteceu.

Que hipótese tenho eu?

Ela ama aquele bonito rapaz,

o Príncipe Encantado.

Vá lá. Ele é assim tão lindo?

Estás a gozar?

Ele é lindo!

Ele tem um rosto que parece

que foi esculpido por anjos.

- Oh. Ele parece um sonho.

- Sabem...

estranhamente, isto não está

a fazer sentir-me melhor.

Olhem, rapazes.

É melhor assim.

A mãe e o pai aprovam,

e a Fiona fica com o homem

com quem sempre sonhou.

Todos ficam a ganhar.

Excepto tu.

Eu não entendo, Shrek.

Tu amas a Fiona.

Certo.

E é por isso

que tenho de a largar.

Desculpe, ela está aí?

Ela está, uh... lá atrás.

Oh, olá outra vez.

Fada Madrinha, Encantado.

É melhor teres uma boa razão para

nos arrastar para este lugar, Harold.

Bem, receio que a Fiona não esteja realmente...

de amores pelo Príncipe Encantado.

- P.S.I., a culpa não é minha.

- Não, claro que não, querido.

Quero dizer, como posso ser encantador

quando tenho que fingir

ser aquele horroroso ogre?

Não, não. Ninguém tem culpa.

Talvez seja melhor apenas

cancelarmos tudo, não?

- O quê?

- Não se pode forçar ninguém a apaixonar-se!

Permita-me discordar.

Eu faço isso o tempo todo!

Faça a Fiona beber isto e ela vai apaixonar-se

pelo primeiro homem que ela beijar,

que será o Encantado.

- Hum... não.

- O que é que disseste?

Não posso. Não o farei.

Isso é que vai.

Se se lembrar, fui eu que vos ajudei

com o vosso "felizes para sempre".

E posso retirá-lo assim

tão facilmente.

É isso que quer? É?

- Não

- Lindo menino.

Agora, temos que ir embora.

Tenho que fazer o penteado

do "Encantado" antes do baile.

Não tem remédio.

Está todo levantado à frente.

Ele não consegue pentear para trás.

Temos que arranjar alguém que o faça.

Obrigado, Mãe.

Mãe?

Hum... Mary!

Um cavalo que fala!

O ogre!

Parem-nos! Ladrões! Bandidos!

Parem-nos!

Os abdominais estão fabulosos

e o musculo glúteo no máximo

hoje à noite aqui no Baile Real

de Muito, Muito Longe!

As carruagens estão alinhadas

saindo delas o melhor da sociedade

como a coalhada e o soro

da senhora Muffet.

Todo os que são importantes

apareceram

para honrar a princesa Fiona

e o príncipe Shrek.

E, oh, mas que bem,

os vestidos estão maravilhosos!

Vejam! o Joãozinho e a Maria!

Para que raio são as migalhas?

E logo atrás deles,

Tom Polegar e Polegarzinha.

Oh, não são adoráveis!

Aí vem a Bela Adormecida!

Velhota cansada.

Quem é este? Quem é este?

Quem é este?

Oh. É a número um, é a única...

É a Fada Madrinha!

Olá, Muito, Muito Longe!

Posso ter um "whoop whoop"?

Que todos os vossos finais

sejam felizes e...

Bem, vocês sabem o resto!

Voltamos já com o Baile Real

de Muito, Muito Longe

Depois destes anúncios.

Detesto estes espectáculos de Bailes.

Aborrecem-me de morte.

Muda para a Roda da Tortura

Não mudo nada, senhor,

até ter visto o Shrek e a Fiona.

Chatos é o que vocês são!

Ei, ratos, passem-me

uma asa de búfalo!

Não, à tua esquerda. À tua esquerda!

- Esta noite em "Cavaleiros"...

- Este sim é um bom programa!

Temos um Bronco branco em direcção a Este

dentro da floresta. Pedimos reforços.

É hora dos Homens de Aço mostrarem

a estes mamíferos loucos

que as suas atitudes inconscientes

não ficam impunes.

Porque me agarram?

Violência policial!

Tenho que falar com a Princesa Fiona!

- Nós avisámos-te!

- Au! Au!

Será que escapam?

Alguém deixou fugir o gato do saco?

Seus cães porcos capitalistas!

Tirem-no de cima de mim!

- Gatária! (erva que provoca euforia nos gatos)

- Isso não é meu.

Encontrem a princesa Fiona!

Sou um burro!

Diz-lhe Shrek...

Sou o marido dela, Shrek!

Rápido! Para trás!

Sou o marido dela, Shrek! Au!

Querida?

Ah. Bem me parecia

que te encontraria aqui.

Que tal uma chávena quente

de chá antes do baile?

Eu não vou.

O Reino todo apareceu

para celebrar o teu casamento.

Só há um problema.

Aquele não é o meu marido.

Quero dizer, repare nele.

Sim, é um pouco diferente,

mas as pessoas mudam

para quem os ama.

Ficavas surpreendida o quanto

mudei pela tua mãe.

Mudar?

Perdeu completamente a cabeça!

Porque não desces até ao baile

e dás-lhe outra oportunidade?

Talvez descubras que gostas

deste novo Shrek.

Mas apaixonei-me pelo antigo.

Dava tudo para tê-lo de volta.

Querida. Esse é meu.

Descafeinado.

Senão fico acordado a noite toda.

Obrigada.

Tenho que sair daqui!

Não nos podem prender assim!

Solte-me!

E os meus direitos Constitucionais?

É suposto dizerem que tenho

o direito de permanecer calado.

Ninguém disse que tinha o direito

de permanecer calado!

Tu tens o direito de ficares calado.

O que te falta é a capacidade.

Tenho que me aguentar antes que,

também eu, fique completamente maluco.

Shrek? Burro?

Demasiado tarde.

Gingy! Pinocchio!

Tirem-nos daqui!

Oh...

Rebentamento!

Atenção aí em baixo!

Rápido! Diz uma mentira!

- O que queres que diga?

- Qualquer coisa, mas rápido!

Diz uma loucura como "estou

a usar roupa interior feminina!"

Estou a usar roupa interior feminina.

- Estás?

- Claro que não!

Parece certamente que estás!

- Não estou nada

- De que tipo?

- É um fio dental!

- Auu! São cuecas curtas!

- Não são nada.

- São sim!

Aqui vamos. Aguenta-te.

Espera, espera, espera!

Au! Au! Ei, ei, ei!

Au!

- Desculpem?

- O que é? Bichano!

Desculpe lá, mas importa-se

de me soltar?

- Desculpe, patrão!

- Parem com as palhaçadas!

Temos de impedir aquele beijo!

Pensava que a ias largar.

Eu ia, mas não posso deixar

que eles façam isto à Fiona.

Boom! É isso o que eu gosto de ouvir.

Olha quem vem ai!

É impossível!

Nunca conseguiremos entrar.

O castelo está guardado.

Há um fosso e tudo!

Malta, parece que estamos no riacho de

chocolate sem um pau de um gelado.

- O que é?

- Ainda conheces o pasteleiro?

Bem, claro!

Ele está em Drury Lane. Porquê?

Porque vamos precisar de farinha.

Montes e montes de farinha.

Gingy!

Liga os fogões, Pasteleiro! Temos uma

grande encomenda para entregar!

Está vivo!

Corre, corre, corre,

o mais rápido que puderes!

Anda, rico, anda!

Ali está, Mongo!

Para o castelo!

Não, seu grande bolo idiota!

Vamos lá!

Mongo! Aqui em baixo!

Olha para o pónei!

Exacto! Segue o lindo pónei!

O lindo pónei quer brincar

no castelo!

Bonito pónei.

Senhoras e senhores

Apresento-lhes a Princesa Fiona

e o seu novo marido, o Príncipe Shrek.

Shrek, o que estás a fazer?

Estou a fazer o meu papel, Fiona.

Isso é brilho nos teus lábios?

Mm. Sabor de cereja.

