Borduguês:

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Bem-vindo(a) à Desziglobédia

A enziglobédia livre de gondeúdo e gue qualguer um bode edidar.

60 293 ardigos · 201 073 imagens

Ajuda

Embaijada

Bergundas

Bolítigas

Mídia

Gondribuir

Ardigo em destague
Descartes e seu característico "biquinho" tipo francês.

René Descartes (Renato Descartado, em português) foi um francês com nome latim que ficou mundialmente reconhecido depois que ganhou o prêmio "Biquinho do Ano" honraria dos mais célebres intelectuais fresquinhos da humanidade. Esse prêmio é dado num intervalo de 24 anos. Sua mãe o batizou com esse nome porque ele jogava muito "Pif-Paf" quando criança, e graças a uma doença nos dedos, sempre descartava duas cartas ao mesmo tempo.

Descartes em termos gerais foi um desempregado, logo teve um bocado de trabalhos e bicos diferentes. Entre as atividades que mais exercia era as de filósofo, físico, cientista louco, matemático, grande jogador de pôquer e truco, cético, mendigo e flanelinha e muitas outras profissões, mas sempre com o mesmo jeitão metido a moderninho e salvador de alguma coisa. René Descartes foi tipo uma celebridade odiada de sua época.

Nasceu no dia 32 de Março de algum ano, na cidade feudal de La Haye en Touraine em alguma esquina suja da França. A infância do pequeno Descartes foi complicada, desde garotinho ele já gostava de usar batom, e para um adolescente essas coisas são complicadas, mas com o tempo ele foi conseguindo se enturmar com as pessoas certas e não apanhava tanto para os valentões da escola.

Já crescido fez direito na faculdade, mas na época René Descartes ainda era um jovem normal (tirando a sua orientação sexual) e por isso foi reprovado repetidas vezes na prova da OAB. Triste, foi apresentado aos vinhos, queijos podres e cogumelos alucinógenos que ainda viriam a fazer parte integrante de sua vida.


Compartilhe: Compartilhe via Facebook Compartilhe via Twitter



Evendos rezendes


Nezde dia...


Valando nizo, vozê zabia...


Imagem da vez
 
Abresentação
Batata desciclo sem texto.gif
Bem-vindo(a) à Desziglobédia, uma (dez)enziglobédia esgrida com a golaboração de zeus leidores. A Desziglobédia é um zite de humor debochado e seu gondeúdo não debe zer levado a zério. Dodas as nozas regras e bolídicas gonvergem para um só bringípio: zer engrazado e não abenas idioda. É um bringíbio amoral, mas que imblica numa édica subjagente. Significa que, no âmbito da Desziglobédia, só bodem ter brogedênzia as grítigas que se refiram à qualidade diverdida de um ardigo. Não tem, bordando, nenhum sendido dendar defender os méridos morais ou ardízdicos de algo que você gosta (banda, filme, personalidade, brograma, gâme, etc.) e que tenha zido zaganeado num ardigo da Desziglobédia. Ezas coizas não inderezam nem um honorável bouquinho aqui.


Bardizibação
Dodos bodem bublicar gondeúdo onrine desde que não sejam vândalos ou desresbeidem as regras. Dendre as diverzas báginas de ajuda à zua disbozizão, estão as que esbligam como griar um ardigo, edidar um ardigo ou inserir uma imagem. Em cazo de dúvidas, não hesite em bergundar e dar sua abnião.


Gomunidade
A gomunidade bem crezendo dia bós dia. Borém brezisamos de mais golaboradores para bodermos ambliar o número de ardigos em língua borduguesa e expandir, melhorar e gonzolidar os que já exisdem.


Brojetos irmãos
A Desziglobédia existe graças à entidade sem fins lucrativos Fundazam Desziglomidia. A Desziglomidia opera vários projetos em diversas línguas, sempre com gondeúdo livre:


Lista completaComeçar uma nova edição