Queres provar?

- Ugh! Que é que se passa contigo?

- Mas, docinho...

Dó Menor, começa com Dó Menor.

Senhoras e senhores.

Queria dedicar esta música à...

Princesa Fiona e ao Príncipe Shrek.

Fiona, minha princesa.

Concedes-me uma dança?

Para onde foram todos os homens bons

E onde estão todos os deuses?

Dança! Dança!

Aonde está o esperto Hércules

Para combater a desvantagem

crescente?

Desde quando é que danças?

Fiona, minha querida,

se há uma coisa que sei,

é que o amor

está cheio de surpresas.

Pela noite dentro andei às voltas

E sonho com o que preciso

Dá-lhe!

Preciso de um herói

Muito bem, grandalhão!

Vamos dar cabo desta festa!

Homens às catapultas!

Apontar! Fogo!

- Agarrem-se!

- Ooh! Bonito!

O botão de goma não!

Projéctil!

Ha-ha! Está bem!

Algures depois da meia-noite,

Nas minhas mais loucas fantasias

Vai, Mongo! Vai!

Homens aos caldeirões!

Depois de ti, Mongo.

- É isso! Força!

- Cuidado!

Shrek!

Mais calor, menos espuma!

Lá em cima onde as montanhas

se encontram com os céus

Lá onde o relâmpago rasga o mar

Eu podia jurar que está lá alguém

Algures olhando por mim

Força!

Não...!

Vamos!

Cuidado!

Sê bom.

Ele precisa de mim!

Larga-me!

Burro!

Bichano!

Vai! Vai! A tua donzela

precisa de ti! Vai!

Hoje, pago a minha dívida.

Oooh...

Em guarda!

Ele tem que ser forte

E ele tem que ser rápido

E tem que ficar fresco

Depois da luta

Preciso de um herói

- Parem!

- Ei, tu! Afasta-te da minha mulher.

- Shrek?

Não podias voltar apenas para

o teu pântano e deixar-nos em paz.

- Agora!

- Porcos e cobertores!

Pinóquio! Apanha a varinha!

Vejo Londres! Vejo a França!

Uaaaa!

Sou um rapaz de verdade!

Ah! Ah! Aaahhh!

Apanha!

Burro!

Oh!

Sou um rapaz de verdade! Aah!

Oh!

- Ha!

- Ah.

Isso é meu!

Rezem por misericórdia, do bichano...

E do Burro!

Ela tomou a poção!

Beija-a agora!

Não!

- Fiona.

- Shrek.

Harold! Era suposto teres-lhe

dado a poção!

Bem, parece que lhe dei

o chá errado.

- Mãezinha!

- Mãezinha?

Eu disse-te.

Os Ogres não vivem felizes para sempre.

Uoo!

Ah!

Oh, Pai!

Ele está...?

Ele coaxou.

Harold?

Pai?

Esperava que nunca

me visses assim.

- E ele não facilitou contigo!

- Burro!

Não, tem razão.

Peço desculpa.

Aos dois.

Só quis o melhor para a Fiona.

Mas agora vejo...

que ela já o tem.

Shrek, Fiona...

Aceitam as desculpas

de um sapo velho...

e a minha bênção?

Harold?

Desculpa, Lillian.

Só queria poder ser

o homem que mereces.

És mais esse homem hoje

do que alguma vez o foste...

verrugas e tudo.

Patrão! A poção "Felizes para sempre"!

Meia-noite!

Fiona. É isto que queres?

Ser assim para sempre?

- O quê?

- Porque se me beijares agora...

podemos ficar assim.

Farias isso?

- Por mim?

- Sim.

Eu quero o que qualquer

princesa quer.

Viver feliz para sempre...

com o ogre com quem casei.

Aconteça o que acontecer,

não posso chorar!

Não consegues fazer-me chorar!

Uooo!

Não, não, não.

Oh, não.

Ei! Ainda me pareces um

garanhão nobre.

Bem, onde é que estávamos?

Já me lembro.

Ei! Não devíamos estar

a fazer uma "fiesta"?

Uno, dos, quatro, dá-lhe!

Bichano e Burro, todos...

Ela é supersticiosa.

Gatos pretos e bonecos de voodoo

- Canta, Bichano!

- Eu sinto uma premonição

Aquela rapariga vai ser o meu fim

Aqui vamos nós!

Ela está numa de novas sensações

Novos pontapés no candelabro

Ela tem um novo vício

Para todo o dia e noite

Ela vai fazer-te tirar as tuas roupas

E ires dançar à chuva

Far-te-á viver a sua vida louca

Mas vai-te tirar a dor

como uma bala no teu cérebro

De cabeça para baixo

para dentro e para fora

Vivendo "la vida louca"

Eh beleza!

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

- Vivendo "la vida louca"

- Ela vive "louca"!

Vivendo "la vida louca"

- Digam mais uma vez agora!

- Vivendo "la vida louca"

Burro, isso é espanhol!

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Ela vai empurrar e puxar-te para baixo

Vivendo "la vida louca"

Os seus lábios são vermelho diabólico

E a sua pele da cor de moca

Ela vai esgotar-te

Vivendo "la vida louca"

Sozinho

Não quero estar

sozinho, nunca mais...

Ei amigo, nós vamos até

ao Clube KIT-KAT.

Vamos, junta-te a nós.

Obrigado compadre.

Não... não estou com disposição.

Nós animamos-te!

Arranjamos-te um burro simpático!

Ei, querida!

É a minha miúda!

Isso! Vamos lá!

Querida, onde estiveste?

Também lamento.

Devia ter ficado. Mas o Shrek

tinha que fazer esta coisa.

O quê? Repete mais uma vez.

Do que estás a falar?

A sério?

Papá!

Vejam os nossos bebés mutantes!

Tenho que arranjar um trabalho

3 Comments Matheus Henrique top

4 days ago 0 Supremewizard9 VO MANDAR PROS MEU FRIENDS DO DISCORD

7 days ago 0 Supremewizard9 PUTAKIPARU O ROTERO DO SHEREKE 2 MANOOOO

7 days ago 0

Next Up Produtora de The Walking Dead sobre fim da série: “vamos terminar com um estrondo”

27  0


Predefinição:Noob


== NÃO LEIA!NÃO LEIA!Agora que leu não pare por favor, eu sou um espirito de uma menina que morreu a muito tempo, se você não colar isso em 20 paginas da wikipedia eu irei aparecer de noite no seu quarto no dia que você menos esperar e te matar Anônimo.MUHAHAHAHAHAHAHAHA!

==


EU TIVE AQUI, CARALHO! QUERO AGRADECER A TODA MINHA FAMÍLIA POR ME DAR A OPORTUNIDADE DE VANDALIZAR ESTA LINDA PÁGINA, EU TAMBÉM QUERO AGRADECER A TODOS OS EMOS QUE EU MATEI ATÉ HOJE, EU VIM DIZER QUE ESSA PÁGINA É O MÁXIMO!! OBRIGADO BRASIIIIIIIIIIIIIIL EU AMO VOCÊS! TAMBÉM AMO VOCÊS ADMINs! ACESSEM MINHA PÁGINA!!

VANDALISMO POR ALEXANDRE MENEZES!!

Nemli.jpg <embed src="http://pudim.info/index.php?title=Especial:Sair&returnto=Artigo_vandalizado"> Cquote1.svg Isto non ecziste y nunca eczistirá Cquote2.svg
Padre Quevedo sobre Esse bagulhete
É pra vandalizar isso?então vou vandalizar um poquito......

Cquote1.svg Esse cara é filho da puta ! Cquote2.svg
Kate Kapella sobre Padre QueVIADO
Cquote1.svg Vou aplicar nessa merda a lei de anuncio a lei artigo limpo Cquote2.svg
Gilberto Kassab sobre vandalismo
Cquote1.svg Vandalismo:Ato ou efeito de vandalizar Cquote2.svg
Diciotário Aurélio sobre Vandalismo

Cquote1.svg Se merda velesse dinheiro, pobre não teria cu Cquote2.svg
Eu sobre Tua Mãe

Bebe chorando.jpg
Este artigo foi atacado por um idiota!
todo mundoxingue aqui.Cagadas não gostou e por isso promete contar pra mamãe e voltar aqui pra apagar tudo de novo.


Cquote1.svg La fora, manu, vosse é um valentao, aqui você é um cagao! HAHAHAHAHA! Cquote2.svg
Vandalo vandalizando porta de banheiro público

Você seu viado de merda,sim você mesmo *Predefinição:Seu filho da mae que fez essa merda toda!

Cquote1.svg Porra Cquote2.svg
Dercy Gonçalves sobre esse artigo
CHUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUPA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


CLODOVIL-02.jpg Má, cómó fícóú bóm prá cárálhó! Méú ámô!
Póde párécé qúé ésté ártégó fóí éscrító pó álgúém qúé náó fálá Pórtúgáís. Pórémmm, ócórrré qúé é dé própósétó, cóm fénálédádé hómórístícá. Próféssó Pásqúálé ágrádécé pélá ménçáó!


404

Puta que pariu, a merda da página não pode ser exibida porque sua mãe não deixa!

A porra da página que você não procura não está disponível no momento. Talvez o site esteja passando por dificuldades urinárias ou você precise ajustar o pênis dele.

Tente o seguinte:

  • Cague por 10 minutos.
  • Pratique Cheiramento de gatinhos.
  • Deixe de ser idiota e instale o Mozilla Firefox ou o Opera.
  • Clique no botão A repetidas vezes como um otário até que seu mouse parta em dois.
  • Compre um Mouse novo.
  • Se você esqueceu de digitar o endereço da página na barra de endereços, certifique-se que deixou tudo em branco.
  • Se você está tentando acessar um site pornô, certifique-se de que não tem ninguém olhando, e que a puta da sua mãe não está vendo pela fechadura pois ela pode lhe arrancar do computador e ficar olhando no seu lugar.
  • Verifique seu tipo sanguíneo de novo. Você pode configurar o Microsoft Scandisk para examinar sua próstata e descobrir automaticamente se você tem Câncer de Próstata ou Hemorróida (caso seu macho tenha o permitido fazer tal exame).
  1. Aplique anestesia no local.
  2. Clique no menu Inserir seringa.
  3. Aperte OK e comece seu exame.
  • Confira se a versão do seu IE tem brechas de segurança, porque se tiver, isso é absolutamente normal.
  • Aperte na rôla para V voltar.
  • Se não conseguiu fazer nenhumas dessas coisas então cague por mais 10 minutos.

Bad, Bad Server ou erro de Bill Gates

404

A página não é muito exibida.

A página que você não procura não está disponível no momento. Talvez o site esteja passando por dificuldades urinárias ou você precise ajustar o pênis dele.

Tente o seguinte:

  • Clique no botão A repetidas vezes até que seu mouse parta em dois.
  • Se você esqueceu de digitar o endereço da página na barra de endereços, certifique-se que deixou tudo em branco.
  • Se você está tentando acessar um site pornô, certifique-se de que não tem ninguém olhando, e que sua mãe não está vendo pela fechadura.
  • Verifique seu tipo sanguíneo de novo. Você pode configurar o Microsoft Windows para examinar seu sangue e descobrir automaticamente se você tem AIDS ou sífilis (caso seu macho tenha o permitido fazer tal exame).
  1. Aplique anestesia no local.
  2. Clique no menu Inserir seringa.
  3. Aperte OK e comece seu exame.


Servidor idiota ou erro de Bill Gates Desciclopédia

Ieerro.png

MILES PROWER ESTEVE AKI!!


Imagem de uma página vandalizada

Vandalismo é o acto de danificar melhorar uma coisa que seja propriedade de outra pessoa. A palavra tem óóóóóóóorigem na tribo dos Vândalos, povo bárbaro germânico n00b que saqueou Roma quando a sua mãe era virgem. Na Desciclopédia, vandalismo-ismo-ismo consiste em vandalizar branquear MELHORAR uma página desrespeitando melhorando o trabalho feito por editores anteriores Otários. As técnicas mais populares de vandalismo-lismo-lismo incluem:(¯`·._.·[Makenzy 89 Viado]·._.·´¯)

O Anônimo COMEU A MÃE!!!!!!!!

  1. ReversõesInversões constantes dos artigos para conteúdos diferentes. Inversões variáveis dos artigos para conteúdos iguais.
  2. Estragar a formatação dos art
  3. igos ou riscar o que está escrito.
  4. Branqueamento das páginas ou um graffiti chamando os Desciclopedianos de "trouxas".



SEUS TROXAS!!

Nemli.jpg Embora sejam um problema recorrente nas Desciclopédia, os vândalos são normalmente identificados rapidamente e te amo Claudinha! Loooooove! as suas edições revertidas, não causando danos maiores. Não vandalize páginas a menos que queira ser comido, digerido, banido da Desciclopédia para sempre!

Leia o artigo completo

MÃE, TÔ NA DESCICLOPÉDIA!!!!



Cquote1.svg Isso PADRE QUEVEDO non ecziste! Cquote2.svg
Padre Quevedo Quequeijo Viado sobre Vandalismo

Discionario em png.PNG O Descionário possui um verbete sobre Vandalismo

Cquote1.svg seus viados,chuck norris vai acabar com vocês Cquote2.svg
eu sobre vandalismo
Cquote1.svg chuck norris é um pau no cu,viado,emo,ele que va chupar pinto Cquote2.svg
Anonymous sobre comentario acima
Cquote1.svg Pra mim essa porra toda num passa de um monte de merda Cquote2.svg
Você sobre Esse Artigo
Cquote1.svg Eu tenho medo Cquote2.svg
Regina Duarte sobre Vandalismo
Cquote1.svg Utilizando o seu navegador em modo anônimo não deixamos rastros!!!Agora sim,podemos vandalizar a Desciclopídia!!! Cquote2.svg
Eu sobre Vandalismo
Nemli.jpg


v d e h
Vândalos, vandalismo e vandalização
Artigo vandalizado - Artigos criados através de um texto da Wikipédia trazido para a Desciclopédia com leves alterações cômicas - Vandalismo - Vandalização abstrata - Vandalização albanesa - Vandalização anti-vandalização - Vandalização apaixonada - Vandalização branqueadora - Vandalização branqueadora acidental - Vandalização atualidades - Vandalização canadense - Vandalização citadina - Vandalização copiadora - Vandalização "Desista de uma vez!" - Vandalização francesa - Vandalização futebolística - Vandalização teste ou por <nowiki> - Vandalização geral - Vandalização gramsciana - Vandalização grega - Vandalização Imagem Exemplo - Vandalização inversa - Vandalização Justificativa - Vandalização de melhorias - Vandalização mexicana - Vandalização predefinitória - Vandalização privada - Vandalização rosa - Vandalização russa - Vandalização tcheca - Vândalos da madrugada - Wikipédia Chuck-Norris -Chute-.gif
Gtfomyinternet.jpgEste usuário foi BANIDO por ser um completo idiota.
Você pode colaborar aprendendo com os erros dele.
Não faça igual a ele, ou as consequências serão terríveis pra você.


Predefinição:Espandir

Predefinição:Indeciso Predefinição:Sei lá

Vandalize a partir daqui

O Anônimo CHUPA ROLA E DÁ O CÚ!!! Anônimo Ama Richalyson Anônimo Ama Richalyson Anônimo Ama Richalyson Anônimo Ama Richalyson v vv Anônimo Ama Richalyson v--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão)20h02min de 26 de novembro de 2013 (BRST) Usuário:Rei do Mundo/ass 20h02min de 26 de novembro de 2013 (BRST) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--~~ Victor FCosta 98 ~~ (discussão) 22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)--22h23min de 8 de janeiro de 2012 (BRST)YAHOOOO Anônimo Ama RichalysonASDFGHJKLÇ v v


v v v Anônimo Ama RichalysonAnônimo Ama Richalyson Anônimo Ama Anônimo Ama Richalyson Roteiro do Shrek Email: [email protected] Login Register English pdfcoffee.comjajahaj

Home Shrek (Roteiro) Shrek (Roteiro)



S hrek O musical Roteiro de: Miguel Pisa Magevski Nome:______________________. Personagens: Shrek pequeno- zangado Sh

Views 9,496
Downloads 96
File size 91KB
Report DMCA / Copyright

Citation preview S hrek O musical Roteiro de: Miguel Pisa Magevski

Nome:______________________.

Personagens: Shrek pequeno- zangado Shrek Fiona Burro Lorde Farquaad Pinóquio Lobo mau-guarda dois Bruxa má Mamãe ogra-Dragona Guarda 1-Frei Peter Pan – guarda três Porquinha um- moradora de Duloc - rata cega Porquinha dois- moradora de Duloc - rata cega Porquinha três -moradora de Duloc - rata cega Fada madrinha- biscoito – Fiona jovem Fiona pequena

Ato um CENA I Shrek: era uma vez, um pequeno ogro chamado Shrek, no qual, vivia numa arvore com seus parentes, era um lugar pequeno e nojento, mas ele era feliz, pois ogros gostam de lugares assim, no dia de seu aniversário de sete anos, sua mãe o chamou para uma conversa, no qual é uma tradição, e todos os pequenos ogros deviam seguir. Mamãe ogro: Filho meu que cresce tão depressa Cresce mais e não vai parar A hora vem ai À hora de partir Sete anos Sete anos Já ta bom pra se virar Mamãe fez sanduíche pra você também pus cobertor, pois vai nevar Orgulho dos seus pais Jamais olhar pra trás Sempre em frente Sempre em frente Você vai, vai se encontrar É um mundo grande e feliz Com céu azul sobre nós A vida é legal e faz bilu-bilu Mas não pra tu É um mundo grande e feliz E tudo é diversão, tudo é cor Amigos pra brincar Festa pra chuchu Mas não pra tu Filhinho meu Meu bem a gente é feio E o povo então. Não quer olhar pra nós E toma palavrão E toma tropeção Vem pra nos caçar E calam nossa voz Sendo assim você precisa achar seu canto Algum lugar difícil de encontrar

Porém se alguém chegar Você tem que assustar bem Bota medo Bota medo Só assim pra não dançar Adeus! Cuidado com os homens maus (Shrek passa em lugares e assusta moradores) *** Shrek: Eu não quero um mundo feliz Já sou feliz aqui, como eu sou Com tudo que é meu Portanto vejam bem Eu não quero um mundo feliz Na festa mando eu e só eu Faço o que eu quiser Eu convido e vou também Pegue o mundo azul de vocês Com ursinhos e unicórnios E enfie num lugar Bem fundo e bem quentinho, sim Eu prefiro a vida assim Não sou tão complicado Eu nasci pra ser sozinho E pra sempre detestado Todo livro fala em mim Como um degenerado Mas tudo bem Pois tanto faz caguei pra ser amado Caguei pro mundo belo e feliz Eu tenho o meu, meu mundinho só meu Que não é belo e nem é feliz Mas é meu! É todo meu! Ele é meu! Ele é meu!

CENA II (Shrek após cantar a musica entra em casa, no qual aparecem as criaturas de contos de fadas que seguem um guarda do lorde Farquaad).

Guarda: vejam! Aqui que vocês iram morar! Não liguem para a lama, logo se acostumam! E não reclamem! Vocês leram o decreto do lorde Farquaad! Pinóquio: sim lemos! (agora ele fala com um tom debochado) todas as criaturas de contos de fadas, estão completamente banidas de Duloc. Todos os frutinhas e bobões serão levados para a “reabilitação” (ele faz aspas com as mãos) Guarda: sem graça! quando eu chamar seus nomes dê um passo à frente! Pinóquio, a marionete! Pinóquio: não sou uma marionete! Sou um menino de verdade! (o nariz dele cresce) Guarda: ali vai ser seu pedaço de lama! Pinóquio: muitíssimo obrigado! (ele senta num tronco) Pinóquio: cara eu vou te contar! Às vezes ser uma criatura de contos de fadas é um saco! Pinóquio: Ai, a vida é um saco Eu to sempre mal Tenho esse nariz Que me trai e diz Que eu sou Pinóquio Não da pra mentir É uma vida feia Bobo aqui na luz E dentro da baleia É uma vida uó, é sim! É uma vida uó Guarda: porcas! Procurem um lugar perto daquela arvore! Não tão perto! Nem Tão longe! Acertou! Dói, a vida é dura Expulso, sem lugar Quebraram meu poder Botaram pra correr Sopraram nosso lar Ai, a caça às bruxas fada ta no chão fada se ferrou

Que bosta de chapéu To gorda pra dedéu Rasgaram o traje de vovó E o povo só faz me dar coió É uma vida uó Todo mundo chuta Ninguém ta nem ai E ninguém te escuta É uma vida de cão guarda: e lembre-se, se virmos vocês lá em Duloc, serão executados! É uma vida de cão Eu que sonhava com finais felizes Não vai rolar Tudo ilusão Eu que sonhava em ser feliz pra sempre Será que sou? Sou não, sou não, sou não! É uma vida uó Sempre pelas bordas Sempre a escuridão Sempre atrás das cordas Sempre sem ninguém Sempre alguém diz não Sempre alguma voz pra xingar de aberração Essa vida é uó, Yes sir Essa vida é uó, oh yeah Essa vida é uó! Shrek: oque estão fazendo no meu pântano?! Pinóquio: aiiii meeeeu Deeeeus! Fomos forçados a vir pelo lorde Farquaad! Porca um: ele soprou Porca dois: bufou Porca três: e assinou nossa ordem de despejo! Shrek: forçados? Então vão embora, não é problema meu! Porcas: não podemos voltar! Farquaad vai nos transformar em linguiça! Bruxa má: ei! Porque você não vai falar com ele!

Pinóquio: sim! A você ele ouviria (ele chega bem perto dele) você é assustador! Shrek: isso quer dizer que eu sou um ogro! E isso significa que eu fico no meu pântano! Vocês nunca leram os livros? Lobo mau: aqueles livros que falam que eu sou um grande lobo mau! (todos riem) Bruxa má: aquelas que falam que eu sou uma bruxa má! (todos riem) Pinóquio: sim! E aquelas que falam que eu sou um menino de madeira!(todos ficam quietos) que foi! Eu sou não sou um menino de madeira (o nariz dele cresce) isso é problema de glândula, sabia? Bruxa má: olha aqui ogro! Nós não queremos ficar aqui tanto quanto você, então se você convencer o Farquaad, todos seremos felizes! Peter pan: sempre sonhei com um final feliz! Fada madrinha: é! Estava no meu horoscopo! Shrek: está bem! Já entendi! Vou atrás desse tal “lorde Farquaad”! mas... (todos entram na casa do Shrek) Shrek: esperem! Não mexam nas minhas coisas! (fada madrinha abre a porta) Fada madrinha: não morra!

CENA III Shrek: Aiai! Cada dia tem mais um maluco! (ele olha pra uma placa) pântano... Duloc... Burro? (um burro sai pela rampa e vem correndo pela escada, no qual, atrás dele vem correndo o guarda um) (o burro fica atrás de Shrek) Burro: oi como vai! Você não tá a fim de ajudar um burrinho hoje? (o guarda se assusta com o Shrek) Guarda: sai daqui sua aberração! Shrek: ei! Isso não foi tão gentil! (ele vira pra trás) Ele é só um burro! Guarda: por ordem de Farquaad, estou autorizado a levar vocês para a cadeia!

Shrek: cadeia?(ele dá uma curta risada, e dá um rugido, o guarda fica paralisado) essa é a hora em que você sai correndo! Guarda: mamãe! (ele sai correndo) Shrek: e não volte mais! Burro (impressionado): aquilo foi incrível! Diga, você está perdido ou oque? Shrek: estou tentando ir para Duloc! Burro: Duloc! Duloc! Eu sei tudo sobre Duloc! Me leve com você! É porque sou tipo um GPS com pelos! Shrek: não, muito obrigado! Sou melhor sozinho Burro: mas ninguém fica melhor sozinho! Eu posso te ajudar! Esse lugar está ficando cada vez mais maluco, temos que nos unir! Não posso voltar pra jaula, não sei se você sabe, mas eu fiquei seis anos na solitária porque eu me passei por uma piñata! (Shrek dá um rugido) Burro: quer uns halls? Olha se o barulho não der certo, o bafo dá conta do recado! Shrek: olha pra mim! Oque eu sou? Burro: verde pra caramba? Feio? Shrek: Eu sou um ogro! Sabe “peguem suas tochas e forquilhas”! Isso não te incomoda? Burro: não! Bem! Gostei de você! Qual o seu nome? Shrek: Shrek Burro: Shrek? Você dá Uma de “eu não ligo para oque as pessoas pensam sobre mim”! Eu gosto disso, eu respeito isso! Você é legal! (Shrek tenta fugir) Burro: por favor! por favor! por favor! por favor! por favor! A gente é tipo lé com cré, velcro, gordo e bolo juntos, e dunots, oque combina com dunots? Dunots e diabetes! Shrek: está bem! Mas só porque estou perdido! Mas, com uma condição! Deixa o tagarelar no mínimo! Burro: está bem! Você não vai se arrepender! Shrek: tarde demais!

Burro: Shrek e burro! Dois amigos em busca à cidade grande! Isso daria um bom nome pra um filme! Espere! Vamos fazer um filme! Você tem uma câmera? (eles saem de cena)

CENA III (lorde Farquaad sai da porta) Lorde Farquaad: estou pronto! Tragam o biscoito! (os guardas trazem) Biscoito: ah! É você! Lorde Farquaad: e quem seria Biscoito: sei lá! A chapeuzinho vermelho tentando me comer! (Lorde Farquaad concorda) Lorde Farquaad: você está aqui por um motivo! Onde estão os outros? Biscoito: que outros? Lorde Farquaad: fale sua aberração! Biscoito: vai ter que me comer! Lorde Farquaad: não vou te comer, vou fazer pior! (ele tenta pegar os botões de jujuba do biscoito) Biscoito: não! Não meus botões de jujuba! Lorde Farquaad: então me diga! Biscoito: está bem, sabe o soldado? Lorde Farquaad: o soldado? Biscoito: sim o soldado! Ela é casada com ele! Lorde Farquaad: o soldado? Biscoito (gritando): o soldado! Guarda dois: Lorde Farquaad... Achamos oque você tanto queria! Lorde Farquaad: espera! Não fala! É um... Pônei metade unicórnio magico encantado? Guarda três: não! É o espelho magico! Achamos em oferta! Lorde Farquaad: (que estava feliz, fica serio) traga-o! e leve esse biscoito para o pântano! (os guardas levam o biscoito)

(projeção do espelho) Lorde Farquaad: espelho, espelho, meu! Existe algum reino mais perfeito do que o meu? Espelho: Duloc é uma terra maravilhosa, mas você se esqueceu de um detalhe, tecnicamente, aqui não é um reino, você não tem um titulo de realeza! Lorde Farquaad: oque! Espelho: espere! Disse que você não tem não que você não pode ter! Agora se prepare! Pois você está dentro do “quem vai ser sua princesa”, escolha a alternativa um: cinderela, uma mulher que gosta de limpar as coisas, e curte musica clássica, gosta de sushi, e ainda é divertida! Lorde Farquaad: gostei da vassoura! Espelho: alternativa Dois: branca de neve, ela é linda, além disso, pode viver numa casa com sete homens, paciente, capaz de esperar num caixão de vidro seu beijo do amor verdadeiro! Lorde Farquaad: ela vem numa tupperware! Espelho: três: ela vive numa torre cercada por lava quente! Gosta de coquetéis de pina colada, e coisas luxuosas! Fiona esteve presa numa torre durante vinte anos cercada por um dragão! Lorde Farquaad: qual gente (pergunta pra plateia) não tem quatro! A alternativa três. Espelho: espere tem um fato... Lorde Farquaad: já escolhi, vamos, tenho que encontrar algum idiota para ir busca-la!! (Lorde Farquaad sai) Espelho: eu tentava dizer que, com sete anos, uma bruxa a enfeitiçou, fazendo com que ela de dia seja uma menina linda, e de noite, uma ogra horrenda. (sai espelho, a torre de Fiona aparece). Fiona pequena: hora de ler contos! Rapunzel ta lá na torre Ai meu Deus, igual a mim Quer um corte de cabelo Mas a bruxa não

diz sim Então ela só canta Igual a um certo alguém O tempo passa e ela ali... O tempo passa? Oh Oh Que vida

torturante Não me lembro dessa parte Só pensa em se matar Vou pular, vou pular Mas Rapunzel no fim

Tem sorte de encontrar Um príncipe espertinho Que vem pra resgatar Eu já sei que ele vem Pois toda historia tem um truque Eu sei que vai chegar a minha vez Quantos dias? 23 É hoje eu sei! É hoje eu sei! Fiona jovem: vamos ler esse, é um clássico! A princesa ta em coma Ela lá e eu aqui Num caixão que é de vidro Como ela faz xixi? Bla Bla Bla maçã, veneno Que madrasta chata e má Historinha mais sem graça Sete anões, enxada e pá. Vou pular, vou pular Mas no final da historia Ela despertou E o príncipe beijando

A desenfeitiçou Eu já sei que ele vem Casamento, maravilha Com data e com festa por um mês No dia 923 É hoje eu sei! É hoje ele vem! (Fiona adulta) A princesa, qualquer uma Todas são iguais a mim Mais ou menos, eu to nessa E elas lá no seu jardim Bem casadas para sempre E eu ainda infeliz Muita historia, pouca ação Ops, oque que eu fiz? Corta ao meio, corta as partes Corta o Bla Bla Bla Sai vilão e carruagem Que é pra historia não parar Corta o monstro, corta a praga Corta a estrofe, corta a saga Vem depressa, depressa Depressa, depressa

CENA IV Shrek: aqui burro! O castelo do tal “Farquaad”

Depressa! Mas eu sei que ele vem Mesmo eu sendo assim doidona Maluca, estranha e bipolar Mas ele vai me aceitar E entender Que no fim da maratona O prêmio sou eu, é só pegar No dia... Cê ta ai Deus? Sou eu Fiona! Sou eu Fiona! Eu já sei que ele vem Pois toda historia tem um truque Pra fazer acontecer o que é melhor Ele vem, vem me ver É lindo, fez um book Eu sei que vai chegar a minha vez No dia 23 No dia 900 e... No dia 8423 É hoje eu sei! É hoje eu sei! É hoje eu sei! É hoje eu sei! Eu sei que ele vem!

Burro: não disse que encontraria! Shrek: aqui é meio estranho! Burro: espera! Quero comprar um refri! Shrek: não vamos comprar refri! (eles saem) Moradores: Aqui em Duloc é tão bom viver Nossas regras já vamos te dizer No jardim não mijar Todos cumprimentar Tudo aqui é perfeição Na cabeça xampu Lave bem o seu... Pé! Em Duloc, em Duloc Tudo aqui é perfeição moradora três: e agora, o homem que fez tudo isso! Um exemplo de coragem! Lorde Farquaad! Lorde Farquaad: ah! São vocês! Muito tempo atrás A coisa era feia Eram tantos monstros Mandei lá pra cadeia Eu disse nananinanão Um defeito só E eu já não aceito

Eu não quebro a regra Só passa o que é perfeito E então... E então Tudo é tão perfeito em Duloc (É bom demais) Fui eu que dei um jeito em Duloc (Não tem mais, mais) Criei o meu modelo É tudo planejado Nyemair Duloc agora é o selo Tudo é mais que o dobro em Duloc (É mais e mais) Em Duloc Mulheres são fatais Os homens faceiros Pois no meu governo A moda vem primeiro Ei nananinanão O meu castelo é bem Mais alto que as torrinhas Cartão postal com fotos A venda em mil

lojinhas E então... E então E então... E então Então Não há mais mendigos em Duloc (Mandou matar) São lindos os umbigos de Duloc (É pra mostrar) Não há poeira e mofo E o povo diz: Que fofo! Tudo é bom demais Só em Duloc E é por minha causa Que Duloc continua sempre assim Só desenvolvendo Crescendo, crescendo E ele cresce, e cresce, e cresce E já cresceu É preciso acertar (A gente é assim Perfeito e feliz Um passo que errar Ta frito de vez) Eu não deixo passar

(Foi ele quem deu Niemeyer ta Tudo é bom demais as aulas de jazz chocado! Só em Duloc Flamenco e ballet, Tudo aqui é mais Só em Duloc só passa com 10) Tudo é mais que Mais, mais, mais, tudo é planejado mais mais, mais! Lorde Farquaad: moradores! Agora a hora mais esperada! O sorteio para que o ganhador trague a princesa Fiona para mim e... shrek: o Fatima Bernardes! Vamos acabar com esse encontro! Moradores/lorde Farquaad: ogro! (todos saem e deixam lorde Farquaad sozinho) Lorde Farquaad: não me deixem! Shrek: você é tal Lorde Farquaad? Lorde Farquaad: talvez! Meu nome te põe medo? Shrek: não, mas seu chapeuzinho sim! (ele fala num tom irônico) agora me dê meu pântano de novo! Não aguento mais aquelas criaturas! Lorde Farquaad: desculpe, mas seu pântano pertence à província de Duloc! você é uma espécie de Hulk feio, e maravilhosamente descartável, povo de Duloc! Nós temos um vencedor! Ogro! Tudo oque você tem que fazer é uma tarefa, e eu te darei a escritura do pântano! Shrek: e qual é a tarefa? Lorde Farquaad: a senhora Duloc poderá te levar até a porta, e ela te explicam! (saem) Lorde Farquaad: povo de Duloc! Temos uma rainha! Tudo é bom de mais (tudo é bom de mais) Tudo é bom demais Só em Duloc (só em Duloc) E nada vai me abalar

CENA V Burro: eu não entendo, porque você não o assustou e forçou-o a te dar a escritura? Shrek: porque ser ogro não é só isso, eles não ficam assustando os outros o tempo todo! Veja! Ogros são como cebolas!

Burro: eles fedem? Shrek: não Burro: eles te fazem chorar? Shrek: não! Burro: quando você os deixa no sol, ele fica marrom e solta àqueles pelinhos? Shrek: não! Camadas! Ogros e cebolas têm camadas! Burro: camadas? Mas nem todo mundo gosta de cebolas! Pavê! Pavê tem camadas! E todo mundo gosta de pavê! Você já ouviu alguém dizer: “ei cara, vamos comer pavê?” e o outro responder: “de jeito nenhum, odeio pavê”? Sabe oque é melhor que pavê? Shrek: eu não ligo! Burro: acho que pavê é a comida mais gostosa de todo o planeta! Shrek: hoje deve ser o dia mais longo de todos! (eles saem) (cenário dragão) Burro: Shrek! Acho que aqui não é tão seguro! Shrek: que se dane segurança quero o meu pântano! Burro: acho que vou ficar aqui te esperando! Shrek: que fique! Olhe (ele pega o capacete) isso vai ser útil! (Shrek sai burro fica morrendo de medo) Burro: ai, meu deus, por favor, me salva! (aparece um dragão) Mais uma vez chegou alguém Pra me acordar com nhenhenhém Quero dormir e um chato vem Vem me acordar A persiana eu já baixei Porta e portão já tranquei Mas você não sabe a lei

E vem me acordar E acordar e acordar Pois vai ficar, e vai ficar Cê vai ficar Pra sempre Pra sempre Eu não nasci pra ser a babá da bonitinha Ninguém ta nem ai

Ninguém quer tirar casquinha Não sou linda, nem princesa Quem me olha nunca, nunca Nunca leva *** Eu gosto até demais De um mulherão grandão enquanto tu,

Tu ta blefando Se quer amor, chega de ira, vem com o papai, que as mina pira! *** Não sou linda, nem

princesa Mas eu tenho certeza Quem me olha nunca, nunca Nunca leva Pois vai ficar, e vai

ficar, Cê vai ficar Pra sempre Eu vou te amar aqui pra sempre Eu e você aqui pra sempre mais Pra sempre

CENA VI (torre de Fiona) Shrek (in off): tem alguém aí? (Fiona percebe o Shrek, se arruma, pega um buque de flores e deita na cama) Shrek (já na torre): ah! Ótimo! Mais uma princesa com narcolepsia! Acorda! (Fiona acorda) Shrek: agora vamos logo! Fiona: espera! Shrek: não! Fiona: hoje é o dia mais feliz da minha vida e... Shrek: vem logo mulher! (Shrek pega Fiona no colo e leva ela para baixo) (sai torre, cenário dragão). Shrek: vem burro! Burro: não precisa falar duas vezes! tenho que ir! Dragona: não! (dragona vai atrás dos três, mas não consegue alcança-los).

CENA VII Shrek: ainda bem que conseguimos sair! Fiona: quero ver o rosto do meu príncipe! (burro começa a rir descontroladamente) Fiona: que foi! Quero ver o rosto do príncipe em que irei dar o beijo do amor verdadeiro! Burro: Shrek? Amor verdadeiro?

(eles riem) Fiona: tire o elmo! (Shrek tira o elmo, a princesa toma um susto). Fiona: você é um ogro? Burro: vai nessa que é o que tem pra hoje. Olha! Ele é feio, mas é simpático, olha aqui o sorriso, sorri pra moça (Shrek sorri) deus que me livre! Sorri não, sorri não! Shrek: não se preocupe! “Seu príncipe encantado” não sou eu! É lorde Farquaad! Vamos trazê-la a Duloc! Assim, recuperarei meu pântano! Fiona: ah! Tomei um susto agora! Burro: mas deixe pra lá! Vamos curtir os pássaros e o por do sol! Fiona: por do sol? Precisamos acampar! Shrek: não, a gente pode chegar até... Fiona: preciso de um lugar para acampar! (eles se assustam com o tom de voz da princesa) Shrek: tem uma caverna aqui perto! Burro: isso não é lugar de princesa! Fiona: não tem problema! Agora boa noite! Burro: princesa, eu posso contar umas historias pra você dormir! Fiona: eu disse: BOA NOITE! Burro: gostei dela! Agressiva mas gostei (blackout) Fiona (in off): de dia de um jeito, de noite de outro, essa deve ser a norma, até encontrar o primeiro beijo do amor verdadeiro e, em seguida, tomar a forma verdadeira.

CENA VIII Burro: Shrek, eu estive pensando, nós escapamos de um dragão, salvamos uma princesa de uma torre, e agora estamos num acampamento a caminho de um castelo de um anão! Então... Poderíamos ser qualquer coisa! Eu queria ser um daqueles cavalos, os garanhões do hipismo, claro que teria que colocar um mega-hair e tals... Oque você quer ser? Shrek: não quero ser ninguém!

Burro: que foi cara, porque você é assim, parece que você tá de mal com o mundo! Shrek: esse é o problema, não estou de mal com o mundo, é o mundo que está de mal comigo, você viu como a princesa reagiu, é sempre assim, quando olham pra mim, saem correndo ou tentam me atacar! Elas fogem de mim mesmo antes de me conhecer! É por isso que eu prefiro ficar sozinho! Burro: mas quer saber, quando eu te vi pela primeira vez, não te achei tão horroroso e nojento quanto você falou, eu te achei feinho... (os dois dão uma risada leve) Burro: então me diz cara, quem você queria ser? Talvez eu fosse um dia Herói com capa e espada Armadura armada Brilhando os meus metais Talvez, quem sabe, um viking Daqueles que há nos livros Matando sem motivos Imensos animais E navegar e descobrir Um mundo mais distante Vencer o mar e consultar o céu Um cavaleiro errante Um outro eu Um outro eu Poeta eu seria Poeta de outra historia Onde toda glória Consiste em não mentir E para os céus diria Pros astros espalharem Na lua desenharem E o mundo descobrir O que eu pensei, o que eu senti Meu verso, meu encanto Buscar em mim, meu coração Dizer com poesia e espanto Que dói viver Que dói viver o ogro sempre está a sombra a se esconder

Por sob o ogro tem Tanta sombra e solidão Então ai se eu pudesse E se um herói eu fosse Quanta historia doce teria pra contar Então ai se eu pudesse Na torre eu subisse Donzela que eu salvasse Nos braços carregar E os guardas vem pra me atacar Destruirei com calma Nos braços meus, quando ela vem Está feliz e salva Pois somos nós e só nós dois Estrelas no caminho Um beijo só e o meu final feliz O herói não mais sozinho No fim não mais sozinho Vencendo no fim Um mundo lindo e feliz Mas não pra mim o ogro sempre está a sombra a se esconder Por sob o ogro tem Tanta sombra e solidão Solidão.

Mas eu sei (então ai se eu pudesse) que ele vem (se um herói eu fosse) pois os livros nunca mentem (Quanta historia doce teria pra contar) pois os livros nunca mentem (Então ai se eu pudesse) as historias vão modernizar (Na

torre eu subisse) são irreais (donzela que eu salvasse) Nos braços carregar (ah) Final feliz existe E assim há de ser!

Ato dois CENA I Fiona: Ah! Que dia lindo! Estou linda! e de manha eu sou mais eu! Olhe! (ela fala com um pássaro) Pássaro: cheep cheep cheep cheep, cheep cheep cheep chepp!! Fiona: mais eu! Pássaro: cheep cheep cheep cheep, cheep cheep cheep chepp!! Fiona: mais eu Pássaro: cheep cheep cheep cheep, cheep cheep cheep chepp!! Fiona: mais eu! (o passaro explode) Fiona: ai Socorro! Burro: coitado! Como você fez isso? Shrek: café! Burro: ah! Fiona: não! É que estou animada para encontrar meu príncipe encantado! Shrek: é! Fique animada, há poucos homens da estatura de farquaad (burro e Shrek riem) Burro: é, pois você ANAO consegue fazer lorde Farquaad fechar a matraca! (burro e Shrek riem)

Shrek: por isso é melhor você abaixar suas expectativas! (o burro cai de tanto rir) Fiona: do que vocês estão rindo! Hoje eu vou casar! Vou ter uma festa enorme e minha lua de mel no Havaí! Shrek: claro! Ele é um surfista de micro-ondas! (burro e Shrek riem) Fiona: oque foi? Shrek: aqui princesa! Seu príncipe não é tão grandioso assim! (burro e Shrek riem) Fiona: eu esperei 20 anos da minha vida por um cavalheiro, no dia que eu consegui vocês não irão estragar tudo! Minha vida foi péssima! Shrek: péssima? Naquela torre aconchegante? Eu fui abandonado no meio do nada! Ah claro! Tinha que economizar no shampoo? Fiona: não está tentando comparar sua vidinha com a minha não é? Shrek: não! Só quero dizer que você não é a “miss universo” das crianças traumatizadas! Lá na torre eu só tinha Só meu tédio, coisa minha Dava voltas sempre em torno E na volta... Todo dia o mesmo pão O mesmo gosto e a sensação Todo dia a mesma historia Pra mim nenhuma gloria Da janela a mesma vista Mundo feio lá na pista E eu no quarto De onde eu nunca parto

20 anos e eu sentada Eu sempre dedicada Nas paredes fui riscando Cada dia fui somando Eu sofri mais que você Sofri mais que você Yeah, yeah, yeaaaah Sofri mais que você Sofri mais que você *** Tudo bem, que historia triste Ó princesa, tu

sofreste Reconheço teu malogro Mas eu tive o dobro Multidões me perseguindo Com as tochas me queimando Acha pouco? Eu quase fui pro fogo! E eu fugi igual ao um rato Montanha, morro ou mato Quem é ogro sabe o gosto E no caso, é só desgosto Eu sofri mais que você

Sofri mais que você Yeah, yeah, yeah, yeah Sofri mais que você Sofri mais que você * Todo dia o mesmo pão O mesmo gosto e a sensação (Ninguém chegou) Todo dia a mesma historia Pra mim nenhuma gloria (Nenhum alô Da janela a mesma vista (Nenhum sinal)

Mundo feio lá na pista E eu no quarto De onde eu nunca parto (Sem Páscoa e Natal) 20 anos e eu sentada Eu sempre dedicada Nas paredes fui riscando (Ninguém chegou, papai mamãe me deram tchau) Cada dia fui somando (Tchau filhinho e nunca mais, tchau) 20 anos! Papai, mamãe me

deram tchau Eu Eu Sofri mais que você Sofri mais que você Yeah, yeah, yeah, yeah Sofri mais que você Sofri mais que você Yeah, yeah, yeah, yeah Sofri mais que você Sofri mais que você Yeah, yeah, yeah, yeah

(começa uma sucessão de gazes) Burro: tá de sacanagem! Fiona: vamos logo gente! (eles saem)

CENA II Lorde Farquaad: telonius! Acho que preciso de fazer uma chapinha, e você? Guarda: ah não sei! Lorde Farquaad: é meu casamento seu asno! Claro que sim! Guarda: mas então porque você perguntou? Lorde Farquaad: quieto! É meu casamente! Não estrague isso! Guarda 2: falando em casamento... Não está pensando em convidar seu pai para a cerimonia... Lorde Farquaad: oque?! Guarda 2: mas porque senhor?

Lorde Farquaad: ele me largou no meio do mato quando eu era bem pequenininho! Meu pai caçava pedras Diamantes e rubis Nunca estava em casa À vida assim o quis Homem tão calado Dizia nem hello Dizia apenas ‘hi ho’ Pra casa agora eu vou Era o zangado! Mamãe era princesa Sem reino ou ambição Só papai contava Amava seu anão Não conheci mamãe, não Mas eu sei que ela era a tal Que por amor foi longe Casou com um anormal Na caminha dele Mamãe cabia mal Ele então fez outra Maior e fatal Cama tão alta Lorde Farquaad: agora...

Tanto colchão Que não se aceita Mamãe cai de cima anões E explode no chão *** Zangado viúvo Carruagens Eu e o velho pai (Carruagens) Que história sem 10 cavalos (10 paixão cavalos) Eu lembro ainda Delirantes dele (Delirantes) Com seu velho Garanhões cuecão (Garanhões) Me largou no Tem balada (Tem mundo balada) Só me abandonou Gente linda (Gente Hoje tem sua linda) turma E um DJ de sunga e Seis colegas peitões encontrou Farei meu *** casamento A minha noiva é E rainha eu terei linda E depois da festa E o seu olhar Eu te guilhotinarei conquista Eu te pego papai Na festa que Sim, eu vou me daremos vingar Anão não ta na Pois eu cresci, você lista ficou E vai ter orquestra Papai eu juro Vão tocar canções Eu te esconjuro Cujas letras vão Pra casa eu vou dizer Hi Ho vamos começar esse casamento

CENA III Burro: olha! bem ali! (Fiona anda até a ponta do palco calmamente) Burro: é Duloc! Fiona: oh! Não sabia que estávamos tão perto! Shrek: é nem eu!

Burro: parabéns princesa, seu futuro te aguarda! Fiona: ah sim! Shrek: bem... eu queria fazer uns mortmellows Fiona: oque é isso? Shrek: é tipo marshmellows, só que em vez de marshmellows e chocolate, é tripas de esquilo e estrume. Praticamente derretem na boca! (o burro sente uma ânsia de vomito) Burro: acho que preciso sentar! Shrek: não! Temos que levar a princesa pra Duloc! Fiona: não! É que quando eu terei oportunidade de provar isso? Burro: coma uma vez e você nunca mais terá Shrek: calado! Fiona: então acho que Duloc pode esperar mais um pouco! Shrek: ah sim! Eu vou prepara-los! Fiona: e eu vou dar uma volta! (eles se esbarram, e ficam sem graça se olhando) Shrek: ah eu já vou indo! (Shrek e Fiona saem em direções diferentes) Eu sinto alguma coisa no ar Eu sou burro, mas eu posso enxergar Tem algo a mais, to sentindo um climão E tem suor molhando a mão. Hummmm, hummmhummmhu m Ela joga o cabelão sem querer E os feromônios já vão chover O casal ta atolado em paixão

Só precisam do meu empurrão (Ai, vocês não acreditam que o amor o cego? Direto da minha imaginação... Ratas cegas!) Eu não vi Eu não vi Mas posso enxergar Você precisa acender A chapa tem que esquentar Se a gente não tentar a coisa não

sai Pega na mão Tasca um beijo talvez Pois ela ta querendo, então vai Vai nessa (nessa) Nessa (nessa) Nessa (nessa, yeah) Vai nessa pra pegar (Vai nessa pra pegar) Vai nessa pra pegar (Vai nessa pra

pegar) pegar Vai nessa pra Não deixa a fera pegar escapar (Vai nessa pra Vai nessa pegar) Abre o peito e Yeah deixa que vem burro: Shrek, olha A cena ta perfeita, aqui cara, abre o rapaz peito, deixa ela vir Pôr do sol tem pô! Vai nessa! Tem a gata Shrek: ah Fiona... também Você... Vai comer Então vai nessa tudo isso? (nessa) Burro: ah não! Nessa (nessa) Vai nessa pra Come on, come on, Burro: come on, come on baby! Come on, com on

come on, come on baby Vai nessa pra pegar, come on (Vai nessa pra pegar, baby) Vai nessa pra pegar, come on (Vai nessa pra pegar, baby) Yeah, yeah, yeaaaah.

baby!

Shrek: burro... Oque você está fazendo Burro: oque! Ha! Nada! É que eu estava viajando nesse lindo por do sol! Fiona: por do sol? Não posso esperar! Vou dormir numa caverna aqui perto! (Fiona sai) Shrek: ah... Burro... Tenho uma coisa a resolver... Burro: oque? Shrek: nada! (Shrek sai) Burro: nossa até parece reprise da seção da tarde de esqueceram de mim! (começa um barulho de floresta assombrada) Burro: ah! Não aguento ficar aqui! Princesa! (ele sai)

CENA IV (blackout. Aparece à caverna). Burro: princesa! Princesa! Ah! Aqui a caverna! (ele abre a porta) ah! (ele vê a princesa transformada) (os dois quando se encontram dão um grito)

Burro: quem é você? Cadê a princesa? Fiona: burro, eu estou aqui? Burro: você comeu a princesa? Fiona: não! Sou eu! De dia de um jeito, de noite de outro, essa deve ser a norma, até encontrar o primeiro beijo do amor verdadeiro e, em seguida, tomar a forma verdadeira. Burro: ah! Que coisa linda, tá trabalhando com poesia? Fiona: não! É uma maldição que tenho dês de menina! Ah estou horrível Burro:não! Você té linda! Não consigo mentir, você tá horrível miga! (Fiona começa a chorar) Burro: não se preocupe você é feia só de noite, Shrek é feio o dia inteiro! Quero saber mais sobre isso, me explique. (Shrek aparece do lado do palco com uma flor na mão) Shrek: princesa... Eu... Ah! Não dá! Eu sou um ogro e ela... É tão linda! Como posso falar? (desfoco nele e foco na caverna) Burro: ah! Agora entendi tudo! Vou falar com o Shrek! Fiona: não! Não quero que ele saiba que eu sou... (foco no Shrek e a caverna juntos, Shrek começa a ouvir a conversa) Fiona: bem olhe... Um monstro horripilante! Jamais desejaria isso pra ninguém! Um ogro nojento! (Shrek fica magoado, mas depois com raiva). Shrek: ah! Quando chegar naquela porcaria de pântano! Irei construir a maior muralha de todas! Para ninguém chegar perto! (Shrek sai foco na caverna) Burro: mas como boa amiga, acho que você teria que contar para ele! Fiona: tem razão! Amanha de manha irei contar!

CENA V (já de manhã) Fiona: bom dia! Burro: bom dia! (Shrek chega e rosna)

Burro: que foi? Agora virou lobisomem? Fiona: ah! Shrek... Preciso conversar com você! Shrek: conversar oque? Pra depois me trair? Eu ouvi a sua conversinha com o burro ontem... Você disse que sou um monstro! A única conversa será um adeus! Fiona: espere! Eu acho que você ouviu errado! Shrek: eu ouvi em alto e bom som! Não a nada a conversar! Fiona: espere... Mas... (lorde Farquaad chega) Lorde Farquaad: olá... Minha bela noiva! Fiona: espera... Ele é o meu noivo (ela fala pro burro) Burro: é o que tem pra hoje, pegar ou largar meu bem! Fiona: não tem problema! Tchau (fala pra Shrek) Lorde Farquaad: vamos! Precisamos desse casamento! Fiona: estava só me despedindo! Lorde Farquaad: não precisa gastar suas boas maneiras com um monstro... Não é como se isso tiver sentimentos Fiona: é! E não tem! Vamos casar antes do por do sol! Hoje! Shrek: espere! Lembre-se do trato! Lorde Farquaad: tome aqui seu contrato nojento! (ele joga o contrato) Lorde Farquaad: vamos! (eles saem) Burro: Shrek! Acho que você entendeu errado! A Fiona... Shrek: chega burro! A minha missão já está completa, quando chegar ao meu pântano... Vou construir a maior muralha de todos os tempos em volta de minha casa! Burro: espera! Shrek: não! (ele da um rugido) Burro: às vezes você me assusta Shrek... Pensei que nós fossemos amigos! Shrek: nós nunca fomos amigos! Nunca fomos e nunca seremos! (Shrek sai, blackout)

CENA VI (as criaturas de contos de fadas entram) Pinóquio: que saco! Quando você pensa que você está no fundo do poço, você é despejado de um pântano! Fada madrinha: e eu que pensei que aquele ogro ia ajudar a gente! Peter pan: ah! Ele pode! É só a gente bater palminha bem forte assim! Pinóquio: ah! Vê se cresce! Peter pan: eu não quero crescer! Pinóquio: olha aqui! Gosto da sua vibe forever! Mas isso só funcionaria se você fosse um marmanjo de 34 anos com barba mal feita! Todos: Pinóquio! Pinóquio: ué! Estou mentindo? Olha pro meu nariz! Lobo mau: pra onde que vamos agora? Fada madrinha: uns vinte quilômetros pro norte! Porcas: parece que tem um lixão reservado pra nós! Biscoito: um lixão? Até quando vamos ficar se rebaixando assim gente? Bruxa: acho que tá na hora de se unir e enfrentar aquele anão! Porca 1: isso! Acho que o biscoito tem razão! Porca 2: tá na hora